História Natsu - O dragon slayer infinito - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Natsu Dragneel
Exibições 243
Palavras 1.347
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Harem, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Shounen, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem :3

Capítulo 1 - Como me tornei o Dragon Slayer mais poderoso do mundo


O pequeno Natsu, com apenas seus 6 anos, andava pela floresta, seu pai/mestre Igneel havia saído para caçar, por esse motivo, havia saído para andar um pouco. Mas algo interrompeu sua calma caminhada.

Uma grande onda de energia passou por toda a floresta, queimando arvores e matos, fazendo pequenos pontos de chamas que foram logo apagados por um pouco de agua, algo que escureceu o local, entre algumas outras consequências. Natsu ficou assustado, mas se aproximou da clareira de onde aquela onda de energia havia vindo.

Na clareira, haviam cinco enormes dragões aparentemente batalhando.

Um, assim como todos, tinha pelo menos 7 metros, era vermelho fogo, seus olhos tinham a íris laranja forte com um círculo vermelho em volta da pupila, suas asas eram enormes, apenas sua calda tinha quatro vezes o tamanho de Natsu. Seus dentes eram extremamente afiados e alguma de suas escamas eram levantadas, nos lugares expostos de sua pele, haviam buracos de onde eram esguichados fogo, assim não dando para ver o buraco.

Outro era azul, tinha também seus 7 metros ou mais, era azul bem forte, seus olhos tinham a íris em um azul marinho com um círculo verde agua em volta da pupila, assim como o anterior, suas asas eram enormes, sua calda era levemente mais longa que a do anterior. Seus dentes eram bem afiados, mas não tanto quando a do vermelho, suas escamas pareciam brilhar levemente, como se tivesse uma leve camada de agua por cima dela.

O outro era de um azul céu, era tão grande quanto os anteriores, seus olhos tinham a íris esbranquiçada com um círculo azul céu em volta da pupila, suas asas eram um pouco maiores que as dos anteriores, sua calda era do mesmo tamanho que a do outro azulado. Seus dentes também eram afiados, ficando pouco atrás que os do avermelhado, suas escamas pareciam ter um tom esbranquiçado.

O outro era marrom, era tão grande quantos os anteriores, porém parecia ser mais robusto, seus olhos tinham a iris verdes com um círculo marrom em volta da pupila, suas asas eram levemente menores, porém pareciam ser mais fortes, sua calda era alguns centímetros menor que a do primeiro dragão apresentado. Seus dentes, levemente menos afiados, pareciam ser levemente curvados para dentro na ponta. Suas escamas, marrons, pareciam estar com rachaduras, como se fosse terra.

Já o último, era o mais grande, tinha uns oito e meio de altura, e tinha toda uma parte superior do corpo coberto de escamas negras, que, por sua vez, eram decorados com marcas azuis. Sua parte inferior do corpo, especificamente o queixo, peito, estômago, rabo interior, coxas e braços, eram de cor cinza. Os olhos dele eram brancos e sua cabeça é redonda e sem corte, com quatro grandes placas, alongadas estendendo-se para trás. A boca dele era cheia de dentes afiados, e, ligado a seu queixo, havia uma saliência que se assemelha a uma ponta de seta. Suas grandes asas eram penas na aparência, semelhante a um pássaro.

Todos pareciam carregar seus mais poderosos ataques. Isso assustou Natsu que ficou desesperado, mas ele não correu para longe, correu para o meio dos cinco, tentando para-los. Mas só chegou lá quando os ataques já haviam sido disparados. Todos os cinco poderosos golpes acertaram a pequena criança de Natsu que não conseguiu nem gritar.

Ele desmaiou em menos de dez segundos, os dragões, por algum motivo, sumiram em um passe de mágica.

A verdade era que, por algum motivo, o garoto havia absorvido não apenas os ataques, mas toda a magia dos dragões, causando um fato problemático, os dragões foram absorvidos por sua magia de dragon slayer, assim, ele recebeu suas magias, agora podendo controlar todos os elementos, ainda tendo direito a um up em sua magia de fogo.

Ele não apenas desmaiou, mas também foi jogado longe na velocidade da luz, caindo do outro lado do planeta, em um lugar totalmente dominado pela neve, onde haviam poucas vilas ou cidades. Sua camisa foi totalmente destruída pelos ataques junto de suas sandálias e calção, deixando-o apenas com sua cueca box vermelha.

Em sua cabeça, ele estava em algo que parecia o pico de uma montanha que ficava dentro de uma escuridão eterna, não dava para ver nada, apenas seu pequeno corpo e o pico da montanha.

Em sua mente, ele estava acordado, bem acordado.

Lentamente, uma poderosa luz tomou conta do local e ele teve que tampar os olhos, destampando-os rapidamente.

Agora, o local onde estava era um grande lugar rodeado por grandes cadeias de montanhas. Na sua frente, uma versão sua aparentemente mais velha, com chifres como os de um demônio, com várias marcas pretas pelo corpo, e as letras E.N.D em seu pescoço, ele estranhou aquela pessoa, mas não se abateu pela aparência medonha daquele homem e falou.

-Quem é você?

-Eu? Eu sou você, eu sou o END!

-End? Eu vou sobre você… O Etherious mais poderoso de Zeref, certo?

-Sim, e eu sou você.

-Então eu sou um Etherious?

-Exatamente.

-Cara, isso é estranho.

-E vai ficar ainda mais estranho. Escuta só. Quando você se meteu entre os ataques daqueles cinco dragões que são: Acnologia, o preto, Ryuu, o vermelho, Shyriuu, o azul forte, Riryuu, o azul claro e Oroki, o marrom, Ryuu, Shyriuu, Riryuu e Oroki são dragões do grupo os elementos da natureza, Ryuu do fogo, Shyriuu da agua, Riryuu do vento e Oroki da terra. Já o Acnologia, é o dragão demônio, o rei dos dragões, o dragão das trevas, entre outros títulos.

-E o que aconteceu com eles?

-Você acabou absorvendo a magia de todos eles, fazendo-os serem absorvidos por sua magia, o Ryuu fortificou sua magia de fogo e os outros deram-lhe a possibilidade de usar seus respectivos elementos.

-Então eu tenho todos os elementos?

-Exato, inclusive as trevas.

-Cara isso é demais.

 -Além de que você tem a magia demoníaca, assim você pode criar demônios, controla-los, controlar demônios poderosos pois eu sou o deus dos demônios, entre outras coisas.

-E o que vai acontecer entre nós?

-Eu estou em sua consciência, então decidi que vou entrar em sua magia, assim você terá meus poderes de forma completa, assim como minhas memorias, entre outras coisas, você se tornará você mesmo de novo.

-Ah, entendi, então…?

-Mas antes, você tem que aceitar que é um Etherious, que é um demônio, você não vai ficar louco por caos e destruição, você apenas irá voltar a ser quem era.

-Hai.

Natsu fechou seus olhos e, em segundos, E.N.D já começava a sumir. O etherious sorriu ao ver que voltaria a existir, sabia que se tornaria um com sua outra parte que, ao ser enviado no tempo, foi dividido.

Certa de três minutos depois, E.N.D já havia sumido e Natsu abriu os olhos. Ele viu que o Etherious já não estava mais ali. Sorriu e imaginou um espelho na sua frente, para ver sua aparência. Se surpreendeu de forma extrema, seus cabelos ainda estavam de sua cor normal, mas seus olhos estavam bem diferente. Eles estavam com a íris laranja forte com um círculo prateado em volta da pupila. Na parte de traz de seu pescoço, E.N.D tatuado com uma tinta magica, seu corpo parecia ainda mais musculoso, mas isso não vinha ao caso.

Ele sabia que era consequência dos poderes recém-adquiridos e também de sua volta a vida real, sabia que sua forma não havia sido restaurada, apenas algumas coisas principais. Queria saber de uma coisa, quando normal, seu pênis tinha estranhos 15 centímetros, queria saber quanto estava agora. Quando abaixou um pouco a cueca, viu que agora eram 25 centímetros, se surpreendeu muito, mas não ligou e sorriu, o motivo? Simples, estava voltando ao mundo real.

Quando piscou os olhos, viu-se em um lugar extremamente gelado e totalmente dominado pela neve.

Não sentia sequer resquícios de frio, por causa de sua magia de fogo.

Mas tinha de encontrar alguém, queria saber onde estava, mesmo que sua magia demoníaca o possibilitasse sentir pessoas em um raio de 300 quilômetros, não sentia ninguém.

E foi ai que iniciou a jornada do Dragon Slayer infinito…


Notas Finais


Espero que tenham gostado :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...