História Namjin - Deciding my Life - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Faculdade, Namjin
Exibições 37
Palavras 1.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - O que esta acontecendo ?


Fanfic / Fanfiction Namjin - Deciding my Life - Capítulo 4 - O que esta acontecendo ?

Porque amjoon 

Enquanto eu pensava no que fazer naquela situação vi que ele olhava o tempo todo paras e logo vi que ele entrou correndo para dentro de minha casa e fechou a porta. Olhei para ele confuso, ele se escondeu atras do sofá da sala e começou a chorar mais alto desesperado, ele se encolheu de frio e ele parecia não conseguir se movimentar direito com dor em seu corpo inteiro. Olhei para ele e fui até meu quarto, e peguei minhas coisas de primeiro socorros e voltei para sala, me agaixei na frente dele, e comecei a limpar seu rosto que estava cheio de sangue, ele me olhou desesperado e não disse nada, suspirei e continuei limpando. Os braços dele estavam todos machucados, suas penas tinham cortes, não tão fundos mais tinham. Continuei o limpando e o perguntei.

- o que está acontecendo ? - falei enquanto o limpava - porque está desesperado desse jeito ?.


- e- eu estou fugindo - ele me diz ainda com a mesma voz fraca - eles querem me matar, me ajude - ele segurou meu ombro e apertou.


- eles quem ? E porque querem te matar - perguntei limpando seu braço. E eu estava calmo.


- os três garotos, eles são os mais perigosos que vivem na rua, eles querem me matar porque disseram que eu matei a irmã mais nova de um deles mas eu não matei, eu não matei eu juro, eu não teria coragem de matar ninguém, acredita em mim - ele começou a chorar de novo.

Olhei para ele serio e quieto, o olhei bem e vi que ele não teria mesmo coragem nemhuma nem de fazer mal a uma mosca quanto mais a uma pessoa.

- você está me dizendo a verdade certo - parei de limpa-lo e o olhei esperando sua resposta.


- sim e-eu nunca faria isso com ninguém, eu não sei quem foi ou o porquê fez isso mas essa pessoa me odeia e me culpou por uma coisa que eu não fiz, eu tento todos os dias comer ou dormir em lugares que não sejam muito frios mas eles me perceguem.


- então é por isso que você estava dormindo na frente de minha casa não é ? - perguntei curioso .- foi para fugir deles ?.


- sim - ele disse abaixando a cabeça . - por favor não me entregue a eles, eles iram me matar.. eu não quero morrer por algo que não fiz.


- se eu fosse te entregar a eles eu nem estaria cuidando de seus ferimentos - olhei para ele serio e vi a roupa dele com sangue e toda rasgada e amarotada. Então fui para meu quarto denovo e peguei uma roupa minha e desci até a sala o entregando. 


- toma - entrei a roupa a ele - você precisa tomar um banho, um bom banho - ele tentou se levantar e eu o ajudei, chagando no banheiro - você consegue tomar banho sozinho ou está fraco demais ?.


- acho que consigo sozinho - ele entrou no banheiro e ligou o chuveiro, escutei ele reclamar de dor enquanto a água batia em seus machucados.

Fiquei o esperando sair do banheiro e pensei comigo mesmo " eu não posso simplesmente jogar um garoto desse na rua denovo, se ele está dizendo a verdade ele vai realmente morrer, eu não posso denunciar aqueles três garotos porque não os conheço e não tenho como provar que eles bateram naquele garoto, o único jeito vai ser eu cuidar desse garoto até tudo se resolver " . Suspirei e pensei " não acredito que vou fazer isso ", ele terminou de tomar banho e quando se trocou saiu do banheiro, vi que minhas roupas couberam perfeitamente nele, olhei bem para o rosto dele e vi que ele precisava mudar um pouco para que os outros três garotos nao o reconhecece, os cabelos dele estava um pouco grandes e eram castanho escuro.


- vem comigo - disse para ele me seguir - você precisa mudar esse cabelo .


- preciso ? E como vou fazer isso a essa hora da noite. 


- eu conheço um cabeleireiro que está aberto a essa hora - sai de casa e ele grudou um pouco em mim com medo que alguém o visse. Eu entrei em meu carro e ele entrou . - eu resolvi ajudar você .


- m-me ajudar ? Como assim - ele me olhou surpreso .


- eu vou cuidar de você enquanto esses garotos estão soltos por aí, mas você vai ter que colaborar comigo .


- v-vai me ajudar - ele abriu um sorriso bonito e me abraçou dentro do carro, eu me surpreendi e ele me soltou - m-me desculpe eu não queria mas é que eu estou muito feliz . Muito obrigada senhor.


- namjoon, Kim namjoon , esse é meu nome - falei chegando no lugar . - e o seu, como você se chama.


- jin, Kim seokJin , muito prazer namjoon  - ele sorrio pra mim.


- muito prazer jin - o olhei serio e desci do carro com ele, entrei no cabeleireiro e disse que jin precisava mudar o cabelo, o cabeleireiro cortou o cabelo de jin fazendo um corte bem masculino e disse que o melhor era jin pintar o cabelo, então disse que jin poderia escolher a cor que ele queria pintar o cabelo e ele escolheu rosa. Eu achei meio estranho no começo mas quando o cabeleireiro finalizou tudo pude ver perfeitente o rosto de jin , e ele estava irreconhecível com aquele cabelo curto e rosa. Voltamos para casa e entramos. 


- você pode dormir em meu quarto hj - olhei para ele - você precisa de um lugar confortável para dormir e o sofá não é esse lugar então pode ficar com minha cama que eu fico com o sofá , e nem adianta recusar, eu insisto - olhei para ele serio e fui logo pegar outro cobertor e outro travesseiro para mim, me deitei no sofá e me aconcheguei nele.


- você tem certeza disso - ele me olhou preocupado - Porque comparado ao chão o sofá é um paraíso pra mim .


- vai dormir logo - olhei para ele serio.


- t-ta bom - ele subio as escadas e foi dormir, fiquei me mexendo no sofá, estava desconfortável mas achei melhor não demostrar isso para que ele pudesse continuar na cama. Então eu dormi denovo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...