História Namorada de Mentira - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 73
Palavras 876
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 8 - Bela Bunda..


Acordei sentindo um peso na minha barriga e abri os olhos lentamente constatando que se tratava de um braço; olhei para o lado rapidamente vendo Victor dormindo de boca aberta ao meu lado na cama. Afastei seu braço lentamente e levantei da cama indo direto para o banheiro lavar o rosto. Senti meu estômago roncar e me lembreide que não havia comido absolutamente nada além da comida horrível do avião há mais de seis horas atrás. Sai do quarto e fui direto para a cozinha da casa encontrando Yasmim conversando animadamente com Dona Emily e um homem que parecia um Victor mais velho.

- Ali, finalmente você acordou. Eu deixei alguns sanduíches separados para você, espero que goste. - Dona Emily falou indicando um prato com três grandes sanduíches na bancada.

- Muito obrigada, Dona Emily. - agradeci enquanto pegava o primeiro sanduíche.

- Por favor, querida, me chame só de Emily.

- Ali, esse é o Ivan, nosso irmão mais velho. - Yasmim indicou o rapaz sentado ao seu lado que sorria em minha direção.

- É um prazer finalmente conhecer a namorada do meu irmãozinho. - falou ainda sorrindo.

- É um prazer finalmente conhecê-lo acordado. - falei em deboche fazendo com que todos rissem. Minha risada parou instantaneamente ao sentir um par de braços envolvendo minha cintura.

- Por que não me chamou quando acordou, amor? - ouvi a voz de Victor perto do meu ouvido. Abri um sorriso falso e me virei em seus braços ficando de frente para ele.

- Você estava tão bonitinho dormindo que eu fiquei com pena, amor. - falei entre dentes olhando com raiva para seus braços ao meu redor.

- Ela é ou não é um amor? - Victor perguntou encarando algum ponto atrás de mim antes de grudar seus lábios nos meus em um rápido selinho. Senti meu rosto esquentar sem saber de era de raiva ou vergonha.

- Por que os pombinhos não vão tomar um banho para acalmar todo esse hormônio ai? - Yasmim perguntou em tom zombeteiro atraindo a atenção de todos na cozinha.

- É uma ótima ideia. - concordei e puxei Victor pelo braço até o quarto. - Que porra você estava pensando Victor?

- Ah, amor, eu sei que você gostou, não precisa fingir que está bravinha. - falou rindo enquanto tentava me segurar pela cintura.

- Nunca mais faça isso. - falei irritada.

- Qual é Alice, você sabia perfeitamente que teríamos que nos beijar vez ou outra durante essa semana e ainda assim aceitou vir comigo. Você não pode dar um ataque desses toda vez que eu encostar-se a você ou meus pais vão desconfiar. - falou se jogando na cama. Suspirei em derrota e entrei no banheiro determinada a tomar um belo banho relaxante. Estava terminando de me ensaboar quando ouvi a porta do banheiro abrir; cobri-me rapidamente com as mãos e virei de costas para o vidro do Box enquanto ouvia passos pelo ambiente.

- Que porra você está fazendo aqui Victor?

- Eu precisava usar o banheiro e você não saia nunca.

- E você não podia ir a outro banheiro?

- Não, esse aqui era o mais próximo.

- Você é um idiota.

- Está agora me fala alguma coisa nova. A propósito, bela bunda. - ouvi a porta do banheiro se fechar anunciando que eu finalmente poderia me virar.

Terminei meu banho e me enrolei na toalha antes de sair.

- Finalmente! Achei que fosse morrer ali dentro. - Victor entrou no banheiro assim que saí.

Esperei ouvir o barulho do chuveiro antes de me trocar. Escolhi um short curto de tecido confortável e uma regata branca. Estava terminando de arrumar meus cabelos quando Victor saiu do banheiro com a toalha enrolada na cintura. Meus olhos se prenderam em seu peitoral nu incrivelmente definido enquanto eu, inconscientemente, mordia meu lábio inferior.

- Quer tocar, amor? - perguntou em tom provocador.

- Vá se foder Victor. – resmunguei irritada e peguei meu secador seguindo para o banheiro.

- Aqui, veste isso. – Victor me jogou um embrulho preto assim que sai do banheiro.

- O que é isso? – perguntei confusa esticando o pano.

- Uma camiseta Alice, o que mais parece?

- Está, mas por quê?

- Garotas adoram usar as roupas de seus namorados, achei que fosse parecer um pouco mais real se minha família te visse com ela. – deu de ombros. Eu precisava admitir, por mais ridícula que fosse a explicação, ela tinha total lógica. Virei-me de costas para ele e tirei a blusa que eu usava colocando sua camiseta rapidamente, quando me virei novamente, Victor mordia os lábios quase que inconscientemente enquanto olhava em minha direção.

- O que foi? – perguntei procurando alguma coisa de errado.

- Nada. – respondeu balançando a cabeça. - Vamos, minha mãe está nos esperando para uma grande noite de jogos.

- Noite de jogos?

- É. Na minha família nós gostamos de passar um tempo juntos jogando algumas coisas meio idiotas. Ideia da minha irmã. – torceu o nariz ao explicar a última parte. - Mas é divertido.

- Jogos tipo...?

- O normal Alice, quem sou eu, banco imobiliário, cartas e qualquer outra coisa que a Yasmim goste. Agora vamos descer logo que a comida está pronta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...