História Namjin - Deciding my Life - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Faculdade, Namjin
Exibições 114
Palavras 1.351
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Porque está na minha porta ?


Fanfic / Fanfiction Namjin - Deciding my Life - Capítulo 2 - Porque está na minha porta ?

Namjoon 

Acordei e logo me levantei, tomei um banho e fiz toda minha igiene pessoal e me arrumei, me olhei no espelho e vi que estava com o uniforme da faculdade bem passado e perfeito. Como não costumo tomar café da manhã em casa para não chegar atrasado na faculdade eu só peguei uma maçã para ir comendo no caminho, quando sai de casa me deparei com um garoto de rua deitado na frente da minha casa, ele parecia ter mais ou menos minha idade, as roupas dele estavam sujas e ele aparentava estar magro de mais, obviamente poderia estar passando fome, ele estava cansado e parecia estar com o corpo todo machucado. Ele levantou um pouco a cabeça e olhou para mim, olhei seriamente para ele e ignorei, segui para a faculdade.

Chegando na faculdade enquanto eu ia passando pelos corredores indo até minha sala todas as garotas ficar me olhando e ficavam querendo me entregar bilhetes, e como sempre eu ignorei todos de continuei andando, cheguei na sala e logo me sentei enquanto esperava o professor chegar tirei um livro de minha bolça e começei a ler atentamente. Alguns minutos se passaram e o professor chegou na sala começando a aula.

Algum tempo da aula se passou e enquanto prestava atenção na aula ouvi dois garotos cochicando mas logo ignorei, vi um bilhete caindo sobre minha mesa, olhei por um tempo e resolvi abrir.

Bilhete

Ola Kim namjoon, eu me chamo Luísa .

Sei que sou só mais uma apaixonada por você e que provavelmente você não queira ler o meu bilhete até o fim mas, eu gosto de você, mesmo você ignorando todo mundo e mesmo sendo frio do jeito que é você é uma pessoa boa eu sei disso.

Eu não sei muito bem o que dizer mas eu estou apaixonada por você e espero que me dê sua resposta, e espero que essa esposta seja sincera.

Eu esperarei o tempo que for, .

De uma menina apaixonada = Luísa  .

Quando terminei de ler o bilhete vi que a aula já estava acabando, suspirei de tédio te ter lido aquela carta e logo a aula acabou. Me levantei da carteira e fui até a tal de Luisa.

— você que é Luisa — olhei para ela serio e vi que todas as pessoas da sala nos olharam quietos. — você quem mandou esse bilhete para mim. — olhei para ela e vi que ela estava nervosa .E

Escutei as pessoas cochichando e dizendo como " essa é a primeira vez que ele conversa com uma garota, essa é a primeira vez que ele lê um bilhete de uma garota " . Ignorei as pessoas e olhei a garota devolta.

— s-sim foi eu quem mandei . — ela disse nervosa de cabeça baixa e meio envergonhada. — e então v-voce gostou do que eu escrevi. — vi ela tomando coragem e olhando para mim.

— não - olhei para ela serio . — você acha que vai conseguir algo de mim me mandando um simples bilhete ?. — vi que ela ficou triste com minha resposta.

— e-eu já estava ciente de que você não iria gostar - ela me olhou triste. — e também nao sei se vou conseguir algo de você assim mas eu pelo menos queria expressar e te dizer o que eu sinto — ela me olhou nos olhos — mas então, você já tem sua resposta ?.

— não — olhei nos olhos dela serio e segurei sua mão a entregando o bilhete denovo.

— n-nao o que ? Não tem sua resposta ? — ela me olhou tentando me entender.

— a minha resposta para o seu bilhete é não —me virei de costas para ela saindo da sala. Quando cheguei na porta da sala parei e a olhei denovo . — e eu sugiro que nao tente correr atrás de mim, porque eu gosto de homens. 

Sai da sala e só escutei ela chorando por ter sido rejeitada e escutava as pessoas dizendo " como assim ele gosta de homens ? Não pode ser Kim namjoon é gay ? . Sabia que eles reagiriam assim mas eu não ligava para o que eles iriam dizer depois, não precisava da opinião deles. Sai da faculdade e fui andar pela rua, indo a um café, depois vendo todos os lugares bonitos que poderia ver.

O tempo se passou e já estava noite, resolvi voltar para casa mas primeiros comprei algumas coisas para fazer meu jantar. Comprei todas as coisas e segui para casa, quando cheguei vi que o garoto ainda deitado na mesma posição e estava de olhos fechados, ele me escutou e logo abriu os olhos apavorado, ele me olhou e parecia ter se assustado naverdade ele parecia estar se assustando com qualquer tipo de pessoa que chegasse perto dele, parecia que ele estava com medo de alguém segura-lo ou fazer qualquer tipo de coisa com ele.

 Olhei para ele serio e entrei em minha casa, me troquei e fui para a cozinha preparar meu jantar. Enquanto preparava o jantar escuto alguém bater na porta e quando abri vi que era o garoto, ele bateu na porta mais estava sentado no chão, parecia que não aguentava mais andar por suas pernas estarem machucadas.

— s-senhor, por favor, me dê um pouco de comida — ele disse com a voz muito fraca, quase não consegui entender. Ele aparentava estar mesmo com muita fome.

— porque está na minha porta ? — perguntei a ele o olhando serio. — tem muitas casas aqui, porque está junto na frente da minha ?. — cruzei os braços esperando sua resposta.

— a-ah senhor por favor não me espulse daqui me jogando um balde de água ou até me batendo —  ele disse fraco e parecia estar já desesperado. — eu só estou com fome, por favor — ele me olhou me implorando e fiquei olhando para ele por um tempo e fechei a porta. Voltei para a cozinha e logo peguei um prato, comecei a colocar comida para ele e como ele parecia estar com muita fome coloquei muita. 

Eu posso ser um garoto serio e frio mas não sou um monstro, ele parecia ser inocente e eu não poderia deixa-lo passar por tanto sofrimento assim, pelo menos poderia ajuda-lo um pouco lhe dando um prato de comida.terminei de por toda a comida e quando abri a porta vi que ele tinha conseguido se levantar e estava indo embora.

— ei - o chamei e ele me olhou. — você não está com fome ? Pois então, venha comer . — ele me olhou e abriu um leve sorriso parecia estar fraco até para sorrir. Ele voltou até mim e eu o entreguei o prato de comida,vi que ele não estava comendo e o olhei confuso.

— não vai comer ? — olhei sem entender .

— o-o meu braço, não estou conseguindo nem levantar direito  ele diz com sua voz fraca mas que parecia calma.

— você está muito fraco — olhei para ele pegando a colher de sua mão, peguei um pouco de comida e comecei a lhe dar comida na boca, eu não estava fazendo aquilo porque queria, naverdade ele estava nessesitando de comer e não é porque ele não consegue levantar o braço que eu vou dar de costas e deixa-lo lá sozinho.

Quando terminei de lhe dar comida ele me olhou e abriu um sorriso sincero.

— senhor muito obrigada, muito obrigada mesmo, espero que eu possa retribuir isso que o senhor fez comigo algum dia — ele me olhou sorrindo.

— não precisa retribuir, não se preocupe, você estava precisando comer e está precisando se cuidar — olhei para ele olhando seu rosto todo machucado.

— obrigado denovo, não vou esquecer o que o senhor me fez — ele se deitou ali mesmo. Sabia que ele não iria sair depois de ter comido então entrei em casa denovo e fui até a cozinha pegando o pouco do resto da comida que sobrou e comi. Fui para o meu quarto e começei a ler um livro até o sono chegar. O sono bateu e eu guardei o livro e me aconcheguei na cama dormindo logo em seguida .



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...