História Namorando meu professor - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias One Direction
Personagens Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais, Zayn Malik
Tags Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinsom, Niall Horan, One Direction, Romance, Zayn Malik
Exibições 54
Palavras 1.168
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Festa
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Chegamos aos 100 favoritoooos!!! Meninas eu fiquei bem feliz com os comentários do capítulo anterior e quero dizer que o capítulo de hoje é curtinho. Ñ esqueçam de comentar pq como eu já disse, isso me motiva a escrever, mas bora pra o que interessa.
Boa leitura!

Capítulo 27 - I say this because i love you!


Fanfic / Fanfiction Namorando meu professor - Capítulo 27 - I say this because i love you!

Harry P.O.V's



Antes de sair do estacionamento eu mandei uma pequena mensagem avisando ao Zayn que eu estava me sentindo mal e tive que ir embora. Desculpa esfarrapada? Sim! Mas se bem conheço ele, deve estar comendo alguma vadia naquele pub e só irá ver essa me amanhã à tarde. Saio com o carro em alta velocidade, queria chegar logo em casa.



Eu preciso da Katherine, e quando eu pisar o pé em casa vou ligar para ela. Há chances de ela não querer me atender? Claro que sim! Mas tentar não custa nada, eu só quero ouvir a voz dela e saber se está tudo bem com ela. Eu estou com muito sono e meus olhos de instante em instante fecham, mas eu sempre acordo por conta das curvas que o carro dá quando minhas mãos escorregam do volante.



Depois de uns quinze minutos dirigindo eu chego em casa, a primeira coisa que faço é tirar o celular da minha calça e discar o número dela. Por conta da hora é provável que esteja dormindo, mas mesmo assim eu vou ligar. Fiquei tempo demais sem nem ouvi-la e isso é muito agonizante para mim. Ela foi a primeira pessoa que me despertou interesse e sentimentos que nenhuma outra, nem mesmo a Kendall, conseguiu me fazer sentir.



Disco seu número e começa a chamar. Chama uma, duas, três, quatro vezes, e no quinto toque ela atende.



Ligação On


— alô? – diz ela com a voz um pouco sonolenta –


— ah... Oi, Katherine. Desculpa se eu te acordei, mas eu quero te falar umas coisas e... – ela me interrompe com uma risada irônica –


— o que você quer hein, Styles? O que pretende me ligando às – fez uma pausa mas logo voltou a falar – 01:45 da manhã? Por acaso você bebeu? Sério, não temos mais nada para falar! – falou ríspida e eu senti uma pontada no meu peito ao ouvi-la falar dessa maneira –


— bebi um pouco, mas... – me interrompeu novamente –


— está vendo!? Eu sabia que isso era efeito da bebida. Cara, vai tomar um banho e dormir! – disse autoritária. Confesso que senti saudades desse jeito mandão dela – Você está bêbado e não fala coisa com coisa. Aposto que estava com alguma vadia, não é mesmo? Daí ficou com peso da consciência e resolveu me ligar para aliviar a culpa. – peraí, é impressão minha ou ela está chorando? – seu idiota, eu... – dessa vez quem interrompeu foi eu –


— se eu te liguei, pode ter certeza de que não foi por efeito de nada! Aliás foi sim, a bebida me deu mais coragem para te ligar, mas o que eu vou falar agora não é delírio de bêbado, é o que eu realmente sinto e digo isso com todas as letras porque te amo! Eu posso até estar bêbado, mas eu te juro que não fiquei com ninguém, você sabe que eu te amo e não te substituiria por mulher nenhuma. Eu te amo e amo mais ainda o fato de você ser a mãe dos meus filhos. Eu te fiz sofrer sim, mas eu estou muito arrependido do que fiz e digo mais, a culpa foi toda minha por ter cedido as chantagens da Kendall e ter destruído nosso namoro. Katherine, me perdoa por favor! – a essa altura eu chorava de um lado da linha e Katherine do outro – por favor! – supliquei e ouvi um soluço alto da Katherine, até que por fim ela falou –


— Harry, tchau! – e desligou –


Ligação Off



Eu estou arruinado! Será que eu nunca vou conseguir o perdão dela? Meu Deus, o que é que eu fiz da minha vida? 

A única coisa que me passa pela cabeça é chorar e chorar. Minha cabeça já doía, meu cérebro latejava, mas era como se o mesmo não obedecece meus comandos e continuasse passando imagens de mim e da Katherine juntos, como num pequeno filme, o que me fez chorar que nem um bebê que sente falta da chupeta.



Katherine P.O.V's



Idiota, é isso que ele é! UM COMPLETO IDIOTA! Como ele tem a audácia de me ligar e falar todas aquelas coisas bonitas? Talvez eu esteja sendo injusta com ele, mas o meu orgulho fala mais alto e eu quero que ele sofra como eu sofri/sofro. Ele me fez ficar mal e para baixo. Além de ter me acordado no meio da madrugada, ainda me fez perder o sono.



Abro a grande janela da varanda do quarto e vou até a mesma e me debruço na sacada. Fico observando a noite, que por milagre não estava fria. As estrelas aos poucos vão sumindo e o céu que antes era azul escuro, vai dando lugar a uma tonalidade meio rosa claro. Me sento num divã que tinha na varanda e fecho os olhos sentindo a brisa levemente gelada que faz contato com a minha pele descoberta.



.......


Aos poucos vou ouvindo alguns pássaros cantando e alguns raios de sol se chocarem contra minha pele desnuda. Me espreguiço devagar e vou fazer minhas higienes matinais. Desço para tomar meu café manhã e quando chego na cozinha vejo tia Rose fazendo algumas panquecas e vejo também que em cima da mesa te torradas e geléia  de amora.  Me sento e começo a comer.



— bom dia, tia! O Louis ainda está dormindo? – pergunto e ponho uma torrada com bastante geléia na boca – ele é sempre o segundo a acordar.


— ele ainda está dormindo. Mas me conta uma coisa, você fala dormindo? Eu levantei para ir ao banheiro e ouvi você falando. Achei que estivesse falando só, então deixei pra lá e voltei para o meu quarto.



E foi aí que me lembrei de ontem quando Harry me ligou. Sinceramente, eu queria me esquecer de tudo aquilo, mas era impossível. Meu cérebro ficava passando trechos da nossa conversa e isso me fazia mal, me fazia querer ir até lá, beijar e bater nele. Mas eu tenho que ser forte e fazê-lo sofrer pelo menos um pouco.



— Katherine, estou falando com você! – minha tia estalou os dedos perto dos meus olhos como se eu estivesse hipnotizada –


— sim, tia! Acho que sonhei e acabei achando que era real. – quem me dera que aquilo fosse um mero sonho –



Relaxa, Katherine, você tem que ficar tranquila, afinal hoje você irá sair com o Louis e tem que ficar calma e parar de neura! 

Era isso que eu ficava repetindo mentalmente para mim mesma, e funcionou! Fiquei mais calma e terminei de tomar meu café, minutos depois Louis desce e diz:



— não se esqueça, hum? As oito em ponto! – piscou o olho para mim e tia Rose sorriu toda marotinha –


— hum, o que é que está rolando, hein seu Louis e dona Katherine? – pergunta sorrindo maliciosa arrancando risadas minhas e de Louis –


— nós não temos nada, tia! Só vamos sair como amigos. – falei sorrindo –


— ainda! – disse Louis –



Mas que ousado! Se bem que ele até é interessante, bonito, inteligente, e talvez poderíamos ser algo a mais, mas no momento eu só quero focar na minha vida, tentar concertar ela seria um bom objetivo!




Notas Finais


Hehe, até segunda!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...