História Não faz sentido - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 12
Palavras 347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Magia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Só para lembrar, esta série de capítulos NÃO TEM SENTIDO. Então não adianta procurar lógica nisso, essa histórinea é só para o entretenimento nada mais.

Capítulo 1 - Começando com estilo


Fanfic / Fanfiction Não faz sentido - Capítulo 1 - Começando com estilo

Bom, pra começar meu nome é Vitória, mas pode me chamar de Tori. Tenho 14 anos e qual é a do tigre rosa... Olha um urso fazendo malabarismo com meias douradas. 

- Tori o que isso tem haver com o tigre rosa. (pergunta meu irmão menor) 

- Tem haver, Luka, que uma vez eu estava com uns amigos normais comendo queijo, e de repente, eu vi um pontinho preto na camiseta branca da Vivian, lembra? 

- Sim, continua. 

- Então, perguntei a ela o que significava. Ela me disse que ela comprou no zoológico porque vendia numa loja de comidas pra zebras, daí eu olhei para ela, ela olhou pra mim, eu olhei o queijo, coloquei ele na boca e mastiguei devagar... U.. Uma mordida... Duas mordidas... Três mordidas... Quatro montanhas atrás do tigre que ela havia me dito, então quando olhei para o urso malabarista com meias rosas lembrei do tigre que Vivian me disse e das quatro montanhas. 

- Mas, Tori, porque você lembrou das quatro montanhas quando lembrou do tigre quando olhou a meia rosa que não é mais dourada? 

- Por que "rosa" tem quatro letras. 

- Faz sentido. 

- Não Luka não faz sentido. 

Sempre quis fazer isso. Deixa em off. Então eu levei Luka pra casa. Meu irmão maior, o Daniel, ele fez uma aposta comigo, que consistia em comer panquecas com mel sem piscar. Claro que eu vou perder né mas se eu tomar vitamina de morango mais rápido que meu cachorro bebendo água. 

- Vamos lá então. (disse ele) 

- Fazer o que? Ah lembrei, mas porque você quer que eu lacre meu nescal. 

- Que? 

- Nada vamos para a aposta. Igual aquela vez que eu fui no baile da sexta série, onde eu comi um Biscoito e passei mal e cuspi no ponche. Pra você que estava no baile, tem resíduos de mim em você. 

Droga, é claro que eu perdi, não fico nem dez segundos sem piscar quanto mais nove segundos tá loko. Agora eu vou ter que cumprir o desafio. Bora se declarar pro crush. 


Notas Finais


Próximo episódio, Tori se declara pro crush de infância. #mico


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...