História Nárnia - Um Novo Mundo - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia
Tags Aventura
Visualizações 17
Palavras 605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


galera alguns capítulos não terão imagens

Capítulo 3 - O Guarda-Roupa


Estava um tédio, a Rose só falava do guarda-roupa e o Andrew só ficava lendo aqueles gibis sobre a 2 Guerra Mundial.                                            A chuva caia forte lá fora... 

A Noite chegou, o horário de dormir também, eu tive que dormir em um sofá e o Ed em outro...                                                                                    No meio da noite levantei e fui a ele:

-  Ed, está acordado?

- Agora estou. 

- A Rô não para de falar do guarda-roupa mágico. Você acredita?

- Sinceramente não, crianças imaginam de mais não sei...

Quando eu ia saindo o Ed segurou a minha e me puxou para perto dele... Meu coração começou a palpitar quase saindo pela boca então me deitei e coloquei minha cabeça no peito dele e o seu coração palpitava como o meu, nossos corações batia na mesma frequência, então adormeci...

Ed

Quando acordei a Elyn estava deitada do meu lado com a cabeça em meu peito, quando virei minhas vistas para a porta vi o Andrew nos olhando, depois ele saiu correndo...
              A Elyn espirrou e esfregou os olhos e se virou para mim...

- Bom dia!

- Bom dia, dormiu bem?

- Com certeza. ela respondeu com um lindo sorriso no rosto.

Fomos tomar café, depois escovar os dentes e lavar o rosto. Depois disso descemos e fomos para o jardim brincar um pouco, corremos pra lá e pra cá e depois subimos para o almoço e a Rose deixou uns do prato que estava em cima da mesa cair. A Edina começou a gritar... E a Rose chamou...

- Vamos para o guarda-roupa!!

- Isso só pode ser brincadeira. disse o Andrew.

Fomos correndo para o quartinho escuro onde estava o guarda-roupa, quando entramos, vimos uma linda floresta, onde parecia que era apenas outono, andamos um pouco até chegar em um chalé, batemos na porta na esperança de alguém abrir, batemos de novo e quem abriu foi um anão...

- Pois não?!

A Evelyn desacordou na hora...
             Segurei ela em meu colo chamando ela pelo nome e ela acordou!                      
             Pedimos o anão para poder entrar, quando entramos...

- Olá, Meu nome é Edward, essa é a Evelyn, aquele ali e o Andrew e a garotinha e Rose.

- Interessante, meu nome é Hank, mas perai! Eu não acredito.

- O que??

- São vocês! Os futuros Reis e Rainhas de Nárnia, os descendentes dos irmão Pevensie...

- Como assim? disse a Ro com uma voz assustada...

- Os irmãos Pevensie, vocês não conhecem?

- Não!

- Pedro o Magnifico, Lucia a Destemida, Susana a Gentil e Edmundo o Justo.

Só assim a ficha caiu, ele estava falando dos meus primos...

- Eles precisam de descendentes, e são vocês.

- Tá mais como os encontramos?

- Depois do morro logo a frente vocês encontraram um fauno que dará uma outra roupa para vocês, e lá ele guiara vocês...

A Elyn me chamou no canto e fez uma série de perguntas:

- Você quer ir? mal mente conhecemos ele, pode ser perigoso Ed...

- Elyn, são meus primos...

- Você não sabe Edward. ela mudou o tom de voz.

- Vamos descobrir, vem comigo Elyn, os irmãos Parker já tiveram aqui, eu acho.

- Ta eu vou.

Saímos daquele chalé ate onde o anão falou. Achamos que a caminhada seria pequena mais logo a noite caiu, fizemos uma fogueira e fomos nos deitar, a Evelyn não conseguia dormir, a fome também apertava, ela chorava com saudade do irmão e dos pais, ela saiu para um pouco longe e eu fui atras delas, ela tava sentada perto de uma árvore, fui até ela e a abracei para consola-la então ela adormeceu...
             


Notas Finais


capitulo pequeno não?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...