História Namorada de Mentira - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 109
Palavras 704
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 21 - Então, Seremos Convincentes!


Fui para a sala e encontrei Victor sentado no sofá assistindo alguma série na TV.

- Cadê os outros? - perguntei atraindo sua atenção.

- Foram passear com o Boris. - respondeu sem tirar os olhos da TV. - Imaginei que fosse querer descansar depois de ontem, então disse que iríamos ficar.

- Tudo bem. - caminhei até o sofá que ele estava e me sentei na ponta oposta.

Ficamos um tempo assistindo "Supernatural" na TV. - quer dizer, ele estava assistindo, eu estava só sentada lá com os olhos vidrados na TV, mas o pensamento em outro mundo - até que Victor começou a olhar no relógio e semexer inquieto.

- O que foi? - perguntei começando a perder a paciência com sua inquietação.

- Você não acha que deveria se sentar um pouco mais perto?

- O que?

- Bem, você está sentada do outro lado do sofá como se quisesse manter distância de mim. Daqui a pouco meus pais vão voltar e precisamos ser um pouco mais convincentes, não acha? - deu de ombros. Fiquei o encarando até um plano surgir na minha cabeça.

- Quer ser convincente? - perguntei ao me levantar do sofá, ficando parada na frente dele. - Então seremos convincentes.

Victor narrando

Sua reação à minha pergunta me pegou completamente de surpresa. Assim que as palavras saíram de sua boca, Alice levou as mãos até as laterais de seu vestido, o fazendo voar pelo cômodo ficando apenas de lingerie. Antes que eu pudesse ter qualquer reação, seu corpo estava sob o meu e seus lábios já estavam grudados nos meus.

Não encontrei coragem, e nem vontade, de para-la, me dedicando a retribuir o beijo assim que sua língua pediu passagem. Suas mãos puxavam meus cabelos, sem dó algum, provocando gemidos de aprovação contra sua boca. Quando recuperei um resquício da minha sanidade, levei minhas mãos às suas coxas, apertando a pele descoberta, e fui subindo até parar em sua cintura, apertei o local e deslizei minhas mãos para suas costas subindo meus dedos por ali. Mordi seu lábio inferior e desci meus beijos para seu pescoço, a ouvindo suspirar.

Seus dedos agora brincavam com a barra da minha camiseta enquanto os meus ainda deslizavam pelo seu corpo.

Estava prestes a abrir o fecho de seu sutiã quando o barulho da porta e um gritinho agudo nos forçaram a nos afastar.

- Eu tenho certeza de que não custava nada vocês dois terem ido para o quarto e fazer isso lá dentro. – Yasmim falou ainda parada na entrada da casa.

Meus pais estavam atrás dela, com uma expressão que eu não soube identificar. Ivan estava logo atrás, segurando a coleira de Boris, e mantinha um sorriso debochado no rosto. Ali adquiriu um tom completamente avermelhado enquanto se levantava e caçava seu vestido pela sala. Eu quis pedir para que ela esperasse mais um instante antes de se vestir, me deixando apreciar a vista, mas mordi o lábio permanecendo calado.

- Me desculpem Emily e Richard. Eu nem sei o que dizer. - falou um pouco embolada antes de passar correndo por mim se dirigindo as escadas.

- Mandaram bem. - Ivan sussurrou ao se sentar ao meu lado. Meus pais haviam ido para a cozinha e Yasmim levou Boris para o jardim. - Se eu não soubesse da verdade, acharia que vocês estavam realmente prestes a transar aqui.

Sorri sozinho ao finalmente me dar conta do plano de Alice e puxei uma almofada para o meu colo na intenção de esconder minha ereção.

- Anda logo Victor, você vai nos atrasar. - Yasmim gritou pela terceira vez batendo na porta do banheiro.

Já era noite e eu estava me arrumando para irmos encontrar meus primos em uma balada. Yasmim já havia perdido a paciência e estava quase derrubando a porta do banheiro de tanto bater. Dei uma última olhada no espelho e abri a porta, quase levando um soco.

- Finalmente. - Yasmim resmungou. - Já tá todo mundo esperando lá em baixo, vamos.

Peguei meu celular e a segui até a sala. Alice e Ivan estavam sentados no sofá conversando enquanto nos esperavam. Assim que perceberam nossa presença, se colocaram em pé murmurando um "até que enfim".

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...