História Namorada de Aluguel - Camren - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Personagens Originais
Tags Camren, Fifth Harmony, Romance
Exibições 242
Palavras 1.881
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Espero que gostem<3 E boa leitura! E ah, a Camila tem cabelo castanho aqui (Mas, calma não é por muito tempo kkk)

Capítulo 7 - Capitulo 6


LAUREN POV.

Depois de ter aquela conversa irritante com Camila, voltei pra casa. Tomei um banho, comi alguma coisa e subi pro quarto novamente. Fiquei assistindo coisas aleatórias na televisão, até que a empregada daqui de casa, me avisou que Lucy e Keana estavam lá embaixo. Pedi pra ela, que as avisassem para subir, e foi o que ela fez. Quando as meninas entraram e eu fechei a porta, elas me metralharam com um monte de perguntas sobre Camila, o que me fez responder grosseiramente.

- Oh sem estresse, só queremos conversar. Afinal somos amigas, ou não? E está na cara que tem algo por trás, você não namoraria aquela garota assim. Não você! – Lucy.
- Não quero conversar, obrigada. - Elas se olharam, mas continuaram insistindo – Cara, mas que saco hein! Me deixa... - Me levantei, já que estávamos sentadas na minha cama.
- Qual o problema, Lauren? – Keana.
- Que vocês estão se metendo na minha vida!
- Nós somos suas amigas, pelo menos foi o que pensei... - Lucy.
- Também não precisa de drama né, Lucy. – Keana falou, o que despertou uma raiva em mim, que acabei falando logo.
- Quer saber? Estamos namorando sim e pronto! - Falei e fiquei de costas pra elas.
- Isso já sabemos, queremos saber o porquê. – Keana. - Qual é a história por trás disso? É alguma aposta, é isso? – Keana disse e eu não respondi, antes fosse aquilo, era o que eu queria.
- Hein Lauren?... Ah vai ficar de doce? – Lucy.
- Afinal de contas, o que está acontecendo, Lauren? – Keana.
- Eu não tive escolha, Keana! Que droga, não tive! - Explodi me virando pra elas, resolvendo parar de mentir.
- Por quê? – Keana levantou da cama e parou na minha frente de braços cruzados. Não respondi e ela insistiu. - Tem alguma coisa por trás disso, não tem? Eu te conheço Lauren, me fala!
- Eu tive que fazer isso, porque... - Suspirei e me sentei na cama - Porque foi o preço dela pra me ajudar.
- Ajudar? E você precisa dela pra que? – Lucy Perguntou.
- Eu estava devendo dinheiro a Veronica e não tinha como pagar. Ela estava me pressionando.
- E seus pais, e seus cartões todos Lauren? – Keana.
- Meu pai cancelou, parece que tô cheia de multas, enfim...
- Mas não tem outro jeito? – Keana.
- Não adianta Kaena! Você tem 500 doláres por acaso?
- 500 Lauren? – Lucy.
- Pois é. Eu já tentei de tudo. Agora já foi, vou ter que aguentar isso.
- Então é por isso esse namoro? – Lucy.
- Pois é, foi o preço dela.
- Mas porque namoro, por que você? – Perguntou Keana abismada.
- Ela disse que quer ficar popular e disse que nada melhor do que andar comigo. 
- Isso é verdade. – Lucy disse e eu dei de ombros.
- Só sei que vão ser os piores sete meses da minha vida...
- Sete??? – Keana.
- Pois é. E olha só, não é pra vocês saírem espalhando isso não hein!
- Pode deixar. - As duas falaram juntas. Olhei pra elas e elas estavam com um olhar assustado.
- Agora que já sabem de tudo será que podemos falar de outra coisa? Já basta ter que aguentá-la na escola.
- Tá, tudo bem, mas conta qual foi a da conversa de hoje. – Lucy.

Eu suspirei por ter que continuar nesse assunto, mas acabei contando. Elas riram e finalmente mudaram de assunto, eu já não aguentava mais falar de Camila toda hora.
O resto da noite foi ótimo, conversamos e rimos bastante.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
 

CAMILA POV.

No dia seguinte cheguei na escola em cima do horário exatamente, pra não ter tempo pra conversa com ninguém. Só que na hora do intervalo não teve jeito, Harry e Ally vieram se sentar comigo.

- Garota o que houve ontem, onde você se meteu? – Harry.
- Por que? – Me fiz de inocente. Eu tinha ignorado todas as ligações e mensagens deles.
- Poxa tentamos falar contigo várias vezes... – Ally.
- Ah isso.. nada demais. - Nessa hora Lauren passou e foi impossível eu não olhar, logo surgiu um sorriso triste no meu rosto. Eles acompanharam tudo e assim que ela passou sem nem me olhar, perguntaram.
- Aconteceu alguma coisa, Mila? – Ally perguntou toda carinhosa acariciando minha mão. Dei um sorriso fraco.
- Que foi, Mila? – Harry.

Não tinha como mentir, então acabei contando tudo pra eles e senti meus olhos marejarem.

- Quem essa garota pensa que é pra falar com você assim? – Ally se levantou toda exaltada.
- Eu não acredito que ela fez isso! – Harry também estava revoltado.
- Isso não pode ficar assim Mila! Eu vou lá falar com ela e... - Não deixei ela terminar.
- Você não vai nada! - Falei a puxando pelo braço pra ela sentar - Para com isso - Falei depois dela estar sentada - E afinal ela não está errada... – Abaixei a cabeça após falar.
- Certa? - Ally se levantou - Ela não está nada certa! Você tem mania de se rebaixar Camila, você é linda, tem um coração enorme e...
- Ah não começa com essa história de beleza interior pelo amor de Deus! Que todo mundo sabe que só se fala isso pros feios, isso é uma desculpa! 
- Não é desculpa, é a verdade. É o que eu acho... - Ela suspirou e eu virei o rosto para o outro lado - Cara você não vê que isso é uma loucura? - Ela continuou - Ela não te merece. Por que você ainda insiste?
- Porque eu a amo! - Me levantei alterando a voz - Será que você não vê? Será que vocês não veem isso? - Suspirei abaixando a cabeça, percebi o Harry se levantando também e vindo me abraçar.
- Olha Mila... eu concordo com a Ally, ela não te merece... - O olhei puta - MAS se é isso mesmo o que você quer fazer, acho que eu posso, ou melhor podemos - Olhou pra Ally que continuava séria - Te ajudar. Né Ally? - Ela nos olhou, bufou, virou o rosto, nos olhou de novo revirando os olhos e disse.
- Não tem jeito né... - Ela sorriu logo depois, arrancando um sorriso de nos dois.
- E vocês podem me ajudar como, posso saber? - Falei cruzando os braços e olhando pros dois. Mas nesse momento o sinal toca, indicando o fim do intervalo.
- Agora a gente tem que voltar, mas depois da aula conversamos. – Harry.
- Tá né... – Eu disse.

Fomos pra sala e eu fiquei imaginando o que seria. Engraçado, mas depois que essa história toda começou a aula não me prendia mais tanta atenção. Automaticamente me vi a olhando, ela conversava com todos sem nem prestar atenção na aula. Balancei a cabeça tentando não pensar mais nela e tentei prestar atenção na aula.

Algumas horas depois a aula acabava e nós três saímos.

* Na sala ainda...

- Não vai se despedir da sua namoradinha? – Keana.
- Ai não enche Keana! Vamos logo que hoje tem treino né?
- Hoje você vai? – Lucy.
- Claro.
- Ótimo, então vamos. - Lucy.

* Enquanto as três foram pro shopping almoçar pra seguirem pro treino, ali naquele mesmo shopping Harry nos contava sobre seu plano.

- Pronto, aqui está sua solução. - Ele disse apontando para um salão de beleza.
- Como assim? - Perguntei sem entender nada.
- Você não quer que ela te veja diferente? Então... você tem que ser diferente e nada melhor do que uma mudança no visual. – Harry disse.
- É uma boa ideia mesmo... – Ally.
- Óbvio que é! – Harry.
- Mas como assim mudar meu visual?
- Mila... - Ele veio me abraçando de lado - Me diz há quanto tempo você não corta esse seu cabelo? Ele está sem corte nenhum, cheio de pontas duplas... - Ele mexia no meu cabelo enquanto falava e eu olhava pra ele - Sei lá, você tem que dar uma mudada, por que não pinta de uma cor diferente? – Harry.
- Você acha? - Falei estranhando.
- Claro... e outra coisa meu amor... esses seus óculos... pelo amor né! - Ele ia tirá-los, mas não deixei.
- Ah não, meus óculos não!
- Por que não? – Ally.
- Porque não. Primeiro que não enxergo nada sem e segundo que eu gosto deles. - Falei fazendo bico.
- É, na verdade eu também gosto. - A Ally falou e aquele gay só fazendo careta.
- Camilaa por Deus né, pelo menos troca eles, porque eles são da época que minha vó era virgem né! – Harry.
- Vai a merda tá?! Deixa meus óculos. - Fiz bico e ele riu.
- Okay, mas pelo menos você deveria começar a se arrumar mais, sei lá umas roupas diferentes. Você nunca me deixa te maquiar! – Harry.
- Eu não gosto disso, Harry!
- Mas a Lauren gosta e, se você quer ela, vai ter que começar a mudar essas coisas. - Eu fiz uma careta, mas na verdade sabia que ele estava certo.
- Eu acho que ela deveria gostar de você como você é, não é você que tem que mudar pra agradá-la, mas enfim... – Ally levantou as mãos em sinal de paz - Se é o que você quer, acho que ele pode estar certo. - Ela fazia careta pra falar, demonstrando claramente que era contra.
- Okay... – Suspirei - Vamos lá, vamos entrar. Vou confiar em você Harry, mas nada de mexer nos óculos! - Falei brava e ele revirou os olhos.
- Tá, pelo menos já é alguma coisa.
- Então vamos. – Ally.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

- Minha filha... o que você fez? - Minha mãe falou assim que me viu chegar em casa.
- Gostou? - Falei mostrando o cabelo a ela.
- Gostei, tá linda, mas quando você fez isso? Por que?
- Ah resolvi mudar um pouquinho... cansei de ter meu cabelo castanho e resolvi pintar de preto.
- Ficou linda minha filha, cortou também né?
- Só dei um corte, mas não deixei ele cortar meu cabelo curto hahaha. Gosto dele comprido.
- Eu também. Mas e essa sacola? - Perguntou se referindo a sacola que estava na minha mão.
- Ah só uma roupa que eu comprei porque o Harry ficou me enchendo, me fez experimentar e levar depois.
- O que é? - Mostrei a ela, era uma saia e um vestido - São muito bonitos mesmo, minha filha.
- Rs, que bom que gostou mamãe.
- Você fica linda de qualquer forma, meu amor.
- Ah tá... sei. - Falei sorrindo - Bom mãe, vou me deitar, tô cansada.
- Mas não vai nem jantar?
- Jantamos lá no shopping.
- Ah tá. Boa noite então.
- Boa noite.

Fui pro meu quarto toda animada, realmente havia gostado do resultado. Deixei a sacola em cima da cama e fui olhar de novo as roupas. Apesar de serem muito bonitas não me senti à vontade as usando, mas comprei por tanto que os dois insistiram.
Enfim, fui trocar de roupa e me deitar... e foi impossível não ficar imaginando a reação dela ao me ver, o que ela acharia... será que gostaria? Fui dormir pensando nisso.


Notas Finais


O que será que a Lauren vai achar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...