História Namorada de Mentira - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 100
Palavras 992
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 16 - Sexo Falso?!


- E ai, Victor, sua garota tem uma irmã? Gêmea de preferência. – Brian perguntou arrancando risadas dos outros.

Estávamos na minha casa novamente, meus pais já haviam ido dormir e meus tios já haviam ido para casa enquanto meus irmãos, meus primos e eu estávamos no quarto de Ivan bebendo e jogando. Alice havia decidido tomar um longo banho e não havia voltado até agora.

- Não, cara, ela é filha única. – dei de ombros como se lamentasse.

Antes que Brian pudesse abrir a boca novamente, Alice entrou no quarto com um vestido florido que não dava nem na metade de suas coxas. Caminhou lentamente até onde eu estava sentado e, ao perceber que não havia mais lugares vagos, se sentou no meu colo cruzando as pernas.

O quarto era do tamanho do meu, mas além da cama, guarda roupas e cômoda, Ivan também havia colocado um grande sofá de couro ali dentro, onde eu me encontrava sentado agora.

- Que merda é essa? – perguntei em tom baixo perto de seu ouvido para que apenas ela pudesse ouvir.

- Não tem mais lugares para sentar, Victor, e...

- Não estou falando disso. – apontei sugestivamente para suas pernas e ela pareceu entender.

- Qual o problema? – perguntou confusa. Indiquei meus primos com a cabeça, que estavam sentados no chão a nossa frente e tinham os olhos perdidos em suas pernas. – Você me mandou trazer roupas curtas, Victor, não posso fazer nada sobre isso.

- Ô casal, será que dá pra vocês pararem de cochichar pornografias um para o outro e prestar um pouco de atenção no jogo. – Yasmim gritou tacando uma pipoca em mim e Alice.

- Desculpa cunhadinha, mas eu nem sei jogar isso então estou fora. – Alice se defendeu.

- Vou jogar na próxima rodada. – respondi. Ouvi Alice bufar irritada antes de enterrar seu rosto no meu pescoço.

- O que você está fazendo? – sussurrei quando senti beijos serem depositados no local.

- Seus primos estão me irritando. São piores que você, Victor. – respondeu no mesmo tom antes de continuar com os beijos. Olhei na direção em que Brian, Jordan e Jasper estavam sentados, os três pareciam constrangidos olhando ocasionalmente em nossa direção.

- Eles ainda estão olhando, Alice. – avisei.

- Coloca a mão na minha perna.

- O que?

- Só coloca logo. –fiz o que ela mandou. - agora finge que eu disse a coisa mais erótica do mundo e aperta. –apertei sua coxa com um pouco de força fazendo com que Alice suspirasse.

- Pra que tudo isso? - perguntei em voz baixa. Minha mão começou a passear inconscientemente pela sua perna.

- Cientistas comprovaram que as pessoas ficam constrangidas ao presenciar momentos íntimos das outras. – seus dentes resolveram participar da festa arranhando superficialmente a pele do meu pescoço e eu apertei sua cintura em um sinal de aprovação.

- Então você não vai gostar nada de saber que eles estão quase desistindo do jogo para poder nos encarar.

- Você precisava mesmo ter primos fãs de voyeurismo, Victor?! - reclamou. Sua boca se aproximou da minha orelha, fazendo uma trilha de beijos. - Tudo bem então, nós vamos levantar, você vai dizer que o dia foi cheio e nós estamos cansados, por isso vamos dormir, mas antes... - Fiquei esperando que sua frase continuasse, mas isso não aconteceu já que no momento seguinte seus lábios estavam colados nos meus em um beijo quase selvagem. Apertei sua cintura novamente retribuindo o beijo à altura. Tão rápido quanto deu inicio, Alice interrompeu o beijo e me encarou esperando alguma atitude.

- Dormir. - sussurrou entre dentes.

Confirmei com a cabeça e me espreguicei falsamente dando dois tapinhas leves na base das costas de Alice indicando que ela levantasse.

- O papo está ótimo, mas o dia foi cheio hoje então a gente está indo dormir. – murmurei já de pé ao lado de Alice.

Entrelacei nossos dedos e comecei a puxá-la para fora do quarto.

- Boa noite, casal. – Yasmim gritou entre risos.

- Descansem bem. – Jasper gritou.

- Usem camisinha. – Ivan gritou fazendo todos rirem.

Assim que entramos no quarto, Alice ficou algum segundo me encarando antes de soltar um suspiro alto. Pulou na cama fazendo um barulho alto.

- Hmmm, Victor. – gemeu me fazendo arregalar os olhos.

- O que você está fazendo? – sussurrei ao me aproximar da cama.

- O que parece? Todo mundo no quarto ao lado acha que a gente veio pro quarto transar, Victor. Estou apenas lhes dando o que esperam. – respondeu no mesmo tom. Piscou um olho na minha direção antes de voltar com sua atuação. – Isso. – falou/gemeu novamente.

- Eu não vou participar disso. - avisei. Alice deu de ombros como se não se importasse e pulou na cama fazendo com que a mesma rangesse. Continuou fingindo gemidos e, se eu não estivesse dentro daquele quarto, pensaria que realmente havia alguém fazendo sexo ali.

- Victor mais rápido. – seus gemidos estavam começando a causar um efeito totalmente inapropriado sobre mim e eu precisei fechar meus olhos fortemente e contar até dez antes de fazer uma besteira.

Estava no meio da minha contagem quando uma frase me despertou totalmente.

– Mas já amor? Você precisa ver isso, não ta durando quase nada. – Alice falou em falso tom de decepção.

Tapei sua boca com minha mão e a prendi na cama com o corpo. Eu podia ver o deboche estampado em suas expressões.

Gargalhadas vindas do quarto ao lado foram ouvidas me deixando ainda mais irritado.

- Que merda foi essa, Alice? – sussurrei tentando controlar a raiva na minha voz, mas foi quase impossível.

- Não sabe brincar, amor? - perguntou irônica.

- Quer um Viagra ai, Victor? - Jordan gritou entre risadas do outro lado da porta.

- Usa os dedos, cara. - Brian também gritou.

- Você vai me pagar por essa, Alice. - falei irritado e sai de cima dela, a deixando na cama rindo sem parar com acara enfiada nos travesseiros.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...