História Lying Girlfriend-Norminah - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton, Personagens Originais
Tags Norminah
Visualizações 422
Palavras 2.348
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Luta, Misticismo, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meus leitores voltei,eu tava ficando doida,bora escrever,que eu tô solteira de novo!
Eu nn tô bem mas vou escrever pk isso me faz melhorar....


Boa leitura,bjos!

Capítulo 4 - Capítulo 4-Oh baby! (Futuro Bônus)


Fanfic / Fanfiction Lying Girlfriend-Norminah - Capítulo 4 - Capítulo 4-Oh baby! (Futuro Bônus)

(Futuro Bônus)

 

 

POV's Normani.

17 de maio de 2022,Rio de Janeiro,Brasil.

-Ah qual é?Eu e ela fomos buscar a Mani!Eu só queria companhia,e ela era a unica que estava acordada.-Respondeu Lauren,mas nenhuma de nós duas podíamos parar de nos encarar,ela com toda a mágoa,dor e tristeza que eu a causei,eu com todo o amor,que nunca em um segundo me abandonou,todas as lembranças boas,e aquela lembrança daquela noite,depois daquela noite nós nunca mais fomos as mesmas,uma com a outra,e agora perto dela novamente me senti fraca,senti nojo de mim mesma por tudo que eu fiz pra ela,me senti vulnerável e sem chão,eu só queria abraça-la e protege-la de tudo,mas eu sabia que a unica pessoa de que ela tinha que ser protegida era eu mesma,nossos olhares se perderam um do outro quando ela se virou,pra perder o contato,de nossos olhos,eu queria tanto que ela viesse até mim,mas sabia que depois de tudo o que eu fiz pra ela,Dinah não me perdoaria,não seria como antigamente,não seria a mesma coisa eu estava sentindo falta do meu amor.

-Oh,vou entrar e deixar vocês sozinhas um pouquinho,não se matem pelo amor de Allyluia!-Falou Laur,Dinah a olhou.

-Eu vou entrar também!-Respondeu enquanto se virava e ia de encontro a escada da casa.Eu olhei Lauren e abaixei a cabeça.

Eu peguei minhas malas e algumas sacolas pra ajudar a Lauren,falei pra ela que quando estivéssemos lá dentro só mostrasse o quarto que eu iria ficar,porque mesmo que eu quisesse ela não me deixaria ficar em um quarto de hotel,eu só queria ficar longe dela,porque olhar pra ela todos os dias durante um mês me faria mal,quando entrei Ally e sua enorme barriga me abraçou,quer dizer me esmagou em um abraço.

-Sua vadia!-A olhei incrédula,ela tá falando....palavrão?-Eu quero te matar por ter ido embora,e principalmente por ficar tanto tempo longe!-Continuou.Okay,eu estava muito assustada!

-São os hormônios!-Respondeu Troy,enquanto eu olhava a sala,onde Verônica,Lucy e Camila assistiam a cena,Verô levantou e veio até mim,me olhou nos olhos e me abraçou.

-Eu não deveria te abraçar,mas eu senti sua falta,não posso controlar minhas emoções!-Falou enquanto me apertava em um abraço.Apertei o seu corpo assim como tinha feito com a Ally quando ela havia me abraçado.

-Desculpa.-Sussurrei em seu ouvido enquanto meus olhos se enchiam de lagrimas,quando dei por mim Lucy e Camila,tinham entrado no abraço que agora era coletivo.-Me desculpem sério!

-Tá tudo bem,eu posso estar chateada,mas você é minha amiga,apesar de tudo.-Respondeu a Mila,eu a olhei e fiz um carinho suave em seu rosto,enquanto sorriamos uma para a outra,então de repente ela me encarou séria.-Eu só espero que você tenha vindo,consciente que vai ter que consertar as coisas,com a minha chee!-Ela estava tão assustadora grávida,que eu na hora assenti.-Ótimo!-E se sentou novamente voltando a sua atenção a alguma coisa que estava passando na TV.

-Olá Mani,eu senti tanta a sua falta!-Respondeu me abraçando novamente,senti um ser pequeno trombando em mim,pensei que era a pequena Hansen,mas dei de cara com uma pequena muito linda com os olhos verdes e logo atrás uma com os olhos azuis.-Quantas vezes preciso pra que vocês duas não corram pela casa dessa maneira,Megan Cabello-Jauregui e Thamires Vitória Vives-Iglesias?-as duas olharam Camila assustadas,aqueles olhos tão lindos arrelados me fizeram sorrir,minhas amigas tinham filhos tão belos,Luna com certeza superou as primas,mesmo que não parecesse com Dinah fisicamente,elas eram tão iguais nos gestos e o jeitinho em que o amor da minha vida falava.

-Okay,fui eu que mandei elas correrem!-Disse Dinah enquanto entrava na sala ofegante.-Elas estavam me atrapalhando e eu queria um pouco de espaço pra fazer o almoço!-Falou enquanto me encarava.-Será que você pode trazer as sacolas?-Perguntou,indiferente.

-Claro!-Camila piscou pra mim,antes que eu saísse da sala.Okay,elas querem que eu reconquiste a minha garota,e eu vou!

 

17 de Junho de 2016,Flórida,Miami.

Dias atuais.....

POV's Dinah.

Já estava prestes a começar a reunião e eu estava super nervosa,já que Normani estava,me provocando o tempo inteiro,no café da manhã ela colocou sua mão em minha coxa e jogou varias indiretas,no carro ela quase me fez bater o carro quando beijou meu pescoço e me falou sacanagens no pé do meu ouvido,pô,ela fez isso comigo dirigindo!Ela também deu a louca,quando Tori veio até minha sala para dar em cima de mim,ficou o tempo todo presente na sala,fingindo mexer no celular e quando Tori cansou e foi embora,ela simplesmente se sentou no meu colo e disse que se 'aquela vadia,chegasse perto do que é dela novamente,ela iria arrancar os olhos dela com as unhas.'E depois saiu da sala.

Bom eu não sei o que tá acontecendo com ela mas senhor ela fica tão sexy me provocando,mas eu simplesmente fico vermelha que nem um tomate e fico totalmente sem reação,é tem algo errado com meu corpo,porque isso nunca ocorreu comigo,nem quando eu tive minha primeira vez.

adentro a sala de reunião,onde alguns funcionários,Mani,a bunduda e a babaca da minha irmã,estão me aguardando para o começo da reunião,Normani estava sentada exatamente,onde era perigoso,do meu lado esquerdo na ponta da grande secretária para reuniões,já até prevejo!

 

~

Já havia passado 1hr desde que entramos naquela sala de reuniões e estava super entediante,por isso peguei meu celular e comecei a fuçar em qualquer coisa.

*Oh,babyAcho tão sexy quando prende o cabelo dessa forma*

Monz-

Dizia a primeira mensagem,a olhei e suspirei,ela não parecia,que acabara de mexer em seu celular,para me manda,uma das tantas provocações que ela usado contra mim,hoje!

*Eu sei que gosta!Eu sei porque gosta.Minha nuca fica pronta pra receber as caricias da sua boca,assim como todo o meu corpo*

Baby-

Se ela quer brincar,vamos brincar!Pelo canto do olho,vi ela pegar seu celular,de cima de sua coxa direita,e sorrir ao ler,ela levantou seu rosto e me encarou por segundos,enquanto eu fingia estar estar prestando atenção no que,Bea falava,eu a vi abaixar a cabeça e digitar,e esperei para que eu pudesse sentir o meu celular vibrar,com sua mensagem.

*Bom saber,que seu corpo esta,preparado,para minhas caricias,porque assim que essa merda de reunião acabar,não vou só te acariciar,vou te foder gostoso,espero que sua sala seja a prova de som!* 

Monz-

Li e reli a mensagem,várias vezes,me arrependendo por tê-la provocado,senti meu rosto queimando,ao seu olhar e quando levantei meu rosto para observar o que ela fazia,seu olhar me penetrava,assim como ela queria fazer com seus dedos.Tô fodida.Ela sorria pra mim,e sei que todos na mesa notaram,porque sentia os olhares atento nos observando e já não escutava mais a voz de Bea falando,o que quer que seja,o que ela estava falando segundos antes.Mas só eu sabia que aquele sorriso,não tinha um pingo de paixão,que aquele sorriso era cafajeste e porque ele me deixou sem graça,desviei meu olhar e encarei o restante da sala.

-Você quer continuar,Bea?-me pronunciei,só pra ouvir a bela mulher ao meu lado gargalhar,acho que do meu medo de encara-la,já que me causava arrepios e me fazia me sentir vulnerável,e sem graça.

-Claro,srta.Hansen,bom como eu estava dizendo...-Parei de prestar atenção,quando meu telefone,novamente vibrou,chamando a minha atenção,de novo.

*Você fica encantadora vermelha,amor!*

*Espero que esteja preparada pra gemer meu nome,enquanto eu estiver te fodendo,em cima da sua secretária,bb!*

Monz-

Essa mulher tá acabando com a minha sanidade,e vai acabar comigo também!

*Monz,pare com isso!*

Baby-

A vi sorrir para o celular,e me enviar outra mensagem.

*Por que eu pararia?Se estou gostando de te ver vermelha,porque assim eu sei que tenho efeito em você,sem ao menos te tocar!*

Quando terminei de ler a mensagem,bloqueei o celular,eu não queria ficar que nem um tomate ambulante,quando eu conheci a Normani,pensei que ela seria a minha vítima,mas vejo que é um pouquinho ao contrário.

Levanto meus olhos para Bea,só para que 5 minutos depois ela encerre a reunião,acho que alguém lá em cima não tá querendo colaborar com a minha pessoa!Todos se despedem e vão se retirando aos poucos,deixando só,Mila,Verô,Mani e eu.Okay eu tô muito ferrada,primeiro porque eu já vejo o olhar interrogativo,das duas dementes e depois porque,assim que eu sair dessa sala,eu sei o que me espera,e eu sei que também não posso fugir.shit!

-O que eu perdi?-Pergunta Camila.Eu dou de ombros enquanto a Hamilton,finge nem ter escutado o que a latina perguntou,já Verô nos encara,como sempre tentando ver o que se passa comigo,sempre foi assim,nunca consigo esconder nada dela,já que ela parece me conhecer mais que a dona Milika.

-Dinah...-Tentou,Verônica,eu a olhei esperando que ela continuasse.-Você corou por que?Não te vejo corar desde os seus 5 anos!-falou enquanto tentava me intimidar com o seu olhar penetrante.

-Eu só,não sei,recebi uma mensagem,que meio....arg,não sei explicar!-Respondi,enquanto me levantava e pegava o meu blazer,que estava no encosto da cadeira.as duas babacas riram.

-Então quer dizer que a Mani mandou mensagem e te deixou vermelha?-Perguntou a latina insuportável.Bufei,enquanto minha 'namorada' se levantava e vinha em minha direção.

-Deixem minha garota em paz!-Ela falou enquanto me abraçava,e nos direcionava a saída,enquanto as duas nos encarava boquiabertas.

-Então já tá assim?!-Perguntou Verônica,ignoramos ela,enquanto andávamos em direção a minha sala,quando chegamos na mesma,Hamilton trancou a porta e me direcionou,para a minha secretária,logo depois fechando as cortinas.

Ela me olhou,enquanto voltava até a minha frente,onde ela me puxou de encontro com seu corpo,já acariciando meu rosto,sua mão esquerda que estava na minha cintura,passou para a minha bunda,onde ela apertou com vontade me fazendo arfar,a sua mão direita,parou de acariciar meu rosto só para puxar os meu cabelos que ficavam na região da minha nuca,e mesmo que meu cabelo estivesse em um coque ela ainda conseguia puxa-los com toda a sua possessividade.

-Você gosta,não é?-abri meus olhos,só para ver suas esferas castanhas,me encarando com intensidade e luxúria.-Você gosta quando eu te provoco,não é?Gosta de me ver louca pra me ter dentro de você,como nenhuma dessas vadias,que você pega,já te teve,e eu vou te foder tão gostoso que você,nunca mais vai querer,nenhuma,escuta bem...-puxou meu cabelo com força me fazendo,gemer,enquanto seus olhos me penetravam.-Porque você nunca mais vai querer,nenhuma,outra mulher,te fodendo!-Sorriu,quando entreabri meus lábios,porque apertou minha bunda novamente,dessa vez com mais fúria.

Ela emaranhou seus dedos em meus cabelos novamente,e me puxou mais para seu corpo,antes de tomar minha boca,em seus lábios,no começo foi só um tocar de lábios,mas depois ela pediu passagem,na qual eu logo cedi,minhas mãos,que antes estavam ao lado do meu corpo,agora estavam,em suas costa a arranhando por cima de sua blusa,enquanto sua língua,fazia conhecia minha boca com maestria,parecia que nossas bocas faziam sexo explicito.

Ela derrubou boa parte das coisas que estavam em cima da minha mesa e me colocou em cima da mesma,enquanto abria minhas pernas e se colocava no meio dela,sem desfazer o contato de nossas bocas.quando o ar faltou ela foi descendo seus beijo,pelo meu pescoço,até chegar onde ela queria.Ela levantou sua cabeça para me encarar,e sorriu satisfeita com o meu estado.

A saia que não tampava mais nada,o rosto corado,pupila dilatada,suada,entregue e esperando por mais dela.Ela olhou pra baixo analisando minha camisa de botões e voltou seu oceano castanho até minhas íris,e levantou a sombrancelha perfeitamente desenhada.

-Eu gostaria muito de simplesmente quebrar a merda desses malditos botões,mas se isso acontecer,você não terá como ir pra casa,me diga,como eu vou resolver isso,Bebê?-Perguntou com a voz rouca e arrastada.

-E-eu trouxe o blazer.-Respondi enquanto procurava,meu blazer pela sala,ela puxou meu rosto de encontro ao seu.

-Olhe pra mim,e observe como vou estragar sua maldita camisa que andou,me deixando louca a manhã toda!-Falou antes de me dar um selinho e arrebentar os botões,e logo depois passou a minha camisa pelos os meus braços,a tirando do meu corpo,enquanto encarava meus seios que estavam cobertos pelo sutiã.-Gostosa!-Falou voltando a sustentar seu olhar no meu.

Ela me queria ali,ou em qualquer lugar,era isso o que o olhar dela dizia,ele falava muito dela,por isso que eu era louca por essa mulher,não é pelo corpo,ou pela sua beleza inconfundível,eu era louca por ela,porque ela falava mais com os olhos do que com a boca,porque ela usava aquela boca pra coisas muito melhores,coisas essas que ela estava prestes a fazer comigo.

Ela me colocou em pé,na sua frente,para descer o zíper lateral da minha saia,que depois de aberta deslizou em meu corpo e caiu ao chão,o que me fez chuta-la pra qualquer lugar,ela encarou meu corpo enquanto,mordia seus próprios lábios.Hamilton me puxou para o sofá que tinha em minha sala,me fez deitar sem falar nada,e abriu minhas pernas antes de se enfiar no meio das mesmas.

-Chega de preliminares,eu preciso,me ter dentro de você,Hansen.-Sussurrou,enquanto se abaixava,para encontrar minha boca,onde mordeu forte,e logo depois me beijou intensamente(gif),meu sutiã de rendas preto,já tinha sido retirado do meu corpo,sem eu nem perceber,quando dei por mim,a boca da mulher a minha frente estava abocanhando meu seio esquerdo,enquanto sua mão dava a devida atenção para o meu seio direito,e sua outra mão arranhava meu abdômen e eu gemia baixinho olhando os seus olhos.

Ela passou a massagear meu seio esquerdo,e sua boca o direito.eu já estava fora de mim,gemendo e revirando meus olhos,quando ela rasgou minha calcinha.Porra!

Ela me olhou,depois de constatar que eu estava encharcada por ela,e gargalhou,quando a olhei brava por ter rasgado a minha calcinha.

-agora eu vou te ensinar como ser uma boa menina,entendeu?-Falou com seu olhar possessivo,eu não me movi,continuei a encarando,mas me arrependi,quando senti o ardor na minha coxa.-Eu perguntei,você entendeu?-Perguntou novamente,seu olhar fez com que minha excitação escorresse.

-Entendi,daddy!-Ela sorriu satisfeita,antes de abocanhar meu sexo sedento por ela,o que me fez gemer alto e logo morder meu lábio inferior,para evitar que alguém,escutasse.

Ela maltratava meu sexo com seus dentes enquanto segurava firme minha cintura,levou seu polegar até meu clítoris,o massageando num ritmo lento e excitante,segurei seu cabelo com força,quando senti meu orgasmos chegando com tudo,meu corpo teve uma quantidade de espasmos muito maior do que eu estava acostumada e enquanto meu corpo tremia,eu puxava se cabelo com força.

-Oh,Monz......-Gritei o nome carinhoso que eu dei a ela,quando meu ápice chegou ao fim,ela engoliu toda a minha excitação com os olhos fechados,como se fosse o seu doce preferido,eu olhei a mulher a minha frente,que ainda continuava com todas as suas peças de roupa,se ajoelhar ainda no meio de minhas pernas e passar o dedo indicador por seu queixo,onde continha um pouco do meu gozo e sorrir,cafajeste,sorriu de volta,enquanto ela ficava cara a cara comigo com seus braços apoiados do lado da minha cabeça.,ela beijou,pediu passagem com sua língua e quando eu dei a ela,pude sentir meu gosto misturado com o gosto de menta da sua boca,não travamos uma guerra,eu a deixei dominar.

-você é quente,querida,quente e minha!-Falou depois do beijo.

 

 

 

 


Notas Finais


Me aguardem,no proximo tem mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...