História Não a barreiras... - Capítulo 41


Escrita por: ~ e ~clara_collins

Postado
Categorias A Seleção, Perdida
Personagens America Singer, Anne, Aspen Leger, Avery, Carter Woodwork, Celeste Newsome, Kriss Ambers, Lucy, Marlee Tames, Mary, Maxon Calix Schreave, May Singer, Personagens Originais, Princesa Daphne, Princesa Nicoletta, Rainha Amberly, Rei Clarkson, Shalom Singer
Tags América, Maxon, Romance, Selecao
Exibições 63
Palavras 1.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oiii

Capítulo 41 - Chalé


Acordo com a minha cabeça  doendo muito  e em um lugar extranho. Eu não sei onde eu estou não me lembro .
Parece que uma tropa de cavalos cruzou por cima de mim ai que dor.
A porta abre e surge uma figura conhecida.
- Cam ?  - disse  com a voz ainda fraca
-Calma esta tudo bem. -disse ele.
- Oque aconteceu ? Pq tá tudo girando e doendo ?
-Você bateu a cabeça, não consegui te segurar, você desmaiou. -disse ele.
- onde nos estamos ?
-Em una cabana, o tempo esta ruim é perigoso voltar pra casa. -disse ele.
- nos vamos ficar aqui ? -perguntei e ele assenti com a cabeça - Droga os meus pais vão me matar não só a mim mais você também .
-Eu sei mais não irei arriscar sua vida. -disse ele.
- Obrigada por ... tudo cam .
-Não tem que agradecer Ames, estamos bem aqui tem ate comida. -disse eu e olho pra cabana.
-Cabana, você chama isso de cabana é maior que meu AP. -disse eu.
- nem é tão grande assim .Mais  fica tranquila da pra passar a noite tranquilos
-Não imagina bem pequeno. -disse eu rindo.
- porque você desmaiou de novo floquinho ? -disse ele acariciando a minha bochecha.
-Eu eu lembrei de você. -disse eu.
- de mim ? Como assim ?
-Lembrei de tudo sobre você. Quando nos conhecemos, nossas brincadeiras tudo até nosso último momento juntas. -disse eu.
-serio isso é incrível ,você se lembrou da gente.
-Lembrei Cam, lembrei. -disse eu o abraçando.
-que bom minha floquinho  -Desse ele olhando para a minha boca.
-Isso não ta certo Cam. -disse eu.
-Você não quer me beijar. -disse ele se aproximando, você tem que encontrar seu amor verdadeiro e se for ele afinal me lmebrei dele.
- Quero mais não sei se é o certo Cam.
-Siga seu coração. -disse ele colocando uma mecha de cabelo pra trás da minha orelha.
-Quer saber, chega. -disse eu e o puxo pra mim beijo.
-Waw que decidida. -disse ele me beijando.
-Você não viu nada. -disse eu.
- to gostando disso  -disse ele
-cala a boca  e  me beija
-Pode deixar. -disse ele me beijando me puxa pela cintura, entralaço meus dedos em seus cabelos.
Ficamos por um tempo trocando beijos.
-Você comeu algo hoje? -disse ele eu coloco  a cabeça em seu colo.
-Não. -disse eu.
- porque ames ?
-Você não pode ficar sem comer.
-Eu sei, só não tava com fome. -disse eu.
- pois você vai comer agora nem que seja a força .
-Ok eu como espero que seja boa sua comida. -disse eu rindo.
- melhor que você comeu - disse ele levantando e me dando um selinho e saindo.
-Convencido. -disse eu n
-passou - se alguns minutos e o Cam voltou com dois prato e um suco
-porque um suco? -disse eu desconfiada.
- pra você não entalar. Não quero você sufocada .É de naranja
-Não sou criança Cam.-Z-disse eu.
- uma moça não fica o dia sem comer america .
- Tá bom Cam  . Eu vou comer tudo - disse comendo um pouco - feliz agora ?
-Waw isso ta muito bom. -Disse EU.
-Nunca mais duvido de você. -disse eu.
- acho bom mesmo
-A chuva ta aumentando. -disse eu ouvindo os trovões .
-É parece que o céu vira abaixo. -disse Cam olhando na janela.
- como vamos ir embora assim ?
-Ames parece que vamos passar a noite aqui. -disse ele.
- mais eles vão ficar preocupados o meu pai vai ficar furioso
-Ames seu pai vai entender. -disse ele vindo até mim.
-Eu não sei se vai não .
-Você quer sair nessa chuva? -disse ele e na hora da um trovão e corro até ele o abraçando.
- Não me deixa aqui pedaço eu tô com medo
-Ei não irei te deixar sozinha. -disse ele me beijando.
- por favor eu tenho pânico te trovão
-Você quer fazer algo? -disse ele.
-Que tal brincarmos de verdade e consequência? -disse eu.
-Como se brinca disso e não acha que estamos meio grandes pra ta brincando? -disse eu.
-Esqueci em que século estamos, verdade e consequência é assim cada um escolher se quiser verdade a outra pessoa faz uma pergunta se escolher consequência a pessoa tem que fazer qualquer coisa que a outra mandar. -Disse eu.
-Quem começa? -disse ele.
-Tem una garrafa? -disse eu ele vai buscar.
-Aqui .-disse ele sentando na minha frente giro a garrafa .
-Você faz pra mim. -disse eu.
-Verdade ou consequência? -disse ele.
-Verdade.
- você já namorou ?
-Sim.-disse eu.
- Agora sou eu  verdade ou consequência Cam ?
-Consequência. -Disse ele .
-Vamos ver o que terá que fazer...faz uma declaração de amor ao Cameron Dallas. -disse eu me segurando pra não rir.
-Quem? -disse ele.
-Não importa só faz. -Disse eu.
-Ok, é CAMERON GOSTOSO ele é homem ou mulher?
-Homem. -disse eu rindo com a cara que ele fez.
-Não to gostando disso mais então ta CAMERON GOSTOSO  DALLAS EU TE AMO,FICA COMIGO MEU PRÍNCIPE, SEJA ETERNAMENTE MEU AMOR DA MINHA VIDA, EU AMO VOCÊ.-disse ele e eu estava chorando de tanto rir.
- ha devia ter filmado isso - disse recuperando o meu fôlego
-Engraçadinha. -disse ele se sentando. -Agora sou eu verdade ou consequência? -disse ele.
- quero verdade.
-O que sente por mim? -disse ele olhando nos meus olhos.
-É eu preciso mesmo responder. -disse eu sem olhar pros olhos dele.
- é o jogo não é a verdade.
-ok, eu não sei o que sinto por você, se sei que é algo forte. -disse eu.
- é bom saber isso floquinho
-Cam eu sei que não é uma...-disse eu mais perco as palavras quando ele se aproxima.
-Shiiii não diz nada. -disse ele se aproximando.
Até que escuto algo. -Cuidado America isso é perigoso, esta se afastando de seu verdadeiro caminho, nunca deveria ter se envolvido com este rapaz e nem conhecidos seus pais mais sobre isso não posso fazer nada, mais em relação a esse garoto irei te dar uma segunda chance use sabiamente. -disse Sílvia.


Notas Finais


Pessoal comentem.
Bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...