História Nada irá nos separar - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fátima Bernardes, William Bonner
Personagens Fátima Bernardes, William Bonner
Tags Fátima Bernardes, Golpe, Separação, William Bonner
Exibições 150
Palavras 804
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Feliz dia das crianças

Capítulo 4 - No Hospital


Após darem entrada no hospital e serem atendidos, Vini e Fá ficaram em uma sala enquanto ele tomava soro.

 - Mãe-

 - Não fale,você está se recuperando.

 - Já estou melhor e você não pode fingir para sempre que o que eu falei não lhe afetou, você está mal desde que o William se foi...

 - Nada de William,ele é seu pai sempre foi,sempre será! E ele não nos abandonou, eu e ele nos separamos, nós. Seu pai ainda te ama muito e vai estar com você e suas irmãs sempre.

 - Ok mamãe,me desculpe.

 Fátima apenas sorriu e depois de um tempo saiu dando a desculpa que ia falar com a enfermeira para saber se já podiam ir,vendo que o menino estava visivelmente melhor. Se afastou e discou o número do marido. Depois do segundo toque,ele atendeu:

 - Alô?

 - Wi...viane - ela lembrou que estava em um local onde não só as paredes tem ouvidos - eu liguei para avisar que estou no hospital com o Vinícius.

 - O que houve com o Vini? Ele está bem? Vou par-

 - Sim sim,ele está bem , não precisa vim. 

 - Mas ele é meu filho também.

 - Não estou dizendo que não! Mas ele está chateado com você.

 - Comigo? O que eu fiz?

 - Saiu de casa.

 - Mas..-

 - Eu sei que foi necessário, e disse a ele que não era para estar assim mas ainda assim é melhor você não vim.

 - Ok,mas o que ele tinha?

 - As meninas estavam falando sobre a separação e ele ficou com raiva e a pressão abaixou.

 - Em que hospital vocês estão?

 - Não é bom você vim enquanto eu estiver aqui.

 - Acha que vão desconfiar por estarmos vendo nosso filho no hospital?

 - Não tenho certeza mas.. Deixa

 - Mas o que Fátima?

 - Sei se estou preparada para lhe ver,definitivamente não em meio a tantas pessoas.

 - Como assim?

Antes que ela pudesse responder ouviu um grito,olhou em direção ao quarto do filho e o viu se contorcendo com o braço pressionado contra a barriga. Desligou o celular e foi correndo para o quarto.

   - O que está acontecendo?

   - Senhora vou pedir que se retire,por favor.

   - Mas é o meu filho!

   - Eu sei,e vamos cuidar dele-

  Outro grito agudo e a enfermeira correu para ajudar a equipe e a morena teve que sair. Estava aflita mas absteve-se de ir ao quarto do filho,sentiu o celular vibrar diversas vezes porém não estava com cabeça para isso no momento. Depois do que pareceu uma eternidade, viu a medica se aproximar.

 - Como ele está?

 - Ele está bem,está dormindo agora,fizemos alguns exames e estamos aguardando o resultado,então se a senhora quiser e ver ele...

  - Mas o que a senhora suspeita que possa ser?

  - Não posso me pronuciar agora,temos que esperar o resultado dos exames.

  Com isso a médica dá um sorriso e vai falar com outro medico, a apresentadora vai para onde seu filho está. Ela se senta na paltrona que fica ao lado da cama e segura a mão do moreno acariciando-a com polegar.

  -Como eu queria o Will aqui comigo - Fátima sussurra cansada e continua observando o menino.

 

  Depois de algumas horas,a morena teve que ir para casa para informar as filhas o que tinha acontecido e também tomar um banho rapido para poder retornar ao hospital. Nesse tempo em que a esposa esteve fora, William indo contra o que sua mulher disse,foi no hospital para ter notícias do filho. 

  Após descobrir o numero do quarto,ficou hesitante perto da porta do quarto do menino.  De repente, ficou não sabia se tinha sido sua melhor ideia, vim até o hospital, já que para começo de conversa seu filho não queria o ver.

 Estava decido a ir embora quando uma mulher aparece e o impede.

 - Senhor Bonner?

 - Sim, sou eu. Vim saber como está o Vinicius mas ...

 - Ah sinto muito, os resultados só chegaram agora. O Vinicius tem apendicite aguda, precisamos da sua autorização para realizar a cirurgia o quanto antes.

  - Eu.. Não posso,quando minha ex-esposa chegar, a senhora peça a ela. Eu não posso fazer algo assim sem que ela saiba e não estamos nos falando ultimamente,então... Só quero saber quem irá realizar a cirurgia.

 - Eu mesma, doutora Andrea Mello.

 - Por favor, toma conta dele.

 Ele fala com um certo tom de medo e a mulher apenas sorri,dizendo que está tudo bem. E então William sai e vai para o seu carro,um tanto indeciso sobre sua escolha, seu filho já devia estar com muita dor e teria que aguentar até a mãe chegar,mas conhecendo sua mulher, ele sabe que assim que ela souber vai assinar e ninguém nunca vai saber que ele foi lá. Era melhor assim.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...