História Nanatsu No Taizai: A História Jamais Revelada - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Alioni, Ban, Cain, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Ellen, Escanor, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Jericho, King, Liz, Margaret, Mead, Meliodas, Merlin, Oslo, Veronica, Zaratras
Tags Ban, Elizabeth, Meliodas, Nanatsu No Taizai
Exibições 136
Palavras 406
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um Capítulo, espero que goxxxxtem 😄

Capítulo 2 - As Informações


Fanfic / Fanfiction Nanatsu No Taizai: A História Jamais Revelada - Capítulo 2 - As Informações

   Passaram-se três dias desde a proposta de Hendriksen, Elizabeth havia mandado um de seus sevos avisar que ela havia aceitado a proposta, e que quando sua mae retornasse a seu estado original, eles iriam casar. Ela se encontrava a frente do portão, esperando as informações que precisava para ir embusca da cura, ela pretendia sair sem que ninguém soubesse, pois, sabia que se soubessem da sua saída, mandaria outra pessoa em meu lugar, provavelmente um cavaleiro sagrado.
   De repente ouve-se o ranger do portão, uma ansiedade percorreu meu peito, fazendo-me entrar em pânico, se eu encontrasse a cura, teria que casar-me com Hendriksen, porém, se eu não me casar com o mesmo, minha mãe poderá não resistir... Eu não tenho escolha!
   O portão se abre completamente, revelando um homem de cabelos castanhos, seus olhos possuiam o mesmo tom, porém, eram um pouco mais claros. Ele me encarou de forma gentil, estendendo o braço com um pequeno papel. Peguei-o agradecendo logo em seguida, o mesmo foi embora no momento em que viu que alguém se aproximava, oque me fez esconder o papel sobre minhas costas, fingindo ser um sinal de respeito.
   -Elizabeth, a resposta de Hendriksen chegou? -Meu pai perguntou-me alegre.
   -Ainda não papai... -Falei abaixando minha cabeça, tentando disfarçar a mentira.
   -Você poderia me explicar o por quê daquele soldade vir até aqui? -Ele perguntara em tom de surpresa.
   -E-ele veio avisar-me que em breve enviarão notícias. -Falo atropelando-me nas palavras.
   -Tudo bem, avise-me quando tal informação chegar. -Ele diz voltando ao quarto de mamãe.
   Sinto-me culpada por mentir de tal forma, este tipo de comportamento nunca fora algo que eu já tivesse feito, por tal motivo, papai não desconfiara de mim, mesmo eu tendo gaguejado.
   Viro-me lendo o papel, e eis que me deparo com uma informação que não me agradara muito, eu teria de encontrar uma floresta que, por séculos dizia ser uma lenda, porém, um garoto apareceu no reino dizendo que havia acabado de escapar de tal floresta, contando sobre os demônios e outras criaturas que nela habitavam, mas é claro que poucos acreditaram nele. Eu não tinha a mínima idéia de como iria chegar em tal lugar, até por que, como sou a princesa, eu jamais cruzei os portões deste castelo, jamais vi um lago, jamais conheci outras pessoas que não fossem cavaleiros sagrados ou empregados de meu pai. Mas a vida de minha mãe esta em jogo, e não irei desistir!


Notas Finais


Continuo? 😷


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...