História Namoro de Mentira 2Temporada - Capítulo 72


Escrita por: ~

Postado
Categorias Colin O'Donoghue, Ginnifer Goodwin, Jennifer Morrison, Josh Dallas, Lana Parrilla
Visualizações 30
Palavras 1.629
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 72 - O que fazer?


APÓS 1 ANO...

Um ano havia se passado desde que Jennifer ganhou os grandes presentes. Hoje seria o seu ultimo dia na Inglaterra e também o ultimo de sua viagem, amanha mesmo ela volta para Nova York para ficar com seus filhos que tanto sente falta.
Colin estava desanimado pois não queria ir embora e sim continuar naquela grande cama com a sua esposa.

-Colin levanta dessa cama vai, você tem que arrumar a sua mala

-Eu não quero ir embora amor, eu quero ficar aqui e continuar abraçado com você e fazer um sexo gostoso...

-Amor eu sei que você se divertiu muito, eu também me diverto de todas as formas possíveis mas nós realmente temos que voltar e cuidar dos nossos filhos que eu sei que você esta com saudade deles assim como eu

-Nós podemos volta outra vez?

-Claro meu amor -Disse me sentando ao lado dele -Nós podemos ir para onde você quiser já que viajamos o mundo todos e você deve ter finalmente ter escolhi o melhor

-O lugar que eu mais amei e ainda amo é o melhor do mundo todinho, não existe igual

-E qual seria esse lugar?

-Bem aqui amor

Ele colocou sua mão em cima da minha intimidade e logo começou a masturba-la...isso é tão bom meu deus.

-Nós...não pode...mos amor

-E porque não? Acho que um ultimo sexo gostoso nessa cama enorme não faria nada mal

-Colin paro -Disse me separando dele -Nós já estamos atrasados para arrumar as malas, não temos tempo para sexo

-Eu não vou embora daqui -Disse cruzando os braço e fazendo bico

-Então quer ficar, fica uai mas eu vou deixar bem claro que não vou ficar atendendo as suas ligações pedindo pra mim volta pois esta com saudade

Fui ate o closer no outro quarto enquanto ele continuou jogado na cama. Estava pegando minhas blusas quando meu celular começou a tocar e logo atendi mesmo sem ver quem era.

*Alo

*Você disse que não iria me atender amor

*Colin eu estou no mesmo local que você, porque esta me ligando? -Perguntou rindo

*Senti sua falta, eu te amo amor

*Acordo carente ou quer mesmo sexo hoje em amor

*Nossa eu não posso falar que amo a minha mulher mais, vou parar com isso também

*Não amor, pode continua falando que me ama sim eu amo ouvir e eu também te amo

*Posso te falar uma coisa?

*O que Colin Morrison?

*Desde que eu coloquei os olhos em você no primeiro dia que eu a vi eu sabia que eu seria feliz ao seu lado não importava se nós estaríamos só na amizade ou na trapalhada que eu fiz ou ate mesmo em um relacionamento serio. Eu sei que fiz muita mas muita merda mas eu não desisti de nós e olha onde estávamos amor -Disse animado -Nós rodamos o mundo inteiro com varias atrapalhadas, risadas, sorrisos, e não posso deixar de citar as maravilhosas noites de sexo e o que mais me importa é que realizamos nosso sonho juntos

*Porque você não fala sem ser por telefone?

*Porque você estava sentada no chão do closet de cabeça baixa, tenho certeza que se estivesse com a cabeça levantada você saberia que eu na estou aqui desde que te liguei

Eu acabei deixando mas as lagrimas caírem após ele vier ate mim e me abraçar forte. Eu não sei o que seria de mim sem esse homem que me faz sorrir todas as manhas, que me faz me lembrar dos lindos filhos que ele me deu...eu amo tanto esse idiota.

-Eu te amo colin e agradeço por continuar aqui comigo mesmo depois de muitos obstáculos

-Eu também te amo e você sabe disso minha princesa, e eu vou continuar ao seu lado para nós vencermos juntos todos os outros obstáculos que estão por vir

Eu o abracei forte novamente e ali acabamos ficando por alguns minutos ate o momento em que o celular dele começou a tocar e após olhar quem era atendeu rápido.

*Fala filhão -Disse colocando no viva voz

*Oi pai, como estão as coisas por ai?

*Esta uma correria toda já que sua mãe esta igual a uma louca querendo arrumar as malas e me negando sexo

*Ai pai -Disse Evan rindo - Só você mesmo em, mas vocês vão voltar amanha?

*Sim filho, amanha a noite já estamos ai para abraçar vocês bem apertado

*Fico feliz em saber pai, mas agora eu já vou indo pois Lucy esta me chamando quer dizer gritando meu nome, tchau pai te amo e manda um beijo pra mamãe

*Pode deixa filho

Logo a ligação foi finalizada e eu ainda me mantinha em seus braços bem quentinha imaginando como estaria nossos filhos, eu sinto muita falta deles principalmente nós 3 primeiros meses...eu ligava para eles pelo menos 5 vezes por dia, amava e ainda amo ouvi a voz deles de criança.

-O que esta pensando amor?

-Como eles devem estar sem a nossa presença la em casa

-Se nós chegarmos la e a casa tiver inteira pode saber que eles aprontaram em um outro lugar

-Eles são bonzinhos amor, eles não iriam aprontar

-A com certeza iriam amor, vocês conhecem os seus lindos filhos

Comecei a rir de como ele falou e logo ele se juntou a mim e ficamos mais alguns minutos ali no chão rindo.

Após quase uma hora sentados no chão resolvemos se levantar e terminar as malas para não ficar tarde e dessa vez ele me ajudou o que foi milagre pois antes ele queria ficar por conta de sexo...meu homem é doido viu.

As horas se passaram e tudo já estava no seu lugar, nós iriamos pegar o voo das 3 horas da manha e ainda era 23 então teríamos um bom tempo para ficarmos juntas.

-Amor posso te pedir uma coisa?

-Fala amorzinho da minha vida -Disse ele me apertando mais entre seus braços

-Me promete que vai ficar comigo para sempre?

-Irei estar ao seu lado ate em que tivermos que usar frauda geriátrica ou ate mesmo ir comprar. Quando eu perde a memoria la pelos 104 anos

-Mas se você for perde a memoria não vai se lembrar de mim

-Eu lhe conheço de novo e começamos a namorar e depois casamos de novo e vivemos feliz com as fraudas para sempre

-Eu quero muito ver você usando frauda geriátrica -Disse rindo - 
-Imagina a gente velhinhos e bem juntinhos assim -Disse sorrindo

-Eu falando besteira no seu ouvido e logo depois partimos para um sexo selvagem

-Nós vamos com certeza quebrar as costas amor porque se formos fazer do jeito que fazemos agora não vai da muito certo

-Nós faz bem devagarzinho amor

-Vai ter forças para levantar ele amor ? -Perguntei rindo da cara que ele fez

-É verdade, muitos dizem que quando chega em uma idade ele não sobe mais, mas nós podemos nós beijar muito ate não dar mais

-Ai eu concordo em

-Isso -Disse comemorando -Nós vamos ter mais filhos né amor

-Colin eu já vou fazer 40 anos, se eu engravidar agora a gravides vai ser de risco

-Nós tomamos cuidado amor, eu quero ter mais um menina para montar casalzinho

-E se vier menino?

-Eu vou ficar muito feliz mas nós iremos tentar ate vir menina, apesar que já esta ficando difícil proteger minha Lucy dos meninos, acredita que um dia eu fui busca ela na escola e ela estava de graça com um menino que pela cara deve ser bem mais velho

-Nós não podemos colocar coleiras neles amor, eles estão crescendo e com isso vão ter que viver como escolherem

-Minha Lucy só vai sair de casa com 24 anos e não mudo minha decisão

-Mas bem capaz mesmo que ela vai ficar tudo isso amor, ela precisa de vida colin, os amigos dela vão tudo estar namorando, casando, tendo filhos e a nossa filha morrendo casa? Ela vai sair quando ela quiser, ela já esta grande e vai ser responsável

-Sei não Jennifer, não gosto disso não

-Você não quer ver a sua filha feliz Colin? Correndo atras dos filhos no jardim da nossa casa?

-Ta, a Lucy vai poder sair de casa aos 23 anos -Disse bufando

-Eu entendo essa sua proteção, ela é sua unica filha menina mas tem que manerar amor, se for para ela começar a namorar e estiver feliz deixa ela

-Mas...

-Mas nada colin, agora chega desse assunto e vamos dormi um pouquinho

-Você que manda amor

-Que bom que sabe -Disse o abraçando mais

Logo acabamos pegando no sono e só acordamos faltando meia hora para o nosso voo, sorte nossa que já estava tudo pronto e não havia transito pois se não iriamos perde o nosso voo.

Esperando Colin fazer o check in estava olhando para as varias pessoas que passava por mim em vários tipos como por exemplo correndo, andando tranquilo, com a família, sozinho e coisas desse tipo mas logo a minha atenção foi para uma pessoa que estava sentada em uma das cadeiras logo perto da minha mas estava de costa eu conhecia bem aquele cabelo.

-Amor esta tudo pronto já podemos ir

-A lana

-O que disse amor?

-A lana esta sentada naquela cadeira ali

Fiquei encarando a moça ate ela se levantar e saindo com a mala escrito Parrilla.

-Quer falar com ela amor?

-Eu...eu não sei

-Eu vou falar com ela só pra falar um oi e ver no que vai dar se quiser vá ate mim logo em seguida

-Ta

Colin seguiu ate ela que não estava muito longe e logo ele a alcançou e dela recebeu um abraço...eu não sei se devo ir ate la, eu ainda sinto que ela me abandonou mas ainda a considero minha amiga...o que devo fazer.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...