História Não vivo sem você! - Capítulo 7


Escrita por: ~ e ~bibifb1903

Postado
Categorias A Feia Mais Bela
Personagens Erasmo Padilla, Fernando Mendiola, Julieta Solís de Padilla, Letícia "Lety" Padilha Solís, Márcia Vilarroel, Omar Carvarral
Exibições 116
Palavras 1.061
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Peoples... Sorry por não ter postado ontem, culpem.. (1°) A Bia, estamos escrevendo uma fic juntas e nos empenhamos MESMO nisso 😉. (2°) As minhas provas... Estou em semana de provas e ficou corrido... (3°) E ao meu último trabalho do ano ( esses dias foram corridos mesmo 😞 )
Enfim... Aqui estou eu novamente e tentarei postar de segunda a sexta, como prometido. Boa leitura! 😘

- Ary

Capítulo 7 - O pôr-do-sol daquela tarde nebulosa


 

 

- Não vamos tomar decisões precipitadas, acalme-se

 

- Hello? Já esqueceu do que me propôs a 1 minuto atrás?!

 

- Eu sei! Mas não estava no meu plano... um hot entre vocês!

 

- No meu também não! Aliás, nada disso. Por que mesmo que eu aceitei?

 

- Quer desistir? Desiste! Joga tudo fora! Vai se iludir achando que ele te ama! A propósito, revela tudo! Revela suas intenções no momento em que aceitou! Vai Letícia! - Esbravejou

 

- Dona Márcia...

 

- Eu sei que você também sofre com tudo isso – Suspirou se acalmando – Mas ele não merece o seu, o nosso amor por ele. Dessas lágrimas que você está derramando ele não merece uma, ele foi o pior dos canalhas. Vá para casa, acalme-se e depois conversamos

 

E mexendo em uma ferida aberta Márcia conseguiu mais uma vez fazer Letícia duvidar e voltar atrás em suas palavras. Letícia nada respondeu. Deu-lhe as costas e saiu, esbarrando com Omar, que talvez tivesse ouvido toda a conversa

 

- Aurora, cuidado – A segurou

 

- Não me toque – Pronunciou ríspida e sem pensar

 

- Perdão, vim reforçar meu convite. Não vai aceitar mesmo almoçar comigo?

 

- Não Omar. Com licença. – Se distanciou, estava aturdida demais para pensar em qualquer coisa. Entrou no primeiro táxi que viu e foi ao apartamento.

 

- O que deu em mim? – Fechou a porta atrás de si – Sou tão decidida e segura, pelo menos eu achava, agora... Me vejo mergulhada em um mar de dúvidas e desconfianças. O que está acontecendo comigo? - Sentou-se pesadamente e derramou mais umas lágrimas

 

***

    - Lety?

 

 - Boa... - Foi interrompida por Fernando que rápido a agarrou pondo uma mão em sua cintura e outra na sua nuca, colando seus corpos e dando dinamismo ao beijo sedento que havia iniciado.

 

    - Não sabe como senti sua falta minha Lety! - Pronunciou ainda sem fôlego devido ao maravilhoso beijo que havia dado.

 

    - Exagerado. Foi só na parte da manhã – Riu fraco

 

- Eu? – Lhe deu um selinho ainda abraçando sua cintura – Quero que saia comigo hoje

 

- Seu Fernando...

 

- Xiii – Pôs o indicador em seus lábios – Lety... Eu sinto sua falta...

 

- Eu também Seu Fernando – Brincou com a gravata dele

 

- Então? – Beijou seu pescoço – Vai comigo?

 

- Não seu Fernando. E o senhor sabe por quê!

 

- Tudo bem – Percebeu-a um pouco enfurecida - Você que manda

 

- Assim que eu gosto – Riu e se dirigiu a salinha

 

***

- Lety! – A chamou depois que pela milésima revisou seu plano na cabeça

 

- Sim Seu Fernando?

 

- Temos uma reunião de negócios hoje a tarde

 

- Mas como? Sua agenda está livre...

 

- Ah... – Ponderou. Não havia pensando nessa parte – Eh... Quando... Você estava fora... Essa manhã... Me ligaram e... e... Marcaram a reunião, é, foi isso

 

- Sério? – Perguntou duvidosa. Algo está errado nisso. – De qual empresa?

 

- Da... da... Não lembro, eu tinha anotado e... – Fingiu procurar algo na gaveta – Ih, acho que perdi o papel – Riu amarelo – Mas lembro que temos uma reunião

 

- Melhor o senhor ir só, afinal, é o presidente da empresa

 

- Não Lety! – Ficou em sua frente impedindo que voltasse para a salinha – Foi da... Da... Kivitz! Lembrei! – Estralou os dedos – Kivitz modas

 

- Nunca ouvi esse nome... - Ele está aprontando.

 

- Vamos Lety! – Fez cara de manhoso – Não quero ficar naquela reunião chata sozinho

 

- Okay, o senhor está insistindo demais – Vamos ver...

 

***

- Aonde será essa reunião?

 

- Calma – Riu

 

- Seu Fernando...

 

Ele parou próximo ao parque e ela percebeu que havia sido enganada

 

- Não! O senhor disse que seria de negócios

 

- Vem Lety! – Abriu a porta para ela – Vou pegar a cesta

 

- Cesta?

 

- É! O que é um piquenique sem comida?

 

- Mas...

 

- Sem mas, vamos – Entrelaçou um de seu braços e a levou parque adentro

 

- Mas... era trabalho...

 

- Mas é trabalho – Gargalhou depois que sentaram – Se quando voltarmos você perguntar a alguém na Conceitos onde estávamos, todos dirão: “Em uma reunião de negócios”

 

- O senhor envolveu toda a empresa nisso? - Riu

 

- Sim, mas foi só uma mentirinha, me perdoa? – Com carinha de “cão sem dono”

 

- Sim...

 

Lhe deu um selinho – Assim que eu gosto – Riram - Quer vinho? – Lhe ofereceu uma taça

 

- Não – Repugnou – Esse cheiro me faz mal... – Sentiu vertigem

 

- Você está bem?

 

- Sim, só dispenso o vinho

 

- Certo, vejamos o que tem aqui... Frutas, bolo, tem suco de laranja, quer?

 

- Sim, mais saudável. Quando parou para preparar isso?

 

- ... Foi rápido, sou muito experiente no assunto

 

- Sei – Riram – Tão experiente que amassou algumas frutas

 

- Foi a euforia da surpresa – Riu desconcertado

 

- E o bolo também?!

 

- Lety, eu... eu... Ah! Eu tentei, eu...

 

- Calma Seu Fernando – Sorriu terno tocando seu rosto – Eu estava brincando, está tudo ótimo

 

- Ufa – Suspirou aliviado – Que bom que consegui te agradar – Se aproximou e colou suas testas

 

- O senhor sempre me agrada....

 

- Vamos comer?

 

- Sim – Riu divertida – Menino guloso

 

O amor pode curar tudo e isso é fato. Essa era a arma de Fernando com sua Lety, iria resolver seus problemas com a empresa para dar a sua amada o relacionamento limpo que ela tanto merece, mas antes que encontrasse essa solução, precisava deixa-la confiante que seu sentimento era verdadeiro e resistente às dificuldades que temia enfrentar futuramente.

A tarde diferente e alegre do casal infelizmente acabou e como cavalheiro que era, Fernando levava sua amada em casa, a mesma estava cabisbaixa desde que haviam começado a fazer o caminho de volta.

 

- Não deveríamos ir para a empresa?

 

- Isso mesmo, deveríamos, mas a senhorita tem que descansar, o dia foi corrido

 

- Sim mas...

 

- Lety, você está muito questionadora hoje – Riu travesso e parou em frente a sua casa

 

- Seu Fernando, deveria ter me deixado na esquina!

 

- Oras! E por que isso? – Levantou-se e abriu a porta para ela

 

- Por causa do meu pai! Até amanhã Seu Fernando – Apressou-se

 

- Espera, espera! – A parou perto da porta – É assim que se despede de mim?

 

- Seu... – Novamente ele calou suas palavras com um beijo longo que lhes faltou o ar

 

- Agora sim... Até amanhã... Meu amor! – Riu e entrou no carro dando partida logo em seguida


Notas Finais


“Não dá para negar, é você, tem sido você, e vai continuar sendo você... Minha escolha, minha certeza, meu amor.”

Link da minha fic com a Bia caso queiram dar uma olhadinha: https://spiritfanfics.com/historia/pero-me-acuerdo-de-ti-7195283
E das fics dela. Confusões do passado: https://spiritfanfics.com/historia/confusoes-do-passado-6174922
E confusões do futuro: https://spiritfanfics.com/historia/confusoes-do-futuro-6912581


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...