História NaruHina - Escrito nas Estrelas - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Hyuuga Hiashi, Ibiki Morino, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Kankuro, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Maito Gai, Minato "Yondaime" Namikaze, Mirai Sarutobi, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Shizune, Tamaki, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju, Yamato
Tags Amor, Drama, Felicidade, Kakashi, Konohana, Morte, Naruhina, Naruto, Ninja, Romance, Sasusaku, Shikatem, Tragedia
Exibições 369
Palavras 2.795
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Opa, voltei! Eu pretendia escrever só capítulos felizes sobre NaruHina até que chegasse o final, mas fiquei o dia inteiro pensando num jeito de alongar a fic e ao mesmo tempo fazer algo emocionante! Espero que não me matem por mais tretas D:

Ah, e espero que se lembrem do quê houve na luta de Naruto e Kanzou, o espírito que dominava o vilão o deixando pouco antes de ser morto... Pois é, acho que já dá pra ligar os pontos hehe

Boa leitura!

Capítulo 25 - Naruto e Sasuke


Fanfic / Fanfiction NaruHina - Escrito nas Estrelas - Capítulo 25 - Naruto e Sasuke

O brilho do sol tomou conta de todo aquele quarto bagunçado. Ainda que fraco por causa do inverno, o sol ainda se fazia fortemente presente em todas as manhãs de Konoha. Naruto apertara os olhos antes de os abrir com dificuldade, sua boca escorrendo com baba. Seus braços estavam erguidos como se segurasse alguém, frutos de um sonho um tanto erótico que teve com a sua amada Hinata. O loiro fez uma careta boba, virando sua cabeça em vários ângulos como se fosse um robô, procurava incessantemente algo que estava faltando naquele momento. Bufou em decepção ao ver que ela não estava ali e aos poucos se pôs sentado na cama, forçando seus olhos a se abrirem mais até que espantasse o sono.

- O sonho estava tão bom... - Naruto suspirou e abaixou a cabeça, falando aquelas palavras em um tom mais baixo e monótono, triste. Olhou ao seu redor e viu a falta que a sua morena fazia, mesmo que se fosse só por uma noite. Seu quarto estava uma confusão novamente, com roupas jogadas ao chão e misturadas à caixas de ramen, leite e doces. Jurou ter visto um sapo pulando de trás do armário mas imaginou ser efeito do sono que estava. A noite passada tinha sido tão perfeita, pôde contar a história dos seus pais para Hinata e ainda se divertiu bastante com seus amigos, até Sasuke estava lá, visivelmente mais próximo de Sakura. Na sua cabeça só vinham imagens daquele sorriso perfeito que só a Hyuuga tinha, aquecendo seu coração até nas horas mais frias. Até que se lembrou da difícil hora que teve de deixá-la em frente ao complexo residencial dos Hyuuga e se despedir. Podia sentir um aperto diferente no coração, mais como uma dor acompanhada por tristeza e solidão, diferente daquela pressão bem recebida que sentia toda vez que olhava para Hinata, sendo consumido de felicidade e amor. Não conseguia mais viver sem ela, mas não podia simplesmente arrastá-la de sua própria casa para que ela morasse em seu --terrível-- apartamento. 

Após muita demora e muitos pensamentos, o loiro se pôs de pé, sentindo no mesmo instante um arrepio por todo o seu corpo devido ao chão frio em que pisava. Vestia seu pijama azul listrado e a toca preta de sempre, era um hábito que tinha dificuldade em deixar de lado. Foi caminhando como um zumbi até a geladeira, procurando algo para comer.

- Se a Hinata tivesse aqui... - Abriu a geladeira com muito esforço, se deparando com o enorme vazio que tomava conta da geladeira, com exceção de um único pote de ramen bem no fundo do local. Esteve tão viciado em experimentar as comidas feitas pela Hyuuga ao longo dos dias que passaram juntos que nem se lembrou de comprar mais comida, tendo sobrado só o mesmo ramen de sempre. Suspirou pesado novamente e pegou o pote, logo o esquentando enquanto fazia sua higiene e trocava de roupa, vestindo uma simples camisa preta com o símbolo da Folha estampado em vermelho na frente e a mesma calça laranja de sempre.

Levou o seu ramen até a mesa e fez uma pequena oração em agradecimento antes de devorar o pote em questão de segundos, arrotando em satisfação logo depois, pondo a mão na barriga como se estivesse cheio. Mal teve tempo de se levantar da mesa quando foi surpreendido por uma batida na porta. Seu coração parecia pular pela boca no mesmo instante, pensando na possibilidade de ser sua amada. Deixou o pote em cima da mesa mesmo e nem se preocupou com a casa fedida e desarrumada, correu para atender a porta, girando a maçaneta cada vez mais ansioso, no seu rosto uma grande expressão de felicidade e um sorriso bobo - Hinat--

O moreno o olhava com um sorriso debochado, estava com a única mão enfiada no bolso e encostado levemente na parede, deixando escapar uma risada abafada. Naruto ainda o olhava com um sorriso, travado - Desculpe desaponta-lo.

O loiro bufou e cruzou os braços, fazendo uma careta e se virando de lado um pouco. Agia como se ainda fosse criança nos seus tempos de rival de Sasuke - Sasuke! O quê está fazendo aqui a essa hora?

O Uchiha se distanciou da parede e seu olhar se tornou sério e frio, o sorriso desaparecendo do canto da boca enquanto olhou para o Uzumaki seriamente - Ikuzo. Kakashi está nos chamando. - Naruto apenas sorriu em entendimento e concordou com a cabeça, dando alguns passos pra frente e passando de sua porta, a fechando logo em seguida e a trancando. Sasuke foi na frente tomando as escadas e descendo rapidamente, sendo acompanhado logo atrás pelo loiro. Ambos apressaram o passo até chegarem no prédio do Hokage, aonde Kakashi parecia olhar preocupado para uma folha que segurava na mão, apertando-a um pouco. Mal notou a chegada dos dois.

- Kakashi-sensei, o quê houve? - Naruto abandonou as formalidades e foi logo tomando a palavra, chegando mais perto da mesa do prateado, que largou a folha e suspirou, o olhando mais calmo em seguida - Notícias preocupantes, Naruto. - A resposta só deixou o loiro ainda mais confuso dada a sua expressão, cruzando os braços - Seja mais claro, Kakashi. - Sasuke tomou a vez, se pondo mais ao lado de Naruto e encurtando a distância que tinha até a mesa, seu olhar parecia intimidar o Hokage, que apenas suspirou mais uma vez e se levantou, dando de costas para ambos e olhando Konoha pela enorme janela que tinha na sala.

- Creio que se lembra de Kanzou, Naruto... - O loiro estremeceu na mesma hora, cerrando os punhos e assumindo uma expressão de raiva. Sasuke desviou seu olhar um pouco para ver a reação do amigo, de lado - Recebemos relatos de aparições estranhas e picos de energia perto das áreas restritas ao Senhores Daimyo nas grandes nações - Naruto se acalmou um pouco, mas ainda mantinha um olhar sério para Kakashi, que logo continuou, se virando para os dois ainda de braços cruzados - Eles pediram uma intervenção mais cuidadosa e eu resolvi tomar responsabilidade por isso em relação ao País do Fogo, já que é nossa obrigação defendê-lo a todo custo.

Kakashi relaxou mais um pouco, soltando seus braços e os deixando cair sobre a mesa, fitando a folha cheia de informações sobre os eventos estranhos que vem ocorrendo - Vocês são os ninjas mais poderosos do mundo no momento, e Naruto já teve uma interação mais que pessoal com a energia maligna que controlava Kanzou. Escolhi ambos para essa missão de rank S, é uma missão secreta. Ninguém deve saber que estarão saindo de Konoha, nem mesmo Hinata e Sakura. Não as vejam e partam imediatamente, não quero vê-las aqui preocupadas e demandando respostas, já tenho muita coisa para me preocupar.

A frieza com que Kakashi falava surpreendeu Naruto, que arregalou um poucos os olhos. Sasuke se virou, fazendo menção de ir embora enquanto Naruto ainda digeria aquelas palavras, pensando na possibilidade de se distanciar de Hinata mesmo que por uns dias sem nem a comunicar. Seu coração apertou novamente, e ele abaixou a cabeça em tristeza - Sei que é difícil, Naruto... mas a vida de um shinobi não é fácil. Devemos por a segurança de todo o país acima de nossos interesses pessoais - Kakashi soou mais reconfortante agora, fazendo com quê Naruto entendesse sua mensagem e se virasse, saindo da sala logo após Sasuke, que já tinha sumido para preparar suas coisas.

Naruto fez o mesmo, pulando pelos telhados o mais rápido possível e evitando ser visto. Passou pela sua casa rapidamente para pegar algumas ferramentas ninjas e se preparar para sair. Mas assim que pôs a mão na maçaneta, a porta abriu e seu coração pulou da boca mais uma vez, seus olhos se arregalando e sua respiração cessando por um segundo.

- Ohayo, Naruto-kun! - Hinata sorria com um brilho tão forte que mais parecia o sol batendo pessoalmente na porta de Naruto para o acordar. Ela estava bela, usava uma roupa mais simples do quê o normal, uma camisa regata branca que acentuava bem suas curvas perfeitas, juntamente com seus grandes peitos, o quê fazia o sangue de Naruto ferver. Sabia que pela hora do dia não estava muito frio, mas ainda sim era algo novo ver Hinata com roupas daquele tipo. A devorava com o olhar, fazendo com que a morena corasse e começasse a se encolher numa tentativa frustrada de se esconder dentro de si mesma. Naruto acordou do seu transe e pôs uma mão na nuca, a coçando rapidamente enquanto respondia, trêmulo - O-ohayo, Hina-chan! - Hinata sentiu um arrepio por todo o corpo com a forma como seu nome foi dito por Naruto, de uma maneira tão carinhosa. Não resistiu e pulou para um abraço, apertando seu rosto contra o peito do Uzumaki que se mantinha estático, fazendo com quê a Hyuuga se afastasse rapidamente, o olhando confusa.

- Na-naruto-kun? Aconteceu alguma coisa? - Naruto tentou ao máximo não transparecer nada pra Hinata, não queria a deixar preocupada, mas mesmo assim não pôde a olhar nos olhos enquanto mentia, olhando o chão com vergonha - E-eu vou sair numa missão por uns dias, Hinata. Não é nada importante, não se preocupe. - O tom e a hesitação de Naruto não convencia a morena, que o olhava um pouco magoada, mas sentia confiança no seu amado. Conseguiu forçar um leve sorriso e deu um passo pra frente, se aproximando de Naruto e selando seus lábios com um selinho que surpreendeu Naruto, o deixando bastante vermelho e trêmulo - Volte pra mim inteiro, Naruto-kun - A voz de Hinata parecia fraca como se estivesse chorando, abaixou a cabeça para esconder seus olhos marejados mas não foi rápida o suficiente para que Naruto não o notasse, fazendo um nó no estômago do loiro, que já sentia mal em estar fazendo aquilo.

Levou sua mão cuidadosamente até a bochecha de Naruto, a acariciando gentilmente antes de a erguer para que ambos se olhassem. Naruto estava sorridente, o quê reconfortava a Hyuuga, podia ver o brilho naqueles olhos azuis profundos - Voltarei, meu amor. Não se preocupe. - Naruto encaixou o rosto da morena em suas mãos e fechou a distância entre ambos, depositando na testa de Hinata um longo e carinhoso beijo, um gesto que deixou Hinata mais tranquila na mesma hora.

Hinata abriu os olhos pouco tempos depois e se surpreendeu com a velocidade em quê o loiro tinha sumido, deixando até a porta do apartamento aberta. Sua curiosidade a superou e ela resolveu deixar a timidez de lado e adentrar o apartamento de seu namorado, já esteve lá antes de qualquer jeito. Suspirou e não pôde deixar de sorrir com o estado do lugar, pondo as duas mãos na cintura e balançando a cabeça em negação - Acho que vou deixar tudo limpo para quando ele voltar...

Botou as sacolas que carregava em cima da mesa que ainda tinha o pote de ramen vazio em cima e fechou a porta do apartamento, começando sua limpeza.

Nos portões da vila, Sasuke esperava impaciente a chegada de Naruto, que finalmente pousou em sua frente, levantando um pouco de vento pela velocidade em que estava - Você demorou, baka. - O loiro passou pelo Uchiha com um olhar sério e eles já começavam a partir - Estive ocupado. - Sasuke suspirou, já sabia o quê tinha acontecido - Vejo que já falhou antes mesmo de partirmos... - Naruto cerrou o punho, controlando sua raiva pelo deboche do amigo - Cale a boca, não podia a deixar preocupada, eu a amo demais para isso! - Sasuke apenas sorriu, balançando um pouco a cabeça - Hai... com a Sakura foi a mesma coisa. - Naruto parou, espantado com as palavras do amigo, o olhando com a boca semi aberta. Sasuke apenas ignorou e continuando andando, percebendo o sorriso se formando no rosto do Uzumaki - Nem fale nada, dobe.

4 dias de viagem sem parar se passaram, Naruto e Sasuke já estavam exaustos de viajar pelas densas florestas, sempre evitando caminhos mais abertos e rotas populosas, tinham que cortar o máximo de caminho e chegar na área indicada pelo Daimyo rapidamente, afim de conseguir pistas sobre o quê estava acontecendo.

Na noite do quarto dia deram de cara com uma área mais isolada da floresta, ambos sentiram estranhas concentrações de chakra no local e decidiram investigar, cautelosamente. Naruto entrou no modo Sennin rapidamente, pousou imponente sobre o galho de uma árvore, vestia sua jaqueta laranja e preta aberta e com as mangas chegando só até o seu cotovelo. Abriu os olhos fitando atenciosamente o lugar, estranhando o conteúdo. Sasuke pousou ao lado de Naruto, agachado, seu Sharingan já estava pronto, acompanhado pelo seu Rinnegan. Usava uma camisa de mangas longas preta com um colete social cinza por cima e as calças totalmente pretas.

- Um cemitério? - Naruto falou ainda olhando o local, confuso. Sasuke ignorou a observação do loiro e pulou da árvore, se aproximando rapidamente da área, sendo acompanhado por Naruto. Eles iam vasculhando os arredores, atentos para o sinal de qualquer inimigo, até que pararam subitamente. Arregalaram os olhos igualmente, surpresos pela destruição que tomava conta do cemitério, as tumbas reviradas e algumas destruídas, corpos mutilados e um grande aviso de sangue feito numa língua não conhecida que tomava conta de uma grande pedra ao lado dos dois.

Ficaram analisando aquela escrita desconhecida até serem surpreendidos por sons estranhos. Viraram rapidamente entrando em preparação para combate mas ficaram horrorizados pela visão. Um dos corpos mutilados que estava totalmente desfigurado e queimado em cima de uma das tumbas destruídas começou a ser controlado por uma estranha energia negra, falando várias palavras rapidamente em uma língua irreconhecível, até que parou a poucos passos de Naruto e Sasuke.

- Uzumaki... Uchiha... Asura... Indra... - Por um momento ambos estavam confusos, mas logo se lembraram dos nomes dos filhos do Rikudou Sennin, ficando ainda mais intrigados com aquela aparição. Não demorou muito até que Naruto reconhecesse o padrão daquele energia que emanava do homem desfigurado - Maldito! Você?! - O zumbi deu um sorriso tenebroso antes de se erguer, o som de ossos sendo postos no lugar foram ecoando por toda a área - A maldição... a maldição tem de ser passada em diante...

O homem começou a gargalhar psicoticamente, irritando Naruto que logo deu um passo pra frente, seus olhos já num tom vermelho e agressivo - Faça sentido, seu merda! - O homem ainda gargalhava mas logo foi cessando seu deboche, fitando o Uchiha de relance até olhar para Naruto, o intimidando com o mal naquele olhar - A maldição de Ashura e Indra... uma vida de infelicidade e conflito... foi passado para vocês, crianças insolentes!

Naruto cerrou o punho, não aguentava mais aquelas palavras sem sentido do zumbi. Tomou impulso e partiu pra cima do mesmo, mas foi jogado para longe por um ataque invisível mas forte, fazendo-o cambalhotar e parar logo ao lado de Sasuke, agachado enquanto passava a mão na grama numa tentativa de diminuir sua velocidade. Olhou o zumbi com ainda mais raiva, enquanto o Uchiha não esboçava reação nenhuma - Asura e Indra estão mortos. Qualquer maldição feita sobre eles tinha de ter desaparecido há muito tempo, espírito. - O morena falou, firme e intimidador, surpreendendo até mesmo Naruto que via a tranquilidade e frieza no olhar de seu amigo. Novamente, o homem voltou a gargalhar.

- São ingênuos mesmo... Deixe-me quebrar sua realidade, então... - O homem fez alguns sinais de mãos e ativou uma série de escritas estranhas ao seu redor que brilhavam numa forte luz roxa. Uma forte ventania tomou conta do lugar, espantando Naruto e Sasuke que se curvaram numa tentativa de não serem levados pela força da natureza. O vento parou subitamente e Naruto e Sasuke arregalaram os olhos, vendo imagens de Hinata e Sakura a frente do zumbi, que gargalhava de forma maníaca enquanto ainda mantinha um selo de mão - Sim, a maldição foi passada a diante...

As imagens de Hinata e Sakura logo se tornaram flashes de dor e sofrimento das duas, ambas sangrando até a morte ao lado de seus amados. Naruto não pôde conter a lágrima que escorria pelo seu rosto, seu coração se apertando de uma maneira ainda mais forte do quê antes. Os olhos de Sasuke tremiam em fúria.

- Se distanciem das duas e aceitem seus destinos como fardos do mundo shinobi criado por Hagoromo ou... - O homem fechou as mãos repentinamente, explodindo as orbes que continham as imagens de Hinata e Sakura, fazendo-as desaparecer em fumaça juntamente com sons iguais as vozes das duas, que pareciam sussurrar o nome de seus amados.

...ambas morrerão!


Notas Finais


Bem, é isso! Um capítulo um pouco mais curto mas quê serve de base para os próximos. Como será que Naruto e Sasuke vão lidar com essa tal maldição e o aviso dado pelo zumbi dominado pelo mesmo espírito maligno que controlava Kanzou?

Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...