História Nada como nós (Nothing Like Us) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Books, Bts, Colegial, Jungkook, Kook, Kookie, Like, Llivros, Músicas, Nothing, Paper Hearts, Purpose, Romance, Tmblr
Exibições 10
Palavras 1.988
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Festa, Lemon, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Obrigado pelas visualizações, espero que tenham gostando.
Boa leitura!

Capítulo 2 - ₩ 둘 ₩


Fanfic / Fanfiction Nada como nós (Nothing Like Us) - Capítulo 2 - ₩ 둘 ₩


Jungkook acordou cedo, às exato 06:21 AM. Se lembrou que tinha aula, mas não sabia quais, e ainda teria que falar com a diretora Karmin sobre as aulas no fim de semana. Se levantou rapidamente e notou que os meninos ChungHo e Kyung ainda estavam dormindo. 

 -- Aish, eles vão se atrasar. -- Jungkook entrou primeiro no banheiro, tomou um banho rápido. Escovou os dentes e saiu do banheiro com uma toalha enrolada na cintura. 

A aquela altura os meninos já estavam de pé e viram Jungkook semi nu. 

-- O que é? Perderam alguma coisa? 

 -- N-não. -- disse ChungHo, eles não estavam acostumados com aquilo, e pelo jeito teriam que se acostumar logo logo. Jungkook se vestiu na frente deles sem dar a mínima. 

Depois calçou os sapatos e arrumou o cabelo secando os mesmos. Burrifou perfume em sua pele branca em tom rosado e colocou o seu colar de pedra, uma pedra verde e brilhante e ao mesmo tempo discreta. 

Arrumou os materiais de acordo com as aulas e procurou pela sua sala. Os meninos ficaram assustados pelo jeito peculiar de Jungkook, mas continuaram a se arrumar pra aula. Jungkook entrou na sala, que não tinha ninguém, e sentou nas últimas carteiras, como não gostava dos professores queria manter distância. Margo entra na sala e bufou revirando os olhos. 

 -- Você aqui? Aaah... Caramba. -- jogou sua mochila na sua mesa com raiva. 

 -- Não acredito que vou ter que passar o resto do meu ano letivo com você. -- Jungkook se levantou e foi até ela. -- Fique longe de mim, ok? 

 -- Ok. -- ela o empurrou com dois dedos. -- E não tente chamar tanta atenção. -- ela olhou pra carteira dele. -- Aah e mais uma coisa, aquele lugar ali já tem dono. 

 Ela saiu da sala e ele voltou ao lugar dele. 

 -- É melhor você comer, vamos ter que ficar três horas seguidas com o traseiro grudado nessas cadeiras. -- ela disse em um tom mais alto pra que ele pudesse ouvir. 

 -- Vai cuidar da sua vida. -- ele pegou a sua mochila e colocou em cima de uma mesa qualquer e sentou na mesa do professor. 

 Os meninos ChungHo e Kyung logo estavam ali, apenas ignoraram a presença de Jungkook e sentaram em suas devidas carteiras. 

 -- É melhor você sair daí... -- disse Margo. - Se não quiser levar uns tapas do professor Seokjin, ele odeia cheiro de traseiros avulsos. 

 -- Eu já disse pra você cuid -- o professor chega na sala e interrompe Jungkook com um grito. 

 -- VOCÊ TA MALUCO OU O QUE? É DE NASCENÇA? -- o professor puxou Jungkook pra sair dali de cima e o mesmo pediu pro professor relevar o seu ato. -- ACHA QUE VOU RELEVAR ISSO? NÃO. 

 -- Professor não é pra tanto também. Manda ele limpar a mesa com a língua. Iria ser engraçado. -- disse Margo rindo da possível situação de Jungkook. 

 -- Margo vai sentar. E você novato, vai buscar agora um pano umidecido e limpar essa mesa. -- o professor procurou pela mesa de Jungkook e quando viu a carteira com a mochila e ninguém sentado, ele o fez. Sentou em cima da mesa de Jungkook. -- Agora vai buscar o pano. Todos riram de Jungkook e o mesmo foi buscar o tal pano. Logo voltou pra sala de aula e o professor já estava iniciando a aula. 

 -- Perdeu alguma coisa novato? -- perguntou Seokjin em ironia. 

 -- Não. Só quero sentar na minha carteira e não incomodar ninguém. 

 -- Devia ter pensado nisso antes de sentar na minha mesa. 

 -- Aish... Ok, quer que eu faça o que? 

 -- Entre logo abusado, e fique de boca calada. -- o professor apontou pra mesa de Jungkook, o mesmo entrou e sentou na sua cadeira. 

....

 -- Finalmente, três longas horas se passaram. -- ChungHo disse pra Kyung que riu depois. Margo continuou sentada, pegou um mapa e começou a riscar o mesmo. 

 -- O que está fazendo? -- perguntou Jungkook à Margo. 

 -- "Vai cuidar da sua vida". -- Margo imitou a voz de Jungkook. 

 -- Vai viajar? Vai fugir daqui? -- Jungkook sentou na mesa da frente da dela e se virou pra Margo. 

 -- Agora quer ser meu amigo? -- Margo arqueou as duas sobrancelhas olhando fixamente pro mapa. 

 -- Eu não disse que quero ser seu amigo. Eu só estou conversando como uma pessoa normal faria. 

 -- Uma pessoa normal não iria chegar onde estou, me fazendo perguntas que nem um policial em um interrogatório. -- ela fechou o seu mapa e o guardou na mochila. -- Por que não vai de divertir? Vai pegar as rabo de saia que estão querendo dar pra um moleque que nem você. 

 -- Eu não gosto desse tipo de meninas. 

-- Sabe uma coisa que gostei em você? 

-- Diga logo... 

 -- Gosto quando fica calado, sem se meter na vida dos outros, inclusive da minha. -- Margo saiu da sala o deixando sozinho na sala. -- Esse menino é insuportável. 

 ...

 Hora de tirar o traseiro da cadeira, o professor de Educação Física chegou na sala e levou os alunos pra uma quadra enorme e bem iluminada. Os meninos já tinham trocado de roupa, as meninas foram pro vestiário feminino trocar de roupas também. Margo foi a primeira a chegar. 

 -- ... ele ficou me encarando a aula toda, será que ele ta afim de mim? -- as meninas estavam conversando sobre algum menino bonito e sem cérebro. -- Jungkook é tão bonito.

 -- Iludidas... -- sussurrou Margo depois que saiu do vestiário feminino. A mesma correu até o professor. -- O que eu treino? 

 -- Faça alongamentos primeiro. Depois jogue basquete sozinha. 

 -- Ok. - a mesma começou a fazer os seus alongamentos escutando The Chainsmokers - Closer. 

 ...

 -- Cuidado! -- disse alguém na quadra pra Margo, a bola acertou em cheio a sua cabeça, fez a mesma cair no chão e desmaiar. 

 -- Meu deus... Eu acertei ela... -- Jungkook tinha acabado de acertar a bola nela. O mesmo correu pra ajuda-lá. -- Margo? Margo! Ela... desmaiou.

 -- Não vai fazer nada? -- perguntou o professor assustado. Jungkook a pegou no colo e a levou pra enfermaria. Percorreu os corredores com ela nos braços fortes e quando achou a enfermaria entrou na mesma com cuidado, colocando Margo na maca.

 -- O que aconteceu? -- perguntou a enfermeira.

 -- Ela levou uma bolada no rosto e caiu no chão e desmaiou. -- Jungkook de certa forma estava preocupado com ela. Não queria ter feito aquilo. 

 -- Sua namorada vai ficar bem. Vou cuidar dela, pode esperar lá fora? -- Jungkook a olhou confuso, apenas concordou e saiu da enfermaria.

 -- Namorada? -- perguntou pra si mesmo depois que sentou no banco do lado de fora. -- Espero que ela fique bem... -- o mesmo suspirou e fechou os olhos pensando. 

 ...

 Jungkook nem sequer esperou Margo, foi pro seu quarto e tomou um banho, ele ainda estava suado. 

-- Jungkook? -- um menino o chamou, quando se virou notou que era ChungHo e Kyung ao lado. -- O que aconteceu? Ela tá bem?

 -- Se não está vai ficar. Eu sai antes que ela acordasse. Ela me odeia e agora que acertei a bola nela vai me odiar mais ainda. -- os meninos o acomparam até o quarto. Jungkook foi pro banheiro e tomou o seu devido banho. 

 -- Jungkook... Vamos jogar no PS4, quer jogar também? -- perguntou Kyung querendo fazer amizade. 

 -- Não agora, eu vou pra biblioteca. Preciso de alguns livros bons, e depois eu jogo com vocês. Vou trazer refrigerante. -- e então ele saiu do quarto já vestido. Caminhou até a biblioteca, chegando lá começou a procurar livros. 

 -- Só tem livros da "modinha" aqui. -- disse uma menina pra Jungkook. 

 -- Sei que são da "modinha", mas não deixam de ser bons. Claro que... Tem vários outros que são bem melhores e não estão na lista "modinha". Mas tem alguns bons da "modinha" também. -- disse Jungkook pra menina. -- Qual é o seu nome? 

 -- Meu nome? -- a menina parou de procurar os livros e olhou pra Jungkook. -- Me chamo Tessa, sou estrangeira. 

-- Veio de onde? -- Jungkook a olhou por alguns segundos. A mesma voltou a atenção aos livros. 

 -- Vim de Michigan. -- a menina sorriu. -- Você é coreano mesmo não é? É porque tem estrangeiros aqui que falam muito bem e parecem muito com os nativos.

-- Sim, sou coreano nativo. -- Jungkook pegou os dois livros que achou interessante e se preparou pra sair. -- Prazer, Jeon Jungkook. -- a menina estendeu sua mão e acabou derrubando os livros que estavam na outra pois estava pesado pra uma mão só. 

 -- D-desculpe. -- a menina se abaixou e pegou os livros, Jungkook se ofereceu pra pegar os livros, mas sem resposta ele se abaixou também e ajudou ela. 

 -- Você vai ler tudo isso? -- Tessa carregava 7 livros e mais dois na bolsa. 

-- Sim. Eu estou acostumada. O meu quarto é uma biblioteca ambulante.... Nessa escola tem uma estufa secreta, eu vou lá sempre que posso. Se quiser um dia eu te levo. -- a menina sussurrou a última parte. 

 -- Pode me levar agora? -- Tessa se surpreendeu com a pergunta dele. 

-- Posso sim, vem. -- ela puxou o braço dele e o levou pra um corredor antigo, quase caindo aos pedaços. No fim do corredor tinha uma porta pequena, talvez pra cachorro ou algo do tipo, mas pra um cachorro seria grande demais. 

 -- Vamos entrar por aqui? 

 -- Xiiii!!! Silêncio, quer que peguem a gente aqui? -- a mesma pegou uma chave.

 -- E o que tem demais se pegarem a gente? No máximo iríamos ter advertências. -- Tessa abriu a porta e entrou primeiro, ela teve que se agachar. Jungkook entrou atrás dela, e quando se levantou arregalou os olhos. -- Uau... 

 -- Bem vindo ao meu refúgio. -- ela sorriu e sentou em um puff que provavelmente trouxe. -- Não precisa mais sussurrar, não vão nos escutar. Só não grite. 

 -- Esses livros... São seus ou da biblioteca? 

 -- Ambos... Alguns são meus mesmo, e outros... Eu peguei da biblioteca.

 -- Ladra de livros. -- Jungkook riu ainda olhando e admirando. 

 -- Não considero isso como roubo, eu só pego emprestado. 

 -- Pega emprestado e não devolve não é? -- Jungkook sentou na frente dela. 

 -- Aish, pare com isso. -- ela revirou os olhos e deu um pequeno sorriso. 

 -- Quanto tempo faz que você achou isso?

 -- Eu não achei, me falaram que tinha aqui. Foi uma amiga minha, ela me deu a chave e disse pra eu ficar aqui.

 -- E porque ela fez isso? 

 -- Disse que iria acontecer alguma coisa com ela, e que seria em breve. E três dias depois ela morreu. Suicídio. Encontraram o corpo dela no campo de futebol, sem ser na quadra, no campo mesmo. Foi horrível. 

 -- Meus pêsames. -- o silêncio predominou o recinto.

 ...

 -- Eu preciso ir, já está na hora. -- disse Jungkook pra Tessa depois de quase duas horas conversando com ela. 

 -- Ok. Se quiser voltar algum dia é só me falar. Sabe onde me encontrar não é? 

 -- Sei, sim. Na biblioteca ou na cantina perto das máquinas de café. -- Jungkook sorriu. -- Até mais Tessa. Jungkook voltou pro seu quarto e não encontrou Margo nos corredores, o que foi um grande alívio pra ele. Jogou a noite inteira com os meninos. 

Jungkook até que estava se dando bem na escola e fazendo amizades, mas não com certa pessoa. Margo. Será que ele se importa com isso? E será que Margo está bem? Jungkook agiu de forma certa com Margo? Ele só pensava em uma coisa: Manter distância dela. 


Notas Finais


O que acharam? Comente o que achou, preciso saber como esta andando a história, favoritem isso me deixa super feliz.
Beijãão!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...