História Namorada de Mentira - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 83
Palavras 1.752
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


OIEEEEE
ACABEI DE ACORDAR

Capítulo 33 - Baile


Alice narrando.

Assim que saí da casa dos pais de Victor não pensei duas vezes em ir para casa.

Lá sim era o meu lugar, jamais que eu deveria ter aceitado de ir para a Austrália e ainda com o cara que me odeia e por mais que seja horrível de admitir, eu amo aquele idiota.

Pego um táxi e o mando para o aeroporto.

Vou correndo até o guichê, assim compro uma passagem para Londres para às 17h00min.

Sento em um dos bancos. Sinto o meu celular vibrar no bolso da minha calça.

- Nat?

- Foi pro jantar?

- Fui, mas preferi, não ter ido.

- Por quê?

- Eu estava indo pra lá de boa, quando ela me viu, beijou ele.

- Ali, será que não foi armação da parte dela?

- Não! Claro que não, Natália! Eu que sou uma burra, uma idiota, talvez tão idiota quanto o Victor. Pra ter pensado que ele teria “sossegado” foi muita burrice mesmo! Eu sou quase uma mula.

- Ali, você tem certeza?

- Nat, certeza é uma coisa que nunca teremos, mas isso é no que eu acredito.

{...}

Autora narrando.

Já se passavam cinco dias desde que Alice e Victor haviam se desentendido e até hoje nenhum deles havia tomado iniciativa para falar um com o outro, e talvez resolver essa situação.

Alice, se já não gostara de sair e viver debaixo de suas cobertas assistindo os seus tão amados romances, agora que a adolescente não saia mesmo. Ela tinha um certo “medo, um certo receio de encontrar Victor no meio da rua e ter que encará-lo, não só encará-lo como ter que falar com ele e resolver o que talvez foi um maldito de mal entendido.

Jonas assim que o amigo chegara sozinho de viagem, ele notara que Victor já não era mais o mesmo. Mal saia de seu quarto, mal saia de casa.

Para todos os preparativos do baile já estavam quase acabados, menos para Victor e Alice.

Alice narrando.

- Não, Natália! Não adianta! Eu não vou a esse baile nem que venha uma limusine me buscar!

- Você vai deixar a sua melhor amiga, lá no baile.. No meio daquele monte de gente, sozinha!?

- Há! Até parece Natália! Você? Sozinha? Me poupe.

- Por mim! Vai Ali! Por favor.

- Tá bom, eu vou, mas só porque eu sou uma ótima pessoa.

- Hum sei.. Quem sabe você se acerta com o Victor...

- Não tem nada o que acertar, Natália.

- Para com isso, Alice! Você gosta dele e é apaixonada por ele, o que te impede de ir lá falar com ele e tirar a limpo tudo o que aconteceu nessa viagem? Ali, você sabe mais do que ninguém que é melhor tentar ir lá e quebrar a cara do que ao menos nem tentar, como você sabe que ele é um galinha, idiota e que te faz sofrer? Pessoas mudam, Alice. E como mudam... Você sabe se ele não está nem aí como você diz? Ele pode estar sofrendo e você nem saber. Eu sei que como mamãe diz se concelho fosse bom não era dado era vendido, mas isso é de coração, Ali! Vá hoje e se ele não for falar com você, você que tome iniciativa e vá falar com ele e tire tudo a limpo.

- Okay, Nat. Obrigada.

Desligo o recurso de chamadas em vídeo do WhatsApp.

Olho o relógio e vejo que já são seis horas.. O que? Seis horas! Puta que pariu.

Entro no banheiro e tomo um banho mais do que rápido.

Visto o vestido que eu havia comprado há dois dias com Nat.

Termino a minha maquiagem e calço meus saltos ao ouvir a buzina do carro de Drake, irmão de Nat.

- E aí, Alice Fernandes?- diz Drake.

- Aff! Garoto me deixa.

- Vai falar com ele, não vai?

- Vou. Vou sim.

Ao adentrar no ginásio do colégio, procurei Victor, mas não achei, resolvo deixar para lá e começo a dançar com Drake.

O D.C (Diretor) Thomson manda o DJ parar de tocar músicas e sobe ao palco.

- Boa noite a todos É com grande satisfação e orgulho que estamos aqui para o ensejo de nossa formatura. Gostaria de cumprimentar a todos presentes nesse evento único. Aos professores/ mestres que estiveram conosco todos esses anos: Tyler Gonçalves; Giovanni Cavalcante; Rebbeca Machado; Giselle Ferraz; Hanna Barbosa; Harry Bittencourt; Louise Rodrigues; Lucy Beckett; Daniel Alencar e professores paraninfos Naisa Leal e Gilson Correa e todos os professores aqui presentes. O corpo profissional composto pela secretária da escola Alexandra; Inspetora Naomi; a professora Olivia e outros profissionais, boa noite. Quero cumprimentar o também os pais que são a nossa base, companheiros inseparáveis, os convidados e os colegas formandos e aos demais convidados, meus agradecimentos pela presença. Em primeiro lugar quero agradecer a Deus, pois sem Ele não teríamos vencido. Deus é quem sempre está conosco, que nos ajuda e nos dá força para vencermos os desafios da vida. Sem sombra de dúvidas saudades ficarão desses anos que passamos juntos. Dos momentos de brincadeiras, conversas descontraídas, dos passeios, das piadas sem graça, das piadas engraçadas. Saudades dos colegas, de estarmos juntos, compartilhar opiniões e segredos, dos grupos de estudo. E como disse um formando em outro lugar do Brasil o saldo da experiência foi positiva, valeu apena tudo, desde o estudo, as dores de cabeça em função dos trabalhos, os professores exigentes. No fim acontece que em meio a essas evoluções, aos intemperismos do solo, as orações insubordinadas, aos senos..., cadeias carbônicas, em meio as mitoses e as fecundações, nasceram as relações mais puras e nobres que o ser humanos pode desenvolver. Amizade, amor, honra, lealdade, admiração. Daqui pra frente não nos encontraremos com tanta frequência, pois cada um seguirá seu próprio caminho, lutará por seus próprios sonhos. Uns ingressarão em universidades, outros talvez prefiram logo trabalhar, quem sabe outros passarão o ano em casa e só depois farão outras coisas, mas o importante é que todos realizem o que desejam e sejam felizes. E quem sabe de vez em quando possamos nos encontrar somente para passarmos um tempo uns com os outros, compartilhar e curtir algo. O Ensino médio está terminando, mas a amizade, o carinho e o respeito entre nós, não devem jamais ter fim. E para finalizar eis uma reflexão: a todos os colegas, professores e familiares, o sincero desejo de que cada adversidade torne-se um estímulo; cada insucesso, uma lição para a vida; cada vitória, um impulso, para ir mais longe e buscar novos sonhos.

Todos aplaudem as palavras do Diretor.

- Agora irei parar de falar essa baboseira que eu sei que nenhum de vocês não estão nem aí para esse discurso.

Não é o que o velho não tem razão.

- Como muitos de vocês já sabem, assim é escolhido a rainha e o rei do Baile de formatura do terceiro ano do ensino médio, há uma semana de votações e todos os alunos votam em qual quiser, até em si mesmo se quiser.- ele dá uma breve risada.

- Para de falar e diz logo quem ganhou!- uma menina do fundo grita.

-Ah!.. Então, a vencedora e o vencedor, por unanimidade, são... Victor Fernandes e Alice Lombardi.

Ahn? É o que? Eu?  Porque eu? Porque todo mundo votou em mim?

- Retardada! Acorda! Terra chamando Alice! Estão te chamando pra subir lá em cima. - diz Nat.

Subo no palco montado ainda surpresa pelo acontecido.

- Meus parabéns. - diz o diretor entregando-nos a faixa e a coroa.

- Posso falar uma coisa?- diz Victor.

- Querido aluno, não estamos em um filme de Hollywood, isso aqui é vida real.

- Me dá a droga do microfone!- o diretor o entrega.

- Ali, eu sou um completo idiota..

- Eu sei disso. - o interrompo.

- Me deixa falar. - balanço a cabeça positivamente – Alice, eu estive pensando, aquela viagem poderia sido a pior da minha vida, alias eu estava com uma garota chata e irritante, que vivia de mi mi mi’s e enchendo a porra do meu saco, eu sempre odiei você por inúmeros motivos por toda a vez que eu saia de casa eu tinha que olhar na sua cara, afinal você sempre foi a minha vizinha e por o maior azar do mundo você desde o segundo ano do fundamental sempre ficou nas mesmas aulas que eu. Uns dizem ser destino, eu digo que tem um cara lá em cima, que sabe e faz tudo que nós necessitamos quem sabe ele não atendeu aos pedidos de mamãe para o filho mais novo dela arranjar uma namorada?

- Necessitamos?- digo.

- Sim, Ali. Necessitamos! Eu necessito de você, Alice. Depois que aconteceu todo aquele mal entendido e você foi embora daquele jeito tão repentino... Eu fiquei sem ter com quem brigar sim, eu amava brigar com você por mais chata que você seja, por mais que seja qualquer besteira, por mais idiota que seja, eu amava e amo falar e discutir com você.

Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito

Nem que seja só pra te levar pra casa

Depois de um dia normal

Olhar teus olhos de promessas fáceis

E te beijar a boca de um jeito que te faça rir

(Que te faça rir)

 

Hoje eu preciso te abraçar

Sentir teu cheiro de roupa limpa

Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz

 

Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua

Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria

Em estar vivo

 

Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar

Me dizendo que eu sou o causador da tua insônia

Que eu faço tudo errado sempre, sempre

 

Hoje preciso de você

Com qualquer humor, com qualquer sorriso

Hoje só tua presença

Vai me deixar feliz

Só hoje

 

Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua

Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria

Em estar vivo

 

Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar

Me dizendo que eu sou o causador da tua insônia

Que eu faço tudo errado sempre, sempre

 

Hoje preciso de você

Com qualquer humor, com qualquer sorriso!

Hoje só tua presença

Vai me deixar feliz

Só hoje

Só hoje

Jonas grita:

-Para de viadagem e diz logo o que tu quer!

- Alice, você quer namorar comigo?

- Olha aqui, seu idiota! Você merecia um não, mas como eu sou uma pessoa muito boa e eu amo você e você parece que está arrependido, então.. SIM!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...