História NaruHina: Tale of Sunrise - Capítulo 23


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Naruto Uzumaki
Tags Naruhina, Reimaginacao
Exibições 554
Palavras 2.070
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Artes Marciais, Aventura, Ecchi, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Tae finalmente HUASHUAHSAHA
Muitas coisas e tal ( ͡° ͜ʖ ͡°) esse capítulo é só hentai, então quem não curte só pular, não tem problema.
Eu acho NaruHina o casal mais "serelepe" (ainda se usa essa palavra?) na cama entre todos os casais canônicos sim, rs.

Vou tirar um tempinho pra revisar umas coisas, então espero que gostem. Até domingo acho que trago o próximo.

Capítulo 23 - Especial: Make It Wit Chu


Fanfic / Fanfiction NaruHina: Tale of Sunrise - Capítulo 23 - Especial: Make It Wit Chu

Haviam acabado de chegar da missão, mas Hinata estava inquieta, agitada. Naruto saia do banho e a viu andar de um lado para o outro.
- O que houve, Hina?
- Nada.
- Como nada? Você, a pessoa mais calma do mundo, toda agitada desse jeito...
- É que... Naruto-kun, você ouviu o nome daquela garota?
- Que garota?
- A que trouxemos...
- Karin, não? O que tem isso?
- Uzumaki. Karin Uzumaki é o nome dela.
- Ah. Sim, membro do meu clã, não pensei encontrar uma assim, do nada.
- Naruto-kun... -Hinata desviava o olhar. - Vou entender se quiser, sabe, reconstruir seu clã... Com ela.
Naruto arregalou os olhos. De onde Hinata estava tirando tal ideia?
- Hinata... Eu gosto da ideia de ter um clã e conhecer algum sobrevivente dele. E eu penso em formar uma família sim, mas com você.
Hinata travou por um momento. Não entendia de onde surgiu esse ciúme todo. Tinha tanto medo de perder Naruto, sua vida mudou tanto, se tornou forte e feliz com ele...
Naruto se aproximou, a abraçando. Estava sem camisa, ainda um pouco molhado, mas não importava.
- Eu te amo, sua boba ciumenta. Nada vai mudar isso.
Ela sentiu um impulso com essas palavras. Talvez já estivesse na hora de dar um passo além. O abraçou com mais força, arranhando suas costas. O sinal era claro, e Naruto entendeu completamente.
A puxou para um beijo longo e sexy, apertando sua bunda. Hinata sentiu, gemendo baixinho sem cessar o beijo.

Beijavam alucinadamente, as mãos explorando os corpos. Caíram na cama e Naruto soltou um risinho provocador. Girou com ela na cama, ficando por cima. A beijava sem pudor algum, Hinata apenas se entregou às sensações, cada toque de Naruto era indescritível.
- N-Naruto-kun...
- Eu não sei muito bem o que fazer, então vamos aprender juntos. Não se contenha, se não estiver bom, diga. Mas se estiver, eu quero ouvir você dizer...
Hinata corou com isso. Naruto estava indicando que queria aprender a dar prazer a ela, mas de certa forma também era uma provocação.
O loiro lentamente tirava as roupas da namorada. Hinata estava constrangida, mas ao mesmo tempo encantada, extasiada, ficando apenas de calcinha como em sua última fantasia.

Naruto encarava os fartos seios de Hinata, eram realmente grandes para a idade. Abocanhou o da esquerda enquanto acariciava o da direita com a mão. Hinata gemeu baixinho, Naruto prestava atenção nas reações dela, já sabendo por brincadeiras passadas que os mamilos eram bastante sensíveis. Mordiscou um, vendo-a arfar em prazer. Gostou da reação. Amava vê-la assim, completamente entregue e feliz com isso. Queria dar mais e mais prazer a sua Hime.

Os livros de Jiraya se mostravam realmente úteis, Naruto conseguia reproduzir algumas coisas.
Lentamente subiu os beijos ao pescoço de Hinata. Ela gemia baixinho, ele adorava isso. Ficaram numa espécie de conchinha, Naruto por trás, ainda beijando e passando sua língua por todo o pescoço da morena. Calmamente desceu as mãos pelo corpo dela, dando segundos de atenção a cada mínima parte, até alcançar a coxa direita. Apertou, marcando um pouco, e Hinata descobriu nesse momento que não era só na bunda que gostava de sentir a mão pesada do loiro a dominar.
Naruto não resistiu, deslizando a mão para dentro da calcinha de Hinata. Ela mordeu o lábio, estava ainda constrangida, mas em sua mente tudo o que ouvia era o desejo, sua própria voz gritando o quanto queria aquilo.
- Hina, me guie. -Sussurrou Naruto, enquanto tocava os dedos pela intimidade da namorada. Hinata entendeu imediatamente, mas não conseguiria dizer. O guiaria com seus gemidos, era menos constrangedor.
Naruto tocava, vendo-a reagir. Rapidamente encontrou o clitóris, soube imediatamente, pois Hinata gemeu mais alto ao sentir o toque. Passou então a estimular com movimentos circulares, Hinata gemia alto, gostoso, Naruto sentia que poderia enlouquecer só de ouvir isso.

Mas o loiro ainda queria testar mais coisas. Retirou sua mão de dentro da calcinha da garota, seus dedos encharcados. Jurou ter ouvido um resmungo inconformado.
A beijou com carinho, descendo os beijos em seguida. Alcançou a calcinha e não teve muito pudor, rasgando-a como se não fosse nada.
Hinata corou vendo Naruto encarar sua intimidade.
- Tão linda... -Disse ele, antes de passar a língua por todo aquele lugar.
A sensação era incrível, Hinata nunca imaginou que tal ato fosse tão enlouquecedoramente prazeroso. Poderia viciar, queria viciar e ser uma completa vadia para o seu Naruto-kun. Só para ele. Mas o que ela estava pensando? O prazer a dominava de tal forma?
Não teve mais espaço para devaneios quando sentiu a língua de Naruto estimular seu clitóris. Era diferente dos dedos, a língua quente e úmida tocando ali era incrível.
Naruto prestava atenção em cada reação de Hinata, queria provoca-la.
- Me diz, Hina... Está gostoso aqui?
Hinata o olhou, confirmando tímida com um aceno.
- Desculpa, mas eu não ouvi. Pode dizer?
- N-Naru-kun... tá tão... gostoso. -Hinata sentia que iria explodir de tanto constrangimento, dizendo baixinho.
- Ainda não entendi. Diga mais alto.
- P-por favor... Naruto... Não me provoca...
- Então me diz...
- ESTÁ MARAVILHOSO, POR FAvor, continua. -Hinata explodiu, admitindo o que estava sentindo. Ela naquele momento se entregou, ouvindo apenas o prazer inebriante de todo aquele ato.
Naruto sorriu antes de abocanhar novamente a intimidade de sua morena. Sua língua brincava com toda ela, sentindo o calor das coxas de Hinata em volta de sua cabeça.
Delicioso! Era delicioso lamber e chupar Hinata. Era delicioso provoca-la e vê-la se perdendo em prazer. Delicioso proporcionar isso a ela.

O loiro enfiou um dedo nela, ainda estimulando com a língua. Hinata gemia gostoso, apertando o lençol. Naruto enfiou mais um, lembrando-se de descrições dos livros do Ero-sennin curvou esses dedos levemente, estimulando de cima para baixo.
Hinata jogava a cabeça para trás, gemendo, perdida. Estava prestes a ter um orgasmo, a sensação absurda passando por cada centímetro de seu corpo.
Naruto sentiu seus dedos serem pressionados. O orgasmo de Hinata veio, a garota revirou os olhos completamente em êxtase. Seu corpo reagia com leves tremores, as pernas completamente sem força.

Naruto poderia chorar de felicidade, para uma primeira vez acabou se saindo perfeito demais. Agradeceria o Ero-sennin com uma rodada de sakê por sua conta, com certeza, o velhote pervertido merecia.

Hinata ofegava, esfregando uma coxa na outra. Nunca sentiu algo assim. Queria mais.
Olhou para Naruto e seus olhos brilhavam. Ela o puxou para um beijo quente, apaixonado. Cessaram algum tempo depois, Hinata o olhou um pouco corada.
- N-Naru-kun... eu quero...
- O quê?
- Você... Em mim...
O loiro sorriu, posicionando a amada. A deitou com carinho, abrindo suas pernas. Tirou a calça de qualquer jeito, estava eufórico.
Posicionou-se entre as pernas dela, seu membro completamente duro roçando na intimidade da garota, ela gemia só com isso.
- Me diz se doer.
- H-hai...
Naruto lentamente enfiou, primeiro a cabecinha. A sensação era absurda, ele sentia que poderia gozar só com isso. Hinata mordeu o lábio, não conseguia definir o que estava sentindo.
Ele deslizou mais um pouco para dentro, com carinho, observando sua amada. Mais um pouco e um filete de sangue vazou, ainda bem que já sabia ser normal, em outro momento teria entrado em pânico. Travou um pouco, esperando sua Hina se acostumar. Ela fazia uma careta, apertando o lençol com força. Aos poucos a dor foi sumindo, e ela o olhou suplicante.
- Continua...
Ele respondeu se movendo, lentamente, se controlando muito. Sentia como se Hinata o sugasse, queria deslizar alucinadamente ali dentro.
Aos poucos foi aumentando a velocidade, e Hinata o envolveu com os braços em volta do pescoço e as pernas em volta da cintura. Estavam tão juntos que Naruto sentia cada arrepio e cada batida do coração dela.
Ele se perdeu, movendo cada vez mais rápido, ouvindo apenas os gemidos deliciosos de Hinata.
Ela o arranhava, mordia sua clavícula, forçava suas pernas como que querendo ele cada vez mais dentro dela. Estava igualmente perdida, e Naruto não reclamaria, muito pelo contrário, o prazer era imenso.
Parou abruptamente, saindo de dentro e a girando na cama. Enfiou por trás, pressionando Hinata contra a cama. A levantou pela cintura, envolvendo com os braços, ela movia o quadril para trás, os movimentos ritmados e instintivos de ambos se complementando.
Naruto apertou o seio dela, os corpos colados, ambos de joelho. Já fraquejavam.
Ele não conseguia mais se segurar, abraçou Hinata com força e ela segurou os quadris dele enquanto ambos gozavam, um orgasmo forte e libertador, estavam completamente perdidos nessa sensação de segundos.

Caíram juntos na cama, ofegantes e abraçados.
Naruto a beijava na testa, puxando ar entre cada beijo. Estava completamente suado, e ela não estava melhor.
Os olhos se encontraram, e ele sorriu.
- Isso foi incrível.
- Eu nunca pensei que fosse tão bom...
Os dois sorriram juntos, estavam cansados e suados. Naruto então teve a ideia mais óbvia.
- Vamos tomar um banho.
Hinata mordeu o lábio, já entendendo o que ele queria.
Se levantaram juntos, sem pudor algum em estarem nus. Naruto apertava a bunda dela com vontade enquanto caminhavam ao banheiro.
- Eu vou viciar nisso, Hina.
Ela sorriu, corada.
- E-eu... também.

Durante o banho, não demorou muito para se perderem nos próprios desejos.
Em algum momento, Hinata mesmo corada empurrou Naruto contra a parede, descendo com beijos por todo o corpo dele.
O loiro estranhou, não conhecia esse lado de Hinata, mas não a interromperia. Era o momento dela, e, bem, não poderia reclamar. Na verdade deveria agradecer, cada toque dos lábios quentes e macios em sua pele era alucinante.
Hinata ajoelhou em sua frente, encarando o membro já duro. Naruto mordia o lábio vendo a cena, e Hinata sentia querer aquilo em sua boca, uma sensação inconsciente que ela não entendia, mas chegou a passar a língua nos lábios em puro desejo.
Passou a língua por toda extensão do membro, o segurando com uma mão. Começou a masturbá-lo lentamente, prestando atenção às reações de Naruto.
Beijou a cabecinha enquanto ainda masturbava, e lentamente a envolveu com os lábios. Foi abocanhando aos poucos, soltando a mão assim que alcançou seu máximo.
Chupava com gosto, era uma sensação estranhamente boa, sua língua dando voltas na ponta.
Naruto estava perdido nessas sensações. Era a primeira vez de Hinata, mas ela o estava enlouquecendo assim.
Não resistiu em embrenhar os dedos nos cabelos dela, apertando-a pela nuca e controlando o ritmo. Hinata estranhamente adorou a sensação, muitas coisas se revelavam nesses pequenos atos impulsivos. Ela gostava quando ele a dominava assim? Quando controlava por instinto? Quando se descontrolava pelo prazer que ela lhe proporcionava.
A garota só sabia que estava completamente molhada e adorando a sensação do membro dele roçando em sua boca.
Naruto apertou com mais força, ela sentiu ele inchar. O loiro rapidamente tirou, jorrando tudo no rosto e seios de Hinata.
Ela tocava o líquido viscoso, grosso. Por curiosidade, tirou um pouco com o dedo e o levou à boca. O gosto agridoce, estranho...
Naruto a olhou com mais desejo ainda, vendo essa cena. A levantou, jogando contra outra parede, e penetrou sem qualquer controle. Hinata gemeu alto, sentindo o choque da pele dele contra sua bunda.
Ele metia com vontade, e ela gostava, gostava demais. Gostava tanto que não queria de outro jeito. Queria assim, com força. A sensação era incrível demais.
Seguiram assim por algum tempo, Naruto a beijava o pescoço e mordiscava a orelha enquanto seguia num ritmo alucinante. Hinata estava perdida nessa sensação, sentindo o membro dele deslizar dentro dela sem piedade. Revirou os olhos, tendo mais um orgasmo. Naruto também gozou novamente, a abraçando por trás. Ficaram assim por minutos, a água batendo em suas peles.

Terminaram o banho, e Hinata sabia que teria que procurar Sakura no dia seguinte, já que Naruto gozou dentro. Ela não era ingênua, sabia dessas coisas. Mas não se arrependia nem um pouco. Muito pelo contrário, queria mais. Seria ela o tipo de garota insaciável, que depois de conhecer o prazer do sexo não consegue mais se controlar?
Não, ela não é assim, mas já estava viciada na sensação. Os dois eram bons demais juntos, e ela só queria sentir mais e mais de seu Naruto-kun.
Dormiram sorrindo para o outro, não desviando o olhar. Era um sentimento tão bom, não precisaram sequer dizer qualquer coisa.
E essa foi apenas a primeira vez.


Notas Finais


Aos que deram ideias pros hentais, terão outros ok? Esse era o primeiro desse casal então não quis exagerar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...