História Nalu Em - Minha Geleinha ❤ - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Lucy, Nalu, Natsu
Visualizações 100
Palavras 908
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Haru


Minha Geleinha ❤️

Capítulo 07: Haru 

Autora: Mia-Lane


°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°

Capítulo anterior


Vá ao ponto Dragneel

Eu queria saber se eu posso ficar aí por  1 mês

O QUE?


Agora:


NÃO TEM COMO ISSO NATSU! - gritei no telefone.


Como assim não? - falou aparentemente irritado - Lucy a gente já namorou eu já vi seu corpo eu já te conheço conheço suas manias, seu jeito eu não quero atrapalhar eu só não quero morar com o zeref entende.


Você está louco - falei suspirando.


Claro que não estou! - falou convicto.


Mais sério porque não fica com o zeref? - perguntei irritada.


Por que ele é mais irresponsável que minha pessoa e suponho que nós dois naquele apartamento irá dar merda  - falou e eu pensei melhor.


Isso é verdade - suspirei - o que eu faço Jesus me ilumina nessa hora… tá bom Natsu pode ficar aqui - falei e ouvi ele comemora.


Sério Lucy te amo - falou feliz até demais pro meu gosto.


Humm espero não me arrepender Dragneel - falei já me arrependendo - até amanhã.


Até luce - desligou o celular.


Eu não acredito que burrada, Lucy você é uma trouxa como foi aceita assim tão fácil, eu deveria ter dito não aii lascou - me repreendia mentalmente por ter decidido tão rápido.


Não fiquei pensando fui tomar um banho frio, não queria pensar nisso, depois de um banho rápido cai na cama me enrolando pronta pra dormir, podia ser cedo mas eu precisava esquecer a burrada que eu fiz então dormi e a melhor opção nesse momento.


°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°°


Graças a Deus dormir a noite toda e acordei renovada, para mais um dia de luta em pleno sábado, resolvi mudar um pouco então fui fazer uma corrida antes da escola, estou precisando malhar estou me sentindo muito inchada esses dias, então fazer essa corrida poderia ajudar pelo menos foi o que eu pensei.


Fui até o parque correr estava com um shortinho moletom e um casaco também moletom e com meus fones, estava tudo normal até um ser tromba em mim e nós dois caímos de bunda no chão.


Desculpa, desculpa - falou a pessoa um pouco desajeitada eu apenas rir.


Está tudo bem - me levantei olhando pra ele. - meu nome é Lucy e o seu?


Haru - falou tímido.


Então Haru onde está sua mãe ? - perguntei e ele me olhou desesperado.


A minha mãe ela…. Moça a senhora pode ajudar minha mãe?? Ela tá muito mal - falou com os olhinhos cheios de lágrimas.


O que houve com sua mãe? - perguntei começando a ficar angustiada.


Haru e ela estávamos andando quando um moço veio e começou a bater na mamãe ela mandou eu fugir e Haru com medo fugiu - falou com lágrimas. - Haru que encontra com a mamãe, Haru que ver a mamãe, moça leva o Haru até a mamãe dele por favor eu quero ver ela - falou chorando eu não pude me conter é o abracei.


Você se lembra onde sua mãe estava? - perguntei e ele negou.


Haru que ver a mamãe - falou chorando.


Xxiii vai ficar tudo bem - falei o abraçando mais forte.


Moça o Haru não vai poder mais ver a mamãe? - ele soluçava aquilo me angustiava.


Vai Haru você vai vê-la - falei me levantando com ele no colo. - vamos dar uma volta para tentar encontrá-la - ele apenas assentiu chorando.


Andei por todo aquele parque e não encontrei a mãe dele, o que me angustiou fomos para as avenidas ver é nada e eu não tenho a mínima ideia do que  fazer nesse caso, eu não posso deixar ele lá sozinho mas também não posso cuidar de uma criança sozinha… eu tenho que leva ele até a polícia mas  não agora ele está muito atordoado.


Haru vamos pra minha casa - falei indo em direção a ela.


Mais e a mamãe? - perguntou me olhando.


Depois vamos até a polícia para procurar por ela ok - falei e ele apenas assentiu.


O caminho pra minha casa foi calmo não comentei nada e o Haru dormiu nos meus braços. Quando estava chegando avistei uma cabeleira rosa sentada no batente da minha casa.


Até que fim loira - falou se levantando - eu quase arrombei a… - parou de falar assim que viu Haru em meus braços - está trabalhando de babá agora?


Claro que não idiota - falei irritada - vamos entra que eu te conto tudo.


Coloquei Haru em um sofá e me sentei em outro com Natsu que não parava de encara o pequeno. O contei tudo e ele me encarava inacreditável.


Lucy temos que levar ele na delegacia - falou e eu assenti.


É verdade mas não podemos agora ele está muito abalado. - falei o observando - é o clima de uma delegacia não é o melhor lugar para uma criança, o melhor a fazer e entreter ele com algumas coisas e fazer tudo em sigilo.


Verdade, mas se aconteceu algo com a mãe dele? - perguntou.


Aí Natsu vira essa boca pra lá - falei o encarando - não aconteceu nada com ela tenho fé que vamos acha ela é o Haru vai ficar feliz.


Então eu vou a delegacia e você fica com ele - falou se levantando.


Por que vai fazer isso? - perguntei.


Por que um filho longe da mãe é o pior destino que uma criança pode ter - falou indo até a porta apenas o encarei… suspirei olhando novamente o pequeno.


Pelo visto vamos passear um tempo juntos…

°°°°°°°°°°°°°°

Minha Geleinha ❤

️ Próximo capítulo:

Haru vamos ao shopping?

Brincar se divertir!

Hahaha…

Família?

Despedida

Ainda bem

Obrigada mamã e papa

Continua ❤️


Notas Finais


Gente desculpem qualquer erro eu escrevi as pressas mais não se preocupem, o capítulo foi curto mais esse mês haverá mais 1 então por isso menor do que o costume eu provavelmente vou posta domingo, um beijo e Tchau.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...