História Namorada de Mentirinha - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Erza Scarlet, Gray Fullbuster, Juvia Lockser, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Lucy Heartfilia, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Sting Eucliffe
Tags Escolar, Gray, Lucy
Exibições 177
Palavras 1.897
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


--->FIC NOVA NA PARADA GENTEEE UHUUU FESTA BALADA !!! Com isso hoje eu finalmente termino Nova vida, que esta sendo betada no momento o/ .Espero que gostem dessa nova historia que vai ficar no lugar ><


--->No final do cap a links das ones novas que eu postei !! E pra quem não me conhece eu tenho milhares de fics !! Então da uma passadinha no meu perfil pra da uma olhadinha ;3

Capítulo 1 - Cap1


Gray tinha tudo para ser um garoto popular, possuía um belo físico e tinha grandes dotes, entretanto as coisas não estavam muito a seu favor. Ele era muito tímido, então era complicado fazer novas amizades ou até mesmo chegar em meninas. Por sua timidez, ele ficava nervoso e acabava gaguejando, virando motivo de chacota para algumas pessoas.

Seus belos cabelos morenos que combinam com seus olhos negros, são pouco destacados, já que ele usa uns óculos e sempre anda de cabeça baixa para evitar contanto com outras pessoas, mesmo possuindo um belo físico, ele prefere usar roupas compridas e mais aconchegantes.

Em pouco tempo, o garoto rico de ótimo físico que tinha todas as chances de ser um dos garotos mais populares, virou o motivo de gozação da escola. Não tinha amigos, e sempre que conseguia algum ele logo se afastava com medo de ser alvo de brincadeiras também. Ele nunca contou para seus pais o que ele vivia na escola, pois achava que precisava ele mesmo resolver seus problemas e não o dinheiro que seu nome possuía.

Sua irmã sempre o ajudava a treinar, com isso ele nunca havia apanhado de ninguém na escola, mas também nunca havia revidado. Preferia ficar na defensiva ou simplesmente correr, as aulas que tinha com sua irmã o fizera ter uma ótima agilidade e reflexo. Quem dera ela tivesse lhe ajudado também com sua timidez.

E lá estava ele, na entrada de uma cafeteria encarando completamente envergonhado uma bela garota loira que tomava calmamente seu café sem nem imaginar que estava sendo observada. Vocês devem estar se perguntando por qual motivo ele está encarando tanto essa jovem.

Há alguns dias atrás, começaram a ficar em seu pé lhe dizendo como ele era Bv, e que nunca deixaria de ser virgem, já que ele era nerd de mais para conseguir uma namorada, ou simplesmente fazer com que uma garota gostasse dele sem que fosse paga ou algo do gênero.

Diferente das outras ocasiões aonde ele simplesmente ignorava e saia do meio daquelas conversas, ele ficou irritado. Um começo de sua mudança, ou simplesmente estupidez, já que percebeu que era melhor ter saído do que ter aberto a boca e falar, mas não se pode voltar ao passado para concertar um erro.

Com raiva no momento, ele acabou inventando uma menina. Uma bela loira de olhos castanhos e corpo escultural que estava com ele por gostar e não por seu dinheiro, já que ela não se importava com isso, apenas com sua companhia. Ele mesmo havia ficado surpreso com suas palavras, e com medo de lhe pedirem uma prova de sua verdade.

Mas como Gray era azarado, acabaram pedindo uma prova daquilo, afinal, estava perfeito demais. Os garotos implicavam com ele por não acreditarem que aquilo podia ser verdade e que devia ser uma mentira para cobrir a realidade patética do moreno.

No mesmo dia, Gray pensou seriamente em contratar alguém ou fazer alguma loucura para conseguir uma simples foto junto à moça. Mas aquilo poderia ser facilmente desmascarado... Estava com medo de ser mais zoado por ter mentido daquele jeito sem ter pensado nas consequências que aquilo iria gerar para ele.

Então ele fez o impossível para não dar de cara com os garotos novamente no colégio e comentar do assunto, por sorte eles pareciam se divertir com seu desespero como já imaginassem que realmente tudo não passava de uma farsa do moreno.

Ele já havia desistido e já estava começando a aceitar sua sentença de morte na escola, caminhava triste e desanimado pela rua sem rumo já que sabia que no dia seguinte iriam falar com ele, afinal, já era sexta feira e sua mentira havia sido contada na segunda. Era estranho para ele terem lhe dado tanto tempo para arrumar alguém, mas ainda sim fora inútil o suficiente para não conseguir realizar tal feito.

Foi ai que ele a viu dentro do café quando percebeu já estava dentro do local a encarando de longe, sem ter coragem para que pudesse se aproximar e falar com a garota. Tinha medo de ser humilhado na frente de toda aquelas pessoas, mas ele precisava ser forte pelo menos uma vez em sua vida.

Com passos curtos e tensos ele se aproximou da loira, estava completamente nervoso como jamais pensou que pudesse ficar algum dia. Ele se aproximou da mesa dela não chamando a atenção da mesma já que estava olhando a janela enquanto bebia sua bebida, ele respirou fundo e contou mentalmente inúmeras vezes até o numero dez e rezou para que não gaguejasse.

-O-olá - Falou gaguejando já se amaldiçoando e logo recebendo o olhar interrogativo da loira – E-eu p-poderia m-me sentar? – Céus, Gray estava desejando que ela o mandasse embora, já que não estava se suportando pela gagueira.

-Ah claro, o café está cheio – Falou ela com um sorriso para o moreno que logo se sentou.

Gray quase soltou um suspiro de alivio, ficou tanto tempo encarando a loira que não havia reparado como aquele lugar estava completamente lotado. Não sabia se aquilo era pura sorte ou simplesmente azar, já que seria humilhado na frente de mais pessoas desconhecidas. Logo uma atendente veio lhe perguntar se queria algo, ele pediu um chá gelado para se acalmar um pouco.

-Desculpe ser indelicado – Gray começou quase comemorando por não ter gaguejado - Mas eu posso lhe pedir algo muito estranho?

Ela lhe encarou com um olhar curioso e ainda sim um pouco estranho, como se não estivesse entendendo aquela súbita mudança de voz e jeito do moreno que parecia completamente gago há minutos atrás. Percebeu que ele voltara a ficar completamente nervoso e tremer um pouco lhe fazendo abrir um sorriso para não rir do nervosismo do garoto, que de alguma forma lhe deixava fofo.

-Ora, ora, o que temos aqui - Falou uma voz perto do moreno o fazendo pular de susto - Se não é nosso caro amigo Fullbuster... – o mesmo olhou para a garota a frente do moreno - Vejo que ele está acompanhado.

-Bate com a descrição, será que o Gray estava falando a verdade? - Falou outro garoto.

-Não seja ingênuo Sting, esse babaca aqui nunca conseguiria namorar uma gostosa feito essa aqui – Falou outro rosado apontando para a loira que lhe olhou feio.

-Natsu ele é rico, não deve ser difícil ele pagar alguma qualquer para lhe namorar - Falou Sting.

Natsu e Sting eram os dois meninos que mais implicavam com o moreno, havia mais meninos na turma deles, entretanto eles pareciam estar sozinhos. Gray não conseguia definir se aquilo era sorte ou azar, já que ambos os garotos não lhe suportavam, e ele não entendia o motivo disso já que nunca havia feito nada para os dois.

Natsu era um garoto atlético, era capitão do time de futebol. Possuía cabelos rosados naturais de alguma forma e seus olhos ônix que o deixavam irresistível, era muito popular com as garotas, mas um completo galinha que não se importava com a opinião de ninguém dentro daquele colégio. Ele brincava com qualquer pessoa que era denominada estranha ou nerd naquela escola, tinha um caráter horrível, entretanto as meninas não pareciam ver aquele lado.

Sting também fazia parte do time de futebol, mas não possuía um cargo grande como o amigo. Era loiro de olhos azul, muito popular também com as meninas da escola. Tão galinha quanto o amigo, e tratava qualquer garoto que não era popular de forma diferenciada. O único que ele não tirava o sarro era de seu irmão mais novo Rogue, que mesmo não sendo popular e sendo um pouco estranho, não era alvo dos garotos do colégio pela influência do seu irmão. Mas isso não significava que os amigos do moreno estavam livres disso, eles sofriam o dobro se possível, fazendo com que o moreno ficasse tão sozinho quanto Gray. Mas ele parecia não se importar, já que ele não gostava de praticamente ninguém daquele colégio.

Gray não sabia o que fazer naquele momento, estava nervoso demais e completamente constrangido já que algumas pessoas estavam encarando a mesa e escutando a conversa que os rapazes estavam tendo. A loira lhe encarava com um olhar diferenciado, o fazendo ter medo do que ela pudesse lhe falar para piorar sua situação, afinal ela era linda e não possuía motivos para lhe ajudar ou não entrar na brincadeira. Já estava acostumado a ser mal tratado por meninas bonitas populares no colégio.

-Posso saber qual é a graça? Ou o porquê de estarem falando mal do meu namorado? - Falou a loira irritada para a surpresa dos garotos - Eu já estou aqui esperando ele a horas, enrolando tomando essa merda de café, agora que ele chega vocês ficam atrapalhando nossa conversa?!

-Pera, você realmente é a namorada dele?! - Perguntou o loiro surpreso.

-Quanto ele te pagou loirinha?! Pode ter certeza que dinheiro não compra pegada, e isso eu posso lhe mostrar – Falou Natsu abrindo um sorriso malicioso pra a garota.

-Não estou sendo paga, eu o namoro por querer e gostar dele. Se vocês possuem algum tipo de problema mental para não estarem entendendo a situação, eu posso desenhar para vocês - Falou ela com uma expressão de deboche - E querido nem que você fosse o ultimo cara na cidade, eu o beijaria. Afinal rosa não é minha cor.

-Tsi, ora sua... – Natsu começou logo sendo interrompido pelo loiro.

-Natsu é melhor a gente ir embora, já estão olhando... - Falou Sting próximo ao amigo vendo os olhares dos clientes do local que não pareciam nada felizes com a situação .

-Que seja - Falou o rosado dando as costas e saindo do café junto a Sting.

Logo todos voltaram a ignorar o casal na mesa e focaram em outras coisas. Gray ainda encarava a loira surpresa sem saber o que fazer ou falar para ela, percebeu que ela estava com um sorriso alegre como se estivesse satisfeita com aquela situação o fazendo ficar mais confuso. Ele estava tentando lhe perguntar, mas o nervosismo não parecia lhe ajudar naquele momento.

-Agora meio que entendi o motivo de você vir até minha mesa, você queria algo pra provar pra eles sobre um namoro não é? – Ela perguntou calmamente encarando o moreno que balançou a cabeça concordando - Você é bastante tímido e bem nervoso pelo visto...

-E-eu não queria lhe envolver nisso - Falou Gray meio sem graça passando a mão no cabelo – M-me desculpe... Eu, eu ia pedir uma foto com você apenas. Agradeço por ter me defendido.

-Não há de que – A loira abriu um sorriso alegre - Olha, você sabe que depois de hoje eles vão implicar mais com você, ainda mais por eu ter lhe defendido.

-Tudo bem, eu já estou acostumado – Falou o moreno com um sorriso triste- Mas fiquei feliz por ter me ajudado.

-Você me parece ser um cara bem legal – Falou a loira apoiando o rosto com as mãos enquanto os cotovelos estavam na mesa - Eu não costumo fazer esse tipo de coisa, com pessoas que acabo de conhecer, mas odeio esse tipo de tratamento ainda mais em minha frente. Então eu vou lhe ajudar.

-Como pretende me ajudar? - Perguntou Gray confuso sem entender o que a loira lhe falava.

-Vou ajudar você com sua timidez e nervosismo. Então... Quer ser meu namorado de mentirinha? –Perguntou a loira assim vendo o olhar surpreso do moreno.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...