História Namorada de Mentira - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 94
Palavras 964
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 10 - Quer Tocar Amor?!


- Acordem casal. - foi a primeira coisa que eu ouvi assim que acordei. Abri os olhos lentamente e vi Yasmim de joelhos na ponta da cama pulando. Alice resmungou alguma coisa ao meu lado voltando a esconder o rosto no travesseiro.

- Que porra você pensa que esta fazendo, Yasmim? - perguntei ainda grogue.

- Já é quase meio-dia seu idiota, a mamãe me pediu para acordar vocês para almoçarem. - peguei meu celular ao lado da cama e olhei o relógio dele constatando que já eram onze e quarenta.

- A gente já vai descer. - resmunguei.

- Não me faça voltar aqui. - ameaçou ao sair do quarto.

- Alice, acorda. - empurrei seu braço a fazendo resmungar em resposta. - Ta na hora do almoço, acorda logo. - levantei da cama indo para o banheiro.

Quando sai, Alice estava de pé ao lado da cama só de sutiã procurando alguma coisa em sua mala.

- M-me d-desculpa. - eu estava gaguejando? Que porra era aquela? - Foi mal Alice. - falei depois de limpar a garganta. Um sorriso perverso surgiu e seus lábios ao perceber que meus olhos estavam presos em seus seios cobertos apenas pelo sutiã rendado.

- Quer tocar, amor? - repetiu a frase que eu havia lhe dito na noite passada e eu me xinguei internamente por nãoter uma resposta. Sua gargalhada encheu o quarto antes dela entrar no banheiro com uma blusinha branca na mão.

Saiu instante depois, vestida com a tal blusa e um sorriso debochado no rosto.

- Vamos Victor, antes que sua irmã volte.

- Bom dia família. - falei sorrindo assim que entrei na cozinha. Minha mãe e Yasmim estavam arrumando a mesa,

Ivan estava quase dormindo sentado em uma das cadeiras e meu pai estava mexendo em alguma coisa na geladeira.

- Bom dia querido. - minha mãe sorriu em minha direção. - Richard, já não lhe  falei para deixar essa torta ai?!

- Desculpe querida.

- Bom dia, cara. - Ivan saudou sonolento. - Cadê sua garota?

- Bom dia. - Alice entrou na cozinha instante depois com Boris se enroscando em suas pernas.

- Yasmim, já não falei pra você colocar esse cachorro fedorento lá pra fora? - meu pai perguntou um pouco irritado.

- Desculpa pai, vou dar um banho nele hoje, prometo! - Yasmim pegou Boris pela coleira e o puxou até a porta.

- É bom mesmo, ninguém mais aguenta esse cheiro.

- Ei, já que vocês não tem nada pra fazer durante a tarde por que não me ajudam com o Boris? - Yasmim olhou para onde eu e Alice estávamos.

- Fala sério pirralha.

- Estou falando. Por favor, Victor, o Boris é enorme.

- A gente ajuda sim. - Alice respondeu por mim. - Vai ser divertido. - falou animada.

- Defina diversão, Alice. - pedi a olhando de canto de olho.

- Qual é Victor, está calor e o Boris é um amor. Você não vai morrer de dar banho nele uma vez na vida. – sorriu meiga.

- Tudo bem. - falei em desistência.

- Agora que vocês já resolveram isso - minha mãe falou colocando uma travessa na mesa. - Vamos comer antes que a lasanha esfrie. Aproximei-me da mesa com Alice ao meu lado e me preparei para fazer meu prato antes de

Ivan se enfiar na minha frente.

- Porra, Ivan, não está me vendo aqui não?

- Eu estou com fome.

- E eu estou de visita, tenho privilégios. - resmunguei. Ivan me imitou fazendo uma voz debochada arrancando

uma risada de todos na mesa.

- Parem vocês dois. - minha mãe interferiu. - Ivan deixe seu irmão fazer o prato primeiro.

- Mas...

- Sem mais.

- Pega logo idiota. - Ivan falou saindo da minha frente. Sorri vitorioso.

- Vocês parecem duas crianças. - Alice falou torcendo o nariz.

- Obrigado amor. - respondi colocando um pedaço de lasanha na boca.

O almoço foi silencioso, por incrível que pareça e, quando todos terminaram de comer, minha mãe colocou uma torta de maça na mesa.

- Mãe a senhora ainda faz a melhor torta de maçã que eu já comi na vida. - falei com a boca cheia.

- Eu estou comendo, seu idiota, fecha essa boca. - Yasmim me deu um tapa.

- E lá vamos nós de novo. - Alice falou ao meu lado, rindo.

Eram quase três horas da tarde quando Yasmim apareceu na sala animada com uma mangueira e baldes nas mãos.

- Pra que tudo isso? - perguntei quando ela parou em frente a TV. Eu estava deitado no sofá com a cabeça sobre as pernas de Alice. - que quase me matou com os olhos quando eu fiz isso. - quase dormindo.

- Vocês falaram que iriam me ajudar com o Boris.

- Está, mas, precisa ser agora?

- Sim Victor precisa, levanta logo dai.

- Você continua a mesma insuportável de sempre, garota, é incrível. - levantei a contragosto e segui Yasmim até o quintal da casa.

- Boris, hora do banho. - gritei e logo o cão apareceu pulando ao meu lado.

- Eu vou pegar o resto das coisas. - Yasmim anunciou ao me entregar a mangueira. Quando voltou, estava com um vidro de shampoo canino em mãos.

- Aqui Ali, enche esse balde. Victor me ajuda aqui. - fui até onde Yasmim estava e a ajudei a segurar Boris enquanto ela o molhava e despejava uma grande quantidade de shampoo em seu pelo. Ela se ajoelhou ao lado dele e, assim que começou a espalhar o liquido azul pelo cachorro, ele começou a correr pelo quintal atrás de uma borboleta. - Boris volta aqui, você nunca vai conseguir pegar essa borboleta. - saiu correndo atrás do cachorro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...