História "Namoro por contrato." - Capítulo 62


Escrita por: ~

Postado
Categorias Crystal Reed, Eleanor Calder, Holland Roden, One Direction, Originais
Personagens Crystal Reed, Eleanor Calder, Harry Styles, Holland Roden, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Personagens Originais
Tags Eleanor Calder, Elounor, Louis Tomlinson, One Direction
Visualizações 241
Palavras 1.676
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heeey meus amores❤desculpem a demora, fiquei bem ocupada nesse fim de semana. Domingo eu fui no show do kevinho gente... foi maravilhoso :')😂 desculpem a demora❤

Capítulo 62 - "Já te perdoei a muito tempo, mas..."


Fanfic / Fanfiction "Namoro por contrato." - Capítulo 62 - "Já te perdoei a muito tempo, mas..."

[Eleanor on]

Eu e as meninas já estávamos nos acomodando no sofa para assistir a apresentação do Louis no x factor. As meninas falaram que também não ouviram a música dele, e que a única que ouviu foi sua mãe.

Tive que sair dos meus pensamentos ao ouvir o barulho da campainha e então me levantei rapidamente.

- A pizza!

Falei e logo fui até a porta. Paguei o moço da pizza e logo voltei para sala colocando a pizza na mesa de centro. Nós ja havíamos colocado pijama e dois colchões na sala. Iríamos dormir ali, Phoebe e Daisy nos colchões e eu no sofa.

- Vai começar!

Phoebe disse e então a câmera focou em Louis no palco. Ele estava lindo... e conforme ia cantando a música, percebi que ela era muito boa... tipo, muito mesmo.

[...]

A apresentação e os elogios acabaram depois de um tempo, olhei as meninas e dei um sorriso ao ve-las animadas.

- Essa música é ótima!

Falei e elas concordaram com a cabeça.

- A mamãe sempre dizia que estava muito orgulhosa do homem que ele se tornou,as quando vocês terminaram e ela ficou sabendo o motivo, ficou uma semana sem falar com ele!

Daisy disse e eu dei um sorriso de lado.

- É... sua mãe gostava de mim.

Falo me gabando fazendo elas rirem.

- Ela amava você... foi o único namoro do Louis que ela realmente apoiou.

Phoebe disse e então me deu um pedaço de pizza.

- Isso é porque eu sou muito pra ele.

 Nós comemos e ficamos conversando até que chegou uma mensagem pra Daisy do menino do shopping. Ficamos vendo a conversa deles até que elas caíram no sono quando já se passava da meia noite. Fiquei mexendo um pouco no celular até que ouvi três batidas na porta, caminhei até a mesma rapidamente para que não batessem de novo e acordasse as meninas. Abri a porta e me deparei com o Louis ali.

- O que você tá fazendo aqui?

Perguntei cruzando os braços.

- É... Eu sei que ja está tarde mas... será que a gente pode conversar?

Ele perguntou coçando a nuca e então eu fiquei olhando o mesmo por alguns segundos.

- As meninas estão dormindo... Vamos ter que conversar baixo.

Falei dando espaço para ele passar. O mesmo afirmou com a cabeça e entrou em casa, fechei a porta e fui com ele até a cozinha.

- Quer beber alguma coisa?

Perguntei enquanto pegava as coisas para fazer um chá para mim.

- Acho que uma xícara de chá...

Ele disse e então eu afirmei com a cabeça. Ficamos em silêncio enquanto eu preparava o chá, mas ele logo foi quebrado assim que dei a xícara para ele. Me sentei ao lado do mesmo no balcão e tomei um pouco do chá.

- Obrigada...

Ele falou e eu afirmei com a cabeça.

- Então... eu tive uma conversa séria comigo mesmo enquanto vinha pra cá. Eu pensei muito antes de vir aqui, eu fiquei dando voltas e voltas ao redor do seu prédio.

Ele disse e eu olhei o mesmo

- Se ficou tão na dúvida de vim, por quê veio?

Perguntei olhando o mesmo que me olhou também.

- Eu ja vou chegar nessa parte... enquanto eu dava voltas ao redor do seu prédio eu encontrei aquele casal de quando nós estávamos viajando... lembra? No elevador. Então, eles me pararam e perguntaram se eu me lembrava deles...

[Louis on]

[Flashback on]

- Você é o garoto do elevador não é?

O senhor perguntou e eu abri um sorriso de lado afirmando com a cabeça.

- Vocês estão em outra lua de Mel?

Perguntei e eles tiram negando com a cabeça.

- Agora nós só estamos dando um passeio, nossa casa não fica longe daqui. Amanhã três dos nossos netos vão vir passar um tempo na nossa casa, então vamos ao mercado comprar algumas besteiras, é assim que tem que ser a casa dos avós não é?

A senhora disse sorrindo e eu afirmei com a cabeça soltando um leve riso.

- E a sua namorada?

O marido dela perguntou e eu olhei para o prédio em que ela morava.

- Bom... nós terminamos, eu fiz muitas coisas erradas com ela, e quando a pessoa cansa de tudo, não há o que você faça que vai fazer ela voltar atrás na decisão que tomou.

Falei voltando a olhar eles.

- Se você ama ela, não vai desistir de tentar, não é?

Ela disse e eu mordi meu labio um pouco pensativo.

- E se ela te ama, não vai deixar alguns erros atrapalharem uma vida toda pela frente. 


O senhor disse e eu afirmei com a cabeça.

- Vocês são felizes? Tipo, de verdade? Vocês realmente são felizes?

Perguntei enquanto os olhava.

- Rapaz... já brigamos muito, agora é muito raro de acontecer, mas nós ja brigamos muito. E não foi a primeira briga que nos separou e não vai ser nenhuma outra que vai nos separar. As vezes brigas são necessárias para dar um ânimo para a relação... resumindo, mesmo com todas as brigas que já tivemos eu nunca me separei dela, e essa foi a melhor decisão que eu ja tomei. Eu não me imagino sem ela. É bom acordar com um cheirinho de café toda manhã... mas não é pelo café, e sim por saber quem faz ele. Não desista de tentar algo com ela se você a ama... pode se arrepender disso depois.

Ele disse e então eu olhei o prédio de Eleanor novamente, dei um sorrisinho e voltei a olha-los.

- Obrigada... sério, muito obrigada.

Falei abraçando eles e corri até o apartamento de Eleanor.

[Flashback off]

- E isso me ajudou a vir até aqui... mas não foi esse o motivo. Eu nunca me desculpei realmente pelo que fiz com você, e eu não estou falando só da traição... me desculpe por tudo que te fiz passar sozinha enquanto estávamos juntos, as lágrimas que você não derramou na minha frente por medo, por vergonha ou por qualquer motivo que tenha sido. Me desculpe por não ter falado nada mesmo sabendo das mensagens de ódio que você recebia diariamente, me desculpe por todas as brigas, pelas coisas que eu falei de você, por ter sido egoísta... me desculpe por tudo isso, pela traição que eu falei que estava bêbado. Apesar de que eu realmente estava bêbado, nenhuma desculpa justifica o que eu fiz com você. Nada vai justificar nenhuma lágrima que você derramou por minha causa.

Falei olhando ela que estava me olhando com os olhos marejados, talvez por se lembrar de tudo isso que eu falei.

- Louis eu... Eu ja te perdoei por tudo isso. Já te perdoei a muito tempo, mas...

Ela estava falando mas eu logo a interrompi.

- Então por que você resiste tanto quando se trata de nós dois? Cara, quando eu assinei aquele contrato eu era um completo idiota sabe? Eu não ligava para o amanhã, só queria saber de festas e mais festas, mas você me fez mudar isso. Entende? Você me mostrou que as vezes é preciso planejar um futuro, uma família, um casamento, filhos. E eu quero planejar tudo isso com você.

Falei olhando ela e a mesma negou com a cabeça.

- Não é fácil assim Louis, quando a gente se separou, você pegou geral e ainda teve um filho, eu não estou te julgando pelo Freddie, tenho certeza de que ele é maravilhoso e você o ama muito. Mas Louis, a gente se separou e você não pensou em mim, você não pensou em como eu me sentiria a respeito de você ter engravidado outra garota. Durante o nosso namoro todo eu fiquei imaginando como seria uma família junto com você, só que agora... sou eu quem não quer isso. Eu não quero mais ter filhos... Eu só quero ficar na minha carreira, sem o insulto dos seus fãs. Desde que a gente se separou os insultos diminuíram muito, e pra mim está bom assim, eu te amo mas não quero passar por isso de novo!

Ela disse e então eu fiquei paralisado enquanto segurava as mãos dela. 

- O que? Repete a última parte de novo.

Falei olhando ela e a mesma arqueou as sobrancelhas.

- Não quero passar por isso de novo?

Ela perguntou e eu neguei com a cabeça.

- A outra parte.

Falei e a mesma ficou me olhando.

- Eu te amo... Louis, eu nunca deixei de te amar, mas não vou passar por isso de novo. Não quero nem que eles saibam que eu estou com a sua família. Não quero que eles pensam que voltamos.

Ela disse me olhando e se levantou em seguida. Me levantei também e fiquei de frente para ela.

- Eles não precisam saber... Eu não ligo se você não quer casar e nem ter filhos comigo. Mas eu te quero ao meu lado, eu quero que você faça parte da minha vida. Não importa se tenha que ser as escondidas, eu quero ter você comigo! Eu deixei tudo para trás Els, tudo mesmo pra tentar mais uma vez com você.

Falei olhando ela e a mesma ficou me olhando.

- E a bagagem?

Ela perguntou olhando em meus olhos e eu tenho certeza de que se referiu a Danielle.

- Deixei para trás com todo o resto...

Sussurrei e então levei uma de minhas mãos até o cabelo dela logo selando nossos lábios. A mesma me abraçou depois de retribuir o selinho e colocou a cabeça na curva do meu pescoço.

- Ninguém vai saber?

Ela perguntou e eu neguei com a cabeça.

- Ninguém...

Falei e então ela afirmou com a cabeça.

- Ta bom... agora você tem que ir... esta tarde.

Ela falou e eu afirmei com a cabeça.

- Tudo bem... dorme bem... Eu te amo.

Falei enquanto caminhava com ela até a porta.

- Eu também te amo... dorme bem.

Ela disse e então eu dei um último selinho nela logo saindo dali. 

Notas Finais


Espero que estejam gostando Xx.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...