História Não O Toque Vagabunda! - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Colegial, Comedia, Gay, Prostituição, Yaoi
Exibições 37
Palavras 876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Transsexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oie :3 Juro que vou começar a tentar escrever mais palavras kkkkk é que meu poder de escrita anda não está lá essas coisas, mas juro que vo tenta meus amores >< obg e dnd <33

Capítulo 8 - 8


"Que merda é essa? Quem é?" Digito ainda meio desesperado.

"Bom, vc havia me nomeado de Jaison, mas pode me chamar de Lucas tb"

-Não... Não não não não não, isso não pode estar acontecendo-

"Como vc conseguiu meu número? ;-;"

"Segredo ;)... Mudando de assunto, não falte a escola amanhã viu?"

"E pq vc não quer que eu falte a escola seu puto stalker?"

"Ai que apelido lindo S2"

"Responda..."

"Vou começar a estudar na mesma escola q vc :3 e possivelmente na mesma sala"

"Pera, como vc sabe a minha escola e a minha sala? '-' "

"Segredo ;) //RT"

"Segredo o seu cu fdp"

"Tb te amo, preciso ir, nos vemos amanhã, Bjs <3"

"Ei me fala como você sabe -_-"....

Depois disso ele não me respondeu mais, Porque? Justo quando eu já havia perdoado o Jaison e voltado a minha vida normal... isso é tão injusto. Escuto Lillyan subindo novamente as escadas e me apresso em apagar a conversa.

-Voltei, ainda bem que a sua mãe é vegetariana, assim não tem riscos de eu engordar- Ela fecha a porta segurando um pote com salada.

-Ha ha, verdade né?- Apago meu celular e coloco destro da gaveta do criado mudo.

-... Oque foi isso?-

-I-isso oque ha ha- Tento disfarçar o máximo, mas ela me conhece muito bem pra eu conseguir engana-lá"

-Ok, isso é muito suspeito...- Fudeu. - Mas como eu to com fome não to afim de investigar- Ela se senta ao meu lado e começa a comer.

Solto um suspiro interno e me deito, puxando papo sobre um assunto qualquer, ficamos conversando até 22h30, nessa hora ela ja havia terminado a salada a um bom tempo e eu já estava com sono, depois de decidirmos dormir eu me levanto pra pegar os pijamas enquanto ela arrumava a cama pra gente dormir.

-Você quer a camisola roxa com o coração lilas ou a camisola cinza com listras brancas?- Pego as mesmas da gaveta mostrando as para Lillyan.

-Obvio que a roxa né, nem sei porque você ainda pergunta- Ela tira a roupa ficando só de cueca. - Me dá ela aqui- Ela estende a mão.

-Você realmente não liga de ficar assim?- A entrego a camisola roxa e tiro a roupa também ficando somente de cueca.

- A gente faz isso a tantos anos que eu nem me importo mais, até porque você também não parece liga muito pra esse tipo de coisa- Ela se deita no lado esquerdo da cama após colocar sua camisola.

-Sorte sua de não ter que ir pra escola amanhã....- Coloco minha camisola e me deito do lado direito da cama.

-Porque? Aconteceu alguma coisa que você não quer me contar? Já que é obvio que eu vou me intrometer...- Ela finalmente deita de frente pra mim.

-Não, agora vê se dorme- Pego meu celular de volta da gaveta do criado mudo e ligo o alarme as 6h00 da manhã pra dar tempo de eu tomar banho. Coloco o celular novamente em cima do criado mudo junto com meu óculos e me deito virado para Lillyan.

Depois de 2 minutos eu a escuto sussurrando:

-Ei...... Peter....- Falou ela bem baixinho.

-Oi?- Sussuro também quase dormindo e abro um dos meus olhos.

-Se tiver algo te incomodando você pode falar ok? Juro que eu tento não atrapalhar...- Falou ainda mais baixo que antes e se aproximou de mim olhando nos meu olhos.

Dou um sorriso e fecho meu olho. -Ok, eu confio em você, agora dorme que eu preciso acordar cedo amanhã...- A Abraço e a puxo pra mais perto, isso me lembra quando a gente era criança, a gente dormia tão agarrado um ao outro que nem ácido soltava...

Escuto barulhos de passos, sinto alguém segurando meus dois pulsos pro alto e sinto uma sombra beijando meu pescoço, mas, porque eu não consigo ver? Quem é essa sombra e.... onde eu estou?....

-Peter- Fala Lillyan empurrando meu rosto para eu levantar. -Desliga essa merda de despertador antes que eu jogue ele pra fora da Janela-

- A janela ta trancada....- Me sento e desligo o despertador e me espreguiço, vou em direção ao banheiro ja tirando tudo que estava no corpo e ligo o chuveiro, aproveito e já pego minha escova pra usar lá mesmo.

Durante o banho tento me lembrar com oque eu estava sonhando mas realmente não consigo me lembrar, Saio do banheiro já seco apenas com uma toalha nos ombros e pego a roupa da escola que ja estava toda separada, uma camisa de abotoar branca com uma calça preta com o símbolo da escola costurada do lado direito da roupa e uma cueca Azul escura meio brilhante que eu acho muito fofa, boto meu tênis de sempre e um moletom por cima da camisa, dou uma secadinha rápida no cabelo com a toalha e coloco meus óculos.

-Já ta indo?- Diz Lillyan com seus olhos fechados.

-Sim- Vou em sua direção e beijo sua testa. -Volto mais tarde...- Pego meus fones junto com meu celular, minha mochila já preparada pra hoje e saio do quarto, desço as escadas e pego minhas chaves que estavam penduradas do lado da porta, e saio trancando a mesma.

"Espero que oque ele havia dito seja mentira....."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...