História Nanatsu No Taizai: A História Jamais Revelada - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias The Seven Deadly Sins (Nanatsu no Taizai)
Personagens Alioni, Ban, Cain, Diane, Dreyfus, Elaine, Elizabeth Liones, Ellen, Escanor, Gilthunder, Gowther, Griamor, Guila, Hauser, Hawk, Helbram, Hendriksen, Jericho, King, Liz, Margaret, Mead, Meliodas, Merlin, Oslo, Veronica, Zaratras
Tags Ban, Elizabeth, Meliodas, Nanatsu No Taizai
Exibições 102
Palavras 306
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Lemon, Luta, Magia, Mistério, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Outrooo 😂

Capítulo 5 - O Carinho De Um Abraço


Fanfic / Fanfiction Nanatsu No Taizai: A História Jamais Revelada - Capítulo 5 - O Carinho De Um Abraço

   -O-oque?! -Grito sem acreditar.
   -Oque foi? -Ele me pergunta sem entender tal reação.
   -É que eu também procuro por tal lugar.
   -Qual seu objetivo?
   -Pretendo encontrar a cura para minha mãe, ela se encontra doente, e somente isto poderá faze-la voltar ao normal. -Falo em tom de lamento.
   -Eu irei ajuda-la. -Ele exclama retirando seu sorriso assim que o encaro.
   -O-oque? -Pergunto.
   -Você me ajudou, mesmo que eu tenha lhe ameaçado. Eu irei lhe ajudar a salvar sua mãe. -Ele falou de maneira seria. Ele não estava brincando, ele falara de maneira verdadeira, como se isso significasse mais para ele do que para mim.
  
   Estavamos indo em direção a o topo da floresta, onde havia apenas um bar. Quando chegamos ao mesmo, pude ouvir o som de algo se quebrando, oque me assustara de qualquer forma.
   -Não se preocupe, é apenas o Hawk.
   Sem entender tais palavras entro no estabelecimento, e eis que me deparo com um porco, ele estava sobre a mesa comendo algumad sobras em um prato.
   -Você demorou! -O porco exclama para Meliodas.
   O encaro sem acreditar, o porco havia falado! Solto um pequeno grito de desespero, correndo ao encontro de Meliodas, que me abraçara forte e me dissera.
   -Calma! Ele é meu amigo!
   Solto algumas lágrimas ainda em seus braços. Era reconfortante seu Abraço, eu podia sentir que era verdadeiro, e que ele não tinha outras intenções sobre mim, e sim que estava apenas tentando me acalmar. Ele acaricia meu cabelos, fazendo minhad lágrimas acabarem e um sorriso formar em meus lábios.
   Ele desfaz o Abraço lentamente, estava claro que nenhum dos dois queria acabar aquele momento, mas ja estava ficando meio constrangedor.
   -Hawk, está é Elizabeth, ela irá com a gente. -Ele fala para o porco, que parecia satisfeito com a idéia.
   -Bem vinda a bordo garota! -O mesmo exclamou animado.


Notas Finais


Gostou? Devo continuar?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...