História Nanny Boy - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, Kai, Lu Han, Personagens Originais, Sehun, Suho
Tags Chen, Chenhun, Exo, Luhan!kid, Mhascrianças, Myheartandsoul, Sechen, Sehun, Yaoi
Visualizações 45
Palavras 1.408
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


EUUEUEUEUEUEUE FINALMENTE ESSE BÔNUS CHEGOU.

Eu fui literalmente ameaçada pela minha amiga se não fizesse esse bônus, mesmo sem saber o que fazer eu tentei. Escreve, reescrevi, desisti, escrevi de novo e tá aí esse bônus que nem sei se de fato ficou bom.
Perdão por qualquer erro, mas tá difícil aqui

Boa leitura.

Capítulo 8 - Encontro


Aquela manhã já havia se iniciado ruim. Kim Jongdae, ou Chen como era apelidado pelos amigos, mal havia conseguido dormir direito na noite anterior, pelo simples motivo de que seu cérebro não conseguia deixa-lo em paz fazendo-o pensar em várias coisas do que poderia acontecer naquele dia em específico, ficava se revirando na cama tentando ficar confortável ali e também tirar aqueles pensamentos da sua cabeça. E quando finalmente conseguiu pegar no sono, sonhava com coisas absurdas que deixavam sua mente ainda mais perturbada.

Agora estava sendo acordado pelo terrível som do despertador que ecoava pelo apartamento. Jongdae sem animo algum o desliga de forma desengonçada, logo em seguida se espreguiçando ainda deitado na cama, como demorara tempo demais para pegar no sono ele acabou dormindo em uma posição nada confortável. Após alguns minutos deitando na cama sonolento de mais para sequer pensar em se levantar, decide-se colocar os pés para fora do cobertor e em seguida ficar com o pé descalços no soalho frio. Ficou mais alguns minutos sentado na cama encarando a parede de cor pastel e tintura desgastada que acabou ficando com o passar do tempo. Jongdae sempre ficava assim ao levantar, ele ficava tão desligado do mundo que naqueles momentos mal sabia seu próprio nome. E finalmente levantou-se da cama andado automaticamente em direção ao banheiro e fazendo sua higiene pessoal, ainda sonolento seguiu até a cozinha colocado a água na chaleira e a colocando sobre uma das bocas do fogão, e em seguida ligando a chama para assim esquentar a água. Jongdae voltou para seu quarto vestindo uma roupa mais apropriada, e voltou para a cozinha ao ouvir a água chiando.

Preparou seu café rapidamente, logo em seguida seguindo até a salada de estar, pegou o controle que estava sob só sofá e ligou a pequena TV ali, começando a assistir um programa aleatório que passava enquanto bebericava pequenos goles de seu café.

Porém não deu para assistir muito o programa entediante pois, ouviu-se batidas leves na porta de seu apartamento, Chen levanta irritado resmungando xingamentos para o ser do outro lado da porta, mas se assusta ao ver que era, Sehun o garoto que a algumas semanas não sai de sua mente. O loiro usava uma roupa casual, mas ainda sim estava mais lindo que nunca, o que deixava Jongdae bastante intrigado pela beleza do mais novo.

-Sabe... – Sehun começa a falar aparentemente muito envergonhado. – Sobre aquele assunto de sairmos algum dia, não tem problema em ser hoje? – Instantaneamente a face de Jongdae toma uma coloração rosada de tamanha vergonha que o mesmo sentia. – Então?

-S-Sim. Claro. – Jongdae gaguejava envergonhado. – Entre eu vou me arrumar – Esperou Sehun entrar por completo no apartamento para enfim fechar a porta e seguir para seu quarto a procura de alguma roupa adequada.

Chen literalmente revirou todo seu guarda-roupa procurando alguma roupa que lhe caísse bem. Por fim escolheu uma calça preta jeans vem justa, uma camisa social branca e uma blusa manga longa de lã branca e azul. Tentou falhamente ajeitar seu cabelo de uma forma que não parecesse ter a recém acordado, mas claro que seu cabelo não iria ficar da forma que desejava.

Jongdae voltou para a sala vendo Sehun assistindo ao programa que ates havia colocado para assistir, mas ao notar a presença de Chen entrando na sala, se levanta do sofá e encarando Jongdae já devidamente vestido. O moreno se aproxima de Sehun, que encastelados mesmo não movia um músculo, mas repentinamente Jongdae se abaixa um pouco alcançando o controle que estava sobre o sofá surpreendendo um pouco o maior, Chen desliga a TV jogando novamente o controle no sofá.

-Vamos? – Pronunciou o mais velho com um sorriso tímido nos lábios, logo o loiro, concordou seguindo junto do outro para fora do apartamento, e fora naquele momento que Jongdae notava as belas roupas que o mais alto usava uma simples calça jeans com rasgos em seus joelhos e um moletom listrado, aparentemente uma roupa simples porém fez Jongdae suspirar ao apreciar a bela aparência do maior, que claro não passou despercebido pelo olhar do mesmo.

Ambos os dois caminhavam lado a lado, deixando uma pequena distância entre si, as maçãs do resto de Dae estavam rosadas somente pelo fato de estar ao ledo do loiro, mais ainda assim continuava ao seu lado seguindo seja lá para onde estavam indo. Repentinamente Sehun para em frente à um estabelecimento muito curioso para Jongdae, uma simples sorveteria. Chen encarou o maior curioso esperando uma explicação pelo motivo daquele ser o local do primeiro encontro de ambos.

-O sorvete daqui é incrível – Se explica o loiro com um sorriso largo em sua face, em seguida adentrar o local confiante sendo seguido por um Jongdae curioso para conhecer o lugar.

De primeira vista era tudo muito simples, mas ali se mantido um ambiente calmo e gostoso. Sehun se senta em dos lugares vagos e Jongdae se acomoda à sua frente. O silêncio se pôs no local, mas logo fora interrompido pela atendente que vinha lhes entregando um cardápio, que mesmo sendo apenas uma sorveteria possuía várias opções de sabores.

-De chocolate, creme e flocos para mim – Falou Sehun sem rodeios, em seguida encarou Jongdae assim como a atendente aguardando seu pedido. Rapidamente Chen analisou os diversos sabores que ali descreviam, como proferida decidir-se em tão pouco tempo?

-Hum... – Analisou tudo que ali descrevia logo se decidindo os sabores. – Morando, maracujá e... creme – Falou decidido e em seguida a atendente se retirou. Jongdae suspirou aliviado, nunca havia sido pressionado daquela forma em uma situação como aquela, e ao olhar para sua frente vê Sehun com um largo sorriso enquanto o encarava – O que foi? – Perguntou com o cenho franzido.

-E que acabo de descobrir coisas novas sobre você – Respondeu simplório, rapidamente a face de Jongdae toma um tom avermelhado fazendo o sorrido do mais novo aumentar mais ainda.

Alguns minutos depois a atendente voltou com os sorvetes de ambos os dois, que agora conversavam abertamente, porém ainda tímidos. Jongdae havia se impressionado com o delicioso sabor do sorvete.

Após terminarem de comer, Jongdae já começa a calcular o quanto deviam dividir, mas é surpreendido por ver Sehun entregando o dinheiro para a atendente sem nem mesmo lhe consultar. “Eu convidei, eu pago”, essa fora a desculpa do maior, algo que não deixará Jongdae nada contente, pois ele sendo mais velho deveria se responsabilizar.

Mesmo assim toda a comida que saborearam pelo decorrer do encontra, era Sehun quem pagava antes mesmo de Jongdae o impedi-lo, pedindo para dividir. Mas obviamente Chen estava se divertindo completamente naquele maravilhoso encontro, com o passar do tempo ambos os dois perderam a vergonha e começaram a seguir o caminhos com suas mãos juntas, ignorando certos olhares de desprezo, e sorrindo para as pessoas que lhes olhavam animados.

Já era fim da tarde, o céu tomava um tom alaranjado, Jongdae possuía um sorriso acanhado em sua face, o mesmo estava sentado em um banco no de um parque na cidade, ao seu lado estava Sehun, que segurava suas mãos sobre o banco. Ambos encaravam o céu com poucas nuvem apreciando o belo por do sol, Jongdae nunca iria se imaginar em uma cena como aquela, tão romântica. Não podia deixar de olhar para Sehun feliz por estar junto dele, mesmo que tivesse demorado muito para tal.

Ainda em encarando a face pálida do loiro, foi pego no flagra pelo mesmo, que sorriu o ver a face do moreno tomar um tom avermelhado, mais ainda continuava a lhe encarar. Subitamente Jongdae percebe a aproximação de Sehun, por reflexo fecha seus olhos, e como esperado sente os lábios úmidos se Sehun sobre os seus. A carne macia roçada de leve nos de Chen que correspondia ao beijo timidamente, sua experiência do primeiro beijo com o loiro não fora nada agradável, porém aquilo estava sendo extremamente bom.

Sehun separa o ósculo deixando Jongdae decepcionado, mas logo volta a se animar ao sentir o loiro morrer-lhe de leve seu lábios, para em seguida adentrar sua língua na cavidade do moreno que correspondeu de bom grado. Jongdae leva suas mãos para os ombros largos de Sehun aproximando os corpos, já o loiro apertava levemente a coxa fina de Dae que suspirava.

Separam novamente, porém pela falta de ar que ambos tinham sido afetados.

-Queria ir para minha casa? – Convidou o mais velho com um sorriso pervertido nos lábios, e claro que Sehun aceitou correspondendo ao olhar sensual do moreno.


Notas Finais


Sinto muito por não ser lá grande coisa, mas escrevi com carinho e muita porpurina pois nunca escrevi algo tão fofo como isso.

Então é isso pessoal

Um beijo na teta esquerda para quem quiser e tchau ~~~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...