História Nada além da verdade - Camren - Capítulo 66


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Alem, Ally, Ariana, Cabello, Camila, Camren, Dinah, Drama, Fifth, Fifthharmony, Harmony, Jauregui, Lauren, Lesbicas, Lgbt, Lucy, Nada, Normani, Norminah, Romance, Verdade, Verônica
Exibições 493
Palavras 1.419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 66 - Mentira, vou sim


Fanfic / Fanfiction Nada além da verdade - Camren - Capítulo 66 - Mentira, vou sim

Mani nos levou para o aeroporto, o trânsito tava livre ela e Dinah na frente e o climão no fundo, chega dava para sentir o vapor. Lauren no meio, Amanda ao seu lado e eu do outro, estava furiosa, não vou mentir.

-Ansiosa, Laur? - Perguntou Amanda e minha cabeça quase gira 360 graus para observar a cara de pau dela, em seguida meu olhar passou para Lauren.

-Um pouco, e triste também - disse olhando nos meus olhos, e nos entendíamos ali naquele olhar, e isso era o que mais me doía, seu olhar estava pesado, o verde estava quase marrom, mudou para um verde mais escuro, menos radiante, e aquela não era a minha Lauren

Não sei como mas minha mão esquerda já estava sobre a sua, só senti isto quando ela a apertou, nossos olhares não saíram um do outro, não era necessário palavras.

Larguei sua mão, segurando o seu rosto, sua pele sempre macia, acariciei de olhos fechados apenas a sentindo, assim que abri, me aproximei depositando um beijo em sua bochecha, dessa vez fazendo-a fechar os olhos.

-Vem comigo - sussurrou e meus pelos se arrepiaram.

Coloquei minhas pernas por cima das suas me acomodando em seu abraço da forma que sempre fazíamos. Saudade esse sentimento voltará.

-Não posso.

-Camz...

-Lauren, já conversamos

-Foi tudo tão rápido.

conversávamos entre sussurros e dores

-Foi, nem aproveitei meu tempo contigo, me perdoa

-Eu te amo Camila.

E a culpa volta, sou refém desse amor,  é ela com quem quero acordar todos os dias da minha vida, e um ano velho! Um ano sem minha Lauren... As lágrimas já rolavam. Já ardiam o meu rosto, passavam do meu corpo caindo pelo seu ombro.

-Ei... - disse tirando meu rosto de seu ombro me olhando com nossos olhos marejados , ela colocou uma de suas mãos desocupadas em meu queixo, eu sentia sua pele lisa em mim, e seu dedo quente em meu rosto.

Olhei para Amanda que estava com o fone de ouvido, as meninas na frente cantando alguma música que soava no rádio mas nem me preocupei em saber qual era. Porque nesse momento, meus olhos já haviam fechados ao sentir a aproximação de Lauren, cada vez mais perto

-Chegamooooos!  - Ouvi a voz enjoada de Amanda, na hora do beijo

pqp

Pior é te ouvir ela sorrir com o que acabou de fazer

Estragar nosso beijo

A raiva poderia me consumir, mas dessa vez eu não me importei porque confio em Lauren e nada vai acontecer entre elas

O problema é que eu só confio em Lauren

-Sinuhe, Michael, Taylor e Chris não vêm? -Dinah perguntou a Lauren assim que saímos do carro

- não infelizmente não passei a manhã toda com eles mas já estou com saudades dessa família maravilhosa

Verônica e Lucy não vieram mas falaram que haviam decidido viajar também para Califórnia por isso não se despediram muito de Lauren

Pois logo logo elas estariam com ela

Leon, Troy e Ally se despediram ali mesmo no apartamento

Apesar de que Leon chorou um pouco e acabei me emocionando também mas evitei ao máximo demonstrar

entramos no aeroporto de mãos dadas.

Tínhamos lembranças, boas e más daquele lugar.

Lauren e Amanda saíram de perto da gente para resolver as últimas coisas precisas do passaporte e da viagem enquanto eu e as meninas ficamos na área de alimentação

-Vai ficar assim com ela para sempre? - Dinah cortou meus pensamentos, já era volta de 18:20, foi muito rápido da casa de Lauren para aqui, mas só de pensar que tenho apenas quarenta minutos, parece pouquíssimo tempo, e a história se repetiria, a menos que eu vá também mas agora é tarde

Porra Camila

Você é uma idiota

-Você é uma idiota - Dinah cortou de novo

-É, eu sei - disse mexendo o canudo do suco que comprei.

-Se você sabe, tá fazendo o que aí parada? - Normani perguntou

-Não tenho muito o que fazer

-Hey garotas, o vôo é das 20:00, mas já temos que estar lá 19:00 no máximo 19:30 senão perdemos ele - Lauren disse e sentou-se ao meu lado.

-Vocês podem ficar conversando, vou ver se tem algo para comer por essas lojas. - Disse a cobra se levantando

-Essa garota sabe que ninguém aqui gosta dela, que merda ela faz aqui?

-DINAH! - Laur repreendeu e eu prendi o riso para não irritá-la mais, Normani olhava para mim e em seguida para trás de mim, e eu não entendia o jogo de sinal até virar meu rosto, virei para ela e levantei a sobrancelha

-Banheiro, droga! - Corei - Dinah, essas suas amigas.. não sei não.

Lauren me encarou e por fim tomei coragem.

-Vem comigo? - estendi a mão e nos levantamos, e fui em direção ao banheiro que graças aos deuses estava vazio.

-Ei, por que me trouxe aq...

Em um ímpeto calei a sua boca com um beijo que tava mais que com vontade de dar, suas mãos pararam em minha cintura e tratei de empurrá-la para a parede levantando suas mãos, enlaçando nossos dedos

-Camila...

-Laur... - Não deu tempo de falar, ela logo me virou contra a parede, e agora meu braço entrava em contato com a parede fria fazendo-me arfar com a divergência do calor e frio em meu corpo. Nossas bocas foram moldadas para se encaixarem, não provei muitas bocas fora a dela, mas só a sensação de tê-la ali só para mim em um lugar completamente proibido já me deixava molhada.

Ela me puxou pela blusa, parece que esperava isso tanto quanto eu, me levou para uma cabine do banheiro, fechou e tratei de tirar a sua blusa, peça mais que desnecessária em seu corpo.

A virei, fazendo-a sentar no vaso e tratei de sentar em seu colo e prender meu cabelo

-Camila!

-Hm?

-Você é extremamente sexy.

Essas foram suas últimas palavras até eu começar a passar a mão por todo o seu corpo até chegar em seu sexo e penetrar meus dedos sem aviso, sua cabeça arqueou e o gemido que deu, calei com minha boca na dela.

Mas não a impedi de gemer baixo enquanto minha mão brincava com seu clítoris extremamente molhado.

-Camila... - falou com a voz rouca com os olhos fechados

-Algum problema? - disse e parei de fazer o que fazia a olhando com a cara mais cínica possível e ela abriu seus olhos pude ver duas íris pretas de pura excitação.

-Não pedi para parar

A excitação tomava conta dos nossos corpos, só ouvia meu coração e o dela, junto aos nossos suspiros pesados ali naquele banheiro, até ouvirmos passos vindo da porta, tratei de esconder minhas pernas me encaixando ainda mais em sua cintura e nossos olhares continuavam ali cravados.

-Tem alguém aí? - uma voz perguntou

E eu rebolava em seu colo, as duas de saia, na verdade a de lauren já havia saído do seu corpo em um momento que nem vi, e a minha... Só fiz levantar e fazer leves movimentos colando nossos sexos, Lauren jogava a cabeça para trás de prazer segurando forte a minha cintura, gemendo baixo.

-Paraaa- falou baixo

-Tem alguém aí? - Reconheci a voz de Amanda

Minha calcinha já não existia mais, cheguei perto do ouvido de Lauren como uma verdadeira pervertida

-Goza para mim, Laur

E assim foi feito, entre gemidos, entre meu nome e o dela, entre seu corpo e o meu

Meu corpo sentiu o seu líquido quente em minhas pernas, e acabei gozando também.

-Nossa! - Amanda falou

-Acho que alguém ouviu seu gemido, Jauregui

-Podíamos fazer isso mais vezes - ela disse rindo e minha consciência voltou, ali não era eu. Era Karla.

Levantei-me do seu colo, correndo para outra cabine para me limpar, depois de um tempo saí, e molhei o rosto.

Saí do banheiro, pois Lauren já não estava lá.

-Cadê ela? - Perguntei para Mani e Dinah que ainda estavam no mesmo lugar.

-Achei que estivesse com você, Amanda foi até procurar vocês.

E só um lugar veio a minha cabeça

Andei para o jardim de tulipas, atrás do aeroporto, só tinha aquele lugar, e lá estava ela. De novo com seu único brilho, peguei uma tulipa, e me aproximei depositando um beijo em sua nuca e tapando seus olhos.

-Acho que não vou conseguir ficar um ano longe de você.

Senti suas bochechas se elevarem como um sorriso

-Não precisa ficar um mês longe de mim

-Só tem uma solução - disse

-Fica comigo - falamos juntas e ela me olhou.

-Tô brincando! Vou dar um jeito aqui e logo estarei lá com você, preciso ao menos do meu primeiro salário e vou correndo para Califórnia ver a diretora de filmagem de um filme aí..

-É...é?

-Uhum

-E vai beijá-la assim? - disse dando-me um beijo, o vento batia em nossos cabelos, meus pelos se arrepiaram, e separei o beijo

-Vou, com toda certeza

-E sua namorada?

-Ela vai gostar!

-Tem certeza?

-Toda certeza do mundo.


Notas Finais


Como falei... A incerteza da Camila foi essencial, e só tenho algo a dizer

Personagens novos estão na California. Preparem esses corações

Hello Machine en en
Shaun Ross 💙
Alexa Ferrer heuejeueh retorna
And mais uma pessoinha....


Espero que lembrem de uma certa carta enterrada em uma certa caixa quando uma certa pessoa foi para o Canadá.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...