História Não ouse bagunçar meus cacos


Escrita por: ~


Sinopse:
Então, por você eu me forcei a ser leve, como no romance de Kundera "o seu drama não era o drama do peso, mas o da leveza. O que se abatera sobre ele não era um fardo, mas a insustentável leveza do ser."
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias EXO
Personagens D.O, Sehun
Tags Sesoo
Exibições 42
Comentários 3
Palavras 443
Terminada Sim

Fanfic / Fanfiction Não ouse bagunçar meus cacos
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Ainda sou vulnerável
3
42
443

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por ~layllipop
Capítulo 1 - Ainda sou vulnerável
Usuário: ~layllipop
Usuário
Eu poderia listar os pontos da fic que eu me identifico, entende. Mas isso pontuaria as 443 (?) palavras de toda ela. E, bem, eu gosto da sensação tensa e melancólica de imaginar que é desse jeito que eu me vejo.

O lado que ama mais e o que pensa mais. A irracionalidade e a razão. Sehun é esse lado né?! O da irracionalidade. O que age antes de pensar. Dizem que é o lado mais intenso (e eu acredito), porque sente mais. O melhor lado, na minha opinião. Sentimentos bons são sempre melhores quando sentidos com mais força. Porém, é o lado que mais sofre as consequências. Porque a razão (no caso, o Kyung) existe e tende a planejar minuciosamente uma situação antes de impor qualquer coisa.

Mas é aquilo que meu falecido tio sempre dizia: "razão demais uma hora te transforma num androide". E ouvir isso, quando seu vocabulário não é tão rico a ponto de saber o significado da palavra 'androide', e só é versado de palavras como 'corda' e 'iôiô', te deixa meio (muito) confuso. Hoje eu entendo perfeitamente o que ele queria dizer. E até acho que ele tem razão. E, por pensar assim, eu acredito que ele era tão irracional quanto eu sou hoje.

Mas eu também acho que irracionalidade é sinônimo de coragem. Somente pessoas fortes conseguem se levantar repetidas vezes depois de cair tanto. Pessoas racionais costumam se pôr uma máscara, se julgar de forte. Têm medo do mundo. Tentam se proteger como podem.

Acho que eu até terminei falando besteira. Mas é que eu sempre fico bem bobinha depois de ler algo escrito por você. Eu amo (e me identifico) tanto a sua escrita e o que você escreve que eu até fico sem graça de não estar aqui comentando frequentemente. Mas eu deveria. Você merece isso.

Enfim, só quero dizer que eu amei a fic e vou protegê-la.
Beijoooos! <333