História Namorado Inventado - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Comedia, Drama, Fantasia, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Lemon, Shoujo
Visualizações 37
Palavras 1.349
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OLÁ PESSOAS !

Disse que ia postar ontem, mas eu senti que estava faltando algo no capítulo e resolvi mudar.

HOJE TÁ AI O PRÓXIMO CAPÍTULO E ESPERO QUE NÃO ESTEJA FAZENDO NADA DE ERRADO, OKAY ?!

Me adicionem <3 c: Favoritem pra receber notificações e comente pra minha simples pessoa saber se vocês estão gostando.

Até as notas finais !

Capítulo 2 - Estou de volta - Capítulo 2


 Eu pudia estar ficando louco, talvez eu estivesse era ridículo, Eu não conseguia tirar o rosto inventado da minha cabeça. 

Era simplesmente incrível como ele ficava na minha mente não importando o que eu estava fazendo ou pra onde eu estava indo, o garoto ao qual eu nomeei de Jeon Jungkook me seguia desde manhã e eu já estava ficando louco, aquele rosto não saía da minha cabeça, tudo nele não saía de mim, é como se quando eu o descrevesse ele colasse em mim, fazendo ou virando parte do meu corpo. 

Hoje é Domingo, e eu não sei se aquele psicólogo vai estar lá, eu posso correr o risco de ir lá e fatos estranhos acontecerem, mas eu preciso saber qual é desse psicólogo. Ontem após aquilo eu apaguei e dormi, e pela primeira vez em semanas eu consegui dormir em paz. 

Chamada Perdida Hoseok (2 x ) 

Eu não posso falar agora, não até descobrir qual é a intenção daquele cara. 

(...) 

O mesmo lugar e cá estou eu de novo. É estranho a sensação de estar aqui de novo como um déjá-vu, só que eu sinto que já vivi isso, não como ontem, é como se as ações fossem programadas, e eu estivesse sendo comandado como uma marionete. Após subir a série de escadas novamente vejo a porta entre aberta, após entrar vejo tudo escuro e me surpreendo a ver que o lugar estava vazio, estava abandonado e as paredes não eram as mesmas eram paredes ruins e descascadas, ontem elas não estavam assim. Pego meu celular em meu bolso e acendo a lanterna com a mão um pouco tremula, entro na sala do ''Psicólogo'' e ela estava vazia, estava completamente diferente e vazia, sinto meu celular vibrar e dou um pulo de susto no lugar. 

'' A onde você foi ? Eu liguei pro consultório e não receberam você lá, você deve ter se enganado, me ligue espero que esteja bem os outros estão preocupados, espero que vá amanhã.'' 

Droga como assim ? é esse o endereço.... 

Não é esse...endereço?  como uma mensagem pode mudar ? —  Penso no mesmo momento pegando meu celular. — Ontem ela estava assim eu até conferi..não pode ser real..

Um papel me chama a atenção em cima de uma unica mesa no centro, eu devia me aproximar ? lentamente começo a ir em direção ao papel até pega-lo com em minhas mãos.

'' Desculpe eu não estar aqui pra te falar tudo que você gostaria de ouvir, ele vai te explicar eu já o conheci, ele vai chegar antes do que você imagina Jimin, esqueça tudo siga até chegar o momento não precisa temer, a gente se vê por ai. ''

Isso é insano e eu preciso sair daqui. 

(...) 

Isso é louco, aquele bilhete não saiu da minha cabeça o dia todo, eu estou assustado ou devo estar pirando de vez. A cama já não me parece tão confortável, não consigo ficar parado nela, ou ao menos dormir, e o escuro me assusta como se algo estivesse escondido lá, esperando eu me levantar. 

...

—Está ouvindo ? Eu estou chamando por você Jimin.  

— Quem...

 —  Eu estou chegando meu amor, espere por mim. 

  — Quem é você ?  

  — Aquele que você deseja.  

(...) 

O dia amanhece, e eu acordo acabado me recordando da noite anterior e do sonho da noite anterior, isso é tudo estranho, eu sinto que estou surtando. Aquela voz do sonho, ela mexe comigo de uma maneira única me sinto sem reação ao ouvi-la, ou sob o comando dela. 

Eu deveria esquecer tudo e seguir ou ficar pensando sobre o assunto o dia todo ? Eu não sei, aquilo foi tão bizarro.

Fato 1 : como ele sabia meu nome, não sendo o mesmo Médico?

Fato 2 : O lugar não era o mesmo, tudo tinha mudado.

Fato 3 : A mensagem com o endereço tinha mudado de alguma maneira.

Fato 4 : O garoto ao qual inventei não sai de minha cabeça um minuto se quer.

Fato 5 : Uma senhora some magicamente, após eu ajudar ela.

(...)

Ao carro vejo algo que amarga minha boca imediatamente, Dak-ho e seu novo namorado/amante. Essa sensação me corrói e no mesmo tempo me encolho sobre o cachecol, e me jogo no volante, olhando pros pedais por um bom tempo, o dia estava chuvoso, gotas e gotas escorriam pela janela do carro. Assim pelo menos ninguém vê minha fraqueza. —  penso comigo mesmo.

— Vamos lá jimin, você consegue. — Digo a mim mesmo. Apertando meus joelhos, fazendo os mesmos ficarem doloridos devido a força colocada entre eles.

Desço do carro abrindo o guarda-chuva preto, fechando a porta, começo a caminhar pela grama molhada e vejo os olhares sobre mim, olhares curiosos, depois de um tempo sem vir a escola, atraio olhares curiosos de novo. Passo pelo corredor, e vejo dak-ho abraçando o garoto, estavam rindo e se provocando, aquilo foi como uma facada pelas costas, passo pelo corredor segurando minhas mágoas sem ao menos olhar pro lado, quando ele nota minha presença para imediatamente e me olha assustado, apenas sigo em direção ao banheiro, entrando em uma cabine qualquer, me sentando sobre a tampa deixando que lágrimas aleatórias saírem.

De hoje em diante chega. Não seja tão fraco.

Escuto vozes no banheiro, eu me assusto no mesmo momento, meu sangue gela, e eu me encolho sobre o cachecol. A única coisa que se passa pela minha cabeça é : você está louco, você está louco, repetidas vezes.

Começo a sair apressado do banheiro, dando de cara com Taehyung.

—  Oh meu deus. — Ele diz tampando a boca olhando e apontando. — Eu ainda estava apavorado, pelo fato anterior, e não podia deixar transparecer, então forço uma fala e um sorriso fraco.

— Tae, não é pra tanto. — Digo sorrindo fraco.

— Você voltou! — Ele diz batendo palminhas como uma criança. — Eu queria te ligar, quer dizer todos nós queríamos, mas tinha o chato do Hoseok que não deixou. — Ele diz fazendo uma cara magoada.

— Eu estou de volta. — Digo dando ombros, ainda com o falso sorriso no rosto.

— Vamos, os outros precisam saber.— Ele diz me puxando para o corredor.

(...)

Eu queria muito rever meus amigos, mas no momento eu estava apavorado, ainda com o coração palpitando, e não conseguia disfarçar isso.

— Você tá bem Chim-chim? — Taehyung dizia enquanto me arrastava pelo longo corredor.

— Claro. — Digo. Provavelmente dando o melhor sorriso que eu conseguiria no momento.

Vejo de longe, meus amigos, não é difícil de reconhece-los, estavam sempre brigando por coisas inúteis, em qualquer canto, e não era diferente dessa vez. Yoongi e Namjoon discutindo algo sobre o último Jogo que acabará de lançar, Jin apenas dando sermões, E Hoseok..bem ele apenas observava tudo rindo. Após perceber minha presença os meninos correrem até mim esquecendo tudo que estavam fazendo, recebo tapas e chutes, e sermões de todos os lados. Hoseok me olhava sério ele começa a se aproximar devagar, e eu entendo ele queria uma explicação no mesmo momento eu o respondo antes dele começar a abrir a boca.

— Depois. —  E recebo um revirar de olhos do mesmo.

— Park Jimin, ainda bem já não aguentava mais esses aqui. — Ele diz.

— Hey! — Jin da um empurrão em Yoongi que o faz quase cair.

— Brincadeira! — Ele diz em protesto.

— Acho bom. — Jin diz. — Jimin, você não faça mais isso de sumir assim, eu quase te matei, só não o fiz por que Hobi não deixou.

— Vocês vão assustar o garoto, olha a cara dele de apavorado. — Taehyung diz.

Você tem razão, mas eu não estava assim por causa de vocês.

— Ele chegou, corre Yuri, vem. — Uma garota diz puxando a amiga.

— Ouvi dizer que ele é lindo. — Uma garota aleatória diz.

— Sim, ouvi dizer que ele canta também, ele deve ser um sonho.

— Se ele for bonito de mais teremos problemas.

— Que a melhor vença.

Taehyung que também prestava atenção na conversa perguntou intrometido.

— De quem estão falando?

— Do garoto novo. NEM VEM TAEHYUNG. 

— Interessante. — Taehyung diz correndo em disparada procurando o tal garoto, e é seguido pelas garotas estéricas que gritavam algo do tipo : Volta aqui. 


Notas Finais


Quem foi enganada (o) achando que o garoto menino Jeon ia aparecer ?

VAMOS LÁ ? CADE AS PESSOAS QUE LEEM ISSO AQUI ?

Quero vocês comentando, me motiva pra continuar /o/

Bjos do doce que você gostar ( Ex : Pudim, brigadeiro, macarrão...ke)

Goodbye !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...