História Namorado de Aluguel - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Red Velvet, TWICE
Personagens Jungkook, Personagens Originais, Tzuyu, Yeri
Exibições 24
Palavras 1.213
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Festa, Harem, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoas, mais um capítulo dessa deliciosa fanfic, e sobre as delícias, calma, daqui a pouco vai chegar, espera aí, e falando nisso, tem uma música que estou viciado agora, só que eu planejei coloca-lá aqui só no capítulo 4. Sobre a fotinha de hoje, bem fui no improviso, essa foto é recente, pois eu não achei uma foto antiga com essa bandeira, mas especificamente eu queria uma foto de 2010. Mas por que 2010? Será explicado durante a história. Outra coisa também é que estou fazendo outra fanfic, acho que muitos sabem, só que diferente desta aqui, é mais aventuresca, por ser baseada em um jogo famoso, o link dela estará nas Notas Finais. Então chega de enrolação e bora para o capítulo.

Capítulo 2 - O jovem garoto tijucano


Fanfic / Fanfiction Namorado de Aluguel - Capítulo 2 - O jovem garoto tijucano

Hã? Quem são vocês? Ah, vocês são os ledores, não é? Bem que eu imaginei isso. Eu tenho que ser educado e então o meu nome é Mateus. Sim, eu sou brasileiro e que mora na Coreia. O meu maior sonho... É conhecer a Midori, brincadeira, mas se bem que não é uma má ideia. E como eu vim parar aqui, eu não consigo explicar, só lembro que teve treta de políticos e empresários e alguma coisa, até que estou aqui em uma casa pobre no meio de Seul.

A minha casa contém dois andares, sendo o primeiro, a entrada, a sala e a a cozinha e o segundo quartos e banheiros, e tem um sótão e um porão e lógico o telhado. Por mais que eu não gostava de morar no Brasil, parece que eu sinto muita saudade dos nossos costumes, já que aqui é tudo diferente. Para terem noção em frente a porta de entrada está um bandeirão, e não é do Brasil. Agora você me pergunte, que bandeira é essa? Outro fato importante, eu nasci no Rio de Janeiro e criado no bairro da Tijuca, e tenho 16 anos de idade. Eu achava que todos iam reconhecer a bandeira, pois como eu sou um torcedor roxo, achava em qualquer país, todos reconheceriam esta bandeira. Mas é aquele ditado: Sabe de nada inocente! Se ainda não descobriu, deixa eu ligar para minha casa. 

(CANTEM SE VOCÊS SÃO TORCEDORES DESTA COISA)

(Instrumental épica)

 

Sou tricolor de coração

Sou do clube tantas vezes campeão

Fascina pela sua disciplina

o Fluminense me domina

Eu tenho amor ao tricolor

 

Salve o querido pavilhão

Das 3 cores que traduzem tradição

A paz e a esperança e o vigor

Unido forte pelo esporte

Eu sou é tricolor

 

Vence o Fluminense

Com o verde da esperança

Pois quem espera sempre alcança

Clube que orgulha o Brasil

Retumbante de glórias e vitórias mil

Chega com isso, né? Ninguém quer saber sobre futebol. Mas sobre isso, eu quero pedir ao Abad que contrata um técnico decente e faz um time decente. Nunca te pedi nada. E desculpa sobre isso de novo, é que isso me lembra momentos bons de ir pro Maracanã, ou ver em 2007, na TV, a Copa do Brasil, o tricampeonato em 2010, em que eu moleque ia direto no Engenhão e eu estava no jogo contra o Guarani, aquilo foi épico. E também em 2012, o tetracampeonato. Enfim, bons tempos

Outra coisa que eu sinto falta é a minha família, principalmente a minha mãe. Imagina estar em um lugar longe sem sua família, no início até que é legal, mas depois começa a bater a saudade e querer correr pros braços dela e dizer ''Me desculpa mamãe, eu sei que poderia ser o meu futuro, mas eu não consigo suportar um dia sem a senhora.'' Para falar a verdade, eu penso em dizer isso todos os dias.

Umas das coisas que levei para cá foi a minha coleção de miniaturas de carros da Fórmula 1, todos eles pilotados por Ayrton Senna, de Lotus, McLaren e Williams. Mas a coisa mais importante para mim é uma fita cassete. Não é qualquer fita cassete, é a fita que minha mãe deu para mim, contendo as melhores músicas que ela já ouviu. Já ouvi a primeira que era True Love Ways. Percebe que só tem música do tempo dela, ou seja, a maioria vai ser tudo dos anos 80. Vamos ouvir a segunda música da fita. Nossa, essa é foda. Cantem comigo essa maravilhosa canção.

(SE SABEM CANTEM COMIGO)

Is this real life?

Is this just fantasy?

Caught in a landslide

No escape from reality

 

Open your eyes

Look up to the skies and see

I`m a just poor boy

I need no sympathy

 

Beacause I`m

Easy come

Easy go

Little high

Little low

 

Anyway the wind blows,

Doesn't even matter to me

To me

 

Mama

Just killed a man

Put a gun against his head

Pulled my trigger, now he's dead

 

Mama

Life had just begun

But now I've gone

And thrown it all away

 

Mama ooh ooh ooh ooh

Didn't mean to make you cry

If I'm not back again this time tomorrow

 

Carry on, carry on

As if nothing really matters

 

Too late

My time has come

Send shivers down my spine

Body's aching all the time

 

Goodbye everybody

I've got to go

Gotta leave you all behind

Face the truth

 

Mama, ooh ooh ooh ooh

(anyways the wind blows)

I don't wanna die

I sometimes wish I'd never been born at all

 

(Solo da guitarra épica)

(Parte foda começa agora)

 

I see a little silhouetto of a man

Scaramouche, Scaramouche

Wiil you do the fandago

 

Thunderbolt and lightning

Very Very frightening me

 

Galileo

Galileo

Galileo

Galileo

Galileo Figaro

Magninifico

 

I`m just a poor boy 

Nobody loves me

He's just a poor boy

From a poor family

Spare him his life 

From this monstrosity

 

Easy come

Easy go

Will you let me go

 

Bismillah! No

We will not let you go

Let him go

 

Bismillah!

We will not let you go

Let him go

 

Bismillah!

We will not let you go

Let me go

Will not let you go

Let me go

(Never never never never)

Let me go, oh oh 

No no no no no no no

 

Oh Mamma mia! Mamma mia!

Mamma mia let me go

Beelzebub 

Has a devil put aside for me

For me 

For me

 

(Instrumental foda)

 

So you think you can stop me and spit in my eye?

So you think you can love me and leave me to die?

Oh baby

Can't t do this to me baby

Just gotta get out

Just gotta get out here

 

(Instrumental orgásmico)

ooooh ooooh oooooh

ooh yeah, ooh yeah

 

Nothing really matters

Anyone can see

Nothing really matters 

Nothing really matters

To me

 

(parece que ouve a guitarra chorando de tão foda esta música é)

 

Anyway the wind blows

(BOOONG)

Mateus P.O.V Off

Narrador On

Enquanto Mateus cantava fodamente Bohemian Rhapsody, fodamente que ele usou os objetos da casa como se fossem instrumentos, foi chamado a atenção, mas era uns jovens que eram muito fãs desta música maravilhosa. No dia seguinte ele acordou, fez suas necessidades básicas, como lavar o rosto e tomar café da manhã, que era biscoito e achocolatado. Quando de repente, toca o telefone, com o toque do hino do Fluminense, e ele atende

Ligação On

-Alô?- dizia o rapaz

-Ainda falando português comigo, moleque- dizia uma voz de um cara

-Desculpe chefe, é um hábito.-

-Tente melhorar isso, se não...-

-O que você quer?-

-Cortando rápido o que eu queria dizer, sempre assim.-

-Desculpa, se você não sabe usar a técnica da Tramontina.-

-Tramon o quê? Deixa isso pra lá. É só para dizer que hoje, rapaz brasileiro você terá boas companhias.-

-Como assim? Parece ser interessante.-

-Acontece que hoje à noite irão para cá umas 3 novinhas, aparentemente da sua idade.-

-Isso é bem interessante. Me deixou animado.-

-Sabia que você ia gostar. Bem, vem para cá logo, e o mais importante, faz tudo como você fazia antes.-

-Está bem. Estou a caminho-

-Beleza.-

Ligação Off

Logo, Mateus se arrumou para o trabalho, o que será de novo que ia acontecer esta noite?

CONTINUA NO PRÓXIMO CAPÍTULO


Notas Finais


Obrigado por lerem
Música do capítulo: https://www.youtube.com/watch?v=XWE7boPU6kI
Link da outra fic: https://spiritfanfics.com/historia/castle-of-illusion-7157722
Deem sugestões para o chefe de Mateus, o mais interessante eu coloco na história
Comentem tb se vcs gostaram e favoritem se querem saber mais da história
Estou indo por aqui e até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...