História Nárnia - Um Novo Mundo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia
Tags Aventura
Visualizações 19
Palavras 633
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem, vocês irão conhecer os dois outros personagens...
Também na cidade de Cambridge (Inglaterra).

Capítulo 2 - A Descoberta


Fanfic / Fanfiction Nárnia - Um Novo Mundo - Capítulo 2 - A Descoberta

Depois que a segunda guerra acabou eu e minha irmãzinha fomos morar na mansão do meu tio é minha tia, meu nome é Andrew Parker e a minha irmã e Rose Parker.

A casa do meu tio era um pouco pacata, não avia nada para fazer, não podíamos tocar em nada, minha irmãzinha já estava tão triste que nada fazia ela se alegrar, o nosso pai William Parker morreu lutando na guerra e ela sentia muita saudade dele, eu já sabia oque era perder alguém, eu sou muito mais velho que ela, ela tem apenas 10 anos de idade e eu já tenho 16, eu perdi um irmão quando ela era apenas um bebê, minha mãe nunca contou para ela que, ela tinha um irmão:

- Vamos Andrew vamos brincar!?

- Não da Rô, não ouvio oque a tia Édina falou?ela não quer que toquemos em nada e não correr também.

Ela deu um sorrisinho de lado e foi se deitar em seu quarto.

Quando eu estava indo me deitar, ouvi minha tia conversa no telefone e ela dizia que mais dois jovens iriam para a mansão, então isso poderia ser uma alegria para a Rô, então eu não queria acabar com a surpresa...

Do outro lado de Cambridge

-Edward Pevensie!! 

Minha mãe me gritava para eu descer, meu cabelo estava todo bagunçado e meu rosto inchado de sono.

- Edward, você vai ter que passar um tempo na casa da minha amiga Édina ok?!

-Tá mãe, sem problema pra onde você é papai vão?

- Eu e seu pai vamos para a França para ajudar algumas famílias que ficaram sem suas casas por conta da guerra.

- Legal, depois da escola pegarei uma locomotiva até lá.

- Ok filho! Tchau te amo!

- Também te amo mamãe!

Ao chegar na escola vi a loirinha vindo em minha direção... Era a Evelyn com um sorriso no rosto:

- Então, eu já tava com saudades, oque você vai fazer essa semana?

- Eu terei que ir pra casa da amiga de minha mãe, meus pais Irão viajar...

- Eu vou ter que ficar sozinha em casa. Ela faz uma cara triste...

- Você quer ir comigo?

Ela dá um sorrisinho e responde:

- Sim eu vou!

Quando chegamos na estação de trem, demos os nossos tickets e entramos em um dos vagões, quando sentamos em umas das poltronas...

Ela começou a puxar assunto:

- Então, oque vamos fazer lá na casa da amiga da sua mãe?

- Eu não sei eu nunca fui lá, só minha mãe.

- Nossa! Espero que seja legal.

- É também espero...

Então um silêncio reinou aquele local até eu fazer uma pergunta:

- Quantos anos tem você?

- Eu tenho 16 e você?

- também, sei que agente se conhece a pouco tempo mas oque você faz da sua vida quando não a nada pra fazer?

- Leio livros...

Então mais uma vez o silêncio reinou...

A Evelyn colocou sua cabeça em meu ombro e adormeceu...

Chegamos ao destino, ela estava dormindo tão lindamente que não queria acorda-la... Então ela abriu os olhos lentamente e passou a mão no rosto e perguntou-me:

- Já chegamos?

- Já sim!

- Porque não me acordou Ed?

- Você é tão maravilhosa dormindo...

Suas bochechas de branca ficaram rosadas...

- Obrigada!

Descemos do trem e ficamos esperando a amiga da minha mãe chegar...

Depois de alguns minutos escutamos barulho de carruagem... Era a Édina, ela apenas disse subam vocês dois!

Quando chegamos na mansão a primeira coisa que a Édina disse foi: - Não toque em nada, agente conheceu o Andrew e a Rose, agente brincou correndo pela casa e a Rose achou um grande guarda roupa e nos chamou, e nos estavamos dispostos a conhecer qualquer mistério que havia ali...

 

 


Notas Finais


Galera desculpa por este ser pequeno, mas o próximo será maior, o motivo é que o tempo pra escrever foi curto...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...