História Não fui eu!!! - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 49
Palavras 2.204
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Como o título já diz né.... SUSTOS!!

Mas não é nada que mate mais que saber que o Bts vai vir pro Brasil ano que vem ^^

Espero que gostem e desculpe qualquer erro<3
E não tentem me matar!

Boa leitura!

Capítulo 18 - Sustos.


Havia chegado o fim de semana que eu mais esperava em todos esses 16 anos.

Não vou melhorar de vida, não acabei o colégio e infelizmente meu appa vai para algum país está noite, assim como minha omma iria para Daegu, onde me adotaram para resolver alguns problemas familiares. Mas graças ao Tae e suas idéias absurdas eu agora me despeço do meu appa e da minha omma pela última vez em frente ao prédio do Jimin.

 

-Você está suando. -meu amigo diz ao segurar minha mão quente e suada, tentando amenizar meu nervosismo.

 

Já estavámos no elevador e logo estaríamos no vigésimo nono andar. Eu estava suando e muito!! Eu nem conseguia respirar direito. Sem precisão alguma este meu nervosismo. Eu só iria dormir lá. Não ia acontecer nada demais... pelo menos eu esperava por isso.

 

-Vocês demoraram. -Jimin falava com um biquinho irritado nos lábios, enquanto carregava nossas mochilas para o quarto.

-O appa do Jungkook teve que viajar. -Tae comenta, fazendo o mais velho parar onde estava para nos encarar.

-Ele foi embora? -questiona surpreso

-Ele viajou a trabalho. -falo indiferente, me sentando no sofá.

-E onde ele trabalha? -suas sobrancelhas se erguem

-Em uma multinacional. -comento desconfiado. -Por quê?

-Por nada. -dá de ombros. -Deve ser legal viajar a trabalho.

-Não muito. -comento tristonho. -Não passo muito tempo com ele. É bem difícil vê-lo.

-Ooh... Entendo. -comenta sem jeito e vai levar as mochilas para o seu quarto

-Para onde seu appa foi? -Tae questiona, sentando ao meu lado. 

-Hm... Acho que para Holanda. -hesito olhando algum ponto na estante do Jimin.

-E sua omma?

-Ela foi para Daegu resolver problemas de família. -suspiro relaxando no sofá

-Mal chegou e já está se sentindo em casa? -Jimin aparece na sala e eu volto a me sentar direito. -Não estava brigando com você. Pode relaxar.

 

Pode relaxar.....

Ele pensa que é fácil assim?

 

-Ok. -concordo e ele ri divertido

-O que vamos fazer agora hyung? -Tae pergunta, encarando o mais velho esperançoso

-Que tal começarmos com um filme? -Jimin propõe  e nós concordamos

-Mas que tipo? -pergunto já pensando em alguns bem legais

-Terror! -Tae comenta animado e eu fecho a cara. Eu não gosto de filmes de terror.

-Err... Não pode ser outro. -Jimin sorri sem graça e eu o olho surpreso. Ele não gosta de filmes de terror? -Talvez um de ação. Lançaram uns bem legais.

-Eu concordo com Jimin. -falo surpreendendo ambos

-Assim a noite não tem graça. -Tae comenta ainda surpreso com minha reação. Ele não devia ficar assim pois sabe que eu não gosto de filmes de terror. -Que tal tirarmos na sorte?

 

Esse papo de tirar na sorte nunca dá certo comigo. Ainda mais quando se trata de escolher filmes. Parece praga do Tae, pois ele sempre ganha. E sim... O resultado não podia ser outro. Taehyung escolheu o filme.

 

-Se eu tiver pesadelo eu mato você. -murmuro ao Tae assim que Jimin vai pegar pipoca e refrigerante na cozinha

-Deixa de drama. É só um filmezinho de terror. Não assusta ninguém. -dá de ombros, escolhendo o filme

-Eu estou falando sério Tae. -falo com a voz trêmula, segurando forte seu braço, mas logo solto quando Jimin volta da cozinha

 

Eu estava me cagando de medo e não tenho vergonha de admitir. Tae sabe bem sobre meu medo de filmes de terror. Na maioria das vezes eu assistia de boas, pois Tae estava comigo e ele fazia palhaçadas e eu acabava rindo em vez de prestar atenção no filme. Mas agora era diferente. Ele inventou de sentar no chão e ficar calado. 

Jimin apagou as luzes e a única iluminação da casa é a tela da televisão. Jimin está do meu lado, entretido com o filme e um balde cheio de pipocas.

 

-Que filme é esse Tae? -Jimin pergunta sem tirar os olhos da televisão

-Ah... É um famoso na América. Invocação do Mal. -dá de ombros e eu arregalo os olhos

 

Tanto filme pra ele escolher e ele escolhe esse? Tae vai levar uma surra no lugar da massagem!

Depois de um tempo, a parte assustadora do filme começou a dar sinais de vida enquanto meu coração dava sinais de morte. Eu me segurava ao maxímo para nenhum gritinho fugir da minha boca.

Em certo momento, quando as coisas se complicaram para quem estava no filme, pensei que morreria, ainda mais quando Jimin gritou e se jogou em cima de mim. Senti meu coração parar no mesmo instante, porque acabei gritando e jogando o mais velho em cima do Tae que começou a gritar também.

No fim de tudo resolvemos deixar o filme de lado e fomos todos jogar um pouco de videogame. Nenhum de nós comentou sobre o susto que levamos, simplesmente deixamos de lado, porém eu sabia bem que não conseguiria dormir.

 

-Já vestiu sua roupa de dormir hyung? -Tae pergunta assim que senta no lugar de Jimin para jogar videogame

-Não. -comenta aéreo. -Vou lá trocar de roupa. Você vem Koo... Jungkook?

-Aham. -concordo baixinho, me levantando do sofá. Eu não queria ficar perto do Jimin depois daquele susto, mas depois ter que ir sozinho me trocar não me parece uma boa ideia.

-Andem logo que eu não quero ficar sozinho. -Tae se queixa, começando a jogar

 

Sigo Jimin até seu quarto e me surpreendo pelo tanto de fotos que ele têm da sua família. Vou até sua cama, pegando um porta retrato no criado-mudo, onde ele e o restante da família estão, me surpreendendo com um garoto que parece ser sua copia.

 

-Este é o meu irmão mais novo, Jisan. -Jimin diz logo atrás de mim, me assustando com sua proximidade. -Não pense que somos gêmeos, ok? Só... Nos parecemos muito.

-Uhum. -murmuro engolindo em seco ao notar a tristeza na voz de Jimin. Ele deve sentir falta da família. 

-Suas roupas estão ali. -Jimin aponta para uma cômoda e eu o encaro confuso. -Aah... Eu coloquei suas roupas e as do Tae ali dentro.

 

Aceno com a cabeça sorrindo minimamente, indo até a cômoda ao meu lado. Jimin vai até o outro lado do quarto, pegando roupas dentro do guarda-roupa. Por um momento achei que ele fosse se vestir no banheiro que têm ali, mas decide ficar ali, provavelmente com medo de ficar sozinho.

Ficamos um de costas para o outro e então começo a tirar minha calça, vestindo uma de moletom. Olho por cima do ombro, vendo o Jimin sem camisa e vejo em seu ombro direito a marca dos meus dentes. Sorrio balançando a cabeça em negação, assim que ele veste uma regata cinza. Estamos quites, já que a mordida no meu ombro não saiu ainda.

Depois que nos trocamos, caminho lentamente até Jimin que me olha curioso. Eu iria peguntar o que faríamos no restante da noite, mas o som de algo caindo na sala me chamou a atenção.

 

-Você ouviu isso? -pergunto franzindo as sobrancelhas e ele fica confuso

-Ouviu o quê? 

-Shii...

 

Olho para a porta do quarto que no momento está fechada e algo se choca contra ela. Jimin dá um pulinho e segura minha mão com força. A porta se abre lentamente, mas não à nada além da parede do corredor.

 

-Buu!! -Tae pula dentro do quarto e eu e Jimin gritamos assutados.

 

Sinto que meu coração vai atravessar meu tórax a qualquer momento e não é só em questão do susto. Jimin se jogou contra mim, escondendo o rosto assustado em meu peito. Não achei que Jimin se assustasse fácil, ele parece tão... corajoso.

 

-Vocês precisavam ver a cara de vocês! -Taehyung zomba, colocando a mão sobre a barriga, rindo escandaloso.

-Seu... -Jimin rosna irritado, correndo atrás dele

 

Observo os dois correrem pelo quarto e logo após sair em direção da sala. Acabei rindo da situação de modo nervoso. Tae não está ajudando desse jeito.

 

.

.

.

.

.

[ 03:53 a.m - Sábado ]

 

-Eu gritava como um louco! -Jimin dizia entre risadas. -Achei que estivesse morrendo afogado, mas eu estava deitado na areia.

 

Não conseguíamos parar de rir. Jimin estava contando sobre sua primeira vez bêbado. Era engraçado e eu podia sentir a sinceridade que o Jimin tinha, em cada palavra dita. Ele também expressou grande amor por Busan. Devia ser pelo fato de nunca ter saído da cidade, pois a única vez que saiu foi para vir morar em Seul.

 

-Vocês deveriam ir lá! É legal, eu juro!! -Jimin dizia com os olhinhos apertados por conta do sorriso. 

-Não se preocupe hyung. Nós iremos. -Tae diz sorrindo animado. -Alías... Kook também é de lá. Ele nasceu em...

-Tae! -repreendo pasmo, colocando a mão sobre sua boca.

-O quê? Você nasceu em Busan? -Jimin questiona surpreso e eu sorrio forçado pra ele.

-Sim, eu nasci lá, mas fui criado em Daegu. -sou franco e ele sorri animado.

 

Novamente Tae quase fala o que não deve. Não quero que o Jimin saiba que sou adotado. Isso... Isso é segredo. Não quero que ninguém mais saiba que os Jeon me adotaram.

Parece bobagem minha, mas não me acostumei com a reação das pessoas ao saberem que fui adotado. As pessoas mesmo não querendo me olham surpresos e do jeito: "Poxa... Os pais dele o rejeitaram.". Toda vez que isso acontece eu me machuco. É incomodo que me vejam como um encosto, sendo que tenho um potencial enorme!

 

-O que você tá fazendo? -Tae questiona olhando para Jimin.

 

Sigo o mais velho com o olhar, vendo ele arrumar cobertores ao lado da cama. Como assim... Ele vai dormir no chão? Ele é o dono da casa, ele quem deve dormir na cama!

 

-Não Jimin! -falo tomando um cobertor de suas mãos e ele me olha surpreso. -Você pode dormir na cama!

-Quê? Não, não precisa. Vocês são as visistas, podem dormir na cama. -fala sorrindo constrangido. Não me diga que ficou envergonhado com minha bondade?

-Deixa disso hyung. Tem espaço para os três! -Tae fala, apontando para a cama.

-N-Não Tae..... 

-Sim Jiminie!

-Tae, acho que não cabe os... -começo a falar, mas logo o alaranjado foi puxado para cima da cama. - ...três.

-Vamos.... Deixa eu ver... -Tae reveza o olhar entre a cama e nós dois que observamos ele curioso. -Vai ficar assim: ... -Tae começa, me puxando levemente pelo pulso. -Kookie deita nesta ponta, eu fico no meio e o Minie deita na outra.

-Mas... -Jimin tenta falar, mas Tae pula da cama, guardando rapidamente os cobertores que o Jimin pegou, se preparando para desligar a luz. 

-Vou contar até três. -Olho rapidamente para Jimin que me olha confuso. -1.... - me jogo na cama, no lado em que Tae disse para que eu deitasse e logo o Jimin faz o mesmo, deixando livre o meio para que Taehyung deitasse. -Vocês foram rápidos.... Assim que eu gosto.

 

Ele desliga a luz e logo vem se deitar. Muitas coisas passeavam pela minha mente, mas nenhuma delas fazia sentido algum, o que me deixava cada vez mais confuso sobre a noite em si.

Tudo se resumia em sobreviver um final de semana com o Jimin, que em poucas horas se resumiu em não ficar sozinhos em um cômodo e agora o desafio era achar uma posição para dormir em uma cama dividida por três. Recebi tantos tapas do Taehyung que acabei me conformando em deitar de lado, de costas pra ele.

Tudo estava silencioso e eu já podia escutar claramente os resmungos que Tae insistia em tentar falar durante à noite -é... ele fala dormindo. O sentimento de solidão estava tomando conta de mim a cada minuto. Não sei quanto tempo tem que estou acordado, só sei que já memorizei pelo menos três dos dez nomes que Taehyung não para de murmurar. 

Eu podia me sentir sozinho no momento, mas eu me sentia feliz. Por que? Eu também não sei dizer, só sei que não me arrependo de estar dormindo na mesma cama que meu melhor amigo e o bobo do Jimin.

 

......

 

Quem já teve que dividir a cama com alguém, seja amigo, seja irmão, seja o cara que você mais odeia, sabe que logo pela manhã tem aqueles pequenos desafios de quem dividiu espaço com outro ser humano. 

Eu poderia pedir para que alguém listasse pra mim, porque eu mesmo não tenho paciência pra isso.

 

-Sai Tae... -murmuro com dificuldade por conta do cansaço, balançando um pouco o meu corpo. -Saaaaiiii....

 

Tá aí uma das dificuldades. Dormir com Taehyung é ter a garantia de acordar com ele grudado no seu corpo. Ele se comporta como um coala, gruda e só desgruda se você empurrar ou puxar. Isso sempre me cansa. 

 

Mal acordei e já estou com vontade de ficar aqui o resto do dia. Tae está grudado ao meu corpo e Jimin está tomando banho, o que eu deveria fazer?.... 

 

E estes são os pensamentos que rondam minha cabeça toda manhã.... "O que fazer?". Pergunta besta para alguém que nunca faz nada da vida, estou cansado demais para pensar em algo coerente e você já deve ter notado isso.

 

-JUNGKOOK! SAÍ LOGO DESSA CAMA!! 

 

 

Eu ainda estou dormindo? 

 

Não pode ter sido o Taehyung gritando de dentro do banheiro! Porque se ele está lá.... quem está aqui....

 

 

-Jimin?


Notas Finais


Não me matem! *desviando da tentativa de assassinato*

É que eu achei legal parar aí (olha a estupidez da pessoa), mas antes deste dia acabar eu posto o próximo!

Agradeço a quem comentou quanto ao quarto especial, mas vou deixar só três mesmo - isso pq estou pensando em algo melhor - além do que quero fazer um especial de natal (nem gostei de fazer especial)

E mais uma vez eu digo: SE PREPAREM!!!

Eu estou preparada, mas foi difícil.... até e muitos beijos <3<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...