História Não pode ter palavrão - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Exibições 4
Palavras 809
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Ficção, Magia, Romance e Novela, Survival, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais um dia na Terra e eu não sei se eu me mato ou morro de tédio, senhor amado

Capítulo 9 - 02.10.303 da QE


Ela foi embora, acho que eu devo voltar para a estrada, quem sabe eles estejam procurando por mim.
Ficar sozinho no meio de uma estrada, acho que isso seria perigoso, afinal, animais perigosos poderiam aparecer e me atacar, pessoas perigosas poderiam querer me sequestrar, e não sei mais o que mas, tudo se foi.
Eu achava que no fim do mundo, eu seria alguém super importante, que de repente eu ganharia poderes mágicos incríveis, mas até agora eu simplesmente não fiz muita coisa, que sabe eu esteja muito ansioso e tenha que esperar mais ou simplesmente nada de importante ira acontecer comigo, nenhum batalha épica, nenhum romance incrível, nenhum segredo ancestral, nenhum poder.
As vezes eu pensava que se nenhuma das coisas que eu escrevi acima acontecesse eu seria um personagem meloso de alguma historia, mas, quando eu penso sobre eles, eu só fico sem ideia do que fazer, eu não chorei, só fiquei com medo.
"Eles se foram e eu preciso seguir em frente, ser forte, por eles!" poderia ser uma boa frase que eu pensaria, mas não, eu só estou com medo, e as vezes do nada eu simplesmente esqueço tudo isso por causa de qualquer coisa tão simples e estupida como uma borboleta voando por ai, e eu não esqueço porque eu quero esquecer tudo isso, mas porque é como se não importasse, eu esqueço deles como se não fossem nada.
Eu também preciso achar comida, com a floresta queimada acho que os animais devem ter fugido, ou, morrido, se eu andar por ai quem sabe eu ache alguma coisa mas não vou ficar andando por ai, é melhor eu ir andando pela estrada, aaaaaaah como eu queria aquela bicicleta de volta.
Uma borboleta voando, que coisa mais legal, hahaha
Quando anoitecer eu preciso de uma forma de me aquecer e eu notei que a ferida da bala está bem melhor, antes de eu sair de perto daquele pessoal ainda estava machucando um pouco, como se tivesse uma arma no quadril, ahahaahaha, ela deve ter dado uma ajuda.
lalalalalalalalalallalalalalaalalalalalalalala músicas que passam pela sua mente e de repente ficam grudadas
Provavelmente é melhor eu continuar andando, assim eu devo chegar em alguma cidade mais rápido.
 Uma vez eu perdi um amigo, ele se suicidou.
Algumas pessoas que eu conheci diziam que eu era cínico, que eu fazia piada com coisas que eu não devia e fazia coisas erradas.
No enterro do meu amigo eu fiquei contando piadas. Contei até pros pais dele.
Me expulsaram do enterro.
Depois que eu perdi ele eu continuei sem prestar muita atenção. Dois dias depois eu simplesmente esqueci dele. Ele era meu amigo a vários anos, eu esqueci em dois dias. Bom, mais ou menos, as vezes eu lembrava dele e as vezes minha mãe dizia que eu devia superar que meu amigo tinha morrido, só porque eu parecia triste, eu não ficava triste por causa disso, era um jogo ou série, e eu nem ficava tão triste.
Isso está virando a sessão desabafo da madrugada? Tanto faz, estou triste, vou escrever hehehehe.
Meus pais me diziam que eu deveria arrumar uma namorada, amigos e sair da frente do computador. Eles também me chamavam de inútil então eu nem me importava. Eu tirava notas altas e nunca fazia sujeira fora do meu quarto mas eles sempre reclamavam. Eu não me importava. Eu nunca respondi ou fiz algo de errado contra eles mas eles me diziam que não queriam ter eu como filho. Eu não me importava. As vezes eu até fazia piada disso mas eles também não gostavam. Eu fazia piada sobre eles não gostarem disso também, eles ficavam mais chateados. Provavelmente eles faziam isso porque eles tiveram um filho antes de mim e ele morreu, eu nunca falei dele como meu irmão mas as vezes eu brincava dizendo que um otário tinha morrido tinha morrido para um deus nascer, não preciso dizer que eles ficavam com muita raiva, muita raiva mesmo. Eles gostavam muito dele, queriam que eu fosse como ele, eu dizia que um deus não podia ser como um mortal, morto, eles ficavam bolados ahahaha. 
Uma coisa que eu acho que eles deveriam ter feito era ter me mando para um hospício, as vezes eu fico triste, mas continuo rindo eu não sei o porquê. 
AHAHAHAHHAHAHA 
Acho que já estou chegando na cidade.
Eu preciso de água e mais comida mas devo procurar por isso de tarde, vou ficar esperando eles aqui na entrada da cidade, se eles já não estiverem nela.
Vou fazer uma marca para sinalizar que eu já estou aqui. Já está de tarde e eu preciso de comida.
Opa, novamente uma bela visão, tem duas carcaças aqui mas vamos a bela visão, tem uma loja de lanches aqui perto ahahahaha. Eu vou passar a  noite aqui dentro. Quem sabe eu acorde com vida amanhã.


Notas Finais


Erros ortograficos ou se vc perceber que tem alguma palavra faltando no meio de uma frase, coerencia, por favor deixe nos comentarios, eu não revisei esse cap direito aushaushaush


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...