História Nanny Boy - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho
Tags Chen, Chenhun, Exo, Luhan!kid, Mhascrianças, Myheartandsoul, Sechen, Sehun, Yaoi
Visualizações 67
Palavras 1.776
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiiiii voltei com essa fanfic tão maravilhosa *-*.

Para quem já sabe, eu já havia feito um bônus para ela, porém não saiu como eu queria (por motivos que um certo alguém me deixar sob pressão, vulgo minha amiga que me obrigou a escrever o bônus). E como eu não tinha gostando muito, resolvi reescrever, dessa vez um poço de arco-íris, admiro esse bônus ficou uma fofura.

Aviso nas notas finais.

Boa leitura *.*

Capítulo 8 - Encontro


Fanfic / Fanfiction Nanny Boy - Capítulo 8 - Encontro

Capítulo 8: Bônus

Encontro 



Já no começo da manhã, para Kim Jongdae, se iniciara ruim. Por motivos desgostosos, como ter que ficar até tarde repassando os conteúdos perdidos, pois acabou dormindo na aula, o moreno acabou não dormindo direito, e agora com a manhã se fazendo presente, sentia um peso em suas pálpebras, o sono lhe consumia, porém não poderia ficar até tarde na cama, mesmo que desejasse tal coisa.

A luz invadia o quarto pouco mobilhado, assim incomodando o jovem rapaz que mantinha-se deitado sobre a pequena cama. Jongdae resmungava desgostoso, aquele dia em específico era para ser um maravilhoso sábado, porém acabou se iniciando com uma desgostosa manhã de tédio.

Ainda com o sonho lhe consumindo, resolveu finalmente levantar-se. Assim que seus pés descalços entraram em contato com o assoalho frio, o jovem moreno resmungou mais uma vez, Jongdae acabou ficando longos minutos sentado na cama, seus cabelos estavam completamente bagunçados, olheiras profundas marcavam sua face cansada da noite mal dormida. Depois de um tempo finalmente levantou-se da cama, e se arrastou sonolento na direção do banheiro. Lá tomou um banho frio e assim finalmente se pôs a acordar definitivamente.

Agora acordado, o rapaz segue novamente na direção de seu quarto, colocou uma roupa despojada para passar o seu fim de semana confortavelmente. Após arrumar-se, seguiu na direção da cozinha, preparou um café forte do jeito que tanto amava. Agora com sua “refeição” da manhã pronta, sendo somente seu café, seguiu na direção da sala. Sentou-se no sofá velho e desconfortável, alcançou o controle sobre o imóvel e ligou sua pequena TV, enquanto bebericava seu delicioso café, ficava trocando os canais freneticamente a procura de um programa que lhe agradasse.

 

Passaram-se longos minutos que Jongdae estava sentado no sofá, concentrado no programa que havia escolhido, mesmo que de fato não estivesse prestando atenção. Porém logo após terminar seu café, ouviu batidas leves na porta de madeira indicando a presença de alguém do lado de fora do imóvel. Com certo desgosto, seguiu na direção da entrada do apartamento, destrancou a porta velha logo em seguida abrindo-a, e revelando um certo loiro extremamente alto, e simplesmente belo. Sehun estava tão lindo quanto o seu natural, vestia uma regata branca e uma jaqueta de couro lhe dando um ar despojado. Jongdae poderia jurar que ficou longos minutos olhando aquele ser maravilhoso, somente não babou porque o maior do outro lado da porta olhava intensamente para si.

-Sabe... – Finalmente aquele silêncio constrangedor é quebrado por Sehun que começou a falar, e era óbvio notar seu nervosismo na frente do mais velho. – Sobre aquele assunto de sairmos algum dia, tem problema em ser hoje? – Instantaneamente a face de Jongdae toma uma coloração rosada de tamanha vergonha que o mesmo sentia. – Então? 

-S-Sim. Claro. – Jongdae gaguejava envergonhado. – Entre, eu vou me arrumar! – Esperou Sehun entrar completamente no pequeno apartamento para enfim fechar a porta e seguir para seu quarto, estava tão nervoso com a presença do rapaz em sua casa que mal conseguia deixar de tremer. Aquela não era a primeira vez do loiro em sua residência, porém era difícil deixar de ficar envergonhado numa situação como aquela.

Chen literalmente revirou todo seu guarda-roupa procurando alguma roupa que lhe caísse bem, e que não lhe desse uma aparência de desleixado. Por fim escolheu uma calça preta jeans bem justa, e uma blusa manga longa de lã branca. Seguiu na direção do longo espelho grudado na parede de seu quarto, ficou um bom tempo tentando arrumar seu cabelo, que no momento estava uma completa bagunça.

Assim que pronto voltou para a sala, e lá vendo o ser loiro, o mesmo estava sentado no sofá encarando o nada, já que por algum motivo a TV estava desligada. Timidamente o moreno se aproxima, e logo Sehun nota a presença do outro que agora estava devidamente arrumado, Jongdae sentiu o olhar de Sehun pesar sobre si, o loiro lhe encarava hipnotizado.

-Vamos? – Jongdae quebrou o silêncio que havia se formado. Sehun finalmente acordado para a realidade concorda animado, levantou-se do sofá e seguindo Jongdae para fora do apartamento, Dae rapidamente tranca a porta, mesmo que soubesse que nunca ocorreu um roubo naquele lugar, gostava de garantir sua segurança.

Calmamente os dois estudantes seguram para fora do prédio descendo as escadas. Ambos mantinham-se lado a lado, mas nenhum dos dois foi capaz de iniciar uma conversa. Porém Jongdae não queria isso, mesmo que sentisse um arrepio toda vez que pensava em falar algo ele precisava terminar com aquele silêncio incomodo.

-Para onde vamos? – Questionou o mais velho, sua voz estava um pouco mais baixa do que desejava, mas aquilo já era um bom começo.

-Você saberá logo – Respondeu somente com aquelas palavras. Mesmo que Jongdae não gostasse de não saber das coisas, resolveu manter-se calado, para o bem do encontro.

 

Continuaram a andar pela cidade, para a sorte de ambos conseguiram trocar algumas palavras no caminho, mesmo que não fosse a todo momento, ainda sim era relativamente agradável. Todos os assuntos se tratavam de Luhan, e como a criança acabou ficando irritado por os dois irem sair sem ele. Jongdae ria de todos os comentários do maior, de fato aquele dia que se iniciou péssimo, estava melhorando a cada minuto.

-Chegamos! – Ouviu a voz grossa do loiro anunciar que finalmente estavam no destino desejado. Jongdae olhou para onde Sehun referia-se, o mesmo se tratava de uma pequena sorveteria, o ambiente se mostrava agradável e calmo, coisas que Jongdae sabia que o loiro gostava, já que o mesmo não gostava de lugares cheios.

Calmamente Chen adentrou o local, o moreno resolveu manter-se próximo do outro, já que o mesmo não fazia ideia do que fazer naquele lugar. Sehun logo se aproximou de uma mesa e sentando-se nela, Dae somente o copiou e sentou-se de frente para o loiro. Não demorou muito para que uma garçonete se aproximasse dos dois, a mesma entregou o “cardápio” com todos os sabores. Jongdae analisando o pedaço de papel se impressionou com tantas opções que o local oferecia.

-De chocolate, creme e flocos para mim – Falou Sehun sem rodeios, era óbvio que o loiro frequentava o estabelecimento sempre. Jongdae impressionado com a decisão rápida do outro, logo tratou de analisar os sabores, sentia-se sob pressão com o loiro e a garçonete o encarando.

-Hum... – Analisou tudo que era descrito ali, logo decidindo os sabores. – Morando, maracujá e... Creme – Falou decidido e em seguida a atendente se retirou. Jongdae suspirou aliviado, nunca havia sido pressionado daquela forma em uma situação como aquela, e ao olhar para sua frente vê Sehun com um largo sorriso enquanto o encarava – O que foi? – Perguntou com o cenho franzido.

-É que acabei de descobrir coisas novas sobre você – Respondeu sincero, rapidamente a face de Jongdae toma um tom avermelhado fazendo o sorrido do mais novo aumentar mais ainda.

Alguns minutos depois a atendente volta com os sorvetes de ambos, que agora conversavam abertamente, porém ainda tímidos. Jongdae saboreava o delicioso sorvete.

-Isso é tão bom! – Disse manhoso, não conseguia deixar de sorrir, tanto o maravilhoso sorvete quanto a presença do loiro lhe deixava infinitamente feliz, não deixando de expor o largo sorriso que insistia em surgir.

-Fico feliz que esteja gostando. Pois temos mais coisas a fazer. – Sehun que também sorria, disse animado. Jongdae nunca havia visto esse lado do loiro, o mais novo sempre foi um garoto sério e fechado, mas naquele momento o sorriso de Sehun se mostrava o tempo todo, demonstrando o quanto feliz o mesmo estava.

Infelizmente para Jongdae seu sorvete tivera um fim. O moreno estava prestes a pegar seu dinheiro quando foi Interrompido pelo loiro.

-Eu que te convidei, então irei pagar. – Falou sério. E mesmo que Jongdae discordasse da decisão do loiro, após muita insistência do mais novo acabou o deixando pagar pelo sorvete.

Continuaram a andar pela cidade até finalmente chegarem ao segundo ponto do encontro. O cinema, mas para a infelicidade de ambos o filme acabou sendo mais interessante do que esperavam, e no final acabaram por não terem feito nada. Jongdae não queria admitir, porém ele queria que pelo menos rolasse alguma coisa a mais, já que estava escuro o suficiente para que ninguém percebesse.

No período do meio dia, os dois garotos almoçaram numa pequena lanchonete próximo do cinema. Porém dessa vez, Jongdae insistiu em dividirem a conta, Sehun não suportando tanta fofura vinda do menor, acabou por aceitar o pedido do moreno.

A tarde se passava mais rápida que o planejado, após o almoço Jongdae insistiu para que fossem ao shopping, para passar o tempo. Lá os dois ficaram longas horas em jogos que estavam espalhados por todo shopping. No final do passeio, Jongdae tinha em mãos um enorme urso de pelúcia que havia conseguido em um dos jogos. Já Sehun, possuía um pequeno chaveiro de cachorrinho que conquistara.

 

Já era o fim da tarde, o céu tomava um tom alaranjado, Jongdae possuía um sorriso acanhado em sua face, o mesmo estava sentado em um banco de um parque na cidade, ao seu lado estava Sehun, que segurava sua mão sobre o banco, e próximo de ambos a enorme pelúcia conquistada pelo moreno.

Ambos encaravam o céu com poucas nuvens, e apreciavam o belo por do sol que estava acontecendo naquele momento. Jongdae nunca iria se imaginar em uma cena como aquela, tão romântica. Não podia deixar de olhar para Sehun feliz por estar junto dele, mesmo que tivesse demorado muito para aquilo acontecer.

Ainda encarando a face pálida do loiro, foi pego no flagra pelo mesmo, que sorriu ao ver a pequena vermelhidão se formar no rosto de moreno, mesmo com timidez Dae não deixou de encarar ao outro. Subitamente Jongdae percebe a aproximação de Sehun, por reflexo fecha seus olhos, e como esperado sente os lábios úmidos do maior sobre os seus. A carne macia roçava de leve nos de Dae que correspondia ao beijo timidamente, sua experiência do primeiro beijo com o loiro não fora nada agradável, porém aquilo estava sendo extremamente bom para si.

Sehun resolve ampliar ao ósculo, mordendo de leve os lábios macios do moreno, e com malícia adentra sua língua na cavidade deliciosa do menor a sua frente. Dae segura a lateral do rosto de Sehun aumentando ainda mais a aproximação de ambos. Para a infelicidade de ambos a falta de oxigênio se fez presente, e acabam por finalizar aquele maravilhoso beijo. Assim que se separam, acabam por colarem as testas, mantendo aquela aproximação maravilhosa.

-Eu te amo – Por ironia do destino, as vozes saíram no mesmo momento, arrancando risadas do casal ali.

Os dois continuaram abraçados sobre o banco, Jongdae estava com sua cabeça apoiada no ombro largo do loiro, enquanto recebia um leve carinho na mão que estava conectada na de Sehun.  De fato aquele dia havia sigo o mais perfeito de sua vida.





Notas Finais


BUUMM EXPLOSÃO DE FOFURA. Eu amei escrever isso kkk. Agradeçam a maravilhosa Nathália por deixar essa história sem nenhum erro, melhor pessoa ever 😍.

O aviso que eu queria dar (nem sei se todos vão ler), é que eu planejava uma continuação de Nanny Boy, porém como tenho preguiça de escrever, e tenho duas fanfic que estou planejando, meio que quero esperar. Então decidi que só irei começar a fazer a continuar quando essa maravilha de fanfic chegar a 100 favoritos, impossível? Talvez (ou claro). Mas queria deixar o aviso mesmo.


Vou deixar o link das minhas outras fics

Xiuchen | Chanbaek (EXO)
https://spiritfanfics.com/historia/monster-9964845

Hyunghyuk (Monsta X)
https://spiritfanfics.com/historia/true-friendship-8643206

LuChen (EXO)
https://spiritfanfics.com/historia/never-say-never-8510027

TaeGi (BTS)
https://spiritfanfics.com/historia/together-by-chance-8496020

YoonMin (BTS)
https://spiritfanfics.com/historia/mirotic-7959806

NanJin (BTS)
https://spiritfanfics.com/historia/our-memories-7326615


Um beijo na teta esquerda para quem quiser e tchau ~~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...