História Não deixe o Ford descobrir - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~Art3mis_

Postado
Categorias Gravity Falls
Personagens Bill Cipher, Candy Chiu, Dipper Pines, Gideon Gleeful, Grenda, Mabel Pines, Pacifica Northwest, Soos Ramirez, Stanford "Ford" Pines, Stanley "Stan" Pines, Waddles, Wendy Corduroy
Tags Bipper, Mabel, Waddles
Visualizações 34
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Suspense, Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 5 - O plano do Bill e do Will


Fanfic / Fanfiction Não deixe o Ford descobrir - Capítulo 5 - O plano do Bill e do Will

Bill

- Will! Sacanagem o que você fez com ele, não acha? - Gritei ao abrir para portal para ele vir.

- Não era esse o plano? - Ele perguntou aparecendp atrás de mim.

- Não! O plano era fazer ele gostar de mim, só para facilitar minha saida do Gravity Falls. Eu ainda não consigo sair daquele limite da cidade... O que você fez foi ATACAR ele!

- Calma Bill, é só você falar com ele que vai ficar tudo bem. Ele já ficou confiante em você... Infelizmente

- Como assim... "Infelizmente"...? Você gosta dele?! Will, que doente que você é cara... Não me diz que você está com ciume?

- N-NÃO... 

- Você gosta dele?!

- Para de falar besteira seu maluco... Eu não sei... Talvez.

- Pelo amor da destruição Will, como assim "talvez"?

- Você não acha ele fofo? Eu acho.

- Ele é fofo, só que um fofo engraçado... Que merda eu estou falando?! 

- Bill, por que ele tem que gostar de você e não de mim?

- Will, não complica as coisas, combinamos assim porque eu conheço ele.

- Está bem... E se eu começar a ficar amigo dele?

- Depois do beijo que você deu nele? Não vai dar.

- Como você é chato... Você não tem que ir falar com ele? - Ele falou num tom de deboche.

- Ciumento. Mas é sério, evita falar com ele até eu resolver as coisas. Nossa prioridade é sair de Gravity Falls.

- SUA, propriedade...

- Cala a boca. E além do mais eu só tentei ficar com ele, eu não beijei ele... Talvez o pescoço... Puta que pariu, eu devia me ouvir direito.

- Concordo, agora vai lá.

- Para de ciume Will...

Abri um portal para a chegar o mais perto possivel da Mistery Shack, mas acabei perdendo meu tempo. Encontrei o Dipper no meio da floresta, bem longe da cabana. Ele estava dormindo então acordei ele e o coloquei nas minhas costas.

Fomos de cavalinho até chegarmos numa cabana que eu e o Will tinhamos construido cem anos atrás...

- Bill, tem uma cama aqui? - Ele fala um pouco sonolento.

- Tem sim, eu vou te por lá e preparar alguns waffles... Pode ser?

-Pode... 

Ajudei ele a deitar na cama e fui preparar os waffles. Passou uma hora e ps waffles estavam prontos, decidi colocar na geladeira para quando ele acordar.

Mas foi apenas sentar no sofá que ele me chamou.

- Bill! - Ele gritou um pouco desesperado.

Fui correndo até o quarto, quando entrei encontei ele só de cueca, suando, fervendo e ainda sonolento.

- O que aconteceu? - Perguntei fazendo ele deitar no meu colo.

- Eu n-não sei...

- Você está fervendo! Vou preparar um banho e um chá, tenta relaxar.

Fui preparar a banheira com água gelada, ajudei ele a entrar e fui preparar o chá.

Quando terminei levei pra ele.

- Dipp... Está se sentindo melhor? - Perguntei colocando a mão na bochecha dele.

- Melhor agora... 

Ele tomou o chá e ficou me encarando por alguns segundos.

- Bill... Você já se apaixonou alguma vez? - Ele perguntou corando um pouco.

- E-eu? U... Uma vez... 

- Quem?

- Voc... Vônia... Ela era muito linda, mas foi condenada...

- Sinto muito...

- E você? 

- E-eu? Já algumas vezez...

- Por quem?

- Pacifica por exemplo... E algumas garotas da minha cidade.

- Já gostou de algum menino?

- M-menino? Como assim? Não... Não sei.

- Nunca teve uma experiência com algum menino?

- Não exatamente.

- Tem vontade?

- N-Não! Quer dizer... Ja tive vontade mas não quero, não mais.

- Entendo... 

- Mas acho que seria interessante... Quero dizer, diferente...

- Quer tentar?

- Com você?! N-não obrigado.

- Só dei uma sugestão...

Fiquei lá por mais alguns minutos, apenas observando o rosto dele que parecia menos vermelho. Conferi e ele estava menos quente, me senti mais aliviado por ver ele melhor.

- Eu quero... - Ele disse baixinho de cabeça baixa.

- Quer o que?

- Quero... você?

- I-isso é uma afirmação? - Falei um pouco assustado com aquele pedido.

- Eu não sei! - Ele disse e virou de costas para mim.

- Fofo... - Falei corando.

Tirei minha blusa e a calça. Fui atrás dele e o abracei.

- M-me solta Bill - Ele diz tentando se soltar - O que você está fazendo.

- Fica calmo...

Merdi seu pescoço, fazendo a minha pele se esquentar com aquela situação.

- B-bill? O que você está fazen...

- Calma -Falei apertando ele mais ainda.

Comecei a beijar seu pescoço, fazendo ele soltar pequenos gemidos, me deixando mais a vontade. 

- D-desculpa! Não sei o que aconteceu comigo! - Falei me afastando um pouco assustado comigo mesmo.

Ignorei qualquer coisa que ele tenha dito, peguei minhas roupas e fui para o quarto. Fiquei deitado apenas pensando no quão idiota eu fui.

Escutei ele vindo na minha direção, parecia que estava chorando... Abri meu olho e vi ele na minha frente com o rosto enxarcado pelas lágrimas.

- Desculpa Dip...

Tentei falar alguma coisa mas ele me beijou, um beijo quente... Satisfatório...

- Mas o que está acontecendo? Que merda o Dipper está fazendo? - Pensei.

-Dipp... O-o que você está fazendo? - Falei me afastando.

- Te beijando é claro - Ele fala voltando para o beijo.

- Dipper... Para... -Falei me afastando novamente - Você vai se machucar...

- Está bem...

Ele sentou atrás de mim e suspirou, parecendo triste. Abracei ele e dormi lá.

Me sinto leve e mais seguro estando com ele, parece ridiculo mas parece facil enganar ele... Mesmo não querendo... Eu quero relamente me sentir apaixonado por ele, mas parece impossivel, quanto mais eu tento... Mais eu recuo.

Eu quero abraçar ele sem me sentir o demônio horrivel que eu fui.

Eu quero limpar o rosto dele quando estiver triste... Sem que ele se sinta um demônio... 

Eu sei que não tenho culpa, mas me parte o coração ver ele triste por ser demônio, ou meio demônio...

Mas eu preciso manter o foco... Eu preciso ser mais forte e sair de Gravity com o Will...

Que ideia foi aquela? Vônia? Um demônio condenado? Eu quase falei besteira... "Você"... Eu queria e não queria ter falado aquilo...

QUE CONFUSO... Meu corpo está quente... Preciso parar de pensar nisso...

- Hey Bill...? - Ele falou acariciando minha bochecha -Te amo tá bom?

- V-você o que?! Não era pra você estar sentindo isso! Eu me sinto culpado! Na verdade é culpa do Will...

- Do que você está falando?

- Eu não sei! - Falei encarando ele.

Aquele olhar me sediziu, inocente, pedindo por ajuda, então eu ajudei.

Coloquei minha mão entre seu cabelo e logo puxei sua cabeça, fazendo nossos lábios se encontrarem. Sintia sua língua entrelaçando com a minha, e tudo aquilo me tirou o folego...

- Nunca me senti tão bem em séculos -Falei ofegante ao me afastar.

- Percebi - Ele falou ofegante e me deu um selinho.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...