História Nárnia - Um Novo Mundo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Crônicas de Nárnia
Tags Aventura
Visualizações 6
Palavras 788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Mistério, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O ultimo capitulo foi de mais, a Rose atrapalhou na melhor parte, espero que gostem...

Capítulo 5 - Aslan


Depois daquelas palavras do fauno, eu fiquei a noite pensativo, mal mente dormi. A Elyn que estava deitada no meu peito me cutucou.

- Por Que não dormes?

- Não sei, estou meio estranho, será que isso é só um sonho?

- Acho que não, em sonhos não sentimo o vento.

Agradeci a ela pelas palavras, e dei um abraço muito forte nela, nossos olhos se encontraram em um belo brilho, as bochechas dela se tornaram rosadas, um sorriso curto se estampou em seu rosto, seu coração batia forte do mesmo modo que o meu...

-Ed? Você está sentindo o mesmo que eu?

- Acho que sim...

Nós estávamos no mesmo local onde a Rose nós interrompeu... Meus olhos estavam vidrados aos delas, nosso narizes estavam tocados um no outro, nossos lábios estavam se aproximando quando ouvimos um barulho entre os arbustos...
            Tirei minha espada da banha e fui me aproximando dos arbustos, quando passei a lâmina da espada nos arbustos, tive uma grande surpresa...

- Você?!

- O,o, Oi?

Era o Fauno Ashton...
             Joguei ele contra uma árvore e coloquei minha lâmina em seu pescoço e o ameacei...

- Eu não vou te matar, vou te dar mais uma chance, se próxima vez eu te ver nós observando, vou lavar minha espada com seu sangue...
                Ele saiu correndo com os olhos esbugalhados, quando me virei de costas a Elyn estava com um rosto espantador...

- Desculpa, eu não queria te assustar...

- Não to assustada, se fosse eu eu já teria o matado...

Rimos um tempo...

- Então onde agente estava? 

Evelyn

O Ed  colocou o braços em volta de minha cintura e eu coloquei meus braços em volta de seu pescoço... Nossos lábios se tocaram então fechei os meus olhos e deixei o momento rolar, foi a melhor noite da minha vida, ele olhou para mim e me prometeu que jamais me deixaria sofrem e novamente em meu aquele silencio da noite um amor nasceu entre eu e o Ed, um grande amor em Nárnia, não só em Nárnia mas também em nosso mundo... Depois daquele beijo nossa vida mudou...

Edward

No outro dia acordamos mais nenhum de nós quis falar sobre a noite passada, o Andrew e a Rose ficaram perguntando onde estava o fauno...

- Onde está o fauno?

- Não sei. eu disse com um sorriso meio de lado.

- Onde será que ele está? pergunto a Rose com um rostinho triste.

- Vamos seguir a viagem, precisamos chegar logo ao castelo, peguem seus equipamentos e vamos indo.

Continuamos nossa caminhada, passamos por uma trilha estreita quase a frente do castelo Cair Paravel e do meio das árvores, o fauno pulou em nossa frente com uma espada em punhos dizendo...

- Obrigado Edward pelas suas palavras de ameaça, me fez bem, agora vamos ver se você merece o reino de Nárnia...

Eu e o fauno começamos a cruzar nossas espadas a Elyn começou a chorar e eu e o fauno lutando a espada dele cortou o meu braço e ali a minha raiva foi aumentando, enquanto eu estava no chão, ele foi em direção a Elyn, o Andrew e a Rose tinham indo embora correndo o Andrew nem ficou para me ajudar. Enquanto eu estava caindo no chão ele foi em direção a Elyn, ela ficou sem reação alguma, quando ela puxou a sua espada o fauno foi mais rápido e enfiou a espada que estava com meu sangue em sua barriga e a Elyn foi ao chão, com os olhos cheio de lagrima ela apenas consegui falar meu nome...
         Lagrimas caiam de meus olhos e a raiva tomou conta de mim, peguei a minha espada e sem misericórdia alguma passei a espada no pescoço do fauno e a cabeça dele foi ao chão...

Fui até a Elyn que estava caída e comecei a gritar chamando ela pelo nome, e senti um vento forte atrás de mim e eis que vi um grande Leão olhando para mim, rapidamente peguei a minha espada e apontei para ele...

- O que é que você quer? Quer que eu te deixe igual ao fauno?

Então disse o Leão...

- Abaixe essa espada filho, sou eu não me reconheces?

- Eu Nunca o vi, como quer que eu te conheça? 

- Eu sou o grande, sou maior que os reis e rainhas, você sabe quem eu sou. Em sua terra você me amava e como diz que não me conheces?

- Aslan? É você?

- Claro meu filho...

- Podes salvar a minha amiga?

Ele apenas olhou para mim, E assoprou, quando me virei para Elyn era abriu os olhos devagar e a ferida dela foi curada, quando me virei para agradecer ele já havia sumido.


Notas Finais


Galera espero que tenham gostado, só pra lembrar, nos livros de As Cronicas de Nárnia, Aslan foi representado como Jesus, o autor C.S. Lewis escreveu as cronicas em forma de fabulas para que as crianças conhecer mais Jesus, mais pelos livros daquela época, naquele tempo nárnia foi considerado um livro cristão para muitos, e várias pessoas reconheceram a Cristo por meio dessas cronicas, O leão da tribo de Judá... depois criarei um livro contando a historia de As Cronica de Nárnia, mas lembrando que é só um reino ficticio...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...