História Namorada de Mentira - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 69
Palavras 781
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 22 - Se Você Hoje não Fizer Nada, Eu Faço!


Analisei Alice de cima à baixo e mordi meu lábio inferior arrancando alguns comentários de Yasmim. Ela usava um vestido preto, colado ao corpo, que destacava incrivelmente bem suas curvas enquanto sua cintura estava de fora devido ao corte do vestido. Me aproximei, colocando uma mão em sua cintura e a puxei contra mim.

- Você está uma delícia, pequena Alice. - sussurrei em seu ouvido. Depositei um beijo atrás de sua orelha e vi os pelos de sua nuca arrepiarem, me fazendo sorrir.

- Vamos logo, casal. - Yasmim gritou já na porta, atraindo nossa atenção.

Depois de muito insistir, Ivan deixou que eu fosse dirigindo durante o caminho. Yasmim e Ali foram cantando o caminho todo em um "aquecimento". O pub não era muito longe, fazendo com que em menos de quinze minutos estivéssemos lá. Jasper, Brian e Jordan estavam na porta nos esperando com as entradas em mãos.

- Achei que tivessem se perdido no caminho. - Jasper falou assim que nos viu.

- A Cinderela demorou pra se arrumar. - Yasmim falou apontando para mim. Revirei os olhos.

- Vamos entrar logo. - falei.

Jordan entregou as entradas para o segurança e nossa entrada foi liberada prontamente.

O pub estava lotado, complicando um pouco nossa passagem até o bar. Yasmim, Brian e Jordan se "perderam" no caminho, deixando eu, Ali, Ivan e Jasper sozinhos. Pedi uma rodada de tequila para começar a noite.

Pouco mais de meia hora - e muitas doses de tequila - depois, Ivan e Jasper também se enfiaram na multidão dançando com alguma garota que encontraram. Assim como na nossa primeira noite na Austrália, fui obrigado a afastar alguns caras de Alice, bancando o namorado ciumento.

- Não tem ninguém por perto, Victor, não precisa me impedir de me divertir um pouco.

- Não estou te impedindo de nada, amor, só que muitas pessoas aqui conhecem meus primos e meus irmãos. Não quero que saiam por aí espalhando que eu deixo minha namorada se agarrar com outros na balada. – falei incrivelmente próximo ao seu rosto. Alice bufou antes de se virar para o bar pedindo mais uma rodada para o garçom.

Eu com certeza era a pessoa mais sóbria por ali. Eu já havia perdido as contas de quantas doses Alice havia tomado, a deixando muito animada. Seu corpo se mexia ao som da música que tocava, ao meu lado, nunca largando seu copo.

- Acho que você já bebeu demais, Alice. - comentei.

- Não o suficiente. - respondeu sorrindo.

- Estou falando sério, Alice, não quero ter que carregar você pra casa.

- Você é um saco, Victor. - bufou. Uma música conhecida começou a tocar e eu vi seu sorriso aumentar. - Acho que eu vou me divertir um pouco. - falou antes de caminhar até a pista de dança.

Assim que encontrou um bom lugar na pista, Alice deixou seu corpo ser completamente conduzido pela música, atraindo algumas atenções.

Suas mãos passeavam pelo seu corpo, atendendo ao pedido da música, deixando a cena incrivelmente sensual para qualquer um que estivesse assistindo.

Seus olhos estavam fechados, curtindo a música, enquanto uma de suas mãos bagunçava seus cabelos, a fazendo rir.

Alice continuava com sua dança incrivelmente sensual, me deixando completamente hipnotizado.

Aparentemente eu não era a única pessoa ali que estava perdendo a linha com sua dança já que no instante seguinte um homem se aproximou dela começando a dançar colado ao seu corpo. Suas mãos passeavam pelo corpo dela, apertando alguns locais. Alice abriu os olhos, os focando nos meus e um sorriso malicioso se formou em seus lábios. Eu estava achando aquilo incrivelmente excitante, e o sorriso em seu rosto comprovava que essa era sua intenção.

Seus lábios começaram a se mover junto com a música fazendo minhas calças ficarem apertadas. O loiro continuava sua dança pelo corpo da garota, seguindo veemente a letra da música, tentando atrair sua atenção sem nenhum sucesso. Alice voltou a fechar seus olhos ficando agora de frente para o loiro, começando a rebolar e descer lentamente o corpo, o provocando. Alice se transformava em uma pessoa completamente diferente quando estava sob o efeito do álcool e aparentemente meu corpo estava adorando aquela Alice, já que o incomodo nas minhas calças só aumentava.

As mãos do loiro se prenderam em sua cintura enquanto ele tentava a todo custo alcançar os lábios da garota.

- Se você não fizer alguma coisa, eu faço. - ouvi a voz de Ivan ao meu lado.

Eu nem havia percebido que ele estava ali. O olhei e vi que seus olhos estavam fixos nas mãos do loiro, que começavam a descer até a barra do vestido de Alice.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...