História Não me provoque - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook, V
Tags !kink, Baby!jungkook, Crossdresser, Daddy!v, Daddykink, Shotacon, Taekook, Vkook
Exibições 47
Palavras 1.060
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Ecchi, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Devia tá indo pra escola mas to postando a fanfic, é.

Capítulo 1 - .1


Numa noite chuvosa de verão eu cuidava de Jungkook. Sua mãe, a madame, não estava em casa e por isso estavam os apenas eu e o pré-adolescente na casa, nada de mais, apenas cada um em seu quarto.

Por eu ser um "babá" e também amigo do garoto tinha meu próprio quarto para as noites que fosse dormir lá. Já havia posto Kookie para dormir e enquanto saía do banho estar mandava mensagem. Me surpreendi, pois fora eu quem estava escutando seu sono pesado desde o corredor.

》Kookie♡ 01:37 AM

Hyung

》Kookie♡ 01:40 AM

Hyung, pode vir aqui?

》Kookie♡ 01:42 AM

Tae?

》Kookie♡ 01:43 AM

Kim Taehyung.

Eu ri anasalado pela impaciência do garoto que se parecia tanto com a mãe, sempre queria as coisas na hora.

Eu《 01:44 AM

Diga, fruto do meu ventre

Talvez por tê-lo, praticamente visto crescer sua vida inteira, pudesse dizer que criei esse menino e, quando ele entrou na fase atual, havia ficado especialmente mandão, impaciente e chato. Ele sabia que quando o chamava assim, em especial era por que estava controlando minha impaciência, não por realmente o considera-lo um filho.

》Kookie♡ 01:44 AM

Pode vir aqui?

Eu《 01:44 AM

Ah mas nem fodendo, Jungkook. Acabei de deitar.

Menti, ainda estava com o corpo molhado e com a toalha amarrada na cintura. Tranquei a porta e enquanto me secava e liguei o ar-condicionado - estava quente e abafado então não teria problema dormir com tudo trancado e ar-condicionado ligado. Liguei este no máximo e quando terminei de colocar minhas roupas me enfiei e baixo das cobertas, sentindo meus pés gelados na cama quente, aquilo me incomodava, com certeza.

》Kokkie♡ 01:45 AM

Então vai no seu snapchat

Eu《 01:47 AM

Jungkook 😑

Vai dormir, por favor.

》Kokkie♡ 01:47 AM

Por favor, hyung. É rapidinho ❤

Suspeitei. Jungkook nunca foi de mandar coração algum para mim. Abri o aplicativo e vi tal envio do garoto. Era uma foto, ela estava usando uma gargantilha que eu havia dado a ele, a cor vermelha realçava sua pele e o pingente em baixo escrito "Kitten" me fazia sorrir involuntariamente. A foto mostrava apenas parte de seus ombros e clavícula, dando realce especial para seus lábios avermelhados quase no mesmo tom do colar.

Eu《 01:50 AM

Por favor Jungkook, não faça isso comigo, não agora.

Jungkook sabia o quanto aquele colar me deixava excitado; não que eu seja pedófilo nem nada disso, mas desde que conheço este garoto, lá pelo segundo ano do meu ensino médio, comecei a sentir coisas por ele cujo nunca tinha sentido por outra pessoa. Quando este entrou no fundamental se descobriu uma criança super-dotada, podia fazer cálculos que eu no terceiro ano do médio não conseguia, por isso me sentia na obrigação de cuidar dele por ser filho de uma mãe solteira e rica, essa que nunca parava em casa, me punha no dever de cuidar da criança tão especial que era Jeon.

Desde que ele estava na quinta série temos esta relação, porém nunca passamos dos beijos e toques. Eu me crucificaria se algo de ruim acontecesse com o meu Jungkook. Por parte do mais novo vontade era o que não faltava, sempre se atirando para cima de mim ou de seus colegas. Claro, o que tínhamos não era um namoro, então não podíamos reclamar de nada do que o outro fazia, mas sabia que ele o fazia para me ver com ciúmes, pois dizia que eu não sabia esconder minhas emoções.

》Kokkie♡ 01:50 AM

Me responda pelo snapchat, hyung.

Bufei de forma auditiva. Aquilo não acabaria bem para o meu lado. Fotografei o breu do meu quarto, adicionando uma simples legenda.

"Não mexa comigo, garoto."

A próxima foto que ela me mandara era de suas costas, seu corpo nu estava de barriga para baixo, mostrando parte de sua "coleira", sua pele uniformemente alva e imaculada dava a qualquer um a vontade de marcar, sua cintura estava empinada, dando destaque maior para esta. "Eu apenas estava querendo conversar, hyung." Quem não te conhece que te compre, Jungkook.

Resolvi mandar um vídeo sobre o interessante breu do meu quarto. "Sobre o que quer conversar, bebê?" Fiz questão de deixar minha voz mais rouca, pois sabia como deixaria-o excitado.

Recebi mais um vídeo, dessa vez filmando de seu queixo até o umbigo. Sua mão descia devagar levemente sobre seu tórax, contornando seus mamilos com delicadeza, causando arrepios visíveis em sua pele, parando apenas em sua virilha, sumindo do vídeo e este posteriormente acabando. Sua voz ecoava em minha cabeça "Meu sonho hyung. Eu sonhei que o hyung me chupava bem gostoso." Ele terminou com uma risada sapeca quando suas mãos estavam a altura do umbigo.

Não que eu o tenha educado assim, mas estudando nas escolas que ele estudava era meio óbvio que ele aprenderia esse linguajar logo logo.

Fiz questão de me descobrir e, usando flash, iluminei meu membro coberto pela cueca que fazia um volume enorme. Acariciei algumas vezes e descobri apenas a cabeça, para mandar o vídeo mudo de meu dedo tocando meu pré-gozo. "Olha como você me deixa garoto. Acha isso certo?"

Recebi de volta uma foto do garoto sentado com as coxas juntas à frente do espelho, tapando a visão de seu membro e seu rosto. Ele tinha essa mania de cobrir o rosto quando me mandava fotos de seu corpo nu, talvez achando que eu fosse postar em algum lugar. Que ele sonhe. "Eu posso te ajudar hyung, é só vir aqui. 💦👅"

Resolvi gravar um vídeo me masturbando, sem ocultar qualquer som. Gemi arrastado apenas para provocar o mais novo. Logo fui respondido com mais outro vídeo do mais novo, porém dessa vez usando todos os presentes que eu havia lhe dado. Sua coleira, tiara com orelhinhas de gato e um plug também de gato na mesma cor das orelhas, porém havia algo ali que eu não havia lhe dado; a calcinha de renda que conseguia combinar com tudo. Ele acariciava seu membro por cima desta e pelo volume desperto de seu falo teso, este vazava um pouco para fora me dando a visão de seu pênis parcialmente descoberto, uma visão tão prazerosa quanto o som de seus gemidos que mais pareciam miados sinfônicos para mais ouvidos. Dois dedos o masturbavam como uma garota fazia, gemendo manhoso pelo meu nome.

Gravei minha porta abrindo. "Não se mexa, eu já vou."
 


Notas Finais


Desculpem qualquer erro, não sei revisar direito, assim que terminar o próximo capítulo eu posto <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...