História •Não era pra ser ou era?• [Yuri] - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 82
Palavras 850
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OLÁ, OLÁ... BOM ... NUM SEI OQ DIZER.. . ENTÃO , BOA LEITURA

Capítulo 4 - TAPOURA GABI


Fanfic / Fanfiction •Não era pra ser ou era?• [Yuri] - Capítulo 4 - TAPOURA GABI

Gabi On

Eu achei melhor deixa meus sentimentos de lado pelo menos uma vez, a Leila não mostrava sentir o mesmo ou algo parecido, ela tava bêbada aquela vez, todos nós estávamos, esse é o único motivo  pra ela ter correspondido os beijos e ter me beijando  por conta própria. 

Ela não me mandou uma mensagens  sequer nesses últimos dias, não quis nem saber se eu estou Bem, eu já me acostumei com isso, não é  do feitio dela fazer isso... eu vou tentar esquecer  ela, já que a mesma nunca esteve nem ai, foi bom no dia... mas depois passou, fazer oq né

-Gabi esse é  o nosso apartamento? -Perguntou o índio 

Eu e ele viemos pra cá  o mais rápido possível, nós  estamos  em uma rua nesse momento procurando o nosso apartamento, estamos  em Ohio, o clima aqui é confortável, nem frio, nem quente...

-Sim, é,  este  mesmo - Digo 

Nós entramos no prédio e subimos algumas escadas, a nossa direita  tinha dois  apartamentos, nós fomos ate o 131 que era o nosso,a gente iria   dividir o apartamento com mais duas pessoas, mas era temporário 

Abrimos a porta e logo vejo nossos "colegas" de apartamento, tinha uma garota muito bonita, ela tinha cabelos  pretos e olhos azuis, do seu lado tinha uma garoto, ele era alto, tinha cabelo marrom e os olhos da cor dos da garota, presumi que eram irmãos 

-Olá, novatos -Disse o garoto vindo em nossa direção 

-Oiii - Disse o índio 

Ele estava muito animado com tudo isso, eu ja não  posso dizer o mesmo,  deixei a pessoa que eu mais AMAVA em outro país

Bom, eu tenho que tirar ela da minha cabeça, eu fui para um dos quarto e guardei minha roupas  no guarda roupa , me deitei com o braço sobre minha testa

A garota que iria dividir o apartamento com nós  entrou no meu quarto

-Olá, Gabi né? Eu me chamo Ingred - disse ela se sentando na cama 

-Sim, Gabi - respondo olhando pro teto 

-Gabi, vai ter uma festa hoje, com o pessoal  novato, para se enturmar sabe?! -Diz ela 

-Sei, sei... -Digo

-Vc vai né ? O Ygor disse que ele iria - Diz ela 

-Ah talvez, quem sabe -Digo

-Vamos  Gabi, vai ser Legal, é  bom pra curar  um  coração  partido - Diz ela saindo do quarto 

Que???? Como assim ? Ela lê  mentes  ?   Mas de qualquer jeito ela está certa, vai ser bom pra mim colocar um fim numa coisa que nunca teve começo 

{Algumas Horas Depois}

Eu acabei  cochilando, então me levantei e fui tomar uma banho para ir nessa bendita festa, voltei pro quarto e coloquei uma camisa branca e  uma calça jeans azul forte  meio rasgada, calcei  meu tênis  e peguei minha jaqueta preta, coloquei uma  touca preta também  e  sai do quarto, todos já estavam prontos, só estava me esperando, então nós  quatro saímos e fomos até a festa andando, não era tão longe.

 No caminho o Índio  e os outros dois  seres  ficaram conversando na minha frente, eu não conseguia  pensar direito em nada, aquela maldita não saia da minha cabeça .

Finalmente nós  chegamos, parecia com uma  casa qualquer, só que com muita gente bêbada se engolindo

-Gabi, oq foi ? Vc não parece estar animada -Disse o índio no meu ouvido por conta do barulho

-Nada não, eu só preciso beber -Digo

A Ingred veio até nós com dois copos vermelhos na mão 

-Aqui, bebida grátis- Diz ela sorrindo 

Nós  pegamos os copos e começamos a beber, Eu e o índio  começamos a andar pela festa, enquanto bebiamos, uma garota loira dos olhos azuis parou o Índio e começou a conversar com Ele, Eu  o deixei ali, não quero atrapalhar, ele parece muito feliz, então deixa ele acreditar que isso é  Legal.

Eu fui para fora da casa com o copo na mão e me sentei na calçada, eu dei alguns goles. na bebida e tava me sentindo muito tonta, era algo realmente  bem forte

-Olá, Gabi pq está aqui fora sozinha ? -Disse a Ingred se aproximando e sentando ao meu lado

Eu olhei pra ela, não  posso negar que ela estava muito gostosa naquele vestido  justo, eu apenas voltei a olhar pra  Rua.

 Quando eu estou bêbada tenho que me controlar pra não fazer besteira, ainda mais agora 

-Nada, só tinha muito barulho la dentro- Digo 

A mesma pega o copo da minha mão e sorriu pra mim

- Eu adoro seu cabelo azul sabia Gabi?  -Diz ela mexendo no meu cabelo 

-Hm....  - Digo tentando me conter 

A Ingred abraça meu braço , fazendo o mesmo ficar entre seus peito

-Gabi...eu queria...beijar Vc, eu posso ?

Eu peguei no queixo da mesma e a beijei, eu a deitei na calçada, ficando por cima  da garota enquanto a beijava, ela parecia muito corada, aquilo meio que me excitava   mais. 

Eu coloquei a perna no meio das pernas dela, assim pedi passagem com a língua e ela logo concedeu, levei a mão até sua parte íntima, e puxei seu vestido, colocando a mão  dentro de sua calcinha

-TAPOURA GABI, CEIS TÃO  QUASE  SE  COMENDO NO MEIO DA RUA - Disse o Índio atrapalhado   como sempre 

Continua.......



Notas Finais


HEHEHEHEHEH, SEQSU ATRAPALHADO :3... ATE.. . ARROZ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...