História NamJin - Amor a Dança - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, Rap Monster
Tags Bangtan Boys, Hoseok, Jikok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Namjin, Park Jimin, Suga, Taehyang, Vhope
Exibições 104
Palavras 760
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


~Demorei mais cheguei!!

<3

Boa Leitura Morecos <3

Capítulo 24 - O Amanha


Fanfic / Fanfiction NamJin - Amor a Dança - Capítulo 24 - O Amanha

Kim Namjoon

-Namjoon! Acorda. Vamos, eu quero que veja sua cara de ressaca. Realmente esta horrível!

Ouço alguém me chamando. Estranhamente não reconheço como sendo o Jin. Porque não é ele? Onde ele esta? Ou melhor, onde eu estou?

Abro os olhos e agradeceria mentalmente se tivesse visto cabelos castanhos curtos e bagunçados, um rosto inchado de sono, com aqueles olhos castanhos manhosos de manha e uma boca carnuda e rosada.

Mas a visão que tive era totalmente diferente. A imagem de Jin foi retirada da minha cabeça sonhadora e substituída por um loiro com sorriso ladino, olhos que não paravam de me encarar e uma mão que acariciava o meu rosto.

-Jackson..-Murmuro e seu sorriso aumenta.

-Até que em fim você acordou. Já são 12:30. Estava na hora de você sofrer com a vingança de todo álcool consumido. –Ele fala, mas não presto atenção, em vez disso observo o local a volta. Era um quarto com todos os móveis brancos, uma janela ao lado cada cama, paredes pintadas de azul escuro e um edredom que me cobria dividido em 3 cores, branco, azul e verde, em listras. Quando olho para meu lado, percebo a cama bagunçada, presumindo que não dormi sozinho.

Jackson perceber meu olhar que encarava o outro lado da cama.

-Antes que pergunte nos divertimos bastante ontem a noite..

 

 

 

Kim Seokjin

Entro na cafeteria e me dirijo a onde Kidoh se encontra. Sento-me a sua frente o cumprimentando com um movimento de cabeça.

 

Meu humor não era dos melhores, além da dor de cabeça terrível que estava por ter chorado a noite toda, os problemas da noite passada ainda estavam sem solução, oque me deixava nervoso e inquieto, ainda mais por não ter recebido qualquer ligação ou mensagem vinda de certo “monstrinho”.

Kidoh deve ter percebido como estava só de olhar para meus olhos caídos. Mas não questionou nada, apenas sorriu quando me sentei a sua frente, era melhor assim.

Olhamos o cardápio em silencio e quando a garçonete se afastou da mesa com os pedidos anotados, nos encaramos por um tempo até ele interromper.

-Então como esta a empresa? –O fato de ele ter pulado perguntas como “Como esta?”, “Oque esta acontecendo?”, “E o coração?”, “Dormiu bem?”, fez com que eu agradecesse mentalmente.

-Esta caminhando, estou com um novo projeto que pode mudar o conceito da empresa para melhor.

-Wow, que legal Jin, e como funciona esse projeto? –Quem diria que para distrair minha mente, estaria falando sobre trabalho.

-Em vez de usarmos apenas musicas prontas de outros artistas, teremos a nossa própria. Musicas autoral.

-Mas você não precisa de alguém para colocar como autor delas? Acho que seu sucesso seria maior se tivesse uma pessoa ou grupo por traz delas. Um criado por vocês mesmo. Como se estivessem debutando eles. -Confesso que não tinha pensado dessa forma. Achei que se apenas colocasse o nome da empresa sairia bem. –É só uma ideia, falo pela experiência que tive.

-Que esta tendo você quer dizer né?

-Era sobre isso que eu queria falar. Eu..

O Nosso pedido chega e comemos em silencio, assim que terminamos incentivo a Kidoh para continuar.

-Eu sai do TD (Topp Dogg). –Surpreso quase cuspo meu suco em sua cara.

-Como assim você saiu? –O grupo era tudo para ele. Abandonou toda sua vida para entrar de cabeça nessa oportunidade.

-Aconteceram umas brigas na empresa, pagamentos atrasados, proibições exageradas sobre a vida pessoal, essas coisas, e como não queria me envolver ainda mais em processos que da ultima vez então larguei tudo.

-Sinto muito Kidoh, de verdade. –Falo segurando suas mãos nas minhas e o vendo lacrimejar, me fazendo quase chorar junto.

-Eu to melhor com isso, só precisava dividir o peso dessa decisão com alguém que me entenderia e me apoiaria. Você sempre foi essa pessoa. Sabe como que não é fácil largar tudo pela segunda vez.

-Eu te entendo, mas não se preocupe, pode contar comigo sempre, e me desculpe por não ter te procurado antes, eu também tive alguns problemas para resolver.

-Eles nunca acabaram não é? Os problemas não nos dão folga. –Ele ri fraco e me encara.

Kidoh tinha ração. Os problemas nunca acabam. E quando resolvemos um, sempre aparecem novos. Sendo alguns impossíveis de se resolver por não depender apenas de nos. É oque acontece quando se apaixona por alguém como um exemplo.

Por mais que você ame a pessoa, não tem como mudá-la. Pode ser um egoísmo seu, mas toda mudança é valida, quando for para melhor.

 

Mudança. É isso que estou precisando.

 

Mudar algumas coisas


Notas Finais


.....

Sentimentos diferentes .... Desejos diferentes.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...