História Não deixe que vá - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Makeyourstory Semmedo
Exibições 5
Palavras 501
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - MALDITA JACKIE


- A resposta é um pouco óbvia, não?- respondi.

- Não quis me procurar por causa de uma coisa que aconteceu há dois anos?- Jackie falou. Fiz que sim com a cabeça.

Ela ficou um bom tempo na cozinha, enquanto eu estava na sala com minha fantasia ridícula. Minha cabeça doía muito e ver ela só tinha piorado a dor. Ela apareceu com duas canecas com café, colocou uma na mesinha que estava na minha frente, se sentou numa poltrona perto de uma janela e disse:

- Desde quando você está aqui na cidade?- Jackie perguntou.

- Cheguei um pouco antes das férias - respondi, não olhava pra ela.

- Senti sua falta - ela disse tentando puxar assunto.

- Queria não ter te encontrado - falei.

- Que belas palavras, John - ela falou de uma forma irônica.- Ainda guarda rancor por causa daquela bobeira?

- Se com bobeira você quer dizer trair o namorado com a prima dele, sim, ainda guardo rancor disso - eu disse, ela olhou pra caneca.

Ficamos calados, ela olhava pro café constrangida. Terminei meu café, não olhava para ela, não conseguia.

- Obrigado pelo café - falei indo em direção a porta.

- Por favor, fica mais um pouco - sua voz soou triste.- Eu ainda te amo!- ela exclamou.

- Você acha que é simples assim?- disse procurando as chaves do meu carro.

- Esquece isso- Jackie se levantou e me entregou as chaves do carro.

- Jackie, você foi a garota que eu mais gostei até hoje - fiz uma pausa pra engolir o choro.- Mas como você sempre dizia: "deixe o passado no passado", eu faço parte do seu passado, então me deixe lá.- Abri a porta do apartamento e fui embora.

Cheguei em casa e meus pais não estavam lá, provavelmente estavam na cafeteria. Tomei um remédio pra dor de cabeça. Tirei aquela fantasia (vesti uma roupa normal), me deitei no sofá da sala. Fiquei um bom tempo olhando pro teto, pensando em no que tinha acontecido.

Dormi quase o dia todo, acordei às três da tarde. Peguei meu celular pra ler algumas mensagens, uma delas era da Anna: "vou passar ai a tarde, ok?". E a outra era de um número desconhecido que dizia:" as vezes devemos recuperar algumas coisas que deixamos no passado". Era da Jackie, ignorei.

Anna chegou, tínhamos que compor uma musica pro show.

- Não sei o que escrever, John, pedi ajuda de todos, ninguém teve uma única ideia.- Anna disse, parecia preocupada.

- Olha, não sei se vou ter uma boa idéia, porque to com a cabeça um pouco ruim - disse pra ela.

- Foi na festa do primo do Joe ontem?- ela perguntou.

- Sim, e no final aconteceu uma coisa bem estranha.

- Me conta!- ela falou animada. Contei tudo para ela, desde a festa até a manhã na casa da Jackie.

Anna pegou uma folha, escreveu uma coisa e disse: 

- Temos nossa musica.- me mostrou o que estava escrito, era o nome da musica que íamos fazer.

      MALDITA JACKIE

Esse era o nome, os últimos acontecimentos da minha vida iam virar uma música.





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...