História Não somos tão jovens! - Interativa - Capítulo 46


Escrita por: ~ e ~Yosh_Gohh

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Policial
Visualizações 19
Palavras 1.004
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aí você tá mó triste,depressiva e dá vontade de escrever,eu tô berrando com os tweets gays que eu tô vendo,aí escrevi o cap,então me perdoa,tá meloso? Tá,mas tá meloso com respeito.

Capítulo 46 - No seu coração


Fanfic / Fanfiction Não somos tão jovens! - Interativa - Capítulo 46 - No seu coração

P.O.V - Bryant

-Não consigo ficar sozinho nessa porra não?!-Bati na mesa observando o refeitório relativamente vazio.

-Você sabe que não,isso está sempre cheio.-Ayano olhou para as mãos e visivelmente algo estava encomodando ela.

-Pode falar,vai,depois do meus pulos e tudo fica no esquema.-Pisquei para o segurança que estava parado ao lado da porta do refeitório.

-Junieth não saiu da sala,estávamos na aula de química...-Foi como se tudo fosse esclarecido,se ela estava no laboratório,é porque tinha dado alguma merda.-E ela pediu para que eu deixasse ela ali,parada na janela que dá de frente para o outro prédio...

-Eu sei,ela ama aquele lugar...-Cruzei os braços.-Principalmente quando está pensativa ou...Triste.-Encarei Ayano e passei a mão pelo queixo e pela lateral do rosto,eu estava visivelmente irritado.-Vocês acham que eu não sei?-Puxei a touca para baixo ajeitando ela perfeitamente sobre meus cabelos.-Estão me emputessendo,estão escondendo algo de mim...

-Bryant não começa...-Ayano falou sem animo algum olhando em volta do local que só parecia encher.

-Não,eu não estou começando não,eu vou ver como ela está...-me levantei e fui buscar uma fruta ao menos para entregar a ela.

~~~~~<>~~~~~

Abri a porta vagarosamente e vi um corpo encostado na mesa do professor,seus olhos fixos na janela e seu corpo cada vez mais magro escorado naquela mesa de madeira barata,respirei fundo e caminhei até ela.

   Sentei na mesa e observei a maçã que estava em estado perfeito em minha mão,olhei para Junieth mais uma vez e tomei coragem.

-O que houve para abalar um mulherão desses?-Perguntei e ela soltou um longo suspiro.

-Eu estou sozinha não nessa merda.-Ela se virou olhando para baixo,um dos seus braços segurava o outro e ela olhava fixamente para baixo como se não quisesse me encarar.

-Agora tu me ofendeu.-Peguei a sua mão e coloquei a maçã.-Eu estou aqui pra qualquer problema...

-Não você não está Bryant...-Ela levantou a cabeça e me lançou um olhar magoado.-Se não está comendo uma garota qualquer por aí está com King e Jean resolvendo o "Armamento"!-Falou totalmente irada olhando nos meus olhos.

-Sim,eu fico com algumas garotas aqui dentro e você está cansada de saber disso,mas é porque eu não quero sumir por 5 dias e aparecer quando eu quiser transar,entende? Não quero te usar e depois sumir.-Ela mordeu um pedaço da maçã e olhou para janela.-Você está emagrecendo demais...

-Que foi? Não estou do seu agrado?-Revirou os olhos.

-Não falo por isso,me preocupo com a sua saúde,você é a minha namorada,e se eu não gostasse de você,acredite,eu não pediria um relacionamento aberto,eu saía era te corneando mesmo...-Ela riu e sentou ao meu lado na mesa.

-Mas quando nós saímos daqui você vai parar com isso,não vai?-Acenti e olhei para fora da janela,era uma vista tentadora realmente,minha vontade era de ficar três horas olhando direto lá para fora.

-Mas pra eu sair daqui,eu vou precisar ficar sem colete.-Ela arregalou os olhos e segurou o meu queixo me fazendo encara-la.

-Como?

-Eu ganhei músculos demais nos últimos meses,os coletes que tem aqui são para pessoas do seu porte físico,eu e Jean na mesma situação,sem contar que não dá para todos,1/3 ficará sem,mas não se preocupe,você,Lobi,Solar,Ayano,Mike,Ayato,King,Miguel,Isabele,todos de colete....

-Mas é perigoso Bryant! Se você não voltar? O que eu faço? Eu fico sozinha? Você some desaparece e eu fico lá? Bryant eu não sei vender cocaína! Eu não sei viver sem a esperança de você voltar!-Ela afirmou desesperada e eu dei um sorriso verdadeiro.

-Eu vou voltar,por que eu te amo,e quando a gente ama a gente cuida...-Ela encostou a cabeça no meu ombro.-Vamos imaginar um mundo onde só exista o bem,e que eu te prometa que nunca vou te magoar,que apartir de hoje seremos unha e carne,não importa o que aconteça,eu vou estar sempre com você...-Tirei uma aliança do bolso e coloquei no dela sem que ela percebesse.

Aquela aliança,foia única coisa que Lyon havia guardado da minha mãe,ele iria pedir ela em casamento,mas deu tudo errado...

-Vai haver uma hora em que eu vou faltar,você vai querer me abraçar mas eu não vou estar lá,isso vai doer,e não vai ser uma dor pequena,mas eu te amo o suficiente pra dizer que,mesmo que eu não vá atrás de você,eu vou estar com você,sempre vou estar no seu coração,sabe por que? porquê eu te amo.-Ela escorou a cabeça no meu ombro.

-Prove...-Olhei para fora da janela mais uma vez e uma ideia brotou na minha cabeça.

-Me espere aqui.-Sorri e pulei da mesa.

Corri em direção ao Zevlat que estava na quadra vendo o Jogo que eu não pude participar graças ao técnico.

Puxei ele pela gola da camisa e ele me encarou assustado e totalmente confuso.

-O que foi chefe?

-Preciso que mexa na eletricidade pra mim por favor.-Ele me encarou com uma expressão de decepção.

-Essa hora você me complica chefe,todas as luzes estão sendo ligadas,está anoitecendo...-Passei a mão pelo gorro e neguei diversas vezes com a cabeça,tudo estava pronto,não podia dar Pt agora.

-Sei lá,da uma queda de luz,eu só preciso que faça isso...-Tirei o papel amassado do bolso junto a uma caneta e comecei a descrever o plano.

P.O.V - Junieth

Eu espero qualquer coisa dele,mas assim de última hora,deve ser algo bem manjado como flores e clássico cartão.

Já se passou 40 minutos segundo o relógio da parede e nada do Bryant voltar,já estava quase tocando o toque de recolher quando houve um curto em todo o prédio e um coração foi formado pelo prédio que eu tanto olhava o dia todo.

Meu ogrinho apareceu na porta com as mãos no bolso.

-Que pohha é essa Bryant?-Perguntei com o coração na mão.

-Faça a mesma coisa que eu.-Ele pediu com a cabeça inclinada para o lado,tinha como ser mais lindo?

Coloquei as mãos no bolso e encontrei um aliança simples de ouro aparentemente verídico mas não era isso que importava agora.

-Aceita ter uma união estável comigo?-Eu ri,ele nunca ia adimitir que queria se casar,eu coloquei a aliança no dedo anelar e corri em sua direção.

-É claro meu ogrinho!-Escondi meu rosto em seu pescoço e em permiti chorar de felicidade. 


Notas Finais


É tá,eu sei,meu sonho também


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...