História Não sou um ômega qualquer - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Tags Abo, Chanbaek, Exo, Hunhan, Kaisoo, Sulay, Taoris, Xiuchen
Exibições 285
Palavras 2.315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Depois de um milhão de anos ta aqui a continuação. Espero que gostem. Boa leitura ❤

Capítulo 3 - As aulas de recuperação


Baekhyun on

Santa paciência. Eu queria tanto esganar essa professora. Na verdade, esganar é pouco, eu queria mesmo era matar ela lenta e dolorosamente, esquartejar em pedacinhos pequenos, tacar fogo e jogar o pó pela ponte do Rio Han.

- Professora. Por que diabos eu tenho que ficar com ele?! - falei apontando pro Park que me olhava de um jeito de que dizia: "você não me escapa".

- Primeiramente, controle seu palavreado Sr. Byun. O motivo é claro: o Sr. Park precisa de aulas de matemática enquanto você precisa de aulas de química. Ambos são os melhores nessas matérias, um complementa totalmente o outro. 
Adeus fim de semana, adeus paz, adeus tranquilidade, adeus festa no domingo, adeus paciência. Juro que nunca quis tanto poder segurar vela nesse domingo quanto agora.

Depois que a aula acabou, quando eu estava saindo pela porta senti uma mão me puxando pelo braço, e pelo cheiro forte e único de alfa vindo de trás. Era aquele idiota. Me virei pra ele e o encarei.

- O que é? - Falei sério.

- Quanto estresse. Já pensou em ser mais gentil com minha bela pessoa? - Respondeu Park.

- Aham, ta, serei muito gentil com sua bela pessoa - ironizei - agora fala logo o que você quer, antes que eu resolva dar um tapa nesse teu fucinho empinado.

- Santa paciência - ele falou baixo apenas esquecendo do fato de termos os sentidos aguçados, isso só me deu vontade de dar uma de Satansoo e bater nele ali mesmo. Respirou fundo e disse - ao menos que você não queira recuperar sua nota, vá até a minha casa pela tarde, amanhã e no domingo. - Falou e me entregou um papel - Ta aqui o endereço... - ia sair mas pareceu lembrar de algo e voltou - Aliás, você precisa confiar mais em mim. - falou ao perceber minha cara de desconfiado - Eu não mordo tá? Só as vezes - falou com um sorriso malicioso estampado naquela cara idiota.

- Ta, tanto faz - revirei os olhos e sai da sala.

~...~

- A Não. Sério? Não vai mesmo poder ir pra festa? 

- Provavelmente não, você sabe que sou péssimo em química, vou ter que estudar nesse final de semana todinho pra conseguir recuperar a nota.

- Nossa Baekkie, eu quero te esganar, esganar o Park e esganar aquela professora. Por que diabos você teve que ficar de recuperação?!

- Ah claro, porque com certeza eu queria ter ficado de recuperação né Luhan?!

- Aish. Poxa. Da próxima vez a gente estuda juntos. Assim, com uma pessoa tao inteligente quanto eu, não tem como você ficar de recuperação.

- Nada exibido você ein?

- Eu só trabalho com fatos. Mas é realmente uma pena você não ir, porque...- só prestei atenção até essa parte do que era um começo de um discurso sobre o quanto Oh Sehun era "perfeito" e o quanto estava ansioso pra ficar com ele.

Chegamos ao ponto do caminho onde nos separamos pra ir às nossas devidas casas, nos despedimos e depois de um tempo andando, alguém esbarrou em mim.

- Presta atenção pra onde vai - Levantei a cabeça pra olhar o sujeito.

- É bom te ver também - Uma voz grossa que era bem conhecida e a ausência de cheiro eram muito familiares pra mim.

- Tae?! Ta fazendo o que aqui?

- Bem, eu decidi voltar pra Seul e morar sozinho -  Kim TaeHyung era meu melhor amigo há dois anos atrás, mas por algum motivo seus pais quiseram voltar pra Daegun, sua cidade natal. Eu lembro bem o quanto eu fiquei triste por causa de sua ida

- Fiquei sabendo que tem muitas festas bem badaladas com gente mais bonita que a outra- Tae é o ser mais safado e, sem querer ofender sua pessoa, rodado que já conheci e provavelmente vou conhecer em toda a minha vida. Ele tem uma incrível capacidade de pegar quem quer e inclusive, sempre varia entre passivo e ativo - inclusive vou em uma nesse domingo.

- Hmmm. Já quer pegar alguém de novo?

- Obvio e por falar em pegar... Baekkie, você mudou bastante, quer dizer, olha essas coxas, e essa bunda - olhou meu corpo de cima a baixo e deu uma volta por mim como quem estivesse avaliando sua presa - assim ceh me deixa excitado cara - Falou com um sorrisinho malicioso no rosto.

- Pode parar com isso seu tarado - respondi sério mas rindo, senti falta dessas besteiras dele.

- Tenho que ir. A gente se vê, eu te mando uma mensagem depois, to meio apressado agora. - Saiu correndo pelo caminho contrário ao meu e, ao passar por mim, apertou minha bunda. Quando virei pra ele, a criatura já tava longe.

- SAFADO - Gritei pra ele e ri.

- GOSTOSO - Gritou de volta, e voltou a correr enquanto caia na gargalhada.

Baekhyun off

Chanyeol on

Okay, ta tudo acontecendo como o planejado, só falta inventar uma desculpa pra tirar meu appa e minha omma de casa nesse final de semana, porque se eles ficarem, vão acabar enchendo o saco do Baekhyun. Fiquei sabendo que meus pais tão querendo tirar uma folga e viajar pro exterior, eu poderia comprar passagens e pagar hospedagem em algum hotel. E foi o que eu fiz. Depois de sair da escola eu pesquisei sobre alguns lugares que talvez eles gostassem de conhecer e acabei optando pela China, eles gostam da cultura de lá. Comparei os preços de passagens e hospedagem, fui logo numa agência de viagens e fiz tudo o que era preciso fazer. De lá fui direto pra minha casa.

- Omma~ tenho uma coisa pra você - Falei ao entrar em casa. Logo ele apareceu rapidinho na minha frente. Meu omma ama comprar e ganhar coisas.

- Ta. O que é? O que é? 

- Isso - mostrei as passagens - agora, o senhor e o appa vão poder ir naquele festival de sei la o que que vai acontecer. Já tem hospedagem paga pra dois dias ai - omma não gosta que eu fique muito tempo sozinho, mas provavelmente não ia querer desperdiçar o dinheiro que eu gastei.

- Filho. Você vai ficar bem aqui só? Consegue se virar por dois dias? 

- Claro que sim, não precisa ficar preocupado.

- Tudo bem então - Falou sorrindo.

Depois que meu appa chegou, eles conversaram e me avisaram que iam sair umas 7 da manhã pra poder curtir a viajem desde cedo.

- Você consegue se virar com o café da manhã mas o almoço eu vou deixar congelado, na hora é só colocar no microondas 

- Tudo bem omma.

~...~

Quando Baekhyun chegou eram, mais ou menos, umas 4 da tarde.

- Ta, então se aqui x= 987... y= 16? - Apontei pro meu resultado em uma conta.

- Pelo amor de Deus, Chanyeol como você pode ser tão burro?!

- Eu não sou burro! Eu apenas não entendo isso, isso, isso....isso também não e nem isso, ah tem isso e isso aqui também

- Disse apontando para algumas fórmulas e contas que ele escreveu em um papel.

- Isso é o básico! Você não vai pras aulas de matemática não? Talvez esteja ocupado de mais fazendo outro ômega de idiota? Se esfregando com alguém no banheiro também é uma outra coisa na lista de coisas mais importantes que Chanyeol tem pra fazer no horário de aula.

- Se já parou de me criticar, eu gostaria de voltar com as fórmulas.

- Deus me dê paciência - Disse olhando pro teto e acabei sorrindo de lado.

9:40 p.m

- Entendi! Ai meu Deus, eu entendi! Baekhyun você conseguiu me ensinar. Uhuuuuu - Disse me levantando e subindo na cama pra começar a pular.

- Mas em compensação não deu tempo pra me ensinar química porque você é burro de mais e consumiu todo  tempo que eu tinha. E além disso, eu tenho que ir, minha casa é longe e vou acabar chegando tarde - antes que ele saísse consegui segurar o seu braço.

- Espera.

- O que foi agora? Eu tenho que ir.

- Fica... - Ele me olhou sério e franziu o celho - não ta tão tarde assim...mas tem muitos alfas andando bêbados pelas ruas - ele me olhou mais sério ainda - não que você não saiba se proteger e tudo mais, mas é melhor você ficar... por favor?

- Okay, okay. Agora me solta.

- Então, o que quer fazer agora? - Eu não pretendo já chegar tentando pegar o menino, até porque ele não ia deixar e acabaria indo embora, meu plano é simples: vou ficar próximo dele e mostrar que "não sou ruim" e ai, no momento certo, eu fico com ele. Isso ta sendo até divertido, Baekhyun é o ômega que ta me dando mais trabalho, ele ta sendo um bom passatempo, eu só quero saber uma coisa... quando foi que o cheiro dele ficou tão bom?

- Qualquer coisa que não envolva estudar, porque isso eu não aguento mais fazer.

- Então vamos assistir um filme.

- Que filme?

- Não sei, a gente escolhe, é só colocar na Netflix

- Ta, eu só preciso tomar um banho e ligar pro meu omma.

- Okay

Depois de ligar pro omma dele o vi entrar no banheiro e depois de um tempo sair com uma toalha enrolada na cintura. E meu G-Deus do céu, que corpo, e aquelas coxas, eu acho que acabei babando um pouco enquanto admirava aquele corpo que foi esculpido por Deus, isso claro se ele não for um Deus grego que era o que eu desconfiava.

- Hm, é que eu esqueci que não tinha trago roupas... pode me emprestar uma camisa? - Felizmente ele não pareceu perceber que eu o fitava como se ele fosse um pedaço de mal caminho, que é exatamente o que ele é.

- Ah, tudo bem - disse depois de despertar do meu transe e fui no closet. Entreguei pra ele uma camisa preta e ele entrou no banheiro de novo.
Quando voltou vi que a camisa ficava até a metade das coxas dele. Pelo menos eu poderia admirar aquilo sem problemas durante a noite toda.

- Agora é minha vez - Disse e entrei no banheiro logo ligando o chuveiro.

Chanyeol off

Baekhyun on

Me joguei na cama e comecei a mexer no meu celular enquanto esperava Chanyeol sair do banheiro, percebi que ele ficou me fitando enquanto eu estava de tolha, e não sei porque mas eu gostei daquilo, acabei sem querer levando uma parte da camisa e inspirando o cheiro bom de alfa que vinha dela.

- Meu Deus, o que que eu to fazendo? - sussurrei a mim mesmo depois que percebi que eu estava sentindo o cheiro do Chanyeol.

- Falou alguma coisa? - O vi saindo do banheiro e parece que agora era a minha vez de admirar. Como alguém nesse mundo pode ser tão perfeito? Meu Deus, por que diabos eu to pensando nisso?! 

- N-não,eu não disse nada - gaguejei sem perceber o que so fez ele rir, acho que percebeu. 

- Já que você diz eu vou acreditar - ele foi até o closet e se vestiu igual a mim (uma camisa grande e uma cueca) depois se sentou do meu lado na cama.

- Então, o que quer assistir?

- Qualquer coisa.

- Então ta

Ficamos um tempo assistindo um filme e eu percebi que ele tava tentando pegar na minha mão. Sinceramente, eu ainda tenho a mesma visão que eu tinha dele antes, arrogante, ele pode ter um corpo bonito mas é só isso, ele pensa mesmo que vai ficar comigo tão rápido assim? Depois que ele tocou na minha mão eu a tirei rápido de lá.

- O que pensa que ta fazendo? 

- Hm? Eh, eu só ia pegar o controle - Apontou pro controle e me olhou - você devia confiar mais em mim

- Quem sabe um dia - Falei irônico.
Depois de eu tempo, quando estávamos quase no final do filme, percebi que ele havia dormido do meu lado. Pausei o filme e fiquei olhando ele por um tempo.

- Parece até um ômega enquanto ta dormindo...

- Omma... eu to de férias... 

Deixei sem querer um risinho escapar ao escutar ele resmungando enquanto dormia mas parei quando senti ele me puxar e me abraçar.

- Chan-Chanyeol, me solta!

-... Omma~

Tentei me soltar mas foi em vão, ele era forte de mais e não me deixou sair.

- Aish.... quer saber, amanhã eu te esgano mas to com sono agora então tanto faz.

Daí eu só lembro de ter o meu belo sonho com unicórnios coloridos que banhavam no rio de milkshake ser estragado pela luz do sol e por um braço em cima da minha cara.

- CHANYEOL - Ele estava totalmente agarrado em mim e eu nem vou mencionar o que tava roçando na minha bunda - ACORDA.

Ele levantou assustado e me soltou.

- Aish...desculpa, desculpa - Falava enquanto eu enchia ele de tapas.

Eram 12:30 p.m quando levantamos. Depois de fazer as higienes matinais e comer fomos pra sala estudar. Ele ficou me ensinando quimica até 6:30 p.m (sim, eu sou muito burro), quando escutamos a campainha tocar e o Chanyeol foi atender.

Baekhyun off

Autora on

- Kris? Sehun? O que vocês tão fazendo aqui? - Perguntou Chanyeol ao abrir a porta.

- Sehun? - Baekhyun sussurrou pra si mesmo.

- Quem é esse? - Perguntou Kris.

- Ninguém, não é ninguém- Falou Chanyeol.

- Talvez seu ômega? - Rebateu.

- Ele não é meu ômega - Respondeu calmo.

- Bom saber - Falou Sehun entrando na conversa.

Só o que eles não perceberam foi que, enquanto conversavam, Sehun estava ocupado de mais admirando Baekhyun...
 


Notas Finais


100 favoritos~ \o/
Eu amo vocês cara❤
Até o próximo capitulo.
Bjos da unnie (ou dongsaeng :v)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...