História Não Quero Te Amar - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Derek Hale, Mieczyslaw “Stiles” Stilinski
Tags Revelaçoes, Romance, Sterek
Visualizações 84
Palavras 1.915
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OiOi estou de volta com esta fic e esta cada vez mais proxima do final mais 2 ou 3 capitulos e acaba tem que ser.
Lamento a demora a postar.
Obrigado por todo o carinho pelos favoritos e comentários, apesar de ver muito poucos por aqui, leitores fantasma se manifestem.
Boa Leitura

Capítulo 19 - Medo de Perder


Fanfic / Fanfiction Não Quero Te Amar - Capítulo 19 - Medo de Perder

 

Derek

Tudo passava na minha mente em camara lente desde que Cora me ligara após sair do tribunal, Lydia estava ferida no hospital por causa de alguns detritos do prédio, Cora tinha sido sequestrada, mas já estava a salvo, mas o pior de tudo, era Stiles ele tinha sumido com o Theo, o medo me dominava, tentava que não deixasse, mas estava impossível, fiz o que Cora me pediu e fui ter com o pai de Stiles, e coloca-lo a par da situação por mais difícil que seja ele merecia saber.

Derek- Bom dia Sr. Stilinski.

John- Bom dia filho, és namorado do meu filho trata-me por John, então como correu a audiência.

Derek- Correu bem eu acho que tenho chances de ganhar a custódia, mas não é sobre isso, que eu vim falar.

John- O que se passa, o Stiles está bem?

Abanei a cabeça negando.

John- O que se passa com o Stiles, onde ele está.

Derek- Por favor, tente se acalmar, eu vou explicar tudo, mas não se enerve, você não pode.

Vi este a respirar fundo, e então eu contei tudo o que se havia passado desde o início.

John- E esse louco está com o meu filho, mas ele corre perigo?

Derek- EU julgo que desde que Stiles faça tudo corretamente, não há risco nenhum, pois Theo está obcecado por ele.

John- Entendo, e agora o que está a ser feito.

Derek- Ainda não sei bem, Cora já alertou as autoridades. Eu vim lhe dizer isso, pois merecia saber, mas agora vou para o aeroporto, eu preciso de voltar para Londres.

John- Espera eu vou também, talvez eu seja o único capaz de encontrar o Stiles.

Derek- Como?

John- A mãe dele era uma mulher muito especial, amava-o muito, mas não era uma mãe comum, ela era agente da CIA, e quando Stiles nasceu, ela algum tempo depois com receio de poderem um dia lhe levar o filho como vingança, ela colocou um chip nele, só preciso de falar com um amigo, para ele nos ajudar.

Eu fiquei estupefacto, Stiles nunca havia mencionado isso, algumas horas depois já um amigo da família e também agente chamado Chris nos levava para Londres seguindo o rastro do Stiles.

 

Stiles

Já fazia algumas horas que estava preso naquela cabana, tentava me libertar, mas de nada adiantava, estava completamente preso e a merce do Theo sem saber se a minha família estava bem,

Eu precisava fugir dali, e avisá-los sabia que em breve a minha família, havia de me encontrar por causa do chip, mas iriam correr um grande risco, pois Theo colocará algumas bombas á volta da casa por proteção.

Como eu não vira que ele era capaz de atos tão hediondos, sentia vontade de chorar, mas não podia, não podia ser fraco a esse ponto.

Theo- Então meu amor como te sentes.

Stiles- Com dor, solta-me vamos conversar numa boa.

Theo- Para tentares fugir nem adianta, agora não á nada a impedir nos de ficar juntos. Tu me amas só precisas de perder isso.

Ele começou a beijar me forçadamente, ficando irritado por eu não retribuir.

Theo- É bom que colabores, ou o próximo a morrer pode ser o teu pai, ou então aquela criança adorável filha do Derek como se chama mesmo, Sílvia, Barbara.

Stiles- Malia.

Theo- É isso mesmo.

Stiles- Não eras capaz de matar uma criança.

Theo- Não colabores e verás que sou capaz de coisas bem piores.

Ele ia começar a desapertar o meu cinto das calças, quando um alarme começou a tocar.

Theo- Pelos vistos temos visitas.

Vi ele retirar o celular e observando algo.

Theo- Pelos vistos o Derek não desiste, e olha o teu pai também não, devem ter vontade de morrer, hoje.

Stiles- Por favor Theo não faças nada, contra eles, ainda vais a tempo de te entregar, e resolver tudo.

Theo- Tu vais ficar comigo, nem que seja no inferno tu és meu entendes, e se não fores meu mais ninguém ficará contigo.

Stiles- Tu és louco, um desequilibrado.

Theo- Sou louco por ti.

Ele agarrou me colocando-me de pé, e levando me para o piso superior.

 

Derek

Finalmente tínhamos descoberto Stiles, alguns policias estavam connosco, e estávamos cercando a casa, quando uma explosão fora ouvida, matando alguns agentes.

Derek- O que foi isso.

Chris- Bombas, e pelo que eu posso ver á mais algumas por aqui.

Do nada vejo a porta de casa se abrir e vejo Stiles amarrado e sendo arrastado por Theo que estava com um comando na mão.

Theo- Hoje parece me um bom dia para morrerem o que acham, estão dispostos a isso, ou preferem viver.

John- Solta o meu filho e talvez tu tenhas a chance de viver.

Meus olhos cruzaram se com os de Stiles e o medo o dominava, o mesmo medo que havia em mim, o medo daquilo poder ser o nosso fim.

Theo- Que pai corajoso, acho sogrão que não vais viver para assistir o nosso casamento.

Theo tinha alguns agentes com armas apontadas a ele, mas mesmo assim não se deixava intimidar, o que provava que ele estava fora de si.

Theo- Se alguém der mais um passo que seja eu detono todas as bombas e morremos todos.

Chris- Tu também irias morrer.

Theo- Pelo menos morro ao lado do meu amor, por isso se querem viver mais um dia, vão se afastar e deixar me sair daqui com ele.

Derek- Tu não o vais levar, eu não vou deixar.

Theo- Que idiota preferes morrer então é isso.

Stiles- Não ele não prefere, eles vão te obedecer, eles vão se afastar, por favor saiam daqui eu ficarei bem.

Derek- Eu não posso fazer isso.

Stiles- Se me amas vais fazer sim, deixa-nos ir eu ficarei bem.

John pediu para nos afastarmos, tal como o filho pediu e assim o fizemos, vi eles entrarem para um carro, antes de Stiles entrar ele mexeu os lábios num eu te amo. E saíram.

Eu não aguentei não podia ficar parado sem fazer nada e corri em direção ao meu os seguindo.

 

Stiles

Tudo parecia um filme de ação Theo parecia um louco conduzindo, os seus olhos, pareciam pedras de tão fixos que estavam, mas pior ainda ficou quando percebeu que Derek nos seguia.

Theo- Ele não sabe desistir pois não já vi que para ficarmos juntos eu terei que me livrar de todos os que estão ligados a ti, toda a família Hale, e o teu pai é claro, até aquele teu amigo o Scott tem que morrer, só assim poderás me amar.

Stiles- Se fizeres isso aí sim é que nunca te irei amar.

Theo- Eu vou fazer sim, vou começar por aquela Cora irritante, de seguida o teu pai, o infarto parece me bem, depois a tua amiga Lydia, seguindo para Laura o teu amigo Scott, depois a pequena Malia e por fim o teu namorado irritante depois de lhe tirar tudo irei o matar muito lentamente, fazendo o sentir bastante dor.

Os momentos que se seguiram foram rápidos e assustadores, percebi que ele realmente iria fazer aquilo tudo então uma raiva e coragem tomou conta de mim, coloquei as mãos no volante dele virando com toda a rapidez, fazendo ele perder o controlo, só vi eu saltar do meu lugar e tudo ficar escuro.

 

Derek

Parei o carro de forma brusca e saí correndo assim que vi o carro embater contra aquela arvore, ao aproximar me pude perceber que Theo já estava morto, sua cabeça provavelmente embatera no volante com alguma força, fazendo ele morrer de imediato, aproximei me mais da frente para ver Stiles, ele havia sido projetado, estava deitado sobre o capo do carro cheio de vidros e feridas, comecei a gritar feito um louco por ajuda, ele não podia morrer não depois de tudo aquilo que vivemos e passamos eu não podia ficar sem ele não agora.

Depois de alguém chamar uma ambulância Stiles fora levado para o hospital, ainda estava vivo mas o seu estado era critico, então a médica veio ter connosco a dizer que ele estava em coma, assim como eu estivera, mas que era induzido de forma a fazer com  que este não sentisse dor, até o inchaço do seu cérebro diminuir, cai de joelhos no chão o meu mundo parecia que ia acabar, eu não podia o perder ele era a minha vida, porque parecia sempre que estávamos nos desencontrando, parecia haver uma espécie de maldição que fazia com que ficássemos longe um do outro.

Passei basicamente a viver no hospital assim como John nas duas semanas que se seguiram, tive que pedir para Laura adiar as audiências sobre a custódia de Malia de forma a estar ali quando ele acordasse, e finalmente esse dia chegou.

A médica uma coreana de nome Kira finalmente me chamou pois decidiram acordar o Stiles, ela disse que levaria algum tempo, mas nem fora assim tanto.

Uns minutos depois Stiles acordou e a médica com a ajuda da enfermeira fora retirando o tubo da boca dele.

Kira- Sr. Stiles, sei que deve estar um pouco confuso, mas está tudo bem.

Derek- Ei é tão bom ver-te.

Ele ora olhava para mim hora para a médica.

Kira- Stiles, não se assuste, sofreu um acidente de automóvel, está no hospital, bateu com a cabeça colocamos você para dormir por algum tempo, mas está tudo bem agora.

Derek- Como te estás a sentir?

Stiles- Doí me muito a cabeça.

Kira- É muito normal devido ao acidente, mas essa dor irá sumir.

Stiles olhou na minha direção.

Stiles- Ficou mais alguém ferido Sr. Doutor.

Eu fiquei desorientado sem saber o que responder.

Derek- Stiles tu sabes quem eu sou certo?

Stiles- Sim és o meu médico.

Fiquei sem palavras comecei a gaguejar, era real, ele não sabia quem eu era, aproximei me e sentei me numa cadeira junto a ele.

Derek- Sou o teu namorado Stiles.

Stiles ficou assustado.

Stiles- Tu estás doido eu não tenho namorado eu não sou gay.

Tentei lhe tocar na mão, mas ele afastou se de mim.

Saí de lá completamente desorientado, e a médica veio atrás de mim.

Kira- Sr. Hale espere.

Derek- Você disse que estava tudo bem, ele nem se lembra de sair do armário.

Kira- Uma lesão na cabeça, não é uma simples ferida, o cérebro é muito imprevisível e por vezes acontece pequenas perdas de memória.

Derek- Pequenas, ela não se lembra de quem eu sou.

Kira- Apesar de estar acordada, a lesão pode causar confusão, desorientação e até alterações de humor. Mas é normal.

Não consegui ouvir mais nada e saí porta fora.

Algumas horas depois regressei, quando John estava a sair do hospital.

John- Tens que ter calma filho, ele vai se lembrar, de ti, já falei com ele, e ele quer falar contigo.

Entrei no quarto, parecia tão estranho, olhar nos olhos dele e perceber que ele não me reconhece.

Stiles- Olá, ainda bem que vieste, o meu pai contou me algumas coisas, mas queria, verificar algumas coisas contigo. Fiquei surpreso ao saber que saí do armário, e que tenho um namorado, e que a nossa relação pelo que soube não tem sido muito fácil.

Falamos durante algum tempo, mas de nada parecia adiantar para se lembrar de mim, até ele dizer que estava cansado e queria dormir acabei por sair cá fora sentado me no chão e chorando, sem saber bem o porquê, ou talvez pelo simples facto de saber no fundo que posso perdê-lo depois de tudo.


Notas Finais


Então o que acharam, esse Theo era louco mesmo, mas já se foi finalmente, e sobre Stiles será que ele vai recordar o Derek, ou todo esse amor irá sumir de vez o que vocês acham?
O que vai ser do casal, quais são as vossas apostas nesta reta final?
Não deixem de comentar e favoritar.
Bjs e Abraços


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...