História Namorada de Mentira - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 103
Palavras 929
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 25 - Como é? Vocês Transaram?!


Acordei no dia seguinte com a sensação de que estava sendo observado; abri os olhos lentamente e me deparei com um par de olhos azuis me encarando ainda sonolentos. Eu não sabia como agir. Não sabia se deveria beijá-la ou simplesmente levantar e fingir que nada havia acontecido. Alice parecia estar no mesmo conflito interno que eu, já que ficou apenas me encarando sem dizer nada.

- Bom dia. - falou finalmente.

- Bom dia. - respondi com a voz rouca.

O silêncio voltou a se instalar no quarto instantes depois.

- Eu vou tomar um banho. - Alice falou aparentemente irritada com o silêncio.

Enrolou-se no lençol e caminhou até o banheiro, se trancando lá dentro.

Assim que a porta fechou, levantei da cama, caçando minhas roupas, e peguei uma toalha seguindo para o banheiro do corredor. Deixei a água quente escorrer pelo meu corpo, relaxando meus músculos, que eu nem sabia que estavam tensos.

Flashes da noite passada começaram a passar pela minha cabeça. Os beijos, os gemidos, os pedidos por mais movimento... Achei que se passasse uma noite com Alice seria o suficiente para tirá-la da minha cabeça, mas aparentemente eu estava enganado. Cada segundo que se passava uma nova parte do meu corpo implorava por um mínimo toque dela. Não sei quanto tempo levei no banho, mas quando voltei para o quarto Alice ainda não havia saído do banheiro. Aproveitei para me vestir rapidamente e recolher as roupas jogadas pelo chão. Estava terminando de colocar minha camiseta quando a porta do banheiro foi aberta. Alice estava enrolada em sua toalha, os cabelos molhados soltos. Andou até sua mala, pegou algumas peças de roupa e voltou a se trancar no banheiro. Saiu poucos minutos depois, vestindo um short jeans extremamente curto e uma blusa vermelha justa.

- Vejo que finalmente acordaram. - Yasmim entrou no quarto sorrindo. - Ali, você vai almoçar no shopping comigo hoje. Temos uma festa na casa dos nossos tios para ir hoje à noite e eu preciso comprar uma roupa.

- Er... Claro. - Alice murmurou.

- Te encontro lá em baixo em dez minutos. - falou e saiu do quarto, voltando a fechar a porta.

- Acho melhor eu trocar de roupa. - a garota falou voltando a mexer em sua bolsa, tirou algumas peças de roupa de lá de dentro e voltou para o banheiro. Alguns minutos depois ela saiu de lá, vestindo uma calça no lugar do short. Seu rosto também estava diferente, uma maquiagem fraca havia sido passada e seus cabelos estavam arrumados em uma trança. Eu parecia um belo idiota a encarando naquele momento.

- Nos vemos mais tarde. - murmurou. Acordei do meu transe e segurei seu braço a impedindo de sair do quarto.

- Espera. Sobre ontem...

- Não precisamos falar sobre ontem, Victor. - falou me encarando - Nós bebemos e transamos, só isso. Não tem o que conversar. - e lá estava a Alice cheia de si que eu odiava.

Concordei com a cabeça e soltei seu braço, a deixando seguir para fora do quarto.

- Garota irritante. - murmurei me jogando na cama. Fechei os olhos com força e respirei pesadamente tentando tirar qualquer imagem da noite anterior da minha cabeça. Bufei irritado ao falhar na minha missão e levantei da cama procurando meu celular. Disquei o número de Jonas rapidamente, sendo atendido no terceiro toque.

- Lembrou que tem amigos em Londres, Victor? - falou assim que atendeu.

- Pare de drama, Jonas, te mandei uma mensagem ontem de tarde. - falei rindo.

- Certo, e como foi a tal festa?

- Digamos que foi bem... Interessante.

- E como é que eu devo interpretar isso? Você e a Alice conseguiram ficar sem brigar?

- A gente transou.

- Vocês o quê? - a surpresa em sua voz era evidente.

- Transamos, Jonas . Sabe, quando o meu pênis entra na vagina dela e...

- Tá, eu entendi. E como foi que isso aconteceu?

- A gente tava no pub e ela começaram a dançar e então eu perdi a cabeça. Despejei várias coisas em cima dela e... Aconteceu. - resumi, não querendo entrar em detalhes.

- E o que você pretende fazer agora?

- Eu não sei. Tentei falar com ela agora e ela simplesmente voltou a ser a garota irritante de sempre, agindo como se nada demais tivesse acontecido.

- E aconteceu?

- A gente transou, Jonas , você ainda não entendeu isso?

- Entendi. Só que você é o Victor, o cara que já dormiu com metade do colégio e nunca se importou em conversar sobre isso depois.

- Eu sei, mas...

- Com ela foi diferente, não foi? - perguntou me interrompendo.

- Eu... Eu não sei. - admiti, bufando irritado.

- Sabe sim, Victor, só não quer admitir.

- E de que merda adianta eu admitir se ela vai continuar agindo como uma cabeça dura? - explodi - Eu não consigo tirar essa garota da cabeça, Jonas , achei que dormir com ela resolveria meu problema, mas na verdade só piorou. Eu não sei mais o que fazer cara.

- Fala com ela.

- Eu já falei.

- Não estou mandando você dizer que quer foder ela, Victor. Estou falando para você dizer que quer levar esse namoro falso adiante. - abri a boca para protestar, mas fui interrompido antes de emitir qualquer som. - Olha só, cara, eu preciso desligar, mas pensa no que eu te falei, beleza? - falei qualquer coisa em concordância e desliguei o telefone pensando no que Jonas havia dito.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...