História Namorado de aluguel - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Noragami
Personagens Iki Hiyori, Kazuma, Mayu, Nora, Personagens Originais, Yato, Yukine
Tags Noragame, Romance, Sexo
Exibições 113
Palavras 2.025
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiie gente! Espero de gostem boa leitura. ..bjs.

Capítulo 13 - Você é meu vício.


Fanfic / Fanfiction Namorado de aluguel - Capítulo 13 - Você é meu vício.

O celular começa a tocar, Hiy estende a mão para pegar.


-Alô. Ela disse com sono, ainda escondida no edredom. 


-Bom dia Hiy. Espero não ter te acordado.


-Yukine! Ela sorri ao reconhecer a voz. - Não se preocupe. Eu já estava acordada.


-Que Bom! Hiy eu só liguei pra dizer que ontem foi inesquecível pra mim e eu gostaria muito de sair com você outra vez.


-Pra mim também foi inesquecível. E eu- eu adoraria sair com você Yukine. Ela ficou vermelha e se encolheu nas cobertas encostando em Serena que dormia na sua cama, fazendo ela acordar.


-Quem é Hiy? perguntou meio dormindo ainda. 


-É o Yukine. Hiyori disse baixinho pra ele não ouvir, mas ele ouvia tudo.


-É o Yukine? Serena sentou na cama. -Ai meu Deus oque ele disse? ele quer sair com você denovo? 


-Calma sua maluquinha ele ta na linha.(risos). - Oi desculpa é que minha prima ta aqui fazendo bagunça.  


-Tudo bem. Eu ouvi.Hiy ficou ainda mais vermelha. - Eu te ligo mais tarde para combinarmos nosso próximo encontro? 


-Sim! Ficarei esperando ansiosa. 


-Eu também. tchau Hiy.


-Tchau Yukine. 


Ela desliga o celular e olha para Serena sorrindo. 


-Eu to tão feliz. Yukine é tão gentil, quando estou com ele, me sinto especial.


-Hiy você é especial. E mudando de assunto. Como você está? Teve aqueles enjoos hoje?


-Não, acabei de acordar,estou me sentindo ótima, acho que foi as besteiras que nós comemos ontem. 


-Tomará! Hiy você sabe que vou viajar com meus pais hoje?


-Eu sei. Hiy fica triste.


-Ei não fica triste, é só um mês passa rápido. 


- Eu sei, é que eu queria estar com você no seu aniversário. 


-Eu também queria estar aqui. Mas você sabe, uma vez por ano meus pais querem me recompensar por me deixarem sozinha. Então no meu aniversário eles me levam pra uma viajem extravagante, Este ano vamos para Vegas porque vou fazer 18 anos. 

Mas quando eu voltar vamos comemorar nos duas. 


-Eu vou sentir saudades. Hiyori abraça Serena....




O celular volta a tocar.



-Hiy seu celular ta tocando.Serena gritou porque Hiyori estava tomando banho. Hiyori gritou de volta. 


Atende pra mim. Deve ser o Yukine. 


-Alô. Yukine, a Hiy ta no banho, mas ela disse que você beija muito bem.-Serena!!! Hiy gritou saindo do banheiro.


-Você é fogo. Da meu celular. Hiy tomou o celular da prima sorrindo. 


-Alô, alô Yukine? -Que estranho estou ouvindo a alguem respirando, mas não tem resposta.


-Deve ser algum problema no sinal. Guarda o numero depois você retorna. Agora vamos! Você prometeu que irá comigo no aeroporto. Serena toma o celular da prima desliga e a puxa para fora do quarto. 


Do outro lado da linha escutando em silêncio estava Yato. Escutar que outro avia beijando Hiyori foi como uma faca em seu peito.Ele pensou em questionar, mas com que direito faria isso? Não, ele não podia exigir nada. Aqueles lábios que um dia ele provou,estavam descobrindo novos sabores, novos amores. Yato desliga o celular e volta sua atenção para sua mãe que tossia descontroladamente. A enfermeira oferece remédio a mulher que toma com dificuldade. Depois que a tosse passou a enfermeira saiu deixando mãe e filho sozinhos.


-Yato meu amor você já passou a noite aqui, pode ir pra sua casa.


-Não se preocupe mãe. Posso ficar o tempo que você precisar. Ele se aproxima e beija a mão da mãe. 


-Yato você sabe que meu tempo está acabando? 


-Por favor não diga isso! Ele aperta a mão dá mãe contra o rosto como se pedisse carinho. 


-Filho, sabemos que isso é inevitável. Eu sei tudo que você fez por mim. Eu reconheço todo seu esforço, Mas nada disse terá sentido se eu morrer sem ver a derrota dos meus inimigos. 

-Mãe, eu.... Não posso! Ele solta a mão da mãe e se afasta um pouco.


-Yato!!! Chega! Estou farta, Farta de ouvir suas desculpas. Escute bem, se quer, que eu morra em paz me de esse prazer de vingar a morte do seu pai e todas humilhações que passamos. Ela tosse muito, enquanto fala com o filho, fazendo sangue sair da sua boca. Yato pega um lenço e limpa carinhosamente. - Filho abra a gaveta. Ele abre e vê uma caxinha vermelha. -Agora pegue! Ao pegar e abrir ele vê a aliança que era da mãe. -Hoje você vai pedir Nora em casamento. E vai se casar com ela, depois você fará ela pedir ao pai que assine uma procuração. O velho não desconfiará se a filha pedir. Vamos tirar tudo deles deixá-los na miséria, quero que ele se desespere, quero que ele sofra tanto, que chegue ao ponto de tirar a própria vida. Então, só então eu morrereí feliz. Ela beija a mão do filho, ele retribui o carinho e sai carregando o anel. 






Serena se despede da tia Mayu e do seu tio Akio, ela abraça forte Hiyori. 

-Se cuida Hiy.


-Você também. 


-Meninas que exagero! É só um mês. Disse a mãe de Serena impaciente. 

Serena solta Hiy e vai em direção aos pais. 


-Serena Espera! !! Um grito fez todos pararem e olharem para trás. 


-Kazuma. Oque você está fazendo aqui? ! Perguntou Serena admirada.


-Eu vim me despedir. Lí sua mensagem e sai correndo. Desculpa sei que foi bobo, mas eu precisava te ver outra vez.....Serena o beija deixando todos boquiabertos. discretamente ela aperta o bumbum dele, em seguida dá um selinho, deixando ele vermelho...Ela vai com os país e seguem em silêncio. .. Kazuma olha para Hiy e os pais, ele os cumprimenta e vai embora apaixonado.



Quando Hiyori chegou em casa Nora estava na sala assistindo. Ela olhou para os pais e sorriu, ao olhar para Hiy seu semblante mudou.


-Com licença, o senhor Yato chegou. anunciou a empregada.


-Oque você está fazendo sua inutil! Deixa ele entrar. Disse Nora furiosa. 


-Desculpe senhorita. A empregada sai envergonha. 


-Nora não precisa falar assim com a Raquel. Disse Mayu repreendendo a filha. 


-Desculpe mamãe. Ela sorri.-Amor.Nora sai correndo e abraça e beija Yato. Hiy e Mayu não conseguem disfarçar o olhar sobre o casal, por sorte senhor Akio não percebeu.



-Nora já chega deixe o rapaz respirar.Venha Yato vamos ao meu escritório beber e conversa um pouco.


-Claro! Respondeu Yato. olhando discretamente para Hiy.


-Mas pai.. Nora fez biquinho.


-Pare com isso Nora. Vamos nos arrumar para o jantar. Disse Mayu um pouco irritada....Nora assentiu e segui a mãe e Hiy para o andar de cima se arrumar...



Já fazia algum tempo que Akio e Yato conversavam no escritório sobre negócios, dinheiro, os assuntos favoritos do mais velho. 


-Senhor Akio. O jovem Yukine deseja vê-lo. Disse a empregada. 


-Mande ele vir ao meu escritório. 


-Senhor Akio. Yukine o cumprimenta. Em seguida olha para Yato, sem o menor interesse, ele não saiba porque,mas não gosta nada dele.



-Senhor Akio vim falar sobre a Hiyori. Yukine olha para Yato que estava serio com um olhar perturbador. 


-Sim claro! Yato pode nos dar licença. 


Yato se levanta arruma a gravata e sai esbarrando em Yukine...





Yato ando pelo corredor passando em frente ao quarto de Hiyori, ele para ali em frente a porta lembrando da última noite que passou com ela.Sem perceber ele deslizou a mão na maçaneta da porta, ao abrir se deparoú com Hiy tentando subir o ziper do vestido nas costas. 


-Mãe. Vem me ajudar, não consigo subir o ziper. mãe. Ela ia se virar para olhar, mas antes sentiu o ziper subir lentamente ao chegar no final ela sente um beijo em seu pescoço. Na mesma hora ela se virar assustada.


-Yato!!! Oque esta fazendo no meu quarto? Hiy fica assustada e da um passo para trás. 



-Desculpa, a porta estava aberta. Ele foi se aproximando, a olhando nos olhos.


-Sai do meu quarto Yato, se você não sair eu vou.....


-Você vai oque? Ele estava possesso de ciúmes, já não média seus atos. Ele a puxou pela cintura.-Você disse que me amava, você disse que fugiria comigo. Parece que seu amor não era tão grande assim. Ele falava deslizando os lábios na orelhinha dela fazendo o corpo de Hiy tremer. Hiy não tinha forças para se afastar.


-Meu amor! Como você ousa, falar do meu amor.Como você pode ser tão cruel, será que você esqueceu tudo que me disse. Agora ela chora compulsivamente. -fetiche, só queria comer a ímã da minha noiva.Você esqueceu? Mas eu lembro de cada palavra, e olhar pra você, não me deixa esquecer. 


Yato seca as lágrimas de Hiy. Ele solta a cintura dela segura seu rosto com as duas mãos, fazendo Hiy olhar em seus olhos.


-Como você é inocente meu amor. Você não vê? Eu estou enfeitiçado por você. Que droga! Eu preciso te tocar.Ele da um selinho nela. Em sua mente hiy sabia que não podia, que não deveria, mas seu corpo não respondia. -Hiy deixa esse cara, eu sei que você me ama. 


-Com que direito você me pede isso? Você é noivo da minha irmã, Hiyori com suas últimas forças empurrou Yato. E tentando afastar Yato para sempre de sua vida ela continuo. -E tem mais eu- eu amo ele, os beijos dele pagaram o seus. Yato ficou louco quando ela terminou de falar e à puxou com força. 


-Então seu namoradinho te beija assim? Ele a beija como se não existisse amanha. -Quando ele toca seu corpo o que você sente? Yato desliza a mão em todo o corpo dela fazendo escapar um gemido.-Seu corpo treme de desejo como agora? Ele coloca a mão no zíper do vestido, fazendo o mesmo deslizar até o chão.Os dois se deitam na cama Yato beija a cicatriz que ela tem entre os seios, beija o pescoço e mais uma veze ele toma para si os delicados lábios de Hiyori em um beijo sedutor. Ela estava entregue ao desejo. Yato desliza até sua calcinha e a retira com presa, ele tinha saudades não podia esperar mais precisava sentir seu gosto.Seus lábios tocaram sua intimidade fazendo ela se contorcer de prazer, ele sorriu ao ver os espasmos que causava nela, chupou seu clitóris profundo e deliciosamente. Hiyori estava quase tendo um orgasmo quando alguem bateu na porta. assustando os dois.


-Senhorita Hiyori. Sua mãe pediu pra senhorita descer, todos já estão na mesa.


-Sim, sim.Ela disse levantando em pânico e colocando a roupa. Yato sentado na cama frustrado segurando seu membro por cima da calça, que pulsava de desejo. 


- Eu vou primeiro. Hiy se afasta e ele a puxa de volta. 


-Espera. Hiyori em 5 anos tudo estará resolvido com sua irmã. Me espera, por favor. Ele sabia que não tinha o direito de pedir isso pra ela, mas não suportava a ideia de outro tocar seu anjo.


-Yato eu não posso. Isso não é certo. Ela saiu correndo com o coração batendo tão forte que parecia que sairia do peito. Ao chegar na sala de jantar todos a olharam desconfiados. 


-Hiy onde você estava. Perguntou o pai impaciente. 


-Desculpa pai. 


-Tudo bem.Nora onde está Yato. 


-Não sei pai.


Yukine se levanta e beija a testa de Hiy. -Você está bem? Está pálida. 


-Eu estou bem.Ela sorri.


-Desculpe a demora. Estava fazendo um ligação importante. Yato se senta.


-Tudo bem Yato.Agora que você está aqui vamos ouvir oque Yukine tem pra falar.Disse Akio chamando atenção de todos. 


Yukine fica de joelhos pega a mão de Hiy e diz.


-Hiy você aceita ser minha namorada. 


-Eu- eu.Ela olha para todos a mesas. seus pais sorriam satisfeitos, Nora fazia cara de tédio, mas Yato estava visivelmente nervoso cerrando os punhos. -Eu aceito. Yukine pega um anel de ouro branco e coloca na mão de Hiy. 


-Eu gostaria de falar.Todos olham para Yato confusos.


-Nora quer se casar comigo? Ele mostra a aliança e Nora grita e beija o noivo descontroladamenté. 


-Sim sim eu aceito....Outro grito fez Nora para de beijar Yato.


-Hiy filha, filha. Hiyori estava desmaiada com sangue no vestido. como se fosse câmera lenta todos correram para socorrer Hiy, todos menos Nora que ficou bebendo vinho odiando a irmã por mais uma vez estragar seu momento. ......



hospital. ...


-Senhor Akio. 

-Sim doutor. como está minha filha. 

-Bom o caso dela é delicado talvez queira conversa em particular. 

-Pode falar doutor, todos aqui são da família. O médico olha para sala de espera e vê no rosto de todos preocupação. 

-Hiyori acabou de sofrer um aborto. Seu caso é grave. ........











Notas Finais


GENTE! !! Babado forte kkkk bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...