História Na Mira do Feiticeiro - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Bruxa, Bruxo, Feitiço, Lobisomens, Lobo, Perseguição, Possessivo, Romance, Sobrenatural
Visualizações 374
Palavras 1.337
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Canibalismo, Estupro, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - 12 (Não Revisado)


Bianca Narrando:

_ O-O que você vai fazer? - Pergunto com um certo medo. Drian não fala nada, apenas da um sorriso malicioso, de lado.

_ Você tem dua opiniões. - Fala ele calmo, com um sorriso malicioso. - Você vai fazer o que eu mandar por bem. - Ele vai até minha orelha e morde o módulo. O que me causa arreios - Ou por mal...?

Ele sussurra com um puta voz sexy. Ele da um beijo sedutor em minha bochecha, seguido de outro.

_ O que você quer?! - Pergunto com raiva e novamente o enfrentando.

_ Quero que tire a roupa e dance sensualmente para mim. - Fala com sedução na voz.

_ Se você que eu dance, foda-se - Falo com raiva. - Quer alguém para dançar para você, chame a Lívia. Já que ela é uma puta profissional.

_ Ciúmes? - Ele pergunta malicioso.

_ Não. - Falo fingindo calma. - Mas se eu quiser dançar para alguém, eu danço para o Rodrigo. - Falo vendo sua reação. - Porque ele sim é... como posso dizer? - Pergunto fingindo pensar. - A porra de um Deus Grego. E que Deus Grego... - Falo soltando em um suspiro. - Não acharia nada mal dar minha virgindade a ele... - Falo baixo a mim mesmo.

_ Se ele tiver segundas intenções com você, ele vai morrer da pior forma. - Fala ele se afastando e se sentando folgadamente em sua poltrona. - Então vai ser por mal!

Escuto o meu MP3 tocar uma música com batidas. Olho para ele e vejo que não está com o fone de ouvido conectado.

_ Fique apenas de roupa íntima - Ele ordena sério.

_ Não! - O enfrento.

_ Se não o fizer, eu mesmo tiro sua roupa. - Fala sério e trazendo um copo e uma garrafa de whisky até ele, com sua magia - E te garanto que a deixarei completamente nua. - Fala e bebe um pouco de whisky. - Qual vai ser?

Ele é muito mais forte que eu. Tenho consciência disso. Se ele se atrever a tentar tira minha roupa, sei que ele não vai exitar em fazer o que disse. Mas não quero ser submissa a ele.

_ Por que está fazendo isso comigo?! - Pergunto séria.

_ Você me irritou, agora vai receber sua punição. - Fala sério - Tire a roupa! - Ordena.

_ Te irritei com a verdade?! - Pergunto séria - Quer mesmo que acredite que está apaixonado por mim?

_ Acreditando ou não, isso é uma fato! - Fala ele sério. - Preciso repetir minha ordem?

_ Não está apaixonado. Você está obcecado - Falo séria - Você não me conhece pessoalmente, você só me viu de longe e ficou obcecado por meu copo.

_ Está enganada. - Fala com um sorriso de lado - Não sabe o quanto está enganada.

_ Precisa de mais. - Falo o encarando - Muito mais para estar apaixonado.

_ E o que te faz pensar que não tenho outros motivos? - Ele pergunta sério.

_ Quais? - Pergunto o desafiando.

_ Saberá no momento certo. - Fala ele sério.

_ E quando vai ser?! - Pergunto com raiva por ele não me contar.

_ Quando chegar a hora eu vou ter falar. - Fala ele e da um suspiro - Tire a roupa - Ele ordena, e eu exito em obedece-lo. - Ou quer que eu tire?

Com raiva, eu levanto minha blusa e a tiro. Olho com raiva para o Drian, e vejo ele com um sorriso de lado. Porém, noto uma certa montanha entre suas pernas.

_ O short também. - Ele ordena. Olho com raiva para ele e começo a desabotoar os botões de meu short. Logo depois o tiro. - Perfeita. - Fala ele analisando meu corpo - Infelizmente você não resistiu. Séria ótimo vê-la nua. - Fala com um sorriso safado - Dance!

Permaneço quieta em meu lugar. Não atrevo a me mexer. Ele enche o copo de whisky e toma.

_ Estou esperando. - Falo ao me olhar - E bem sensual.

_ Não vou dançar para você. - Falo séria.

_ Com certeza vai. - Fala ele firme - Ou a obrigo a dançar em meu colo. - Fala ele com um sorriso de lado. - Será ótimo tê-la dessa maneira rebolando no meu colo. - Fala e bebe um pouco mais de whisky. - Você escolhe.

_ Não pode me obrigar a isso! - Falo com raiva.

_ Quer apostar? - Pergunta com deboche.

_ Não ira me obrigar! - Falo confiante. - Porque seria outro motivo para mim nunca te amar. 

Drian bebe o whisky em um único gole e me olha. Ele estende a mão a mim, e me faz levitar. Ele puxa de leve sua mão, me fazendo vir até ele. Ele me coloca no chão centímetros perto dele.

_ Élenchos - Fala ele e consigo sentir sua magia me manifestando dentro de mim.

Minha perna se move contra minha vontade. Não consigo parar. Tento resistir, mas é em vão. Quanto mais eu resisto, mais dor eu sinto, na parte que tento controla.

Desisto do controle ao sentir a dor. Eu vou até ele colocando a mão em seu abdômen. Sinto a dureza e rigidez de seu tanquinho. Eu me sento em seu colo e seguro sua cabeça.

Sinto a mão de Drian em minha coxa, subindo até minha coxa. Ele aperta minha bunda, me fazendo dar um gemido.

_ Não vejo a hora de te fazer gemer, muito mais alto... - Sussurra ele em meu ouvido. Tento falar algo, mas não consigo. Ele bloqueou minha fala. - Infelizmente isso não acontecerá hoje, e sim quando se entregar a mim por vontade própria.

Sinto meu copo, contra minha vontade, dança em seu colo. Ele sobe sua mão até minha cintura e me puxa para ele. Contra minha vontade, minha mão sobe até seu peito, passeando sensualmente por ele.

Começo a rebolar por seu colo, até sentir sua erosão pulsando na minha buceta. Sua mão percorre meu corpo, enquanto danço balançando de leve os cabelos, ombros e cintura. Em um ritmo sexy.

Me sinto uma prostituta...

Minutos depois;

_ Se ficar mais tempo, vou ficar ainda mais duro e não vou consegui me controlar. - Fala o Drian sério. - Vou tomar banho para me acalmar - Fala ele me tirando de cima dele e se levantando em seguida. Ele pega meu queixo e o levanta, me forcando a olha-lo. - Espero que tenha aprendido a lição. - Ele da um beijo na minha testa e olha em meus olhos - Apeleftheróste

Sinto ganhar novamente o controle de meu corpo. Olho para Drian e o vejo quase entrar no banheiro.

_ Por que? - Pergunto calma olhando para o chão, e sinto ele se virando.

_ Ao que se refere? - Ele pergunta.

_ Não sou rica, meu trabalho não tem importância, não sei quase nada sobre magia e não tenho talento. - Falo e olho para a janela - Se meu pai me vendeu a você, podia fazer outras coisas comigo. - Falo e olho para ele. - Por que faz isso comigo?

_ Porque você é importante. - Fala ele calmo.

_ Por que? - Pergunto com uma certa raiva. - O que eu tenho de importante?

Drian da um suspiro pesado e vem em minha direção. Ele lava suas duas mãos até meu rosto e olha profundamente em meus olhos.

_ Isso vai passa e você não sentira mais raiva. - Fala ele calmo, mas posso notar um tom de sinceridade. - Será amor. E vou fazer de tudo para que eu seja o homem de sua vida.

_ Por que? - Pergunto. - Você pode ter a miss universo ao seus pés. Por que me escolheu para... essa vida?

Ele olha profundamente em meus olhos e da um beijo em minha testa.

_ Como eu queria que se lembrasse... - Fala ele e posso notar um tom de angústia em sua voz. E de alguma forma essa angustia me comoveu. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...