História Namorado Temporário. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Lay
Tags Baekbeom, Baekhyun, Baeklay, Baekxing, Exo, Lay, Laybaek, Yixing
Visualizações 55
Palavras 992
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Shounen, Slash
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu sempre quis escrever algo com a temática desse plot que eu tinha em mente há meses. Pensando e pensando, deu nisso.

Boa leitura 💕

Capítulo 1 - Melhores amigos também se beijam.


Baekhyun estava DE SES PE RA DO.

 

Se existia alguém que queria chorar por conta do desespero, era Byun Baekhyun.

Não sabia onde enfiara o próprio juízo quando aceitou a aposta sem nexo do irmão mais velho. Agora, além de perder num jogo tosco de videogame, precisava arrumar um namorado em uma semana ou lavaria as cuecas de Baekbeom durante um ano. Parecia fácil, pois bastava usar algum amigo disposto a fazer o papel de ‘seu namorado’ e apresentá-lo ao irmão. E Baekhyun já tinha em mente quem o ajudaria.

 

Zhang Yixing. Seu melhor amigo.

 

Até aí, tudo bem. Porém, havia outro problema: Byun era – muito – tímido.

 

Vários garotos na universidade onde estudava, desejavam ficar com ele, mas todos foram rejeitados pelo coreano. E também, no fundo, gostava de Yixing, embora nunca tivesse admitido isso nos sete anos de amizade deles.

Não tendo mais tempo para sequer pensar noutra solução, ligou para o chinês – tremendo dos pés à cabeça – e explicou a situação entre gaguejos e risos nervosos. Quando, enfim, parou de falar, Yixing murmurou algo misturando dois idiomas e, num tom divertido, disse simples:

 

— Por que não me chamou logo, Baekkie?

— Eu tive medo de você não aceitar e ainda me zoar igual ao Beom. Ele vive me chamando de ‘virjão’, ‘não pega nem gripe’ e coisas piores. — Comentou e o rapaz caiu na risada.

— Imagina, cara. É claro que eu topo. — O sorriso do Byun ao ouvir a frase fora tão largo que poderia atingir suas orelhas. — Vai ser divertido demais ver a cara icônica do seu irmão. — Alfinetou. O Zhang e Baekbeom nunca se deram bem e ambos viviam tento desentendimentos bobos, portanto, fingir estar namorando Baekhyun era a melhor forma de provocar ainda mais o outro Byun.

 

[...]

 

Baekhyun andava feito barata tonta no quarto, onde estava a sós com Yixing, e suspirou nervoso pela enésima vez antes de colocar o plano em execução. Sentia que algo daria errado; não sabia exatamente o motivo, mas sentia.

 

— Coragem, Hyunnie. Vai dar tudo certo. — O mais velho falou calmo, sorriu fraco e passou as costas dos dedos levemente nas bochechas do Byun. Este, respirou fundo, laçou sua mão à do chinês e apertou o laço numa tentativa de se acalmar.

Beommie, vem ver o meu namorado! — O estômago do Zhang sentiu uma fisgada após escutar a última palavra proferida pelo moreno. Baekbeom, o qual fazia algo na cozinha ouviu o chamado e soltou um “QUÊ” incrédulo que ecoou na casa inteira. Subiu para o segundo andar da residência e se negou a acreditar quando viu com quem o irmão estava.

Lay? Mas, ele não era o seu melhor amigo?

— Algum problema, Byun? — Yixing atiçou e abraçou o namorado por trás.

— Vocês não estão tentando me enrolar, estão? — Baekbeom estreitou os olhos e encarou afiado o casalzinho suspeito.

— Claro que não.

— Provem.

Eles se entreolharam.

— Como?

— Se beijem, ué. — Beom retrucou, tentando parecer óbvio. Baekhyun automaticamente congelou e lançou um olhar aflito ao maior.

— Por essa eu não esperava. — Sussurrou inquieto, se virando para o rapaz sem saber o que fazer.

— Cala a boca e me beija. — Yixing resmungou – meio – impaciente e anulou o espaço entre os corpos deles, puxando o mais novo pela cintura.

 

Baekhyun mal conseguiu processar tanta coisa e apenas sentiu os lábios do chinês tomarem calmamente os seus para si. O Byun permaneceu estático durante alguns segundos porque era a primeira vez que beijava Yixing. E, caramba, quanta maciez e delicadeza! Imediatamente arrependeu-se de, no passado, ter negado/ignorado algumas investidas sutis do amigo. Sempre quis beijá-lo, porém, contudo, todavia, colocava a amizade acima de qualquer outro sentimento diferente por puro medo de perdê-lo.

O Zhang deslizou a língua para dentro da boca do coreano, que logo se permitiu sair de órbita naquele beijo maravilhoso. Esqueceram até a presença de Baekbeom ali, o qual assistia boquiaberto a cena dos dois quase se engolindo, ressaltando o fato de o próprio Baekhyun, afoito e sedento; intensificar o contato labial, ocasionando até suspiros mais altos, grunhidos meio inaudíveis e mordidas leves nos lábios inferiores. Aquilo pareceu durar uma eternidade, entretanto, o espectador pigarreou e a dupla se separou ofegante e parcialmente envergonhada.

 

— OK, está comprovado. — Ainda chocado, Baekbeom tentou soar natural tanto quanto possível. — Boa sorte nesse relacionamento. — E saiu depressa do quarto alheio, sem ousar olhar para trás ou esperar o agradecimento(?) do casal.

 

Um Yixing risonho foi fechar a porta e após voltar, viu o melhor amigo sentado na cama, tentando esconder a própria face avermelhada, com as mãos.

 

— Você ‘tá vermelho feito uma pimenta. — Disse rindo e se sentando ao lado dele.

— E como queria que eu estivesse, Lay? — Ralhou, morrendo de vergonha do que acontecera há pouco.

— Relaxa, cara. Melhores amigos também se beijam. — Baekhyun começou a desconfiar da tranquilidade do chinês e revirou os olhos por ele estar levando tudo na brincadeira.

— Xing...

— Você beija bem, Baek. — O maior interrompeu o protesto, aproximando-se, outra vez, do Byun. Ele foi capaz de sentir a respiração lenta e morna do Zhang atingir a sua face e logo os lábios roçaram um no outro. — Eu gosto muito de ti, bobinho. Nunca percebeu? — Pronunciou rouco, beijou a boca alheia rapidinho e não se afastou totalmente. — E caso queira me chamar ‘pra ser o seu namorado definitivo... Eu aceito. — E sorriu, exibindo a covinha que Baekhyun tanto adorava.

 

O coreano jamais deixaria aquela chance escapar e logo emaranhou os dedos nos cabelos escuros lisinhos do chinês, puxando o próprio para um novo beijo. Desta vez, sem farsa ou timidez alguma. Era completamente verdadeiro e pode-se até dizer que rolou, de fato, um pedido de namoro bonitinho, partindo de um Baekhyun apaixonado pelo melhor amigo e namorado temporário.

 

Agora, definitivo.


Notas Finais


Me perdoem se algum erro escapar, eu li umas quinhentas vezes e de novo, tive vergonha de ir perturbar os outros para betarem. Plotei uma baekxing de última hora, meu deus eu amo baekxing.
Obrigada pra quem leu e até a próxima ♡

Tô sempre no twitter, se quiserem: @jongdaeszn

All the love, xoxo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...