História Nascemos Um Pro Outro ( A Lua e o Mar) - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias 12012
Tags Aquino/diau, Daniel, Siau, Sil
Exibições 20
Palavras 1.181
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - É agora....


No dia seguinte, Silvânia acorda e já encontra Paulinha no quarto.

Sil: Você tá muito cupida pro meu gosto, viu dona abelha.

Paulinha: Eu só fiz ajudar, ou vai dizer que você não gostou.

Sil: Eu gostei de ficar juntinha dele, e não de ter pagado um maior micão com ele.

Paulinha: Que mico Sil, não vai me dizer que....
(Silvânia interrompe ela ).

Sil: É isso mesmo que você tá pensando, eu não consegui transar com ele
(fala envergonhada ).

Paulinha: Isso é normal Sil, muitas amigas travaram na hora.

Sil: Acho que ele ficou com raiva, mas me compreendeu, disse que me respeitava e que esperaria o momento certo, abelhinha ele é o homem certo pra eu perder minha virgindade, só que eu senti medo, mas vou dar a volta por cima.

Paulinha: Não faz nada com pressa e obrigada, espera o momento certo.

A campanhia toca, Paulinha vai abrir e era Daniel.

Daniel: Bom dia cunhadinha, bom dia amor, ele vai até Sil e dá um selinho nela.

Sil: Bom dia amor, você foi embora e me largou, nem me acordou pra falar comigo
(faz manha).

Daniel: Você estava dormindo tão linda que não quis te acordar.

Daniel: Vamos até o Rio antes de a gente viajar, o dia tá lindo lá fora, vamos Paulinha.

Paulinha: Não quero segurar vela rsrs.

Daniel: Deixa de besteira, eu chamei o Bell também, vamos logo.

Elas se arrumam e todos vão ao Rio.

Chegando lá, todos vão tomar banho, Silvânia sente frio e sai, dez minutos depois, Daniel sai e vai ficar com ela.

Daniel: Não vai voltar mais?

Sil: Não,  já me enxuguei toda e tô com frio.

Daniel: Deixa eu me enxugar pra esquentar minha namorada.

Silvânia e Daniel sentam de baixo de uma árvore. Silvânia fica sentada entre as pernas de Daniel e coloca a cabeça no peito dele.

Sil: Amor, você não ficou com raiva por causa de ontem não, né?

Daniel: Claro que não amor, eu fiquei daquele jeito porque eu achava que você não queria pelo fato da gente tá namorando a pouco tempo, só que depois que você falou que era virgem, eu respeitei seu momento.

Eles ficam se beijando e Bell atrapalha.

Bell: Desculpa atrapalhar os dois aí, mas precisamos ir, daqui a 2 horas a gente segue viagem.

Todos voltam ao hotel, se arrumam e uma hora depois seguem viagem
( o show era em Salvador)

Sil: Tô viajando com uma banda pela primeira vez, tô tão feliz Dan.

Daniel: Você vai ser feliz realizando seu grande sonho, vai ser feliz ao meu lado, a gente vai ser feliz.

Horas depois eles chegam de viagem, como de costume cada um vai para seu seus quartos.

Paulinha: Pense em um lugar que eu sou apaixonada, é aqui,  minha Bahia que eu tanto amoo.

Sil: Realmente é um lugar muito lindo.

Paulinha: Sil, eu vou descansar, aproveita e vai também.

Sil: Eu vou ver se encontro algo pra comer e vou aproveitar pra chamar Dan.

Silvânia vai até Daniel, ela bate na porta.

Daniel: Já tá com saudades rsrsrs.

Sil: Não palhaço, eu tô com fome, vamos procurar algo pra comer.

Daniel: Amor eu tô cansado.

Bell: Eu vou deixar vocês a sós, vou sair.

Sil: Não precisa Bell, a gente já vai sair.

Bell: Tchau.

Sil: Eu queria que ele saísse mesmo.

Daniel: Sil !!!!

Sil: Eu tô com fome, só que é de outra coisa.

Silvânia joga Daniel na cama e cai em cima dele, ela começa a beija ele, ele corresponde, a velocidade do beijo vai aumentando, Silvânia não deixa Daniel fazer nenhum movimento.

Daniel: Amor tem certeza que você quer?

Sil: Cala a boca e só sente, ele obedece, aproveita que estou com coragem
(ela sorrir)

Silvânia tira a camisa de Daniel, ela começa a arranhar as costas dele, ela beija a boca dele e vai descendo até o pescoço, Silvânia da leves chupões no pescoço dele.

Sil: Dan, quero ser sua, me faz ser sua por inteira, me faz ser sua mulher, ela falava sem fôlego.

Dan: Faço sim,  você vai ser minha mulher.

Daniel tira a roupa de Silvânia e deixa ela só de calcinha.

Daniel vira o jogo, agora ele que comanda o corpo de Silvânia, ele coloca ela por baixo e começa a beijá-la, ele vai descendo para o pescoço e dá leves chupões, Sil fecha os olhos. Daniel desce até o íntimo  de Silvânia, finge que vai beijar, mas volta a beijar a barriga dela e ela fala.

Sil: Não faz isso Dan, não me deixa louca de tesão.

Daniel volta a beijar a boca de Silvânia e desce até os seios dela, beijando e dando vários chupões, Silvânia geme, Daniel continua e Sil geme mais alto.

Aiinn Dan...

Silvânia começa a arranhar as costa dele e pede pra ele adiantar, mas ele não atendeo pedido dela, ele queria provocá-la, continuou chupando e apertando o seios dela.

Sil: Vai Dan, não me tortura assim...
ela fala quase sem voz.

Daniel ver que ela tá muito excitada e fez o que ela tanto queria, Daniel vai beijando-a até até chegar no íntimo dela.

Silvânia empurra a cabeça de Daniel e coloca no íntimo dela, Daniel vai beijando e dando vários chupões de leve no íntimo de Sil. Daniel começa a passar a língua no clitóris dela, Silvânia geme.

Aaahh Dan, chupá Dan, chupa.
Daniel provoca Silvânia e só faz beijar e passar a língua.

Dan não faz isso... Daniel abocanha o clitóris dela e começa a da vários chupões e Sil fica completamente perdida. Silvânia da vários gemidos.

Sil : Dan, por favor, Danieeel
(ela grita) Daniel chupa profundamente e Sil geme alto, Daniel tampa a boca de Sil.

Daniel: Cala a boca maluca.

Daniel começa a fazer moviments com seu membro em Sil e ela fica ainda mais excitada, Daniel passa seu membro no íntimo de Sil. Daniel vai colocando seu membro devagar no íntimo de Silvânia, Sil apertava o lençol de tanto prazer.

Daniel penetra Silvânia lentamente, ela solta um gemido. Daniel vai aumentando a velocidade e Sil aumenta os gemidos.

Sil: aain Dan, aah, ela fala ofegante no ouvido dele.

Ele vai intensificando as estocadas.

Sil: Mais rápido amor, mais rápido, ela fala quase sem voz.
Sil: Você é maravilhoso.

Daniel: Pra você ser minha por inteira, vai ter que gozar e vai ter que ser logo, já já Bell chega.

Sil: Amor eu não vou gozar agora.

Daniel: Vai sim.

Daniel já sabia como deixar Sil excitada e fazer ela gozar logo.
Daniel volta a fazer oral em Silvânia, ele dá vários chupões com força nela e sem parar, ora  com mordidas, ora com chupões.
Daniel: Minha cantora gostosa (ela fala sem voz)

Silvânia fica completamente perdida e perde o controle das fala.

Sil: Dan, mais.... Ela já não conseguia terminar de falar.
Até que os dois chegam no límite.
Eles trocam carícias.

Daniel: agora vai amor, antes que Bell volte.

Sil: Meu Deus, é mesmo,  tchau amor, ela se veste rápido, da um selinho nele e volta pra o seu quarto.


Notas Finais


Temos uma ex-virgem kkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...