História Nasci pra te amar - Capítulo 13


Escrita por: ~

Exibições 44
Palavras 1.886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 13 - Sem avisar!


Fanfic / Fanfiction Nasci pra te amar - Capítulo 13 - Sem avisar!


Henrique: onde é a sorveteria?
- Logo ali, quero tomar açaí.  – Fomos andando.
Henrique: Credo, cê gosta disso?
- Amo, é muito bom.
Chegamos à sorveteria pedi um copão de açaí, com Banana, morango, kiwi e Leite moça. Henrique pegou um pote de sorvete de flocos.
- Huum, muito bom.
Henrique: Bom tá o meu!
- Nada disso, sério que você não quer uma bananinha ou um moranguinho ou um kiwizinho? Ta muito bom.
Henrique: Quero outra coisa.
- O que?
Henrique: Um Beijinho.
- Um beijo fala mais que mil palavras... – disse cantarolando.
Henrique: Até o Luan entendeu e você nada. – rimos.
- Vamos sentar lá fora tem uns banquinhos lá?
Henrique: Vamos. Vou pagar os sorvetes.
- De novo, agora eu pago.
Henrique: Não nada disso, senta aí aproveita esse negocio roxo aí, que eu pago, por favor. E pagarei todas as vezes que a gente saí.
- Ta né.
Henrique pagou e fomos sentar no banquinho
- Mano, tô ficando gorda, desde que eu vim ainda não fui pra academia. Tô lascada se a Emylly souber.
Henrique: Ta gorda nada, eu gosto assim. Quem é Emylly?
- É a minha amiga e minha empresária, tenho que ligar pra ela.
Henrique: Huum, Amanhã volto pra minha rotina de viajar pra fazer show, ainda não sei quando volto.
- Relaxa, até lá ficamos conversando uai.
Henrique: Ta gostoso?
- O meu ta sim.
Henrique: E o meu? – disse passando na minha boca.
- Aí, gosto mais do meu. Só não passo no seu nariz porque vai ficar grudento.
Henrique: Vem aqui.
- Já tô aqui.
Henrique: Mais perto! – cheguei mais perto.
- Que foi?
Henrique: Vou ficar com saudades do seu beijo.
- Logo você vai estar aqui de novo. –dei um selinho.
Henrique: Só um selinho?
- Ta bom. – nos beijamos.
Henrique: Daqui dois meses e o meu aniversário, vou ver se consigo passar o meu niver com a minha família e quero você lá, se não venho te buscar.
- Pode deixar.
Henrique: Trouxe uma coisa.
- O que? – falei curiosa
Henrique: Já venho. – Henrique foi até seu carro e pegou o violão, quando chegou perto de mim começou a cantar:

Ai ai ai aiaiaiaiaia
Eu quero ser
Aquela blusa que te aquece
Aquele vinho que você bebe
Aquele dia que você não esquece

Eu quero ser
O rosto que fica na sua mente
O sentimento que você sente
O calafrio que chega de repente

Seu, apenas ser um bom momento seu
Ser aquela pessoa que escolheu
Ter o seu sorriso em cada amanhecer
Na cor dos seus olhos eu quero ver

Prometo que eu não vou ser mais o cara que te enganou
Confia em mim deixa eu te mostrar meu amor quem eu sou
Não tente entender eu não vou explicar
O amor chegou assim sem avisar.

- Lindo! – Falei.

Ficamos ali por um tempo, conversando, se beijando falando sobre as nossas vidas. Demos nosso último beijo, foi demorado, lento ao mesmo tempo um beijo de saudade. Henrique me deu Tchau e ele se foi. Vou sentir saudades, ele é um cara legal, Talvez eu possa estar amando de novo, pensei que não iria mais acontecer, a gente tem uma vida diferente, Sei que com o Zé era parecido, mas ele é diferente do Zé, eu gosto dele de verdade e ele disse que não iria desistir de mim, quer coisa mais sincera que essa?! Vamos ver no que vai dar.
E assim passou mais um mês estava em Abril, Cris já marcou sua data de casamento seria em Agosto. Sobre eu e Henrique ficamos conversando pelo Whats, ou às vezes ele me ligava para ouvir a minha voz, na verdade todos os dias ele me ligava. Iria voltar para o Rio na última semana de abril, então matei a saudade de todos, fizemos vários passeios em família, Enfim peguei minhas coisas e eles me levaram para o aeroporto. Fomos para a sala de Embarque.
-Bom meu Amores, agora tenho que ir, logo estarei de volta, acho.
Mãe: Vai lá meu amor, o bom e que você gosta do que esta fazendo, e ta deixando a gente feliz. – falou chorando
- Vocês têm que ir pra lá também. – disse dando um abraço em minha Mãe.
Mãe: Te amo, vai com Deus. – falou chorando.
- Também te amo, Amém.
Pai: Vamos sim, Filha. – dei um abraço em meu Pai.
- Te amo Pai.
Pai: Também Filha.
- Cris nem pode vir, agora ele conseguiu o que ele queria, fazer show pelo mundo inteiro. Graças a Deus.
Pai: Pois é, meu dois filhos, tendo suas vidas de Sucesso.
Alto Falante: 20 minutos para o Voo do Rio de Janeiro.
- Bom, tenho que ir. –Estava me virando quando ouvir gritos pelo meu nome.
Cris: Vitória! – Me virei.
- Cris, que cê ta fazendo aqui?
Cris: A gente veio cê despedir, não sei quando você volta. Talvez eu vá canta na sua cidade.
- A gente quem?
Cris: Eu, a Marília, Paula e o Zé. – Cris saiu da frente, e estavam todos lá.
- Só vocês mesmo, amo vocês!
Abracei todos, até o Zé e Peguei o Avião.
...
Cheguei ao Rio, peguei um taxi e fui direto para o meu condomínio, quando abrir a porta Maria, apareceu. (Maria era sua empregada)
- Oiie Maria, como você ta? Cuidou de tudo? Como tá o Coca e a Pipoca?
Maria: Oi Dona Vitória, estou bem e você? Como foi de viagem, seus pais estão bem? Cuidei sim, estão soltos no jardim e tem duas pessoas te esperando no jardim.
- Estão bem, Quem?
Maria: Melhor a senhora ver, eles pediram pra eu não falar nada.
- Ok. Olha lá em.
Maria: Vou arrumar suas coisas.
- Ok.
Passei pelos cômodos enfim cheguei ao jardim. Já sei até quem é. Emylly e Daniel Rocha. Daniel Rocha é um ator que trabalhou comigo nas novelas.
- Mano, Já estava com Saudades. – Emy e Dani se viraram.
Emy: Meu amor chegou. – disse me dando um abraço.
Daniel: Da licença, que essa é minha! –disse me dando um abraço.
- O que cêis fazem aqui? – Coca e Pipoca vieram correndo e pularão em mim.
- Ain que saudades dos meus amores. – falei pegando eles no colo.
Emy: A gente tem Três noticias boa e estávamos com saudades também. E você não estava?
- Claro que tava.
Daniel: Como foi lá? Como estão seus pais?
- Estão todos bem, foi maravilhoso, saudades que tava da minha terrinha. Mas me conta a novidade, porque eu tive que vir com tanta urgência.
Emy: Então, Primeiro você foi chamada para fazer umas fotos da Loja da Sabrina Sato. Segunda é que você vai tirar foto com o Dan. Terceira você vai fazer um reclame das havaianas.
- Que legal. Vamos mandar bem Dan. – fiz uma cara não muito boa, só a Emy percebeu.
Daniel: com certeza, com a mulher mais gata, não tem como falar não.
Emy: assim cê me ofende.
Daniel: Você é Linda, tá, não fica com ciúmes não tá, tem pra todo mundo.
Emy: Obrigada.
- Metido!
Emy: Vocês já se pegaram. Não precisa esconder, porque eu Já sei. – disse se levantando.
- Para de besteira que só foi uma vez. E foi há muito tempo, foi antes de eu namorar o Zé.
Daniel: Se você quiser pode acontecer de novo. – Dan chegou mais perto.
- Dan, melhor não, eu acabei de chegar.
Daniel: Você com esse sotaque me deixa doidim. Você não ta namorando não né?
- Dan, não estou, mas talvez eu esteja enrolada com alguém.
Daniel: Ta, Já entendi, deixa pra próxima.
- Dan não fica assim, só quero um tempo. Não estou namorando, mas conheci alguém lá.
Daniel: Tudo bem.
-Mesmo?
- Mesmo.
Emy chegou, percebendo tudo e mudou de assunto.
Emy: Ta com fome?
- Morrendo.
Emy: A gente pediu uma pizza, logo vai chegar.
- Calabresa com queijo?!
Emy: Isso como você gosta, mas você sabe que é só hoje, amanhã é academia, você já ta gordinha de novo, andou comendo muito?
- Comida da Mamis, sabe como é?! Acho que engordei uns 10 quilos.
Emy: Até mais se duvidar.
- Credo. – Interfone tocou.
- Emy: Deve ser ele. Pode deixar Maria que eu atendo.
Emylly foi ver o interfone. Era o entregador, Maria foi arrumar a mesa. O entregador apertou a campanha, fui abrir a porta.
Entregador: Foi daqui que pediram uma pizza? – disse me olhando de cima a baixo.
- Foi sim, pode deixar aqui em cima, vou pegar a minha carteira.
Daniel: Não precisa eu pago.
- Não deixa que eu pago.
Daniel: Eu vou Pagar Ok.
- Mas...
Daniel: Deixa comigo! – Daniel pagou o entregador.
- Manias esses caras têm de não me deixar pagar a conta. – Bufei baixo.
Entregador: vocês podem tirar uma foto comigo?
- Claro.
Daniel: Vamos lá amigão.
- Emy tira aqui?
Emy: Tiro. – pegou o celular do entregador e tirou.
- Prontinho Obrigado.
Entregador: Obrigado, tô esperando Vocês nas telinhas de novo.
- Logo, Logo, Tchau. – Fechei a Porta.
- Vamos comer?
Emy: Partiu.
Sentamos em chão em volta da mesa de centro. Chamei Maria.
- Vem Maria, comer com a gente!
Maria: Eu já comi, Obrigada! Vou me deitar, você quer mais alguma coisa?
- Vou querer que você pegue o vinho pra mim.
Maria: vou pegar. – Maria foi pegar.
Emy: Vinho?
- você sabe que eu só como pizza com vinho!
Emy: é verdade, esqueci. – Maria chegou com o vinho.
- Obrigada Maria, Boa Noite, até amanhã.
Maria: Até Amanhã. – Maria se foi, e ficamos ali nos três. Daniel foi embora, então ficou eu e Emylly.
Emy: conta-me tudo!!!
- Amanhã, quero descansar um pouco, pode ser?
Emy: Ta, vamos dormir.
Emylly se virou para o outro lado da cama, e eu fui ver meu celular, vê se tinha alguma mensagem de Henrique, e tinha umas 10 mensagens. Então resolvi ligar pra ele, fui pra varanda do quarto e fiquei esperando ele atender, na terceira ele atendeu.

LIGAÇÃO ON
- Alô Henrique?
- Oiie meu Amor, te mandei mensagem você não me respondeu, fiquei sabendo que você voltou para o Rio.
- Eu voltei hoje, foi mal não responder. Tudo bem com você?
- Tudo sim e você?
- estou bem, amanhã volto para academia, que triste.
- você sabe que eu gosto assim.
- Eu sei mais pow, sou atriz e vou fazer comercial, e engordei uns 10 quilos só de comer a comida da Mamis.
- Tendi, realmente a comida da sua mãe é muito boa. No final de semana vou aí.
- Vir aqui? Fazer o que?
- Vou te ver uai, e tenho show aí na tijuca.
- Ah maneiro. Ta com saudades de mim?
- Muita. E você de mim?
- também. Bom, tenho que ir, amanhã vou ralar muito.
- Vai lá, meu amor, Bjus.
- Beijos. Vou ficar te esperando ansiosa.
- Isso é um bom sinal. Bjus, Boa noite.
- Boa Noite.
LIGAÇÃO OFF

Deitei de volta e dormir.
......


Notas Finais


Para ou continua?? Cadê o povo que gosta da fic??? Cinco comentários e posto mais um agora mesmo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...